publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

Hipertensão durante a gravidez:

A pressão arterial alta é uma tensão acima do normal exercida pelo sangue sobre as paredes dos vasos do organismo.

O coração bombeia o sangue pelas artérias, que circula pelo corpo.

A pressão arterial alta, também chamada de hipertensão, significa que níveis pressóricos nas artérias esta acima do normal.

A hipertensão durante a gravidez, também chamada de pré-eclâmpsia, é uma complicação médica caracterizada pela alta pressão sanguínea, inchaço e proteína na urina.

A hipertensão durante a gravidez afeta 1 entre 14 mulheres. Esse quadro médico é mais comum nas primeiras gravidezes.

Mulheres adolescentes e acima dos 40 anos são mais afetadas por essa condição.

Mulheres mais afetadas:

 

– Com menos de 20 anos de idade.

– Com mais de 35 anos de idade.

– Com histórico de hipertensão.

– Com histórico de pré-eclâmpsia.

– Tem parentes com histórico de pré-eclâmpsia.

– Estão acima ou abaixo do peso.

– Tem diabetes.

– Tem doenças no rim.

– Tem histórico de consumo de drogas, tabaco e álcool.

Os sintomas mais comuns:

 

– Aumento abrupto de peso.

– Hipertensão.

– Proteína na urina.

– Inchaço.

O hipertensão durante a gravidez pode dificultar o recebimento de sangue na placenta, afetando o bebê.

Complicações mais raras:

 

– Convulsões.

– Falência renal temporária.

– Problemas no fígado.

– Coagulação do sangue.

– Parto prematuro.

O médico deve ser consultado imediatamente quando for percebido:

 

– Aumento abrupto de peso (2 quilos em 5 dias).

– Inchaço nos dedos, pés, cara e pálpebras.

– Dormência nos pés e nas mãos.

– Dor de cabeça que não melhora com Tylenol.

– Dor abdominal.

– Visão embaçada.

– Diminuição do movimento do feto.

– Náusea e vômito.

– Sangramento vaginal.

A hipertensão geralmente acaba após o parto.

Para mais informações consulte o seu médico.

Fonte: Cleveland Clinic.

Postado por flaviocure às 14:29

Compartilhe:

Nenhum comentário