publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

Você tem síndrome de fadiga crônica?

A síndrome de fadiga crônica é uma desordem caracterizada por extrema fadiga que pode ser justificada por uma condição médica.

Atividades físicas ou mentais podem agravar a fadiga, porém o descanso não a melhora.

Também chamada de encefalomielite miálgica ou doença de intolerância de esforço sistêmico, a fadiga crônica não tem causa conhecida.

Existem muitas teorias sobre os motivos da fadiga crônica, eles variam desde infecções virais até estresse psicológico.

Muitos estudiosos acreditam que essa condição é o resultado de uma combinação de fatores.

Não existe um único teste para o diagnóstico dessa doença e seu tratamento foca no alívio dos sintomas.

Existem oito sinais e sintomas oficiais da síndrome de fadiga crônica:

– Fadiga.

– Perda de memória e concentração.

– Dor de garganta.

– Gânglios linfáticos inchados no pescoço e axilas.

– Dor muscular inexplicável.

– Dor que passa de uma articulação para outra sem inchamento ou vermelhidão.

– Dor de cabeça.

– Sono que não descansa.

– Exaustão extrema que dura mais de 24 horas após execício físico ou mental.

A fadiga pode ser um sintoma de muitas doenças. É recomendado que se visite o médico se a fadiga for extrema ou persistente.

Causas:

 

– Infecções virais.
Pesquisadores acham que certos vírus podem causar a síndrome de fadiga cronica. O vírus Epstein-Barr, a herpes humana e o vírus da leucemia de rato são os principais suspeitos.

– Problemas no sistema imunológico.
Os pacientes diagnosticados com a síndrome de fadiga crônica apresentam seu sistema imunológico debilitado.

– Desequilíbrios hormonais.
Pacientes com a síndrome de fadiga crônicas experienciam níveis sanguíneos anormais nos hormônios produzidos pelo hipotálamo, glândulas pituitárias ou glândulas supra-renais.

A idade, o sexo e o estresse do paciente são fatores que podem intensificar a síndrome de fadiga crônica.

Complicações:

 

– Depressão.

– Isolamento social.

– Restrições no estilo de vida.

– Ausências no trabalho.

A fadiga também pode estar relacionada a desordens do sono, problemas médicos (como anemia e diabetes) e saúde mental (como depressão e ansiedade).

O tratamento pode incluir remédios como antidepressivos e pilulas para dormir.Também é indicado a terapia e exercícios diários.

Tratamentos alternativos incluem acupuntura, massagem e Yoga.

A síndrome de fadiga crônica tem cura.

Para mais informações procure o seu médico.

 

Fonte: Mayo Clinic.

Postado por flaviocure às 10:22

Compartilhe:

Nenhum comentário