publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

Você sabe como evitar a morte súbita?

A parada cardíaca súbita é a perda da função cardíaca que acontece de forma repentina.
Essa condição geralmente tem como resultado a alteração elétrica do coração, interrompendo o fluxo sanguíneo para o resto do corpo.

A parada cardíaca súbita é diferente do infarto, que ocorre quando parte do fluxo sanguíneo é bloqueado no coração. Porém o infarto pode, algumas vezes, causar uma alteração elétrica no coração resultando em parada cardíaca súbita.

O tratamento para a parada cardíaca súbita deve ser imediato, para que não haja morte cardíaca súbita. A ressuscitação cardiopulmonar, feita com desfibrilador ou somente com as mãos, pode aumentar as chances de sobrevivência até que chegue a ambulância.

Os sintomas são imediatos e drásticos:

 

– Colapso súbito.

– Sem pulso.

– Sem respiração.

– Perda de consciência.

Raramente outros sintomas precedem a parada cardíaca súbita:

 

– Fadiga.

– Desmaios.

– Tontura.

– Dor no peito.

– Respiração rápida.

– Fraqueza.

– Vômitos.

Quando o coração para, a falta de sangue oxigenado pode causar danos no cérebro em poucos minutos (morte e danos permanentes no cérebro podem acontecer entre 4 e 6 minutos). O tempo é determinante quando se esta socorrendo alguém que se encontra inconsciente e sem respirar.

Tome ação imediata:

 

– Ligue para o 192 (SAMU).

– Aplique a massagem cardíaca. Cheque rapidamente se a pessoa esta inconsciente e respirando. Se não ha respiração comece a massagem cardíaca. Pressione o peito da pessoa de forma forte e rápida no ritmo de 100 compressões por minuto. Se você tem treinamento faça respirações de resgate a cada 30 compressões.

– Use um desfibrilador portátil. Se você não sabe usar o desfibrilador, ligue para a emergência e peça instruções.

Desfibriladores portáteis estão cada vez mais acessíveis em aeroportos e shoppings. É possível comprar o desfibrilador para se ter em casa.

Diferentemente de outros músculos, os quais, dependem de conexões nervosas para receber estimulação elétrica necessária para funcionamento, o coração possui o próprio estimulador elétrico.

O estimulador elétrico do coração é formado por um grupo específico de células localizadas no átrio direito, chamadas de nó sinusal.

O nó sinusal produz pulsos elétricos que coordenam o batimento cardíaco.

Se algo der errado no nó sinusal, o batimento cardíaco pode se alterar resultando em arritmia levando a uma possível parada cardíaca súbita.

Condições cardíacas que podem resultar em parada cardíaca súbita:

 

– Doença coronariana.

– Infarto.

– Cardiomiopatia.

– Doença cardio vascular.

– Doença cardíaca congênita.

– Problemas elétricos no coração.

Fatores de risco:

 

– Histórico familiar de doenças coronárias.

– Fumar.

– Pressão sanguínea alta.

– Colesterol alto.

– Obesidade.

– Diabetes.

– Estilo de vida sedentário.

– Uso abusivo de álcool.

– Histórico familiar de parada cardíaca súbita.

– Infarto anterior.

– Histórico familiar de doenças no coração.

– Idade.

– Sexo masculino.

– Uso de drogas ilegais.

– Desequilíbrio nutricional ( níveis de potássio e magnésio baixos).

Para diagnosticar a doença o médico pode pedir um eletrocardiograma, exame de sangue e testes de imagem como raio x de tórax (entre outros).

O tratamento de longo prazo inclui remédios, implante de cardioversor-desfibrilador, cirurgia entre outros ( cada tratamento varia de pessoa para pessoa).

Em caso de parada cardíaca súbita, o tempo é um dos fatores principais para se ter chance de sobrevivência. Deixe o telefone da SAMU (192) nos contatos rápidos.

Para mais informações procure o seu médico.

Uma boa páscoa pra todos!

 

Fonte:MAYOCLINIC.

Postado por joaoflavio às 14:22

Compartilhe:

Nenhum comentário