publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

Você sabe qual é o Melhor tipo de Exercício para Perda de Peso?

Há muito debate sobre que tipo de exercício é melhor para saúde: aeróbico ou anaeróbico.

O exercício aeróbico, como caminhar, andar de bicicleta ou correr, aumenta a velocidade da respiração e o fluxo sanguíneo.

É possível  se exercitar de forma aeróbica por longos períodos de tempo.

O exercício anaeróbico, como o tiro (sprint) ou o levantamento de peso, é uma atividade curta e intensa, a qual, não pode ser sustentada por muito tempo.

Qual é o melhor tipo de exercício para perda de peso?

O exercício aeróbico e anaeróbico tem benefícios e você deve incorporar os dois em sua rotina.

Porém, se seu principal objetivo é perder gordura, o exercício anaeróbico é o certo para você.

A diferença entre o exercício aeróbico e anaeróbico se resume aos níveis de oxigênio.

Em exercícios aeróbicos ou “com oxigênio”, seus músculos têm oxigênio suficiente para produzir a energia necessária para o desempenho físico.

Exercício anaeróbico “sem oxigênio” significa que a demanda de oxigênio é maior que a oferta do mesmo e você não consegue acompanhar a energia que seu corpo está exigindo.

Isto leva à produção de lactato e, eventualmente, a cessação do exercício.

O exercício aeróbico, ou cardio de estado estacionário, é realizado em um ritmo constante, baixo a moderado.

Este tipo de exercício, que utiliza fibras musculares de contração lenta, é ótimo para condicionamento cardiovascular e melhora da resistência muscular.

Embora seja comum pensar que aquela corrida longa de baixa intensidade seja ideal para perda de gordura, na realidade a quantidade total de energia queimada nesse nível é menor do que durante o exercício anaeróbico.

Isso significa que para a maioria das pessoas, são necessários longos períodos de exercícios aeróbicos para obter uma perda significativa de gordura.

O exercício anaeróbico é realizado na forma de treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT), em que você intercala intervalos de alta intensidade com intervalos de recuperação. Isso é benéfico por várias razões, elas incluem:
– É possível entrar em um treino intenso rapidamente. Se o tempo é uma limitação para você, uma sessão HIIT é uma ótima opção.

– Você esgotará seus músculos e queimará mais calorias do que se estivesse fazendo exercícios aeróbicos (durante o mesmo espaço de tempo).

– O ganho de músculos aumenta o metabolismo. O HIIT faz com que as fibras musculares de contração rápida trabalhem em exercícios como sprinting, pilometria e levantamento de peso. Essas fibras aumentam o tamanho e a força muscular.

Isso significa que você estará aumentando a massa muscular, o que por sua vez, acelera seu metabolismo (já que o músculo queima mais calorias que a gordura).

– Após o exercício anaeróbico, você experimentará o efeito de pós-combustão. O nome científico desse efeito é: excesso de consumo de oxigênio pós-exercício (EPOC).

EPOC é a quantidade de oxigênio necessária que deve retornar ao corpo em seu estado de repouso.

O exercício anaeróbico estimula um EPOC mais alto porque você consome mais oxigênio durante o treinamento, o que cria um déficit maior para substituir o pós-treino.

Isso significa que você continuará a queimar calorias mesmo depois de terminar o execício.

Conclusão:

Embora os exercícios aeróbicos e anaeróbicos sejam importantes para uma rotina de exercícios completa, o exercício anaeróbico, como o HIIT, é mais eficaz para a perda de gordura.

O exercício anaeróbico reestrutura o corpo, portanto, lembre-se de que a perda total de peso não é um indicador preciso do progresso.

Esse tipo de atividade física faz com que se queime gordura e se ganhe músculo.

Para acompanhar sua evolução de forma correta, meça seus níveis de gordura corporal.

Para mais informações fale com o seu médico.

 

FONTE:Healthline.

Postado por joaoflavio às 16:38

Compartilhe:

Nenhum comentário