publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

Você sabe o que é DPOC?

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é uma inflamação permanente no pulmão que dificulta o fluxo de ar nesse órgão.

Essa situação tem como origem a exposição a substancias tóxicos, em sua maioria do cigarro.

Pacientes com doença pulmonar obstrutiva cronica possuem grande risco de desenvolver outras doenças como câncer de pulmão, doenças cardíacas entre outras.

O enfisema e a bronquite crônica são as duas condições mais comuns que contribuem para a DPOC.

A bronquite crônica é uma inflamação nos brônquios e é caracterizada por tosse diária e produção de muco.

O enfisema é uma condição aonde os bronquíolos do pulmão são destruídos devido a exposição a fumaça do cigarro.

A doença pulmonar obstrutiva crônica tem tratamento.

Com a terapêutica correta, a maioria dos pacientes consegue reverter os sintomas e manter uma boa qualidade de vida. O risco de doenças associadas também diminui.

Os sintomas da DPOC geralmente só aparecem quando danos significativos já ocorreram no pulmão.

Sintomas:

 

– Falta de ar.

– Respiração arquejante.

– Aperto no peito.

– Ter que limpar a garganta de manhã devido ao muco.

– Tosse crônica.

– Lábios e unhas azuladas.

– Infecções respiratórias frequentes.

– Falta de energia.

– Perda de peso.

– Inchaço nos tornozelos, pés ou pernas.

A principal causa da DPOC em países desenvolvidos é o tabagismo. Em países de terceiro mundo é comum que a causa de DPOC seja exposição a fumaça de combustíveis usados em cozinhas e no aquecimento de residencias.

Cerca de 30% dos fumantes desenvolvem a DOPC.

1% das pessoas com DPOC desenvolveram a doença devido a uma desordem genética que causa níveis baixos de uma proteína chamada Alfa-1-antitripsina (AAt). A AAt é produzida pelo fígado e liberada na corrente sanguínea para a proteção do pulmão.

Fatores de risco:

 

– Tabagismo.

– Pessoas com asma que fumam.

– Exposição a produtos químicos.

– Idade. Geralmente pessoas com DPOC tem mais de 40 anos.

– Genética.

Complicações:

 

– Infecções respiratórias.

– Doenças cardíacas.

– Câncer de pulmão.

– Pressão sanguínea alta nas artérias pulmonares.

– Depressão.

Para diagnosticar a doença, o médico deve avaliar os sintomas e o histórico médico do paciente. Os exames podem variar.

A doença pulmonar obstrutiva crônica não é o fim do mundo. O tratamento somado a parar de fumar podem reverter a doença na maior parte dos casos.

O tratamento inclui parar de fumar, remédios e até cirurgia.

Para mais informações procure o seu médico.

Pare de fumar. É melhor prevenir do que remediar.

Um bom feriado para todos.

Fonte:MAYOCLINIC.

Postado por joaoflavio às 13:30

Compartilhe:

Nenhum comentário