publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

O melhor da festa com prevenção

Chegou o carnaval e, mais uma vez, alguns alertas são necessários.  O governo federal lançou uma campanha de prevenção às doenças sexualmente transmissíveis (DST) e AIDS que têm grande importância em todo o país. Mas, além destas precauções, outras bem corriqueiras e simples de serem tomadas não podem ser esquecidas. Entre elas estão, por exemplo, atenção à alimentação, à hidratação, à vestimenta. Hoje, neste artigo com este foco especial, apresento alguns cuidados necessários.

A campanha do Ministério da Saúde tem como slogan a frase “Se tem festa, festaço ou festinha, tem que ter camisinha” e pretende continuar na Copa do Mundo e nas festas juninas. Deverão ser distribuídos 104 milhões de preservativos já numa primeira remessa, com foco no público alvo definido entre 15 e 49 anos de idade.

Embora já não se fale tanto na AIDS ela segue como uma importante doença. A estimativa do Ministério da Saúde é de que 150 mil brasileiros sejam portadores do vírus HIV e nem sabem, além dos 340 que estavam em tratamento no final de 2013. Esse é um problema grave, pois essas pessoas deixam de iniciar um tratamento mais cedo, além do risco de transmitirem a doença a outras pessoas.

Mas além destas doenças todos podem se prevenir de outros riscos. Um dos primeiros e que também tem sido alvo de campanha, é pela redução do consumo de bebidas alcóolicas. Há o fator da segurança coletiva, cuja fiscalização dos governos com as operações da lei seca promete ser intensificada. Mas há, principalmente, os danos que o álcool excessivo provoca à saúde, além de, muitas vezes, privar o bebedor de aproveitar o melhor da festa.

Já no item alimentação é recomendável que se faça a popular “forrada do estômago” antes de ir pra festa. Afinal, é provável que opte por beber e, nesse caso, com o estômago vazio, a absorção do álcool pelo organismo é mais rápida. Mas, mesmo bem alimentado, vale moderar no álcool.

Quanto aos alimentos, dê preferencia aos com energéticos, como os carboidratos. Neste grupo estão o macarrão, o arroz e o pão. Além deles as frutas, as carnes magras, como os peixes e frangos. Evite alimentos gordurosos que dificultem a digestão.

Se tiver que cometer algum abuso, que seja de água. Hidrate-se bem. Não vale se enganar dizendo que está hidratado porque bebeu cerveja. A bebida tem álcool e afetará o funcionamento do organismo. Além da água, pode ser ingerido algum suco ou água de coco, que auxilia no equilíbrio do metabolismo. Evite misturas de álcool com energéticos, que pode levar ao aumento da pressão arterial, arritmias cardíacas, palpitações e até derrames cerebrais.

Outro cuidado deve ser com o excesso de sol. Não deixe de passar filtro solar, seja para desfilar nos blocos ou para relaxar na praia. No carnaval é comum as mulheres e também os homens se maquiarem em suas fantasias. É importante não exagerar nos produtos, pois, associados ao sol, podem provocar alergias e estragar a festa.

Quem não entrou em forma ao longo do ano pode, ao menos, alongar-se, para prevenir possíveis torções nos tornozelos, calcanhares, panturrilhas, joelhos e lombares, em função de atividades mais intensas ou de calçados inadequados. Nesse item vale descartar os chinelos e sandálias rasteiras, que além de não terem ergonomia adequada, não oferecem proteção aos pés. O melhor para quem quer cair na folia dos blocos são os tênis esportivos.

Roupas leves são a melhor opção. Bermudas, camisetas, tênis e bonés são o conjunto ideal.

Divirta-se da melhor forma possível. Mesmo que seja dentro de casa, em companhia de um bom livro ou de uma caixa de DVDs.

No mais, muita alegria e diversão.

Aproveite o carnaval.

 

Postado por flaviocure às 23:13

Compartilhe:

Nenhum comentário