Publicidade

Jornal do Brasil

Botafogo – JBlog – Jornal do Brasil

Mirem-se no exemplo do Montillo

5 comentários

Lamentável a notícia da aposentadoria do Montillo. Tinha a cara do Botafogo, a ética do Glorioso. Valia a pena investir e aguardar ele se recuperar. Profissional sério, jogador de grupo, espírito de equipe, carisma, pinta de ídolo. Vai ser difícil arrumar outro igual. Mas é preciso tentar.

Precisamos de um cara que jogue que nem o Montillo e que tenha atitudes que nem o Montillo, Presidente CEP.

E xô olho gordo! É uma contusão atrás da outra.

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

Coisas que só acontecem com o Botafogo

1 comentário

Coisas que só acontecem com o Botafogo, sim. Que me desculpem os que são contra essa máxima. Jogo contra o lanterna do campeonato. Contusão do Montillo com 10 minutos de jogo, dois gols de um pereba que jogou 258 vezes no Botafogo e só fez um gol, partida da vida do goleirinho parecido com a Xuxa, 458 escanteios a favor, 250 minutos de cera, 4229 bolas na trave, cera do adversário durante 950 minutos e prorrogação de apenas 4 minutos… E 30 milhões de SENTÕES secando na televisão.

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:

Habemos elenco

4 comentários

Amigos

Na fase de finalização do livro sobre o Sandro Moreyra, precisei sumir mais uma vez. Agora o livro já está a caminho da gráfica, com uma capa linda do Ique, vamos tentar retomar nossas conversas.

“(…) Depois de tantas contusões e outros percalços, começamos a ter um elenco, além de um time brigador e competidor.

Confortável olhar pro banco hoje e ver Jefferson, os dois Emersons, Montillo, Camilo, Leandrinho… Em breve teremos o Luis Ricardo também. E quem sabe esse Marcos Vinicius que veio do Cruzeiro. O Botafogo costuma dar asas à imaginação, como diria o reclame da John Tex. Mas temos que tentar, sim, mais um ou dois atacantes. Roger é muito irregular.

O Igor Rabello é uma grata surpresa, como diria Doalcey Bueno de Camargo, o Arnaldo dá pro gasto e dá gosto ver o Vitor Luis jogar. No meio nem se fala. É jogar a camisa pro alto e quem pegar vai jogar bem. E ainda perdemos o Airton. Esse Matheus Fernandes joga muito pro time, o João Paulo melhora a cada jogo e o Dudu Cearense é nordestino e não desiste nunca.

Pimpão hoje estava mais pra Pimpinho, não entrou bem e o Guilherme entrou mal.

Não gostei da arbitragem do avoado Vuarden. Falta vergonhosa do Luis Fabiano, quatro cartões todos pra jogadores do Botafogo, passou o jogo inteiro invertendo faltas, não deu cartão pro Breno Incendiário que baixou o sarrafo…

E o técnico do Vasco, hein? Terno na chuva? Terno na grama? O cara está meio fora de época. Que nem o presidente do clube.

Vida que segue. Vamos reesquentar isso aqui.

Aproveito pra avisar. “Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem” vai ser lançado dia 22 de agosto em General Severiano. Capa do Ique, como disse; prefácio do Carlos Eduardo  Novaes, orelha do João Máximo e texto da quarta capa da Sandra Moreyra. Todos, a exemplo do Sandro, brilharam no antigo JB em papel.

Vocês serão muito bem-vindos.

 

Postado por paulocesar  | Comentar

Compartilhe:
Publicidade
Publicidade
Assine o RSS