publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

É Importante se Vacinar?


O último relatório da Organização Mundial de Saúde sobre epidemias de sarampo mostra que os casos aumentaram 50% no ano passado. Em um dos países mais pobres e menos conectados do mundo, Madagascar, cerca de mil crianças morreram depois de um surto de sarampo no campo.

O número real provavelmente será muito maior, devido a dificuldades de relatar. Um programa de vacinação de emergência parece ter contido essa epidemia no momento, mas é um lembrete de como a doença pode ser devastadora contra populações despreparadas.

Enquanto isso, no mundo rico, populações previamente preparadas estão tendo suas defesas desmanteladas por dentro.

A descoberta de campanhas publicitárias contra a vacinação em redes sociais como o Facebook que são cuidadosamente direcionadas a mulheres grávidas, são muito preocupantes.

A imunização de adultos é uma prioridade para a saúde pública, particularmente em países onde o envelhecimento da população tem se tornado cada vez mais numeroso.

A proteção contra doenças que tipicamente afetam adultos (como gripe, doenças pneumocócicas e herpes zoster), a mudança de idade das infecções que originalmente afetavam crianças (como o sarampo), a proteção decrescente com o tempo para infecções que precisam de doses de reforço periódicas de vacinas (Tdap), a disponibilidade de vacinas que também podem afetar a saúde de adultos (HPV) são apenas alguns exemplos da importância da implementação de estratégias de vacinação específicas.

O encorajamento forte de provedores de cuidados de saúde para pacientes adultos em busca de vacinas à medida que envelhecem, particularmente para doenças evitáveis por vacinação, como herpes-zoster, pneumonia e influenza, é fundamental para melhorar a absorção de imunizações.

À medida que envelhecemos, nosso sistema imunológico se enfraquece, tornando os adultos mais suscetíveis a doenças graves. Compreender o envelhecimento do sistema imunológico está se tornando cada vez mais importante para os médicos, porque a vacinação é uma solução eficaz para superar alguns deste declínio da imunidade relacionado à idade.

Todos os anos, milhares de adultos adoecem ou morrem de doenças evitáveis por vacinação. O número anual de mortes por influenza em adultos varia de 3.000 a 49.000 (só nos Estados Unidos), dependendo da gravidade da temporada de gripe.
Os adultos podem transmitir coqueluche a outras pessoas, o que pode ser uma sentença de morte para bebês.

Todas essas doenças podem ser amplamente prevenidas com imunização apropriada.

A vacina contra sarampo, caxumba e rubéola não causa o autismo, de acordo com um importante estudo realizado na tentativa de tranquilizar o crescente número de vacinados, que duvidam da vacinação. Simplesmente, os sintomas da doença geralmente começam a se manifestar na época em que a vacina é administrada, entre 12 e 15 meses de idade.

A possibilidade de atingir alta cobertura com imunizações que possam garantir uma melhoria fundamental da saúde de adultos e idosos só pode ser alcançada através de um esforço coordenado, onde todos os interessados, sob a coordenação da saúde pública, contribuam para a formulação de recomendações; criar um banco de dados em funcionamento para registro de cobertura de vacina; promover cursos formativos para profissionais de saúde e informações contínuas para o público; aumentar a aceitação de vacinas entre os profissionais de saúde, que precisam dar o primeiro testemunho sobre a relevância da imunização.

Se previna de diversas doenças se vacinando!

Para mais informações fale com o seu médico.

FONTE:THEGUARDIAN/WEBMD.

Postado por joaoflavio às 12:03

Compartilhe:

Nenhum comentário