publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

O que Você sabe sobre Perda Auditiva?

A perda de audição em adultos é comum e constitui a quarta maior causa de deficiência mundialmente.

Somente nos Estados Unidos, a de perda de audição em adultos, dobra a cada 10 anos de idade do paciente.

Cerca de 50% das pessoas de 60 a 69 anos e 80% das pessoas com mais de 85 anos sofrem de perda de audição severa que afeta a comunicação do dia a dia.

Devido ao envelhecimento da população mundial, a perda de audição, deve se tornar cada vez mais uma das maiores causas de deficiência mundial.

O primeiro impacto sentido dessa condição médica é a dificuldade de comunicação, a qual, pode afetar o ambiente familiar e profissional. Fatores psicológicos e econômicos da vida do paciente também são prejudicados, levando-o ao isolamento social e redução de qualidade de vida (maior dificuldade educacional, maiores taxas de desemprego e menores salários).

Comparando pessoas de idades correspondentes , pessoas com dificuldade auditiva apresentam maiores riscos de hospitalização, morte, fragilidade, demência e depressão.

Os custos de saúde arcados pelo governo, com pacientes adultos de meia idade com deficiência auditiva, são significativamente maiores do que os que não apresentam essa complicação.

Existem 4 tipos mais comuns de perda auditiva, a condutiva, a neuro sensorial, a mista e a neural.

A condutiva é qualquer problema no ouvido externo ou médio que impeça que o som seja conduzido de forma adequada. Nesse caso o tratamento consiste de medicação ou cirurgia.

A sensorioneural resulta da falta ou dano de células sensoriais e pode ser tratada com aparelhos auditivos ou implante de orelha média.

A mista é uma combinação de uma perda auditiva sensorioneural e condutiva e seu tratamento pode incluir medicamentos, cirurgia, aparelhos auditivos ou implantes auditivos de ouvido médio.

A neural resulta da ausência ou dano do nervo auditivo e geralmente é profunda e permanente. Em alguns casos o implante auditivo de tronco cerebral (ABI) pode ser um opção terapêutica.

Entender e identificar os tipos de perda de audição ajuda os médicos a tratar o problema e indicar especialidade adequada.

Além da idade, outra causa comum para perda de audição é a exposição constante à ruídos. Enfermidades, infecções e uso errado de medicamentos também podem influenciar nessa condição.

Geralmente em crianças, a perda de audição é causada por hereditariedade ou doenças e lesões.

O diagnóstico dessa condição é feito normalmente por meio de um exame chamado audiometria. Com objetivo de avaliar a capacidade do paciente para ouvir e interpretar sons, ajudando a identificar possíveis alterações auditivas e permitindo orientar o paciente sobre as medidas preventivas ou tratamentos mais adequados para cada caso.

É importante comunicar aos familiares, colegas de trabalho e pessoas de convívio social sobre essa condição, para evitar preconceitos e mal-entendidos.

Se você esta tendo dificuldade para escutar, marque uma consulta com um otorrino.

Quanto mais cedo o tratamento começar, maiores são as chances de recuperação.

Para mais informações converse com o seu médico.

 

FONTE:NEWENGLANDJOURNAL.

 

 

 

 

 

 

Postado por joaoflavio às 20:57

Compartilhe:

Nenhum comentário