publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

Novo dispositivo epidérmico monitora fluxo sanguíneo

Um novo equipamento promete ajudar no monitoramento contínuo das variações no fluxo sanguíneo, o que é vital na avaliação do estado micro e macro vasculares em uma ampla gama de cenários clínicos e de pesquisa visando a prevenção e tratamento das doenças cardíacas. Desenvolvido por pesquisadores dos Estados Unidos, promete, além de monitorar e prevenir estas enfermidades, checar a eficácia de medicamentos.

O novo dispositivo monitora o fluxo do sangue  por meio do  acompanhamento do que ocorre nos vasos sanguíneos e consegue identificar problemas vasculares por meio da temperatura do corpo. Ele é composto por ultrafinos sensores térmicos metálicos que são aplicados na pele como um adesivo. De acordo com a temperatura do corpo ele monitora o fluxo sanguíneo. Segundo publicado ele já foi testado em humanos com sucesso.

Hoje existem diferentes técnicas, mas grande parte exige a imobilização do paciente, com elevados custos financeiros, sociais e pessoais. Outros equipamentos portáteis ainda não têm níveis de precisão adequados.

Este novo se apresenta como não invasivo, podendo ser de ser aplicado na pele, além de aplicações, segundo os pesquisadores, diretamente em órgãos internos. Com o desenvolvimento do equipamento os pesquisadores da Universidade de Illinois, liderados por Chad Webb, acredita na possibilidade de prevenção de outras doenças, tais como a aterosclerose, o diabetes e a anemia falciforme.

Segundo Chad Webb, diferentes instituições médicas e da indústria têm colaborado no projeto. Isto deve permitir o aprimoramento do dispositivo, cujo protótipo ainda exige a utilização de fios e carregadores.

Em tempos de Internet das coisas e dos wereables, esse é mais um projeto com potencial de facilitar a melhoria da qualidade de vida da população. No atual formato ele foi testado no antebraço e na ponta dos dedos. Mas não é difícil imaginar um aprimoramento com todas as vantagens que procedimentos não invasivos proporcionam. Tanto para o paciente como para os médicos que passam a ter formas mais simples de acompanhamento contínuo durante as atividades diárias dos pacientes.

Vamos torcer pelo sucesso do seu desenvolvimento e aguardar sua chegada ao mercado

 

Postado por flaviocure às 18:21

Compartilhe:

Nenhum comentário

Sem medo ou preconceito no Novembro Azul

Uma pequena glândula, do tamanho aproximado de uma castanha, mas que negligenciada pode custar a vida. Esta é a próstata, presente apenas nos homens e que, por isso, motiva a realização de um mês inteiro de prevenção, o novembro azul. É uma iniciativa para reduzir a incidência do câncer que a afeta e que hoje é o segundo tipo que mais ocorre no sexo masculino, superado apenas pelo câncer de pele não melanoma. A estimativa é de que no ano passado quase 70 mil casos tenham ocorrido no Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA).

É hora dos homens reagirem e agirem. Deixarem de lado o medo e o preconceito. É fundamental que ajam preventivamente, busquem os médicos – especialmente os urologistas- e façam os exames. A doença é daquelas que chamamos de silenciosas. Por isso, não é possível esperar os seus sintomas para depois agir. A exigência é antecipar, por meio de exames anuais. A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), informa que mais da metade da população masculina, 51%, nunca consultaram um urologista, com isso, estima que surjam 7,8 novos casos de câncer de próstata a cada hora.

Sabemos da tradicional resistência masculina aos cuidados básicos com sua saúde. Apelo, então, à inteligência. Afinal, esta doença ocorre na fase da vida na qual já não somos mais garotos movidos pela impetuosidade. Já deixamos de acreditar que somos super heróis imunes a todos os males. O câncer afeta essencialmente aqueles a partir dos 65 anos de idade. Por isso, a orientação é de que a partir dos 50 anos sejam iniciados os exames. Sendo que para aqueles de famílias onde já têm casos, a idade baixa para os 45 anos.

Vale lembrar aos receosos que o famoso toque retal não é a única forma de identificar a doença. Numa primeira etapa um simples exame de sangue, com medição do antígeno prostático (PSA) ou uma ultrassonografia da região, permite excluir o a ocorrência da doença, pelo menos naquele momento.

A função da próstata é a de produção de cerca de 70% do sêmen, líquido que contém os espermatozoides. Localizada na parte baixa do abdomêm, embaixo da bexiga e à frente do reto, a próstata começa a dar problema quando as células desta região começam a se multiplicar de forma desordenada e endurecer. Esse processo geralmente é lento, mas alguns tumores são mais rápidos e se espalham para outros órgãos.

Um fato positivo é a ampliação dos canais de informação e divulgação sobre a doença. Esse é, por exemplo, um dos fatores positivos de campanhas como esta que estamos realizando neste momento.

Portanto, você que é homem faça seus exames. Se você é mãe, filha, mulher, prima, amiga, seja o que for incentive os homens que você conhece a se prevenirem.

Afinal, a prevenção pode salvar sua vida.

Bom fim de semana.

 

Postado por flaviocure às 18:13

Compartilhe:

Nenhum comentário

Estudo aponta efeitos da carência de vitamina D para sistema cardíaco

A carência de vitamina D sempre esteve relacionada à popularmente chamada “fraqueza dos osso”. Mas um

O estudo analisou uma vasta base de dados clínicos do Intermountain Healthcare, envolvendo mais de 230mil pacientes, que foram divididos em quatro grupos e acompanhados por três anos. Os pesquisadores estudaram episódios cardíacos como morte, doenças arteriais, ataques cardíacos, AVCs, insuficiências cardíacas e renais.

Um parâmetro utilizado foi o nível de vitamina D no sangue, tendo o valor de 15 nanogramas por milímetro como base, considerado um ponto ideal para o funcionamento seguro do sistema cardíaco, segundo os pesquisadores. Anteriormente os pesquisadores trabalhavam – e grande parte segue trabalhando – com o valor de 30 nanogramas.

Os grupos de estudo foram formados por aqueles com menos de 15 nanogramas; pelos os que estavam entre 15 e 29, os de 30 a 44 e os iguais ou superiores a 45. A constatação foi de que para 9% dos doentes no grupo inferior a 15, os riscos de eventos cardiovasculares aumentaram em 35%, quando comparados com os demais grupos. Segundo o trabalho a principal probabilidade é de que os benefícios da suplementação com a vitamina fiquem limitados a este grupo.

Além de ser produzido pelo próprio organismos como resultado da exposição ao sol, a vitamina D pode ser obtida em alimentos como gemas de ovos, peixes, grãos e leites.

O trabalho teve como pesquisador principal o-diretor de pesquisa cardiovascular no Instituto do Coração Intermountain Medical Center, J. Brent Muhlestein, que informa a intenção de seguir com os estudos, para analisar e avaliar os efeitos de suplementos de vitamina D sobre os organismos de pessoas com níveis abaixo de 15ng/ml no sangue.

Como digo sempre por aqui, que venham os estudos, pois eles nos permitem ter uma visão cada vez mais abrangente dos nossos desafios. De como podemos melhorar as condições de saúde e nos prevenir contra as doenças. Nos indicam caminhos, mesmo que não sejam conclusivos. Nos permitem comparar diferentes visões sobre os problemas e formarmos as nossas.

 

 

Postado por flaviocure às 18:34

Compartilhe:

Nenhum comentário