publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

Os riscos da hipoglicemia

No dia 15 deste mês um grupo de trabalho da American Diabetes Association (ADA) e da Endocrine Society liderado pela médica Elizabeth R. Seaquist, MD, da Universidade de Minnesota, Minneapolis, divulgou diretrizes para que os médicos fiquem mais atentos aos riscos que da hipoglicemia e adotem formas de ajudar seus pacientes diabéticos que sofrem episódios de hipoglicemia.  As diretrizes foram publicadas no Diabetes Care online.

A hipoglicemia ocorre quando o nível de açúcar no sangue fica abaixo de 70mg/dl. É um problema que apresenta diferentes sintomas e leva a variadas consequências. Em resumo o cérebro passa a receber menos glicose e tem seu funcionamento alterado. Durante uma crise, as pessoas podem apresentar tremores, palpitações, taquicardia, frio, palidez, dificuldades de discernimento, irritabilidade, cansaço, fraqueza, tontura, dor de cabeça, alterações na visão e até convulsão, entre outros sintomas.

Segundo o trabalho, os episódios de hipoglicemia precisam ser levados mais a sério pelos médicos, especialmente para pacientes que tenham diabetes do tipo 2, que, em geral, não conta com o acompanhamento de um endocrinologista, como os afetados pelo tipo 1, que são aqueles que mais têm hipoglicemia.

Os pesquisadores alertam para efeitos adversos da hipoglicemia, como perda de consciência, que pode ser extremamente grave se o paciente estiver, por exemplo, dirigindo.  Daí a importância da informação, acompanhamento e prevenção.

Manter a glicemia em equilíbrio é um desafio permanente e que requer atenção. Não há uma fórmula mágica e geral. Cada indivíduo exige seu controle específico. Os riscos existem. Um episódio num idoso, em geral, é mais grave e pode levar até ao óbito.

Ferramentas desenvolvidas para ajudar os médicos no acompanhamento dos pacientes com diabetes já são comuns. O grupo de trabalho apresentou duas delas. Uma é um questionário que pergunta quantas vezes em uma semana típica sua glicose no sangue cai abaixo de 70 mg / dL, quantas vezes eles tiveram um episódio grave de hipoglicemia e precisaram da ajuda de alguém, se verificam a glicemia antes de dirigir, e se o cônjuge, parente ou outra pessoa próxima a eles sabe como administrar o medicamento.

A outra é uma lista de verificação para os médicos para usarem durante as consultas, para ajudá-los a terem certeza de que já pensaram em todas os fatores relacionados à hipoglicemia. Nesse questionário devem relatar os episódios de hipoglicemia que tiveram, os medicamentos que fazem uso e pensar junto com o médico nas melhores estratégias. Até a de carregarem lanches ou comprimidos de glicose para eventual emergência e terem sempre à mão medidores de glicose.

Previna-se e mantenha seus exames em dia.

 

Postado por flaviocure às 20:09

Compartilhe:

Nenhum comentário