publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

Dia de combater o tabaco

Pressão arterial e frequência cardíaca sob controle, dentes e dedos sem manchas, maior resistência física, menor risco de desenvolver uma bronquite crônica, sofrer com arritmia cardíaca, acidente vascular cerebral ou infarto, melhor paladar e mais dinheiro no bolso são alguns dos benefícios para os não fumantes. Além desses, a exclusão de uma estatística macabra, que registra 350 mortes por dia no Brasil, segundo estudo da Aliança de Controle do Tabagismo (ACT), no total são cerca de130 mil óbitos anuais.

Hoje, dia 31 de maio é o Dia Mundial sem Tabaco. Bom momento para abordar o tema e fazer os alertas para colaborar com a redução do vício. Vale lembrar, por exemplo, que, de acordo com o Ministério da Saúde, 90% dos casos de câncer de pulmão são causados pelo cigarro.

Boa notícia é que no decorrer dos anos, o número de fumantes no Brasil tem diminuído. Segundo pesquisa do Instituto Nacional do Câncer (Inca), em parceria com a Universidade de Georgetown, nos EUA, a queda chegou a quase 50% nos últimos 25 anos.

Quando analisamos o quadro mundial a situação piora bastante. O consumo de tabaco é crescente. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), um terço da população adulta do mundo é fumante, ou seja, 1,2bilhão de pessoas. São 47% dos homens e 12% das mulheres em todo o mundo. Nesse universo são 4,9milhões de mortes anuais. A previsão é de que esses números, mantidas as atuais tendências de consumo, cheguem a 10 milhões de mortes anuais por volta do ano 2030. Cinco milhões destes, com idades entre 35 e 69 anos.

Aqui pelo Brasil é preciso reconhecer que o avanço foi significativo e, creio, se deve às restrições de propaganda e consumo em diferentes ambientes. Também fazer o convencimento de que o cigarro não deve ser um suporte psicológico que serve como tranquilizador, aliviador de estresse e aborrecimentos. Ele é, sim, causador de doenças.

Se você é fumante, já tentou parar, mas voltou a fumar, saiba que isso é normal. Como uma dependência química, lembra o Inca, é normal a pessoa fazer de três a quatro tentativas antes de ter sucesso.

Portanto, não desista. Busque apoio especializado e siga em frente no intuito de ter uma vida mais sadia.

Bom fim de semana

 

Postado por flaviocure às 18:25

Compartilhe:

Nenhum comentário

Flexibilidade é fundamental

Amarrar o cadarço do sapato, cortar as unhas, coçar as costas, vestir uma calça comprida, subir escadas, alcançar uma prateleira, entrar ou sair do carro podem ser atividades difíceis para muitas pessoas com o passar do tempo. O motivo é a perda de flexibilidade que ocorre com o envelhecimento e contribui para a redução da autonomia dos idosos, assim como de sua capacidade funcional. No geral esse fator tem reflexo no conjunto da saúde, uma vez que inibe a execução de diferentes atividades, seja no âmbito privado ou público. Desde a higiene pessoal ao trabalho, tudo fica prejudicado, afinal quanto menor a flexibilidade, maios é o desconforto.

A tendência de quem sofre com esses desconfortos é a de se acomodar e reduzir gradativamente seus movimentos. Dessa forma, com a redução das atividades físicas fica aberto o caminho para complicações como aumento dos níveis de gordura corporal, e de doenças como as cardiovasculares, diabetes, hipertensão, por exemplo.

Por isso é importante desde a infância adotar uma rotina com a prática regular de exercícios que permitam a manutenção, desenvolvimento e treinamento da flexibilidade. Já que é inevitável a diminuição da elasticidade dos tecidos que envolvem as articulações ao longo do tempo, devemos nos precaver e buscar opções para adiar o quanto possível este fato.

Médicos e profissionais de educação física têm papel fundamental neste processo. Eles podem definir quais são os tipos de atividades específicas para cada pessoa. Quais os exercícios podem ser feitos com segurança. Quais cuidados necessários e os resultados esperados.

Casos de lombalgias, lesões, alterações no equilíbrio e na postura, quedas, são problemas com relação direta com a falta de flexibilidade. Os estudos mostram que meninos e meninas têm níveis de flexibilidade semelhantes na infância, mas no decorrer do tempo as mulheres ficam com níveis de flexibilidade maiores do que os homens. O processo de redução da flexibilidade, no entanto, já começa, para ambos os sexos, por volta dos 16 anos.

Um trabalho coordenado pelo professor de pós-graduação em Ciência e Exercício e Esporte da Universidade Gama Filho, Claudio Gil Araújo, publicado em março no “American Aging Association”, mostra que o período entre os 40 e 50 anos de idade concentra a principal fase de queda da flexibilidade. Nesta etapa da vida há também um conjunto de alterações hormonais, perda de massa muscular e ganho de peso. O estudo pode ser acessado a partir deste endereço: http://migre.me/eLyk6.

Segundo o trabalho duas áreas do corpo e seus movimentos são mais afetados ao longo do tempo: as rotações do ombro e do tronco. A conclusão veio depois da análise de 20 movimentos de seis mil pessoas (3.835 homens e 2165 mulheres) entre cinco e 92 anos.

Além dos exercícios físicos regulares como os alongamentos, que ajudam a combater o estresse, reduzir as tensões musculares e na coordenação motora global; podemos colaborar com ações simples, tais como dar uma boa espreguiçada. Não custa nada e dá para fazer até sentado.  Vamos lá.

 

Postado por flaviocure às 19:13

Compartilhe:

Nenhum comentário

Como evitar a conjuntivite

Os veículos de comunicação já anunciaram a chegada da temporada da conjuntivite, doença que ocorre quando há a inflamação da conjuntiva, a membrana que envolve o olho. Diferentes fatores concorrem para sua incidência, especialmente o clima mais seco. No Rio de Janeiro, particularmente, outra causa que tem sido ressaltada é a poeira das inúmeras obras espalhadas pela cidade.

Para as duas formas de manifestação da doença, a alérgica e a infecciosa (viral ou bacteriana), há medidas preventivas que podem ser tomadas para minimizar os sintomas conhecidos, como a sensação de areia nos olhos, vermelhidão, dificuldade de abrir os olhos pela manhã e secreção e duram, em média 15 dias.

Na conjuntivite alérgica as recomendações básicas são lavar o rosto sempre que chegar da rua, evitar ambientes fechados ou aqueles com poeira e obras; manter os olhos lubrificados e lavá-los com soro fisiológico quando houver incômodo.

Na infecciosa, é importante não levar as mãos aos olhos, lavar sempre as mãos quando tiver frequentar espaços públicos ou objetos como telefones, controles remotos ou toalhas. Também  não usar objetos como óculos, esponjas, rímel, delineadores ou de qualquer outro produto de beleza.de pessoas que estejam com a doença. Nesse grupo a viral é mais agressiva e a que mais se propaga.

Em ambos os casos é fundamental logo aos primeiros sinais visitar o oftalmologista, que saberá avaliar o quadro e indicar o melhor tratamento. Mesmo as pessoas que já tiveram a doença em anos anteriores devem procurar um profissional e evitar simplesmente repetir o tratamento passado. Não se automedique e não pingue colírios sem recomendação médica, alguns podem provocar complicações que agravam o quadro.

Alguns procedimentos aliviam a dor e o desconforto, tais como a utilização de compressas com água gelada, que deve ser filtrada e fervida, ou com soro fisiológico. É recomendável também a troca das toalhas do banheiro com maior frequência ou sua substituição por toalhas de papel para enxugar o rosto e as mãos. As fronhas dos travesseiros durante a crise também deve ser trocada diariamente.

Lembre-se a sua saúde é o seu principal patrimônio. Cuide bem dela.

Bom fim de semana.

 

Postado por flaviocure às 19:09

Compartilhe:

Nenhum comentário