publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

Você tem medo do melanoma?

Melanoma, o tipo mais sério de câncer de pele, se desenvolve nas células que produzem a melanina (pigmento que da a cor a pele).

Essa doença também pode se desenvolver nos olhos e em casos mais raros nos órgãos internos como o intestino.

A causa exata dessa condição não é clara, porém a exposição aos raios ultravioletas aumentam o risco da mesma.

O risco de se ter melanoma aumenta a partir dos 40 anos especialmente em mulheres.

O melanoma pode ser curado se detectado nos estágios iniciais.

A doença geralmente se desenvolve em áreas do corpo que ficam expostas ao sol como as costas, pernas, braços e face.

Partes do corpo que não ficam expostas ao sol também podem apresentar melanomas escondidos como as solas dos pés e palmas das mãos (esses melanomas escondidos são mais comuns em pessoas de pele escura).

Os primeiros sinais da doença são:

– Mudança em uma pinta já existente.

– Aparecimento de novo pigmento na pele.

O melanoma também pode se desenvolver sem apresentar sinais.

É necessário reparar se os sinais no seu corpo apresentam:

– Forma irregular.

– Borda irregular.

– Mudanças de cor.

– Mudança de diâmetro.

– Evolução.

O melanoma ocorre quando algo da errado no processo de produção da melanina.

Normalmente as células da pele se desenvolvem controladamente e em ordem. As células saudáveis empurram células velhas para superfície da pele aonde as mesma morrem e se soltam do corpo.

Quando as células desenvolvem dano no DNA, novas células crescem de forma descontrolada criando uma camada cancerígena.

O que causa o dano no DNA das células ainda não foi descoberto.

Acredita-se que o melanoma acontece devido a uma série de fatores, incluindo a condição do ambiente e da genética do paciente.

Estudos apontam que a maior causa dessa doença é a exposição a radiação ultravioleta vinda do sol e do bronzeamento artificial.

O fato de o melanoma aparecer em lugares que não recebem luz direta do sol aponta para mais causas desconhecidas da doença.

Fatores de risco:

– Pele clara.

– Histórico de queimaduras.

– Exposição excessiva a luz ultravioleta.

– Viver perto da linha do equador ou em grandes altitudes.

– Possuir muitos sinais e pintas na pele.

– Histórico familiar de melanoma.

– Sistema imunológico fraco.

Algumas entidades médicas recomendam um exame médico e pessoal da pele de tempos em tempos. Outras entidades acham que os exames de pele não são benéficos porque não salvam vidas, podendo levar a dor e desconforto desnecessários.

Em alguns casos o câncer pode ser detectado apenas olhando a pele do paciente, porém o único jeito de ter certeza absoluta é via o exame de biópsia. Nesse procedimento todas as partes do sinal (pinta) são removidos e analisados.

O tipo de biópsia utilizado dependerá da situação de cada paciente.

Os estágios da doença são classificado por números romanos de I a IV (1 a 4).

O estágio I é pequeno e de fácil tratamento, já o IV indica que o câncer já sofreu metástase e se espalhou para outros órgãos.

O tratamento inclui desde cirurgia a quimioterapia.

Como se prevenir:

– Evite o sol de 10 am a 4 pm.

– Sempre use protetor solar.

– Use roupas que cubram o corpo.

– Evite bronzeamento artificial.

– Se familiarize com sua pele e repare em mudanças.

É importante se prevenir.

Para mais informações procure o seu médico.

Feliz Natal!

Fonte: Mayo Clinic.

Postado por flaviocure às 11:27

Compartilhe:

Nenhum comentário