Publicidade

Jornal do Brasil

Botafogo – JBlog – Jornal do Brasil

E o feitiço virou contra o feiticeiro

48 comentários

Zico no Maracanã se preparando para fazer uma de suas especialidades: cobrança de faltas (Foto: reprodução da internet)

E o feitiço virou contra o feiticeiro. Os framenguistas que acham que o futebol começou depois da ditadura, depois que a Globo passou a ditar as regras do jogo e depois dos anos 80 quando o Framengo ganhou uma taça no Japão contra um desinteressado time inglês que nunca ditou nada (dizem as pessoas más que os jogadores do inexpressivo Liverpool estavam de ressaca) provaram do próprio veneno: Zico, maior ídolo da história do clube não foi lembrado para o jogo de reinauguração do Maracanã chamado de “Amigos de Ronaldo x Amigos do Bebeto”. Logo o Maracanã onde Zico marcou a maior parte dos seus gols (dizem as pessoas más que a maioria deles foi contra times pequenos).

Na panelinha formada por jogadores que nunca tiveram tanta identificação com o estádio como Zetti, Geovani (ex-Santos), Edilson, Ricardo Rocha, Donato e até mesmo o próprio Ronaldo Fenômeno (que ali jogou poucas vezes) e o filho de Bebeto (mais conhecido por ter sido homenageado com um gesto simbólico do pai quando ainda era bebê), se juntaram um inexpressivo cantor que a indústria da música tenta impor aos manipuláveis consumidores chamado Naldo e até o personal trainer do Fenômeno, um tal de Márcio Attala. Fora a “árbitra” escolhida para apitar a partida que em uma das poucas vezes em que pisou no estádio para “trabalhar” como bandeirinha ficou marcada por duas falhas infantis que eliminaram o Botafogo da Copa do Brasil, acabaram por torná-la persona non grata à torcida botafoguense mesmo posando nua para uma revista masculina e que provocou praticamente o fim de sua carreira.

No justo chororô do ídolo framenguista, uma bela observação:

“Ao meu ver, eles deveriam ter convidado gente como Edinho, Jairzinho, Gérson… jogadores do América, Bangu, Bonsucesso, Portuguesa… Gente que faz parte da história do Maracanã e foi esquecida. Mesmo que não fosse para jogar, mas para participar. Se você faz uma pelada, tudo bem, se fosse uma reunião de amigos… Mas era um evento público. O que eu acho é que essas pessoas jovens que organizam não conhecem a história. Faltou sensibilidade.”

Além do absurdo de ignorarem Jairzinho, Gérson, o próprio Zico e outros nomes que deveriam ter sido homenageados, destaco uma das linhas da declaração do Galinho de Quintino, que, fora do Brasil, jogou no pequeno time da Udinese, na Itália, e no Japão, e ficou marcado por perder um pênalti numa Copa do Mundo:

“O que eu acho é que essas pessoas jovens que organizam não conhecem a história.”

Concordo plenamente com o Zico no seu protesto contra os feiticeiros que fizeram o feitiço.

 

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

Só não podem é calar os botafoguenses

29 comentários

Podem fechar o Engenhão, podem expulsar o Seedorf, podem adiar jogo contra o Vasco, podem entrar no tapetão com o Framengo, podem botar o Botafogo pra jogar no sábado à noite, podem inaugurar o Maracanã na mesma hora do jogo do Botafogo e mostrar ao vivo no Sportv…

5 gols na bola.  Nenhum de pênalti inventado, nenhum impedido. Como é bom torcer por um time que não precisa de arbitragens e sujeiras para ganhar os jogos.

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

Será que passa pela cabeça de alguém marcar o jogo do Botafogo para sábado e o do Fluminense para domingo?

68 comentários

Passa sim. Pela Globo. A dona do futebol brasileiro. Faz o que quer.

Reprodução: lancenet

A soma de pontos de Botafogo (21) e Resende (15) no segundo turno dá 36. A soma de pontos de Fluminense (16) e Volta Redonda (13) dá 29. O Botafogo é campeão da Taça Guanabara, tem 100% de aproveitamento na Taça Rio e o maior número de pontos no geral (36 contra 32 do time do plano de saúde). Tem 11 vitórias contra 9 do time das Laranjeiras. Vantagem total em qualquer dos confrontos. Tem ainda o maior número de gols marcados (37 contra 32 do FluFlu), 27 gols de saldo contra 16 do Flu e os dois astros da competição, Seedorf e Lodeiro. Me recuso a acreditar que passe pela cabeça de alguém botar o jogo do Botafogo no sábado. Se fizerem isso, a torcida tem que protestar.

Fora a sacanagem com o Engenhão e a manobra para tirar Seedorf do jogo contra o Vasco.

BASTA!!!

 

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

Seedorf lembra Garrincha em mais uma exibição de bola do Botafogo

69 comentários

Reprodução: site globoesporte.com

Reprodução

Nem o pessoal da Globo resiste mais. Mal acabou a goleada do Glorioso sobre o Nova Iguaçu, o site globoesporte.com sapecou lá no título esse Seedorf revive Garrincha. Pensei o mesmo quando vi a jogada. E é esse o Botafogo que o botafoguense gosta. Torna os jogos fáceis, dá show de bola, independe da ajuda de arbitragem. Coisa que torcedores de times comuns não entendem. E o Lodeiro? Esse cara sobe de produção a cada jogo. Vitinho cada vez mais lembra o Jairzinho. Gabriel já começa a despontar como candidato a uma vaga na Seleção. E Bruno Mendes já já vai voltar a jogar o futebol que jogou no final do ano passado.
Quem ainda não viu, veja aqui.

 

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

Juiz sai protegido por tropa de choque da PM e escreve na súmula que não houve “nada de anormal” no jogo do Flamengo contra o Duque de Caxias

37 comentários

Reprodução: jornal Lance!

Reprodução original

Tudo o que aconteceu conforme as fotos mostradas pelo jornal Lance! (ao alto) foi considerado normal pelo juiz Pathrice Maia, que apitou Framengo e Duque de Caxias, na súmula redigida após o jogo (acima). Para ser mais preciso, ele escreveu que não houve “nada de anormal” no jogo. Pressão? Por muito menos estão querendo dar um gancho no Seedorf. Olho no lance e na federação, Botafogo. Cadê o TJD e a Anaf que não aparecem nessas horas? Aliás, o Felipe, goleiro do Framengo, é useiro e vezeiro em pressionar arbitragens. Lembram do que ele fez no ano passado (ou foi no ano retrasado?) contra o Ceará? Foi naquele jogo em que o Willians chamou o juiz de “m…” e nunca foi julgado e nem punido.

Obrigado por me enviar a súmula, Mário AV.

Reprodução

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

Ah se o Vitinho fosse o Rafinha!

38 comentários

Reprodução: internet

A FraPress está tentando desesperadamente transformar o tal de Rafinha, que me lembra muito o folclórico Jacozinho, não cabe direito na camisa e usa caneleira que mais se parece um cotonete, em craque. Outro dia fez um gol normal no Remo do Pará e Luis Roberto, da Globo, narrou como se fosse um gol de placa. Hoje Vitinho fez dois golaços e o mesmo Luis Roberto chegou a comentar que um deles foi normal. Só faltou dizer que faria igual. Chupa, FraPress. Não adianta expulsar o Seedorf, adiar o jogo contra o Vasco, fechar e tentar tomar o Engenhão do Botafogo e outras sujeiras que ainda vão vir por aí.

E que partida do Lodeiro! E por que anularam o gol do Fellype Gabriel, que foi caçado em campo sob as vistas do juiz.

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

FlaPress chora ao vivo em mais um fracasso do Flamengo

19 comentários

Se quiser ler o chororô framenguista é só clicar duas vezes no recorte acima.

Duque faz “cera”, “retranca”, “ferrolho”, “retarda” a partida e juiz anula “impedimento duvidoso”! Pelo jeito o plantonista que narrou ao vivo o empate, quase derrota, do Framengo com o Duque de Caxias torceu mais do que trabalhou. A FraPress está começando a perder a noção do ridículo. E o pior é que tem gente que nega a existência da FraPress. Para quem não sabe ler nas entrelinhas pode ser que isso funcione.

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

Botafogo dá show de fairplay na goleada sobre o Vasco e evita humilhar o adversário

98 comentários

Até o juiz colaborou terminando o jogo aos 44 minutos do segundo tempo. O Botafogo deu um show de bola, evitou dar olé nos desesperados jogadores do Vasco e segurou para não dar uma goleada ainda maior. Algumas constatações: esse Lodeiro joga muito e o goleiro do Vasco é horroroso. Fellype Gabriel nasceu para fazer gols no Vasco. Rafael Marques começa a desencantar. E de nada adiantou adiar o jogo para evitar a escalação do Seedorf. O Botafogo hoje tem um dos melhores elencos do Brasil.

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:
Publicidade
Publicidade
Assine o RSS