publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

Você já dosou o seu PSA?

O rastreio do câncer é um processo rotineiro de exames para a detecção da doença numa fase ainda sem sintomas.

Esse processo consiste em um exame retal digital e um teste de antígeno específico da próstata (PSA/ prostate-specific antigen).

No exame retal digital, o médico procura caroços e anormalidades na área retal do paciente.

O PSA é um exame de sangue simples que determina o nível de proteína produzida pela glândula prostática do paciente.

A comunidade médica vem cada vez mais entendendo os benefícios do teste PSA. Mesmo sendo um exame de sangue simples, o teste PSA, pode detectar o cancer pré-maturo e salvar vidas.

Alguns médicos são contra o tratamento precoce do câncer devido aos seus efeitos colaterais como impotência e incontinência.

A sociedade americana de câncer recomenda que que o teste de PSA deve ser feito nesses momentos da vida do homem:

– Aos 50 anos.

– Aos 45 anos para quem tem parentes que tiveram câncer de próstata e afro-americanos.

– Aos 40 anos para quem tem mais de um parente que teve câncer de próstata.

O instituto nacional de câncer (EUA) alerta para os resultados “falso positivo” e “falso negativo” no teste PSA.
O “falso positivo” acontece quando o nível PSA esta alto porém não existe câncer.

O “falso negativo” é quando o nível PSA esta baixo porém o câncer existe.

Mesmo que o teste PSA detecte câncer não significa que o paciente morrerá do mesmo. Se o paciente é mais idoso ele provavelmente morrera de outra causa. No caso dos pacientes mais novos é indicado o teste PSA rotineiro.

Converse com seu médico para botar na balança os prós e contras dos testes PSA e rastreio do cancro rotineiros.

Se prevenir é muito importante.

Postado por flaviocure às 15:38

Compartilhe:

Nenhum comentário