publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

Vamos nos Atualizar sobre Varizes?

As varizes e micro varizes geralmente se desenvolvem à medida que envelhecemos. Os vasos sanguíneos dilatados aparecem com maior frequência nas pernas e pés, devido à pressão causada por andar e ficar em pé.

Além de serem comuns, as varizes dificilmente são sinais de doenças mais graves. As mulheres são mais afetadas do que os homens.
50% da população adulta sofre de varizes.

Causas:

As artérias carregam o sangue do coração para o resto do corpo. As veias retornam o sangue do resto do corpo para o coração, para que o sangue circule. As veias das pernas trabalham contra a gravidade, ajudadas por contrações musculares.

– Idade. Com o passar do tempo, as veias se alargam e se tornam varizes. As veias ficam azuis porque contêm sangue desoxigenado, que está em processo de recirculação através dos pulmões.

– Gravidez. A gravidez aumenta o volume de sangue no corpo, porém diminui o fluxo sanguíneo das pernas para a pélvis. A mudança circulatória é orquestrada pelo organismo para favorecer o feto, podendo causar alguns efeitos colaterais como as varizes.

Mudanças hormonais durante a gravidez também influenciam para o desenvolvimento de veias dilatadas. A condição geralmente melhora 12 meses após o parto.

Fatores de risco:

– Hereditariedade e histórico familiar.

– Idade avançada.

– Ficar em pé durante muito tempo.

– Terapia de reposição hormonal pós-menopausa.

– Estar acima do peso.

– Uso de pílulas anticoncepcionais.

– Ficar sentado durante muito tempo com as pernas cruzadas.

– Usar roupas justas.

– Histórico de coágulos sanguíneos.

– Uso de esteroides tópicos.

– Exposição a raios ultravioleta.

– Traumas na pele.

– Cirurgia venosa.

– Outras condições que aumentam a pressão sanguínea.

Sintomas:

Algumas pessoas não apresentam sintomas, porém podem se preocupar com a estética. Os sintomas incluem:

– Cansaço nas pernas.

– Coceira.

– Pernas inchadas.

– Câimbras nas pernas.

– Coloração amarronzada na pele, principalmente nos tornozelos.

Os sintomas geralmente se agravam após longos períodos em pé ou sentado. Em mulheres, os sintomas também se agravam durante a gravidez.

Quando o tratamento é necessário?

Quando as veias fazem com que andar e ficar em pé seja doloroso, é a hora de visitar o médico. A visita também é necessária se feridas se formarem perto das varizes ou se os pés e tornozelos incharem.

Condições associadas perigosas:

– Úlceras de estase venosa.

– Infecções bacterianas ou fúngicas.

– Tromboflebite.

– Hemorragia venosa.

O objetivo do tratamento é reduzir os sintomas e riscos de complicações. Como nem todas as veias varicosas requerem tratamento médico, o objetivo pode ser simplesmente estético.

Para se prevenir das varizes mantenha um estilo de vida saudável, evite salto-alto e roupas apertadas e mude a posição do seu corpo sempre que estiver sentado ou em pé durante longos períodos.

As varizes tem cura, porém é sempre melhor se prevenir!

 

FONTE:CLEVELANDCLINIC/MAYOCLINIC.

Postado por joaoflavio às 15:32

Compartilhe:

Nenhum comentário

Vamos nos Atualizar sobre o Tétano?

O tétano é uma doença bacteriana séria que afeta o sistema nervoso, causando contrações musculares dolorosas, particularmente no pescoço e queixo.

A contração dos músculos reto-abdominais e os do diafragma podem levar à insuficiência respiratória.

Não existe cura para o tétano, porém o tratamento foca na manutenção dos sintomas da doença até que suas toxinas sejam controladas.

A vacina antitetânica é extremamente eficaz e é indicada para indivíduos acima de 7 anos. Após ser vacinado, o organismo produz anticorpos contra a doença.

O calendário de vacinação do Ministério da Saúde apresenta datas para a vacina antitetânica, que é dividida em 3 doses.

Sintomas:

 

Os sintomas do tétano podem aparecer em poucos dias ou até diversas semanas após a contaminação do vírus. O período de incubação médio é de 10 dias.

Sintomas Comuns:

. Espasmos e rigidez nos músculos do pescoço.

. Rigidez nos músculos do pescoço.

. Dificuldade para engolir.

. Rigidez nos músculos abdominais.

. Espasmos corporais dolorosos que podem durar diversos minutos e são desencadeados por pequenos eventos, como ruídos autos, toque físico ou luz.

Outros Sintomas:

. Febre.

. Suor.

. Pressão sanguínea elevada.

. Batimentos cardíacos acelerados.

Causas:

 

Os esporos da bactéria que causa o tétano, Clostridium Tetani, são encontrados no solo, poeira e fezes de animais. Quando eles entram no organismo, através de uma ferida profunda, os esporos começam a produzir uma toxina poderosa, tetanospamin, que prejudica os nervos que controlam os músculos (nervos motores).

É possível contrair a doença e não perceber o corte ou machucado.

Um reforço da vacina deve ser feito a cada 10 anos.

O tétano não tem cura mas tem prevenção!

Postado por joaoflavio às 13:01

Compartilhe:

Nenhum comentário

Você Conhece Alguém que tem DDA?

A síndrome do Déficit de Atenção com Hiperatividade, também chamado de DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção) é uma condição crônica que afeta milhões de crianças e que frequentemente continua durante a vida adulta.

Pessoas com DDA geralmente apresentam desatenção, inquietude e impulsividade.

Crianças com essa condição podem possuir a auto estima baixa, ter dificuldades em se relacionar e baixo rendimento escolar.

O tratamento pode ajudar a melhorar os sintomas, porém não oferece cura total. O diagnóstico precoce pode potencializar o tratamento.

Os sintomas começam antes dos 12 anos, em alguns casos sendo perceptíveis a partir dos 3 anos de idade. Eles podem variar entre brando, moderado e severo.

Os três subtipos de DDA:

 

– Predominantemente desatento.

– Predominantemente hiperativo-impulsivo.

– Combinado. A forma mais frequente de DDA combina os sintomas de desatenção e hiperativismo-impulsivo.

Causas:

 

– Hereditariedade. O DDA pode ser herdado.

– Ambiente. Certos fatores do meio podem causar DDA, como exposição ao chumbo.

– Formação. Problemas no sistema nervoso central durante a fase de crescimento podem causar DDA.

O parto prematuro e o consumo de drogas durante a gravidez podem agravar a condição.

Crianças com DDA estão mais propensas a desenvolver outras condições como ansiedade e transtornos bipolares.

A síndrome de déficit de atenção em adultos pode causar dificuldades para se conseguir emprego, problemas com a lei e transtornos sociais.

O tratamento inclui remédios, treinamento comportamental e acompanhamento psicológico.

Estilo de vida e dicas para o dia a dia:

 

– Faça uma lista diária com prioridades.

– Tenha um diário.

– Siga uma rotina e mantenha os objetos pessoais em lugares específicos.

– Peça ajuda.

Explique sua condição para familiares, amigos e colegas de trabalho. Suas relações podem melhorar.

FONTE:MAYOCLINIC.

Postado por joaoflavio às 14:28

Compartilhe:

Nenhum comentário