Publicidade

Jornal do Brasil

Botafogo – JBlog – Jornal do Brasil

Empresa de dirigente do Flamengo patrocina camisa de juiz de futebol que ficou famoso por criar polêmica com o Botafogo

98 comentários

Marcelo de Lima Henrique, os botafoguenses conhecem bem. Não é preciso lembrar aqui. E os framenguistas adoram.

Hoje ele apitou Vasco e Fluminense.

Marcelo de Lima Henrique com o patrocínio da Sky na camisa (reprodução: globoesporte.com)

Viram o detalhe na camisa do juiz? Quer dizer: a empresa presidida por um dirigente do Framengo está patrocinando um juiz de futebol? Pior, um juiz acusado de ter prejudicado o Glorioso na decisão do carioca de 2008, ao marcar um pênalti num empurra-empurra dentro da área do Botafogo, fora outras coisitas mais!

Pode isso, Arnaldo? É ético? Não põe todo o departamento de árbitros sob suspeita? Especialmente – e de novo – o Marcelo de Lima Henrique? Alô alô STJD, Ministério Público, Papa…: espero que vocês leiam este post também.

Recorte de matéria sobre o presidente da Sky e alto dirigente do Framengo (Reprodução)

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

O dia em que a SeleFogo ganhou de 4 a 0 da Argentina

55 comentários

Reprodução: internet (site Milton Neves - Que fim levou?)

Estou muito chateado com o que aconteceu no jogo de domingo contra o Grêmio. É impressionante como as forças ocultas e as irresponsabilidades dentro de campo conspiram contra o Botafogo. Parece que o Botafogo não pode ser líder, não pode mais conquistar o Brasileirão. Em 2007 foi aquilo que se viu. O time ia bem até acontecer uma série de roubalheiras e o doping do Dodô. Nos campeonatos seguintes também aconteceram coisas estranhas que impediram que o Glorioso fosse o campeão ou, pelo menos, conseguisse uma vaga na Libertadores. Não que os botafoguenses valorizem tanto essa tal de Libertadores. Mas por digamos assim “sinal dos tempos”. Até domingo o Botafogo era líder mesmo tendo perdido o Fellype Gabriel e o Andrezinho. A diretoria não contratou nenhum reforço para compensar essas duas perdas. Não faço muita fé no tal do Elias e também desconfio do Alex.

Mas volto ao jogo de domingo. Mais um lance duvidoso em um jogo do Botafogo e, na dúvida, sabemos bem, é contra o Botafogo. O segundo gol do Grêmio foi muito estranho. Muito estranho. Mas o que me incomodou mais foi a violência do time gaúcho. O que não é novidade para quem acompanha futebol. Quase que o destemperado do Kleber, um sujeito desleal e sem ética, que há muito deveria estar banido do futebol, quebrou o Seedorf. Mas o veterano Zé Roberto quebrou o Lucas, que agora está no estaleiro sem previsão para voltar. Mais um desfalque sério.  Embora alguns sites tenham anunciado que o STJD, que adora punir o Botafogo, pode punir Zé Roberto, quem sabe até afastando ele durante o período em que o Lucas estiver fora, não creio que isso aconteça. O Glorioso vai acabar ficando com o preju. Lamentável. Mas vida que segue.  Vamos continuar acreditando. Parodiando Fernando Sabino, “no fim dá certo, se não der certo é porque não chegou o fim”.  O botafoguense é antes de tudo um forte.

E como não chegou o fim, explico a foto acima. É a da chamada SeleFogo que em 1967 sapecou 4 a 0 na seleção argentina. Eram oito jogadores do Botafogo e três de times comuns – os vascaínos Brito (que depois jogou no próprio Glorioso) e o pontinha Nado (uma espécie de Rafinha do Framengo na época, que sumiu e ninguém sabem ninguém viu) e o goleiro tricolor Félix.  Encontrei essa foto fazendo uma pesquisa sobre o Carlos Roberto que talvez venha a render um novo post. Depois explico.

Saudações alvinegras a todos os amigos do Blog. Tenho andado meio sumido, mas já já recupero o pique. Cuidem bem do nosso Blog e cuidado com os torcedores de times comuns.

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

Três times que brigam para não cair nos próximos jogos do Botafogo após o duelo contra o Grêmio no domingo

53 comentários

Reprodução: Lance!

Amigos, amigas e tricolores: estamos de volta após curto e tenebroso outono sem o Glorioso para ver jogar. Sou que nem o genial colega jornalista Sérgio Augusto: não gosto de futebol, gosto do Botafogo.

Mas vamos aos fatos. Vamos dar uma olhadinha nos próximos jogos do Glorioso. A avaliação deixo por conta de vocês. Mas é só analisar. O jogo contra o Grêmio no Sul é sempre duríssimo; e de dois times que disputam o título. Hoje o Náutico é o último colocado. Framengo está na zona do rebaixamento e o Vasco, com o pior time de sua história recente, está perto. Não creio que o Vitória tenha fôlego para ficar entre os grandes. O jogo contra o Figueirense é pela Copa do Brasil.

Mas não existe jogo fácil e nem bobo no futebol. Sabemos muito bem o que acontece fora e dentro do campo quando o Framengo está ameaçado de cair pra Segundona; e o Vasco cresce contra o Glorioso em jogos que não são finais. Os outros pequenos sempre dificultam a vida dos grandes. E nunca sabemos o que  o Sistema pode armar para prejudicar o Glorioso. Uma interdição de estádio, um caso de dopping, algumas suspensões e expulsões suspeitas. Muita calma nessa hora.

 

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:
Publicidade
Publicidade
Assine o RSS