publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

Você Sabe o que é Ceratocone?

O ceratocone é uma condição ocular não inflamatória na qual a córnea se afina progressivamente, causando o desenvolvimento de uma protuberância em forma de cone. Isso acaba por prejudicar a capacidade do olho de se concentrar adequadamente, potencialmente causando má visão.

Se seu oftalmologista disser que você tem ceratocone, é possível que você a possua há anos sem saber. É difícil detectar essa doença ocular progressiva que afeta a córnea sem um teste específico. O tratamento dependerá de quanto a doença progrediu quando você receber o diagnóstico.

Mapeando o olho:

Os médicos normalmente diagnosticam o ceratocone usando topografia, um teste que mede e mapeia a curvatura da superfície do olho.

O ceratocone faz com que a córnea fique mais fina e mais fraca. Ela muda sua forma de redondo para mais saliente e semelhante a um cone. A topografia permite que seu médico veja essas mudanças.

Navegando a condição:

O ceratocone pode tornar sua visão embaçada ou distorcida (astigmatismo) ou causar miopia. E isso pode piorar com o tempo.

Geralmente afeta os dois olhos à medida que progride, mas pode ser mais grave em um olho. Isso geralmente leva à detecção tardia, porque o olho que enxerga melhor muitas vezes impede a pessoa de perceber mudanças no pior olho.

Você não pode reverter o dano, mas seu médico pode tratá-lo para reduzir o impacto em sua visão.

O tratamento normalmente progride com a doença, com os médicos podendo prescrever:

– Óculos e lentes de contato gelatinosas para casos leves nos estágios iniciais.

– Lentes de contato duras ou especiais para casos mais moderados.

– Transplante de córnea para casos graves (quando a correção óptica sozinha não é mais eficaz).

No entanto, os tratamentos mais recentes concentram-se na córnea, como implantes cirúrgicos, que podem ser inseridos nos olhos e ajudam a remodelar a córnea.

Um grande avanço em 2016, veio quando a FDA (Food and Drugs Administration) aprovou a interligação corneana para tratar a doença em seus estágios iniciais. Esta opção não-cirúrgica se concentra no fortalecimento da córnea com riboflavina e luz ultravioleta.

Tal como acontece com outros tratamentos, não inverte o dano. Mas a reticulação da córnea pode retardar ou até mesmo impedir que o ceratocone progrida. Você ainda pode precisar de óculos ou lentes de contato.

Entendendo porque a condição se desenvolve:

Ceratocone geralmente afeta pessoas na adolescência. A causa exata é desconhecida, mas os médicos suspeitam que certos fatores podem ter um papel:

– Às vezes é hereditário.

– É mais provável para aqueles que têm síndrome de Down e outras condições específicas.

Esfregar os olhos durante muito tempo também pode aumentar o risco de ceratocone. Portanto, mantenha suas mãos longe de seus olhos e controle suas alergias dos olhos para reduzir a coceira que leva à fricção habitual.

Quais sinais de aviso você deve observar?

Como as mudanças podem progredir muito lentamente, a condição é freqüentemente detectada somente depois que um aumento significativo da córnea.

Exceto em casos avançados, você não pode ver os efeitos da doença a olho nu. Os pais não podem ver isso nos olhos de seus filhos. E você não vai ver no espelho.

No entanto, é possível perceber sinais de alerta nos exames oftalmológicos de seu filho a longo prazo.

Considere perguntar ao seu médico sobre o teste de ceratocone se você perceber:

– Que a visão do seu filho piora de exame para o exame (maiores quantidades de miopia ou astigmatismo na prescrição de óculos).

– Que mesmo com lentes corretivas, a visão do seu filho não melhora.

O diagnóstico feito antes que a doença cause muitos danos à sua visão é a chave.

Para mais informações fale com seu médico.

 

 

FONTE:CLEVELANDCLINIC/MOORFIELDS.

Postado por joaoflavio às 15:21

Compartilhe:

Nenhum comentário