publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

Você sabe o que é a Rinite Não Alérgica?

A rinite não alérgica provoca espirros crônicos e nariz congestionado sem motivo aparente. Os sintomas dessa doença são similares aos da febre do feno (rinite alérgica), mas nenhuma das evidências habituais de uma reação alérgica estão presentes.

A rinite não alérgica pode afetar crianças e adultos, mas é mais comum após os 20 anos. Os desencadeantes dos sintomas da rinite não alérgica variam e podem incluir certos odores ou irritantes no ar, mudanças no clima, alguns medicamentos, certos alimentos e condições de saúde crônicas.

O diagnóstico de rinite não alérgica é feito após que a causa alérgica ser descartada. Isso pode exigir exames de sangue e pele.

Sintomas:

Se você tem rinite não alérgica, provavelmente tem sintomas que vão e vem ao passar do ano. Você pode ter sintomas constantes, ou que duram apenas um curto período de tempo. Sinais e sintomas de rinite não alérgica podem incluir:

– Nariz entupido.

– Coriza.

– Espirros.

– Pigarro na garganta.

– Tosse.

 

A rinite não alérgica geralmente não causa coceira no nariz, olhos ou garganta – sintomas associados a alergias como a febre do feno.

Etiologia:

A causa exata dessa doença é desconhecida. Porém, especialistas sabem que a rinite não alérgica ocorre quando os vasos sanguíneos do nariz se expandem, preenchendo o revestimento nasal com sangue e fluido.  Existem várias causas possíveis desta expansão anormal dos vasos sanguíneos ou inflamação no nariz.

Uma possibilidade é que as terminações nervosas do nariz sejam hiper responsivas, de forma semelhante à reação de pulmões com asma.

Mas seja qual for o gatilho, o resultado é o mesmo: nariz inchado e congestão.

Há uma série de fatores conhecidos que podem desencadear a rinite não alérgica, alguns resultando em sintomas de curta duração e outros podendo causar problemas crônicos. Esses fatores incluem:

– Agentes ambientais ou ocupacionais. Poeira, poluição atmosférica, fumo passivo ou odores fortes, como perfumes, podem desencadear a rinite não alérgica. Agentes químicos, comuns em fábricas, também podem ser os responsáveis.

– Mudanças climáticas. Mudanças de temperatura ou umidade.

– Infecções. Uma causa comum é uma infecção viral , um resfriado ou a gripe, por exemplo.

– Alimentos e bebidas. Comidas quentes ou picantes. Bebidas alcoólicas também podem causar congestão nasal.

– Certos remédios.  Estes incluem aspirina, ibuprofeno (Advil, Motrin IB, outros) e  medicamentos para hipertensão arterial, como betabloqueadores.

– Mudanças hormonais. Devido à gravidez, menstruação, uso de contraceptivo oral ou outra condição hormonal, como o hipotireoidismo, podem causar rinite não alérgica.

A rinite não alérgica também pode ser desencadeada em algumas pessoas por sedativos, antidepressivos, contraceptivos orais ou drogas usadas para tratar a disfunção erétil. O uso excessivo de descongestionantes nasais  pode causar um tipo de rinite não alérgica chamada rinite medicamentosa.

Fatores de risco:

Pessoas acima de 20 anos e mulheres tem maiores chances de desenvolver a rinite não alérgica. Complicações:

– Pólipos nasais.

– Sinusite.

– Otite média.

Diagnóstico:

A rinite não alérgica é diagnosticada com base em seus sintomas e exclui outras causas, especialmente alergias.

O seu médico irá realizar um exame físico e fazer perguntas sobre seus sintomas. Não existem testes específicos e definitivos para o diagnóstico da rinite não alérgica.

Tratamento: 

O tratamento da rinite não alérgica depende de quanto isso o incomoda. Para casos leves, o tratamento domiciliar pode ser suficiente. Para sintomas mais incômodos, certos medicamentos podem fornecer alívio, como descongestionantes nasais específicos (salinos, à base de corticosteroides, anti-histamínicos, anticolinérgicos e orais).

Em alguns casos, o procedimento cirúrgico pode ser uma opção para tratar problemas complicadores, como um septo nasal desviado ou pólipos nasais persistentes.

O umidificador de ar pode melhorar os sintomas.  Se você pode identificar coisas que causam ou agravam seus sintomas, se previna evitando-as.

Para mais informações procure o seu médico.

 

 

FONTE:MAYOCLINIC.

Postado por joaoflavio às 18:28

Compartilhe:

Nenhum comentário