publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

Você sabia que as Bebidas Energéticas podem provocar um Acidente Vascular?

Podemos comprar bebidas energéticas em diversos estabelecimentos comerciais, como supermercados, drogarias e postos de gasolina. Muitas vezes, pensamos em beber um café ou uma bebida energética para nos mantermos acordados. Porém, será que os energéticos são seguros?

Bebidas energéticas têm megadoses de cafeína e às vezes outros estimulantes, muitas vezes estão associados à acidentes vasculares (AVC) isquêmicos ou hemorrágicos em jovens de 30 a 40 anos.

O que é que causa o derrame?

A condição que pode desencadear um AVC depois de beber uma bebida energética é a síndrome reversível da vasoconstrição cerebral, ou RCVS. Esse espasmo súbito dos vasos sanguíneos do cérebro pode restringir o suprimento de sangue ou causar uma hemorragia.

Embora a RCVS seja reversível, não é uma doença benigna. Algumas pessoas têm um AVC e nunca se recuperam, e em casos muito raros, a RCVS pode causar a morte.

Quais são os sintomas da RCVS?

O sintoma mais importante é a dor de cabeça severa, geralmente com intensidade nunca sentida antes.

Outros sintomas podem incluir formigamento e dormência em diferentes partes do corpo, bem como convulsões.

A RCVS frequentemente imita a vasculite do sistema nervoso central. Ambos compartilham sintomas semelhantes e provocam o AVC no início da vida. No entanto possuem tratamentos muito diferentes.

Por que as bebidas energéticas causam RCVS?

Os especialistas não sabem ao certo por que as bebidas energéticas acionam a RCVS. Alguns pacientes que bebem bebidas energéticas há algum tempo tornam-se mais sensíveis a doença à medida que o tempo passa. Outros são muito sensíveis no começo, e podem desenvolver RCVS na primeira vez que consomem uma bebida energética.

Infelizmente, não há como testar quem sofre risco de desenvolver a RCVS.

A dor de cabeça agonizante envia a maioria dos pacientes para o hospital, onde eles fazem uma tomografia computadorizada do cérebro. A varredura inicial pode parecer normal, no entanto, a RCVS pode ser negligenciada no início.

Os pacientes são enviados para casa até que a dor de cabeça persistente os traga de volta ao pronto-socorro. É quando o AVC isquêmico ou hemorrágico aparecem em uma tomografia computadorizada ou ressonância magnética.

Como os pacientes são muito jovens para desenvolver os fatores de risco habituais para o AVC, como pressão alta ou colesterol alto, os médicos devem procurar outra causa.

Os médicos normalmente fazem uma punção lombar para verificar se há uma infecção ou inflamação no cérebro. Eles também podem solicitar um angiograma por ressonância magnética (MRA) ou um angiograma dos vasos sanguíneos do cérebro.

Outras substâncias podem desencadear a RCVS?

Além de bebidas energéticas, os medicamentos que constringem os vasos sanguíneos podem desencadear a RCVS. O maior culpado são os descongestionantes nasais.

Causas menos comuns de RCVS incluem altas doses de antidepressivos da classe ISRS (inibidor seletivo de recaptação de serotonina), medicamentos para enxaqueca, adesivos de nicotina e ginseng.
A RCVS também está entre os muitos problemas que o uso ilegal de drogas e maconha pode causar.

Mulheres que tiveram um bebê podem desenvolver a RCVS no pós-parto.

Quão arriscadas são as bebidas energéticas para adolescentes?

As estatísticas são chocantes sobre o uso de bebidas energéticas em idades mais jovens. Um estudo descobriu que 43% dos jovens entre 13 e 15 anos já haviam experimentado.

Bebidas energéticas podem causar ansiedade, pressão alta, palpitações cardíacas, intoxicação e abstinência de cafeína em pessoas jovens.

E mesmo os adolescentes que usam bebidas energéticas para estudar, as mega-doses de cafeína a longo prazo não fazem bem para o cérebro.

As bebidas energéticas podem aumentar a excitação, mas não melhoram outras tarefas cognitivas. E, ao contrário da crença popular, eles não ajudam crianças com transtorno de déficit de atenção.

Infelizmente, as bebidas energéticas são comercializadas principalmente para adolescentes, especialmente nas mídias sociais. É importante educar melhor as crianças e as escolas sobre seus perigos.

Qual a alternativa?

Quando o cansaço bater, procure beber um café com leite, de preferencia leite de soja ou desnatado (não mais que 2-3 xícaras por dia).

A fadiga também pode ser combatida com bebidas energizantes, como gatorades, sucos de frutas e bastante água, para evitar a fadiga da desidratação.

O consumo de carboidratos, refeições não muito espaçadas e uma boa noite de sono, também podem ajudar a trazer a energia de volta.

Para mais informações procure o seu médico.

 

 

FONTE:CLEVELANDCLINIC.

Postado por joaoflavio às 15:02

Compartilhe:

Nenhum comentário