publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

Como prevenir da caxumba

Nos últimos dias tenho sido muito questionado sobre como se prevenir frente aos inúmeros casos de caxumba que têm sido registrados no Rio de Janeiro. Pois bem, a única prevenção possível e eficaz é a vacinação. Mas algumas outras precauções podem e devem ser tomadas. É sobre elas que falarei neste artigo.

Primeiro é importante lembrar que estamos no período mais crítico para a caxumba, que é o inverno, quando as pessoas convivem mais proximamente em ambientes fechados. Afinal, a doença é causada por um vírus que é transmitido de uma pra outra pessoa por secreções presentes na saliva. Tosses ou espirros são formas de propagação da doença que atinge as glândulas salivares próximas ao ouvido e do maxilar, que fazem o rosto ficar inchados.

Os sintomas da doença são dores de cabeça e ao mastigar, fraquezas e dores musculares, febre e calafrios. A doença se não for tratada a tempo e em seus casos mais agudos pode resultar em surdez, meningite ou mesmo à morte. Nos homens após a puberdade pode haver inflamação e inchaço dos testículos e, nas mulheres dos ovários, em ambos os casos podendo levar à esterilidade.

Segundo levantamentos mais recentes, já foram registrados 66 surtos de caxumba nos municípios de Nova Iguaçu, Niterói e na capital, o Rio de Janeiro, onde a maior parte dos casos foi registrada na Barra da Tijuca, no Centro e na Zona Sul. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde mais de 30 locais sofrem com o surto da caxumba. Em todo o estado os casos suspeitos de caxumba no primeiro semestre chegou a 606 contra 561 registrados em todo o ano de 2014. A morte por meningite viral de uma adolescente, de 13 anos, está em investigação para saber se sua morte decorreu da caxumba.

Dezenove presos do Instituto Penal Plácido Sá Carvalho, no complexo de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio, estão em observação com suspeita de caxumba. Três casos da doença já foram confirmados no presídio, onde já foram vacinados. Em uma escola na Barra, também na Zona Oeste, foram registrados 19 casos de caxumba.

Frente a este quadro é preciso ter calma e contar com a ação eficaz das autoridades e profissionais de saúde. Pais e dirigentes de escolas devem tomar as medidas orientadas e evitar ações precipitadas. Sem pânico. A caxumba tem um período de incubação de duas ou três semanas.

Quem está contaminado deve ficar em repouso e não ir ao trabalho, à escola ou lugares públicos pelo período de nove dias após o início da doença. É necessário desinfectar objetos que possam estar contaminados com secreções da boca, nariz e garganta do doente.

Vale buscar o cartão de vacinação para verificar a situação de imunização. Lembrar que a primeira dose deve ser tomada ainda bebê, aos doze meses e a seguinte aos 15 meses. Mais duas doses devem ser tomadas até os 19 anos de idade. Os maiores de19 anos necessitam de apenas uma dose. Grávidas não devem se vacinar. Quem já teve a doença não corre risco de contraí-la novamente. Quem não encontrar o cartão, na dúvida, deve se vacinar.

 

Postado por flaviocure às 20:51

Compartilhe:

Nenhum comentário

Menos comida, mais exercícios, melhor qualidade de vida

Quem come menos, vive mais.  Pelo menos é o que assegura um estudo apresentado por pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia. Segundo eles, uma redução entre 34 e 54% das calorias consumidas tem o efeito de retardar o envelhecimento. O trabalho foi publicado pelo periódico Cell Metabolism, relata a revista Veja.

De acordo com ele, a dieta fortalece os sistemas imunológico e nervoso. Dessa forma, inibe fatores de riscos para diferentes doenças, entre elas o câncer.

Os participantes do estudo passaram por ciclos de cinco dias de restrição calórica a cada mês, por três meses. Nesses dias se submeteram a dietas com 34 a 54% do total de calorias normalmente ingeridas. Segundo o trabalho, ocorreu uma redução na quantidade do hormônio de crescimento IGF 1, aquele que pode estimular o envelhecimento.

Outra forma eficiente de aumentar o tempo de vida, segundo os estudiosos, é com as atividades físicas, mesmo que não seja intensa. Nesse caso o trabalho foi da Universidade de Tufts, nos Estados Unidos. Caminhadas, pouco álcool e nada de fumo já seria suficiente para reduzir os riscos de problemas cardíacos.

O ideal, como tenho sugerido sempre aqui, e é corroborado pela pesquisa, é o equilíbrio, seja na alimentação, seja nos exercícios e, melhor ainda, na conjunção entre ambos.

No estudo do exercício foram analisados 4.490 adultos saudáveis, com idades superiores aos 65 anos de idade e em perfeitas condições cardíacas. Foram analisados diferentes aspectos, tais como consumo de álcool, peso, circunferência da cintura e hábitos de atividades físicas e de lazer. Os 1.380 que tinham estilos de vida menos saudáveis foram os que desenvolveram insuficiência cardíaca.

O mais importante é que seja qual for sua idade, que você adote hábitos alimentares e estilo de vida saudáveis. Aproveite seu fim de semana e se ainda não adotou uma alimentação equilibrada, pesquise cardápios e identifique receitas que possam ser saborosas ao seu paladar. Também procure se informar sobre atividades físicas que sejam apropriadas para sua realidade. Em ambos os casos, não hesite em procurar um profissional especializado, seja um nutricionista, um profissional de educação física ou seu médico. Eles lhe oferecerão as melhores orientações.

 

 

 

Postado por flaviocure às 21:22

Compartilhe:

Nenhum comentário

Quando o diabetes cega

Uma das principais causas da cegueira no país é a retinopatia diabética, que atinge, principalmente, pessoas com diabetes fora de controle. Estima-se que cerca de 40% dos diabéticos podem desenvolver a doença, que assim como as demais associadas ao diabetes, é silenciosa. A prevenção é a chave principal, pois o hábito de manter a glicose controlada reduz os riscos da evolução até a perda de visão.

A doença acontece porque o excesso de açúcar por tempo prolongado no sangue dos diabéticos faz com que os vasos sanguíneos da retina se deteriorem e fiquem mais permeáveis. Com isso, sangue e fluido extravasam e formam o edema, que num primeiro momento provoca uma espécie de embaçamento da visão e com a sua evolução pode chegar à perda total ou parcial da visão. Na retina ficam as células recebem a luz, processam as imagens e enviam as informações para processamento pelo cérebro.

A doença apresenta diferentes etapas. Logo no início são pequenas áreas dilatadas nos vasos sanguíneos da retina. Depois esses vasos passam a ficar bloqueados. Numa fase seguinte, a quantidade de vasos já bloqueados impede a passagem do sangue e oxigênio. O organismo, então, cria novos vasos num processo chamado de neovascularização. Essa tentativa de se oxigenar feita pelo organismo, gera vasos frágeis tanto na retina quanto no globo ocular. O rompimento deles permite o vazamento do sangue e fluido, provocando os prejuízos que podem levar à cegueira.

Embora silenciosa, a retinopatia diabética pode não ser demorada. Por isso, mesmo jovens adultos e adolescentes podem ser acometidos. Portanto, atenção à prevenção desde cedo. O oftalmologista é fundamental para identificação de qualquer anormalidade, com a realização de exames de fundo de olho.

Vale lembrar que fatores como a idade avançada, pressão arterial elevada, alta taxa de gordura no sangue, diabetes, glaucoma e problemas com a coagulação sanguínea são agravantes.

Quando sintomas como manchas na visão, visão dupla, embaçamento, dificuldade ou perda de visão periférica, ou as chamadas mosca ou flashes flutuantes aparecem a doença já está instalada.

Por isso, previna-se. Procure seu médico regularmente, faças os exames e mantenha sua saúde em dia.

 

Postado por flaviocure às 19:53

Compartilhe:

Nenhum comentário