Publicidade

Jornal do Brasil

Botafogo – JBlog – Jornal do Brasil

E ninguém cala esse nosso amor!

38 comentários

Reprodução internet

Vitória épica. Técnico expulso, médico expulso, polícia batendo na torcida, juiz… bem… o juiz nós já sabemos. Mas era o dia do Loco. Mais um dia do Loco.  Estou fora do Rio, bebi uns chopinhos, apaguei e quando liguei o rádio o primeiro tempo já era. Ouvi pelo rádio mesmo. Os caras meteram o pau no juiz. Foi verdade mesmo? Ou o pessoal da Rádio também é chorão?

Eu te amo, Botafogo!

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

Tinha que ser coisa de vascaíno!

13 comentários

Como jornalista profissional e diplomado que sou, ao contrário do blogueiro framenguista, que é apenas um grande e talentoso advogado que escreve um ótimo blog num site jornalístico, também tenho o maior cuidado com o direito autoral das imagens e textos que publico aqui no JBlog do Glorioso.

Por isso me surpreendi essa semana ao pesquisar uma das fotos que publiquei no post sobre o time colombiano (ver mais abaixo). “Pesquei” a foto no site SuperVasco e, quando fui dar crédito ao trabalho, estava lá:  “Crédito: Blog do PC Guima”.

Eu!!! Logo eu?! A foto não é minha. Apenas reproduzi para ilustrar algum post. Complicado. Agradeço se alguém descobrir o autor e o veículo onde foi publicado o belo flagrante de mais uma mutreta framenguista pra ganhar jogos.

E agradeço publicamente aos amigos do Super Vasco por lerem um dos meus blogs.

Reprodução do site Super Vasco

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

E o blogueiro botafoguense só queria brincar!

3 comentários

Impróprio para menores de 18 anos, moças e tricolores

Que a internet é um território livre, já sabemos. Que qualquer um navega, também. Que muitas pessoas não entendem ironia, idem (ver post mais abaixo). Mas vamos ter calma, gente. Os blogueiros aqui do JB são pessoas bacanas e que eu saiba (não posso falar pelo blogueiro framenguista) nunca foram presos na delegacia de Copacabana. A comparação do Zico com o Cortês foi apenas uma brincadeirinha. Não era preciso me xingar tanto assim e fazer tantas ameaças. Deveriam usar apenas argumentos para provar que Zico foi mais importante para a seleção brasileira do que o Cortês, embora haja controvérsias. Se o Blog tivesse som usaria “pi” nos xingamentos que precisei cortar. Afinal, o leitor do JB também não merece ser premiado com baixarias. Não divulguei os nomes para preservar e respeitar a identidade dos meus detratores e dar oportunidade para que releiam o texto com mais calma e mudem de ideia.

Não tenho autonomia para falar pelos demais colegas, mas acho que eles concordam comigo. Ninguém aqui tem ódio de ninguém. Futebol é apenas uma diversão, um entretenimento, um esporte. Ainda não conheço pessoalmente o Gustavo, o Cláudio e o Pedro mas tenho o maior carinho e respeito pelos três, apear da escolha errada deles.

Afinal, como diz o velho ditado: “Quem não sabe brincar não desce pro play”.

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

VALEU, CHÊ!

11 comentários

Reprodução internet

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

E o blogueiro botafoguense só queria ironizar!

21 comentários

Meus amigos: jamais pensei que isso fosse acontecer de novo. Mais uma vez escrevo e publico um texto irônico, para brincar com uma determinada situação, e grande parte das pessoas não entende, levando a sério. Longe de mim – e bota longe nisso! – querer me comparar a Luis Fernando Veríssimo, mas volto a resgatar um texto que escrevi há exatos três anos para o conceituado site “Observatório da Imprensa”  falando justamente sobre a ironia.

O que procurei fazer no post abaixo, inspirado em Veríssimo, de quem sou fã e leitor assíduo, foi justamente ironizar a derrota do Botafogo. Taí o que vocês queriam: É claro que o cachorrinho não foi o responsável pela derrota.

Foi IRONIA.

Mas, se os amigos leitores não entenderam, faço mea culpa e também faço minhas as palavras do mestre publicadas na íntegra no texto logo abaixo:

Quando o leitor não entende o que um jornalista escreveu, a culpa é sempre do jornalista. Peço desculpa a quem não entendeu a intenção da coluna. (…). Talvez tenha faltado o aviso ´Atenção, ironia´. De qualquer jeito, culpa minha“.

Reprodução site "Observatório da Imprensa"

A seguir, o início do texto escrito por mim e publicado no Observatório:

“Muitas pessoas têm dificuldade de entender o que ouvem e lêem. Saber se comunicar não é para qualquer um. Escrever também. Dizem que escrever é fácil: “Você começa com maiúscula e termina com ponto”. Nem sempre. E a ironia? Nem todas as pessoas conseguem entender a ironia.

Luis Fernando Verissimo já sofreu por causa de um artigo chamado “A audácia”, em que questionava o então “eterno candidato” Lula por ter tomado um certo vinho francês em uma solenidade. Aquele que começava assim:

“Quem o Lula pensa que é, tomando Romanèe-Conti? Gente! O que é isso? Onde estamos? Romanèe-Conti não é pro teu bico não, ó retirante. Vê se te enxerga, ó pau-de-arara. O teu negócio é cachaça. O teu negócio é prato-feito, cerveja e olhe lá. A audácia do Lula!” (ver aqui).

Para quê? No dia seguinte, choveu cartas no Globo. “A coluna de Verissimo é um amontoado de besteiras preconceituosas contra o candidato do PT. Luiz Inácio Lula da Silva foi chamado de retirante, pau-de-arara, gentinha, pé-rapado brasileiro (…)”, escreveu um leitor. “Ao ler a coluna de Verissimo `A audácia!´ fiquei indignada com o tamanho do preconceito desse intelectual (…)”, escreveu outro. “Eu e minha família estamos indignados com a opinião do Verissimo em sua coluna, por ele ter demonstrado claramente que não gosta de pobre decente, capaz de ser alguém na vida e na sociedade. Ele não só humilhou o Lula como toda uma nação que luta para um país melhor”, detonou outro. “Como pode um escritor do quilate, do berço, da inteligência e da elite de Verissimo escrever um texto racista e elitista como esse? A humildade tem que fazer parte desse escritor, que exclui uma enorme parcela da sociedade das coisas mais finas que ele julga ser só para os ricos e para ele”, exagerou outro. “Verissimo foi infeliz, sobretudo, ao chamar-nos de gentinha. Posso não ser dotado de uma situação que me permita tomar Romanèe-Conti, mas vale lembrar que a maior parte desse país também não (…)”, reclamou mais um leitor.

No mesmo dia, na mesma seção, Verissimo se “defendeu”:

“Quando o leitor não entende o que um jornalista escreveu, a culpa é sempre do jornalista. Peço desculpa a quem não entendeu a intenção da coluna. O alvo era o preconceito social implícito na reação desmedida ao fato do Lula ter tomado um bom vinho. Talvez tenha faltado o aviso ´Atenção, ironia´. De qualquer jeito, culpa minha”. (…)”.

Quem quiser ler a íntegra, clique aqui.

 

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

Time colombiano usa estratégia flamenguista para ganhar jogo do Botafogo

27 comentários

6 de dezembro de 1981. Framengo e Vasco decidem o campeonato carioca. 161.989 pagantes no Maracanã. O Flamengo fez 2 a 0, com gols de Adílio e Nunes. O Vasco diminui no segundo tempo, com Ticão, e, no momento de maior pressão vascaína, o gramado é invadido por um ladrilheiro rubro-negro. A paralisação esfriou a reação do Vasco. O Flamengo venceu por 2 a 1 e conquistou o título.

Reprodução internet

25 de outubro de 2011. Botafogo e Santa Fé disputam uma vaga na Sulamericana. O primeiro gol do Santa Fé foi irregular. O Botafogo se desestabiliza e toma o segundo gol. Depois passa a dominar o jogo e Caio perde 4 gols. Num lance infeliz Léo do Botafogo faz um golaço contra. Vem o segundo tempo e o time colombiano faz 4 a 0. O Botafogo decide mexer no time e Alexandre Oliveira se prepara para entrar em campo. É a hora da virada. Aí aparece um cachorrinho que invade o campo e esfria o time do Botafogo.

O resto é história como a do ladrilheiro framenguista.

Reprodução da tv

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

O Botafogo é uma fortaleza e jamais se renderá

50 comentários

Reprodução. Sem comentários

Reprodução. Sem comentários

Reprodução. Clique duas vezes na mensagem e entenda a mensagem

Pra bom entendedor…

Resistam, botafoguenses.

 

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

Isso é Flamengo!

30 comentários

Gol legal do Universidad anulado no primeiro tempo

Airton, um dos jogadores mais violentos do futebol brasileiro, agride jogador do Universidad e é expulso mais uma vez

Um dos lances mais engraçados que já vi na vida. O juiz fica em dúvida se o jogador chileno deu uma cotovelada no Willians e vai consultar o quarto árbitro, MARCELO DE LIMA HENRIQUE. Quem? Isso mesmo. MARCELO DE LIMA HENRIQUE. Dispensa apresentações, especialmente para botafoguenses. O jogador chileno, claro, é expulso

Quem viu o jogo sabe que o jogador chileno não atingiu o Willians. Tanto que o bandeirinha nem acenou. Mas o MARCELO DE LIMA HENRIQUE viu o que ninguém viu. Aliás... deixa pra lá...

A bola entrou no pênalti marcado para o Universidad. Só não viu quem é cego

Teve ainda um pênalti não marcado a favor do Universidad, mas esse o pessoal do globoesporte.com, de onde tirei essas imagens, não mostrou. Seria demais. Humilhação demais.

O Blog do Botafogo no JB é assim. Mata a cobra e mostra o pau. É impressionante que mesmo tomando uma histórica goleada, o Framengo ainda tem a vocação histórica de ser beneficiado pelas arbitragens.

Sem chororô, por favor. Este é um Blog sobre futebol que quer apenas debater futebol.

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:
Publicidade
Publicidade
Assine o RSS