Publicidade

Jornal do Brasil

Botafogo – JBlog – Jornal do Brasil

Meninos eu vi e acho que estou vendo de novo

96 comentários

Lembro como se fosse hoje. Meu tio Gil, botafoguense de boa cepa, chegou pra mim e disse: “Já ouviu falar no Paulo Pelé?. Vai entrar no Botafogo e fazer sucesso. Você nunca mais vai esquecer dele.” Não deu outra. Paulo Pelé se tornou Paulo César, fez três gols numa decisão dando um título ao Botafogo, foi convocado para a seleção, virou Paulo César Lima, depois Paulo César Caju, foi jogar na França e virou “Paul Cezá”. Jogava muito. Um dos melhores jogadores que vi jogar. Muito melhor do que Zico, muito melhor do que Romário, muito melhor do que os dois Ronaldinhos que a Mídia globalizada enfia goela a dentro dos inexperientes e manipuláveis. Não que esses não jogassem bem. Mas o tal do Paulo Pelé era muito melhor.

Cria do Botafogo num tempo em que o Botafogo dava muitas crias. E vi Jairzinho, e vi Roberto Miranda, e vi Carlos Roberto, e vi Afonsinho, e vi Nei Conceição; e vi muitos outros mais. Junto com Manga (o melhor goleiro que vi jogar), Sebastião Leônidas (o melhor e mais clássico zagueiro que vi jogar) e Gérson (o melhor meia que vi jogar) formaram um time inesquecível que ganhou tudo o que tinha que ganhar e ajudou o Brasil a trazer o caneco em 70.

Lembrei de todos eles hoje ao ver o que Cidinho, Vitinho e Sassá fizeram em campo hoje contra o modesto Resende, que há três ou quatro anos humilhou o Framengo em pleno Maracanã. E temos visto Renan, Dória, Jadson, Lucas Zen, Gabriel, Gilberto e outros que virão.

É preciso muita calma nessa hora. Mas algo me diz que o Botafogo começa a formar uma nova geração inesquecível. É isso que nós estamos vendo de novo.

Vamos aguardar.

 

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:
Publicidade
Publicidade
Assine o RSS