publicidade

Jornal do Brasil

À Sua Saúde – JBlog – Jornal do Brasil

Você sabe o que é Botulismo?

O botulismo é uma condição rara e grave causada por toxinas da bactéria clostridium botulinum.

Existem 3 formas de botulismo:

 

– Botulismo alimentar. A bactéria produz a toxina em ambientes com pouco oxigênio, como comidas enlatadas.

– Botulismo por ferimento. Se a bactéria entrar em contato com alguma ferida, pode produzir infecção que produz toxina.

– Botulismo infantil. Essa é a forma mais comum de botulismo. A bactéria entra em contato com o trato intestinal no bebê. Acontece tipicamente entre 2 e 8 meses de idade.

Todos os tipos de botulismo podem ser fatais e são considerados emergências médicas.

Sintomas:

 

Botulismo alimentar. Sinais e sintomas começam de 12 a 36 horas depois da ingestão da toxina e podem durar de horas a dias dependendo da quantidade ingerida.

Os sintomas incluem:

 

– Dificuldade para engolir ou falar.

– Boca seca.

– Fraqueza facial em ambos os lados da face.

– Visão embasada ou dupla.

– Pálpebras dos olhos caídas.

– Dificuldade para respirar.

– Náusea, vômito e dores abdominais.

– Paralisia.

Botulismo por ferimento. A maior parte das pessoas com botulismo por ferimento, usam drogas injetáveis diversas vezes por dia, portanto se torna difícil avaliar com certeza o tempo para que se apareça os sintomas e sinais.

Eles incluem:

 

– Dificuldade para engolir ou falar.

– Fraqueza facial em ambos os lados da face.

– Visão embasada ou dupla.

– Pálpebras dos olhos caídas.

– Dificuldade para respirar.

– Paralisia.

Botulismo infantil. Esta relacionado com alimentos como mel.

Sintomas incluem:

 

– Constipação.

– Movimentos desajeitados, devido a fraqueza muscular.

– Choro fraco.

– Irritabilidade.

– Baba.

– Pálpebras dos olhos caídas.

– Cansaço.

– Dificuldade em se alimentar.

– Paralisia.

Existem benefícios na toxina botulínica?

 

Cientistas descobriram que a paralisia causada pela toxina botulínica pode ser útil em algumas situações. Essa toxina pode ser usada para diminuição de rugas faciais prevenindo a contração dos músculos ou para controlar condições médicas como espasmos das pálpebras. Os efeitos colaterais podem variar.

Complicações:

 

A toxina botulínica afeta o controle dos músculos e pode causar diversas complicações. O perigo imediato é a dificuldade para se respirar, sendo a forma mais comum de morte no botulismo.

Outras complicações incluem:

 

– Dificuldade para falar.

– Dificuldade para engolir.

– Fraqueza duradoura.

– Fadiga.

– Respiração rápida.

O tratamento varia de acordo com o tipo de botulismo. Em casos de botulismo alimentar, o médico pode tentar limpar o sistema digestivo induzindo ao vômito e dando medicamentos para incentivar os movimentos peristálticos.

Se for botulismo por ferimento, o médico pode remover cirurgicamente o tecido infectado.

O tratamento também inclui antitoxinas, antibióticos, respiração assistida e reabilitação.

A prevenção pode ser feita de diversas formas:

 

Botulismo alimentar:

 

– Ferva a água utilizada.

– Cozinhe certos alimentos na pressão.

– Não coma alimentos enlatados mal guardados ou com cheiro ruim.

– Armazene a comida em lugares arejados e sem luz solar direta.

– Armazene óleos com alho ou ervas na geladeira.

Botulismo infantil:

 

Para reduzir o risco de botulismo infantil, evite dar mel, mesmo em doses pequenas para crianças com menos de um ano de idade.

Botulismo por ferimento:

 

Para evitar o botulismo por ferida, nunca injete ou inale drogas.

Para mais informações procure o seu médico.

FONTE:MAYOCLINIC.

Postado por joaoflavio às 14:51

Compartilhe:

Nenhum comentário

Por que temos rugas?

Existem diversas causas para rugas na pele. Elas incluem:

Envelhecimento

As rugas são um subproduto do processo de envelhecimento. Com a idade, as células da pele se dividem de forma mais devagar, e a camada interna, chamada de Derme, começa a afinar.
A rede de elastina (proteína que faz com que a pele se estique) e colágeno (proteína estrutural principal da pele), que suporta a camada externa, começa a afrouxar e enfraquecer, causando depressões na superfície da pele.
Com a idade, a pele também perde elasticidade, tem menos capacidade de retenção de umidade, glândulas secretoras de óleos são menos eficientes e a pele tem menos facilidade para cicatrizar.
Tudo isso contribui para a formação de rugas.

Contrações Musculares Faciais

As linhas na testa, entre as sobrancelhas (linhas franzidas), e no canto dos olhos (pé de galinha) são formadas devido a pequenas contrações musculares. Sorrir, franzir a testa, apertar os olhos e outras expressões faciais habituais fazem com que as rugas fiquem mais proeminentes.
Com o passar do tempo, as expressões somadas à gravidade, contribuem para a formação de papadas e pálpebras caídas.

Dano Solar

Exposição excessiva à radiação ultravioleta (Sol) pode resultar em envelhecimento da pele prematuro (foto envelhecimento).
Os raios causam danos nas fibras de colágeno e produção anormal de elastina.
Quando o sol causa dano na pele, uma enzima chamada de metaloproteinase é produzida.
Essa enzima cria e reforma o colágeno. Porém durante o processo, algumas fibras de colágeno saudáveis são danificadas, resultando na formação de fibras desorganizadas chamadas de elastose.
As rugas ocorrem quando esse processo ocorre diversas vezes.

Tabagismo

 

A pele saudável se regenera constantemente. Enquanto o colágeno antigo é quebrado e removido, novo colágeno é produzido. Pesquisas apontam que fumar diminui a produção de colágeno novo, causando rugas.

Qual é o Tratamento para Rugas?

 

Existem muitos tratamentos para as rugas que não precisam de receita médica. Entre eles estão:

– Dermo abrasão.

– Peeling químico.

– Preenchimento e terapia celular.

– Patches antirrugas.

– Cremes antirrugas.

– Toxina bolulínica.

– Laser.

– Ginástica facial.

– Acupuntura.

Se previna das rugas usando protetor solar e não fumando.

Para mais informações procure o seu médico.

 

FONTE:CLEVELANDCLINIC.

Postado por joaoflavio às 16:32

Compartilhe:

Nenhum comentário

Você sabe o que causa a insônia?

A insônia é uma desordem do sono comum que impede o sono reparador.

A dificuldade para dormir, ter um sono contínuo ou acordar no meio da noite, são características normais dessa condição.

A insônia pode diminuir a energia, piorar o humor e saúde, afetar o trabalho e qualidade de vida.

A maior parte dos adultos precisam de uma média de 7/8 horas de sono por noite.

Muitos adultos experienciam a insônia em alguma parte da vida. Ela pode ser causada por estresse ou eventos traumáticos. Essa condição pode se tornar crônica e durar meses ou anos.

Não é necessário ter que passar por noites sem dormir! Mudanças nos hábitos podem reverter essa situação.

Sintomas:

 

– Dificuldade para dormir à noite.

– Acordar durante à noite.

– Acordar muito cedo.

– Não se sentir descansado após uma noite de sono.

– Sonolência diária.

– Irritabilidade, depressão E ansiedade.

– Falta de memória e dificuldade de concentração.

– Aumento de erros e acidentes.

Podendo ser um problema primário, a insônia, também pode ser causada por condições médicas e medicamentos.

A insônia crônica é geralmente o resultado de estresse, eventos traumáticos ou hábitos diários que atrapalham o sono.

O tratamento da causa subjacente pode curar a dificuldade de dormir.

Causas:

 

– Estresse. Preocupações com o trabalho, escola, saúde, finanças ou família podem manter a mente ativa durante a noite, dificultando o sono. Eventos traumáticos como a morte de um ente querido, divorcio ou demissão também podem resultar em insônia.

– Viagens ou trabalho. Os ritmos circadianos atuam no organismo como um relógio interno, guiando o ciclo do sono, metabolismo e temperatura corporal. A mudança de fuso-horário e trabalhar até tarde ou muito cedo podem afetar nosso relógio interno causando a insônia.

– Hábitos do sono não saudáveis incluem: Comer ou assistir TV antes de dormir, dormir em horários irregulares, ambiente desconfortável, computadores e celulares.

– Comer muito antes de dormir.

Causas adicionais:

 

– Desordens mentais. A ansiedade e o estresse pós-traumático podem afetar o sono. Acordar muito cedo pode ser sinal de depressão.

– Medicamentos. Muitos medicamentos prescritos podem causar insônia, como antidepressivos e remédios para asma ou pressão sanguínea.

– Condições médicas incluem: Câncer, diabetes, doenças no coração, asma, refluxo entre outras.

– Desordens relacionadas ao sono como: Apneia do sono e síndrome das pernas inquietas.

– Cafeína, Nicotina e Álcool.

A insônia pode aumentar com a idade.

Fatores de risco:

 

– Sexo feminino. A dificuldade para dormir pode ser resultado de mudanças hormonais causadas pela menstruação.

– Idade. Pessoas acima de 60 anos podem ter mais insônia devido a mudanças nos padrões do sono ou a medicamentos.

– Estresse.

– Não possuir uma agenda de trabalho regular.

Complicações:

 

– Baixa performance no trabalho ou escola.

– Reflexos mais lentos.

– Desordens mentais. As desordens mentais podem ser a causa da insônia ou serem causadas pela mesma.

– Risco de se desenvolver doenças de longo prazo como doenças do coração e pressão sanguínea alta.

Exames para diagnóstico:

 

– Exame físico. Se a causa da insônia é desconhecida, o médico poderá pedir um exame físico para procurar sinais de doenças.

– Avaliação de hábitos do sono. O médico irá avaliar o padrão de sono do paciente.

– Estudo do sono. Em alguns casos, o médico irá indicar que o paciente seja avaliado em uma clínica de sono. Serão testadas diversas atividades do corpo enquanto o paciente dorme.

Um dos tratamentos mais utilizado é a terapia comportamental cognitiva para insônia. Ela consiste em diversas técnicas físicas e mentais, que tem como objetivo, melhorar o sono e consequentemente a vida do paciente.

Existem vários medicamentos, como o Zolpidem, que podem ajudar no tratamento da insônia. Porém o seu uso deve ser sob supervisão médica.

Os remédios para insônia podem causar diversos efeitos colaterais, portanto, é necessário conversar com o médico antes.

A medicina alternativa também pode ajudar (acupuntura e ioga).

Ficar sem dormir pode ser muito ruim para a mente e corpo. A mudança de hábitos e o aconselhamento médico podem ser a solução.

Para mais informações procure o seu médico.

 

FONTE:MAYOCLINIC.

Postado por joaoflavio às 9:07

Compartilhe:

Nenhum comentário