publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

A importância da reposição hormonal

O estrogênio e a  progesterona são os hormônios produzidos pelos ovários femininos.

O estrogênio engrossa o forro do útero, preparando o mesmo para uma possível implantação de um ovo fertilizado.

Ele também influencia o metabolismo do cálcio, mantem níveis seguros do colesterol no sangue e ajuda a manter a integridade da vagina.

Quando a menopausa se aproxima, os ovários reduzem a produção desses hormônios. Níveis baixos de estrogênios podem causar sintomas como picos de calor e condições médicas como a osteoporose.

A reposição hormonal é um tratamento que repõe o estrogênio e progesterona no organismo quando os ovários não os produzem mais.

Durante a reposição a progesterona é usada por mulheres que ainda possuem útero. Se a progesterona não for usada nessas mulheres , durante o tratamento,  o risco de câncer do endométrio aumenta.

As mulheres que tiveram seus úteros removidos geralmente não precisam tomar progesterona.

A terapia de hormônios tem como objetivos principais aliviar os picos de calor, aridez vaginal e outros sintomas como suor noturno e pele seca.

Outros benefícios da terapia são a redução do risco de osteoporose, melhora do humor,  diminuição de risco do câncer de cólon e diabetes e diminuição do índice de mortalidade nas mulheres com 50 anos.

Os riscos da terapia podem em sua maioria ser controlados, são eles:

 

-O risco de câncer do endométrio (aparece quando, a mulher que ainda possui o útero, faz a terapia tomando somente o estrogênio sem a progesterona).

-Aumenta o risco de complicações na vesícula biliar.

-Coágulos no sangue e derrame ( Porém não existem estatísticas de complicações em mulheres com apenas 5 anos de menopausa).

-O risco de demência ( se a mulher que começou a terapia já esta a mais de 10 anos na menopausa).

-Doenças do coração ( se a terapia começar após os 60 anos de idade).

-Câncer de mama ( se a terapia com estrogênio e progesterona durar mais de 3 anos).

O tratamento não deve ser feito em mulheres que tiveram:

 

-Câncer de mama.

-Câncer do endométrio.

-Sangramento vaginal anormal.

-Histórico de derrame.

-Coágulos no sangue recorrentes.

-Doença no fígado.

-E que tenham suspeita de gravidez.

Os efeitos colaterais incluem manchas irregulares no corpo, sensibilidade na mama, menstruação, retenção de água, descoloração e irritação da pele.

A terapia de hormônios é muito importante!

Procure o seu médico para mais informações!

 

Postado por flaviocure às 13:13

Compartilhe:

Nenhum comentário