Publicidade

Jornal do Brasil

Cabo Frio JB News

Peça apoiada pela Prolagos “Aventuras no Mundo Encanado” atinge a marca de 100 apresentações

Transmitir lições sobre saneamento e sustentabilidade através da imaginação, fantasia e emoção de um espetáculo teatral. A união do tema com a arte cênica é sucesso na Região dos Lagos com a peça “Aventuras no Mundo Encanado”, que chega à marca de 100 apresentações, assistidas por quase 17 mil pessoas nos municípios da área de concessão da Prolagos – Concessionária de Água e Esgoto da Região dos Lagos –, Arraial do Cabo, Búzios, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia. A centésima apresentação aconteceu hoje (29/04), na Escola Municipalizada Sapeatiba Mirim, em Iguaba Grande, para cerca de 100 alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental.

Em cartaz desde 2013, o espetáculo tem como personagem principal o Prolaguito e fala de uma forma lúdica e divertida sobre a importância do uso consciente da água e do tratamento de esgotos para a preservação do meio ambiente. O teatro de bonecos é encenado pela Trupe Fabricarte, com atores da Região dos Lagos Ricardo Amorim, Manuela De Lellis e Rafaela Solano, sob a direção de Cesar Valentim, e é incentivado pela lei Rouanet do Ministério da Cultura com apoio da Prolagos e Instituto Equipav, e gestão da agência 3 Apitos.

Segundo o diretor Cesar Valentin, “Aventuras no mundo Encanado”, é um dos espetáculos que está a mais tempo em cartaz na Região dos Lagos.

“Tem sido gratificante multiplicar importantes mensagens sobre preservação ambiental e uso consciente da água para milhares de crianças através da arte. Fico lisonjeado em fazer parte de um projeto que se tornou um marco na região como a peça que está a mais tempo em cartaz,” diz Cesar.

As apresentações da peça acontecem em praças, teatros, instituições, além de integrar o programa de responsabilidade socioambiental da Prolagos, o Saúde Nota 10. Para 2015, a previsão é que aconteçam 40 apresentações.

“É uma honra para a Prolagos poder contribuir com o fomento da arte e da cultura na Região dos Lagos e proporcionar entretenimento de qualidade, conscientizando o público para preservação do meio ambiente.”, afirma Carlos Roma Jr., presidente da concessionária e do Instituto Equipav.

A centésima apresentação do espetáculo aconteceu hoje (29/04) na Escola Municipalizada Sapeatiba Mirim, em Iguaba Grande.

 

Compartilhe:
Comentar

Obras das escolas modelo em Cabo Frio entram em fase final

O ritmo das obras nas escolas modelo em Cabo Frio continua acelerado e esta semana entra na fase de acabamento.  Os três prédios que vão abrigar um novo modelo de ambiente escolar já mostram que o município entra em nova fase no setor de Educação. As obras das escolas municipais Patrícia Azevedo, no Jardim Esperança; a Alfredo Castro, no Jardim Excelsior; e em Tamoios estão dentro do cronograma previsto por técnicos da Prefeitura.

Para o prefeito Alair Corrêa, o momento de reestruturação financeira dos municípios exige esforço redobrado para não afetar o andamento das obras das escolas.

– Fomos obrigados a paralisar muitas obras temporariamente, mas sempre fui muito objetivo com nossos técnicos para que as obras das escolas não sofressem qualquer tipo de interrupção – disse o prefeito Alair Corrêa, que tem acompanhado de perto as obras.

Esta semana, a escola modelo Patrícia Azevedo começou a receber acabamento em ladrilhos. Os operários e técnicos não param e o movimento nos três prédios é intenso com caminhões, máquinas e equipamentos descarregando materiais para a fase final.

A escola do Jardim Excelsior também já passou para o segundo pavimento, com pedreiros trabalhando diariamente em ritmo acelerado. A estrutura em ferro para a cobertura também já está colocada.

De acordo com cálculos da Prefeitura, os prédios terão investimento acima de R$ 5 milhões e vão oferecer aos alunos uma estrutura de ponta seguindo o que há de mais moderno e em sintonia com definições pedagógicas. Os novos prédios terão capacidade para 800 alunos divididos em dois turnos.

A estrutura das novas escolas inclui biblioteca, anfiteatro, auditório, sala multifuncional, sala de informática, quadra poliesportiva, refeitório e bicicletário.

Prefeito Alair Corrêa diz que reestruturação financeira do município exigiu esforço redobrado para não afetar as obras

 

Compartilhe:
Comentar

Cabo Frio realiza evento para lembrar a Memória de vítimas de acidente de trabalho

O CEREST-BL – Centro de Referência em Saúde do Trabalhador da Baixada Litorânea / Cabo Frio – em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, realizou nesta terça-feira, dia 28, o primeiro ciclo de Capacitações para 2015.  O evento, realizado na Universidade Veiga de Almeida, foi organizado para comemorar o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho.

– Este foi o primeiro ciclo de capacitações do ano e contamos com a presença de pessoas importantes, como o psicólogo Rodolfo Pereira, especialista em saúde pública, que falou sobre os transtornos mentais relacionados ao trabalho, uma das principais causas de adoecimento do trabalhador brasileiro, disse a fisioterapeuta Fernanda Gonçalves, coordenadora do CEREST-BL.

Participaram do evento trabalhadores da área da saúde dos 9 (nove) municípios da Baixada Litorânea, Ministério Público, INSS, vigilâncias em saúde sanitária e sindicatos. Durante o encontro, que contou com palestras importantes na área de saúde do trabalhador, o público também pode acompanhar o lançamento de livros sobre diversos temas, como práticas e pesquisas de saúde e justiça e gestão na área de petróleo e gás.

Durante o evento, os participantes também puderam conhecer a experiência do CEREST de Botucatu/SP, que conseguiu acabar com a comercialização do amianto na cidade. A engenheira Fernanda Giannasi, principal expoente na luta pelo banimento do amianto no Brasil e no mundo, falou sobre o assunto. Fernanda Giannasi recebeu,em agosto passado, em solenidade no Tribunal Superior do Trabalho – TST, em Brasília, a Comenda da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho. Ela foi uma das agraciadas por seu trabalho e luta pelo banimento do amianto. A engenheira, que também é Auditora-Fiscal do Trabalho é palestrante de visibilidade nacional e internacional, com participação em encontros em diversos países.

A coordenadora do Programa de Saúde do Trabalhador do município de Cabo Frio, Giselle Bastos Peixoto, aproveitou o momento e a presença da palestrante para reforçar a importância de se colocar em prática a lei nº 1581, aprovada no município de Cabo Frio desde 18 de setembro de 2001, que proíbe o uso do amianto.

–  O amianto provoca tantos males na saúde do trabalhador e da população de uma forma em geral que precisa ser banido, explica Giselle.

Em 28 de abril de 1969, a explosão de uma mina nos Estados Unidos matou 78 trabalhadores. A tragédia marcou a data como o Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes do Trabalho. Encampando essa luta, mas com foco na prevenção, a Organização Internacional do Trabalho instituiu em 2003 o 28 de abril como o Dia Mundial de Segurança e Saúde no Trabalho. No Brasil, a Lei 11.121/2005 instituiu o mesmo dia como o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho.

 

Compartilhe:
Comentar

CCR ViaLagos promove curso em Braille para professores do Estrada para a Cidadania

A CCR ViaLagos, em parceria com as Secretarias de Educação dos municípios atendidos pelo Estrada Para a Cidadania, promove nestaterça-feira (28/04) o 1º Encontro em Braille de 2015 com os educadores participantes do Programa, para aplicação do conteúdopedagógico Educação no Trânsito e Meio Ambiente, nas salas de aula.

Professores das redes públicas de Rio Bonito, Araruama, Saquarema, São Pedro da Aldeia e Cabo Frio participarão do curso, que orientará os profissionais cegos ou que lidam diretamente com alunos portadores da deficiência. O treinamento tem como foco a sensibilização, linguagem e relacionamento com pessoas cegas e será ministrado pela pedagoga Sonia Rodrigues, pós-graduada empsicopedagogia e deficiência visual, com 22 anos de experiência, e especialização pelo Instituto Benjamin Constant – referência nacional na área.

Durante o encontro, os educadores receberão orientações sobre o conteúdo do Estrada para a Cidadania – que adiciona à grade de turmas do 4º ano e 5º ano do ensino fundamental as disciplinas Educação para o Trânsito e Meio Ambiente. Aos professores também serão oferecidas sugestões de atividades em sala de aula e extracurriculares, de modo que eles adquiram condições para um desenvolvimento pleno dos alunos, visando à inclusão social dessas crianças.

Todo material pedagógico do Estrada para a Cidadania é exclusivo e também é produzido em Braille. A CCR ViaLagos oferece os livros de alunos e professores, os treinamentos pedagógicas e promove ações de cidadania com os estudantes. Com esta importante parceria com as secretarias de educação, o Programa contribui para o desenvolvimento de cidadãos mais conscientes sobre suas responsabilidades e comprometidos com ações cada vez mais sustentáveis.

Este ano, o Estrada Para a Cidadania contempla 550 professores e 16.150 mil alunos de escolas públicas de seis municípios atendidos pela CCR ViaLagos.

Premiado como o melhor programa de Responsabilidade Social pela IBTTA (International Bridge, Tunnel and Turnpike Association) – a mais importante associação internacional que reúne concessionárias de rodovias, Estrada para a Cidadania é o principal programa de responsabilidade corporativa do Grupo CCR. Realizado em 110 municípios, nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná, atendeu a mais de 2 milhões de alunos e cerca de 80 mil professores, desde de sua criação em 2002.

A Oficina em Braille acontecerá na sede da CCR ViaLagos, em Rio Bonito (Rodovia RJ-124, km 22, junto à praça de pedágio), das 9h às 12h.

Programa da CCR atende também alunos e educadores com necessidades especiais

 

 

Compartilhe:
Comentar

Artesanato ajuda a melhorar a qualidade de vida dos idosos

A Prefeitura de Cabo Frio oferece diversas atividades para os idosos visando proporcionar melhor qualidade de vida e cidadania, através do Centro Especializado da Melhor Idade (CEMI), coordenado pela Secretaria Municipal da Melhor Idade.

A secretaria atende em torno de 5 mil idosos em mais de 70 atividades oferecidas divididas entre saúde, lazer, cultura, esporte e educação.

Entre essas atividades, de segunda a sexta-feira na sede do CEMI é realizada a oficina de artesanato, que é mais um benefício para quem passou dos 60 anos. As técnicas ajudam a manter a mente mais ativa, e por este motivo que o artesanato é recomendado para quem já está na melhor idade. A arte estimula a criatividade e faz com que o idoso exponha suas ideias e aptidões.

A professora Fátima Nazaré diz que esse trabalho melhora a depressão e as assistidas gostam quando praticada em grupos, pois estimula a interação social, evitando que os mais velhos se sintam sozinhos ou entediados pela solidão.

– Nossos produtos mais recentes na oficina de artesanato foram coelhos de Páscoa em tecido. Todo mundo que participou da confecção interagiu – afirma a professora.

As aulas funcionam durante toda semana, nas modalidades de crochê, pintura, tecido e outras áreas do artesanato.

Dona Delmizia Silva, de 79 anos, morava na cidade do Rio de Janeiro e chegou a Cabo Frio querendo encontrar uma atividade. A aposentada participa do CEMI há sete anos e dentre tantas aulas que pratica, o artesanato é a que mais gosta.

– Para minha felicidade cheguei ao CEMI há sete anos. Aqui encontro irmãos, amizades incríveis, professores e funcionários maravilhosos, que nos dão muita atenção. Faço artesanato, hidroginástica e participo do coral.

A Secretaria da Melhor Idade fica à Av. Teixeira e Souza, 2.228, no Trevo de São Cristóvão. Os interessados em participar das atividades da secretaria devem ter acima de 60 anos, serem moradores de Cabo Frio e se cadastrarem no Centro Especializado da Melhor Idade, munidos de CPF, RG, comprovante de residência, fator RH e atestado de saúde.

Na oficina de artesanato oferecida pela secretaria da Melhor Idade, os assistidos aprendem a fazer bordado, tricô, crochê, corte e costura e outras atividades nessa área

 

Compartilhe:
Comentar

Memória de vítimas de acidente de trabalho é lembrada em Cabo Frio

Para comemorar o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho, 28 de abril, o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador da Baixada Litorânea / Cabo Frio (CEREST-BL), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, realiza amanhã, no auditório da Universidade Veiga de Almeida, o primeiro ciclo de capacitações para 2015.

Participam do evento trabalhadores da área da saúde dos nove municípios da Baixada Litorânea; Ministério Público; INSS; vigilâncias em saúde sanitária; sindicatos; e secretários municipais de Meio Ambiente. Durante o evento, que irá abordar os transtornos mentais relacionados ao trabalho, também haverá o lançamento de livros sobre diversos temas, como práticas e pesquisas de saúde e justiça e gestão na área de petróleo e gás.

– Será o primeiro ciclo de capacitações do ano e vamos contar com a presença do psicólogo Rodolfo Pereira, especialista em saúde pública para falar sobre os transtornos mentais relacionados ao trabalho, uma das principais causas de adoecimento do trabalhador brasileiro – disse a fisioterapeuta Fernanda Gonçalves, coordenadora do CEREST-BL.

Durante o encontro, também será apresentada a experiência do CEREST de Botucatu/SP, que conseguiu acabar com a comercialização do amianto na cidade. A engenheira Fernanda Giannasi, principal expoente na luta pelo banimento do amianto no Brasil e no mundo, estará presente para falar sobre o assunto.

A coordenadora do Programa de Saúde do Trabalhador do município de Cabo Frio, Giselle Bastos Peixoto, reforça a importância da participação de todos no evento a fim de debater sobre o uso do amianto em Cabo Frio.

– Precisamos colocar em prática a lei de nº 1581 que foi aprovada no município de Cabo Frio desde 18 de setembro de 2001, sobre a proibição do uso do amianto que tantos males provocam na saúde do trabalhador e da população em geral – explica Giselle.

O dia 28 de abril foi instituído pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) como o Dia Mundial da Segurança e da Saúde no Trabalho, em memória às vítimas de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho. No Brasil, a Lei 11.121/2005 instituiu o mesmo dia como o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho. Em 2012, segundo o Anuário Estatístico da Previdência Social, foram registrados 705.239 acidentes no país, número ligeiramente inferior ao do ano anterior, de 720.629. Desse total, 2.731 trabalhadores morreram e 14.755 ficaram permanentemente incapacitados para o trabalho.

O evento começa às 8h e tem previsão de término ao meio-dia.

 

Compartilhe:
Comentar

Aulas de hidroginástica animam a terceira idade em Cabo Frio

O mau humor não faz parte das aulas de hidroginástica oferecidas à terceira idade pela Prefeitura de Cabo Frio. Pelo menos duas vezes por semana, idosos frequentam as aulas na Secretaria da Melhor Idade.

A hidroginástica é um exercício aeróbico que acontece em piscinas com o objetivo de manutenção profilática da saúde. De acordo com o professor Ricardo Rodrigues Alves, a atividade auxilia na capacidade aeróbica, na resistência cardiorrespiratória, na resistência e na força muscular, na flexibilidade, além de proporcionar um gasto calórico de 260 a 400 kcal por hora.

– A prática da hidroginástica possui menor impacto nas articulações, menor esforço nos movimentos e sensação de conforto causada pela água. Por isso é um esporte excelente para a terceira idade – explica Ricardo.

A aposentada Dejair Rodrigues de Oliveira, a Deja, como prefere ser chamada, é só animação durante as aulas. Deja pratica a atividade há 10 anos não só pela saúde física, mas também pela mental. O que a deixa entristecida é quando não pode estar presente.

– Fiquei maravilhada, me sinto muito bem. Inclusive para o nosso social, porque tem bastante gente para conversar fazer bagunça. Eu detesto quando não posso vir por algum motivo mais forte, como ir ao médico. Para mim, terça e quinta é sagrado estar aqui nas aulas – diz Deja.

É contagiante a animação dos idosos na piscina enquanto praticam a hidroginástica. A atividade dentro d’água proporciona alegria e bem estar. Há três anos fazendo hidroginástica na Secretaria da Melhor Idade, Liliane Nigri teve a atividade recomendada por seu médico.

– Eu estava mesmo precisando fazer uma atividade, com muitas dores no corpo indisposição, desanimo e a hidroginástica levanta a gente em tudo, diminui as dores, dá mais ânimo com o convívio com outras pessoas, levanta o nosso astral.

A Secretaria da Melhor Idade fica à Av. Teixeira e Souza, 2.228, no Trevo de São Cristóvão. Os interessados em participar das atividades da secretaria devem ter acima de 60 anos, serem moradores de Cabo Frio e se cadastrarem no Centro Especializado da Melhor Idade, munidos de CPF, RG, comprovante de residência, fator RH e atestado de saúde.

Prefeitura oferece aulas gratuitas na sede da Secretaria da Melhor idade

 

Compartilhe:
Comentar

Judoca cabofriense conquista medalha inédita no Brasileiro Regional da CBJ

Foi realizado no Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas (BA), nos dias 17 e 18 de abril, o Campeonato Brasileiro Regional da III Região, promovido pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ). No total, foram 432 inscrições. Criados pela atual gestão da CBJ, os Campeonatos Brasileiros Regionais são classificatórios para os campeonatos nacionais – os “Brasileirões” – das classes sub13, sub15, sub18, sub21 e sênior. O Rio de Janeiro, há mais de 10, anos é absoluto em sua região.

Marcos Vinícius Costa, morador de Cabo Frio, conquistou a medalha de bronze em sua categoria, ajudando a equipe do Rio de Janeiro a ficar com o primeiro lugar geral na competição. A medalha de Marcos Vinícius é inédita para a cidade em um evento oficial organizado pela CBJ. A equipe LIJUCR/LCJ, que conta com atletas cabofrienses e iguaçuanos, teve cinco participantes. Todos obtiveram medalhas. Além do bronze de Marcos, foram mais três ouros e uma prata.

– Foi um resultado muito gratificante, apesar de termos ido de van, levando 36 horas para chegar ao destino; conseguirmos estes resultados; e ainda mais 30 horas para voltar. Gostaria aqui de agradecer a todos que confiaram e acreditam de alguma forma ajudando e contribuindo para que nosso atleta fosse a esta competição e com certeza não será a primeira nem a última: o ano promete – afirmou o professor Bruno Rodrigues, coordenador técnico da Liga Cabofriense de Judô.

A LCJ também obteve destaque com o shiran Wilian Muniz, árbitro internacional que foi coordenador de arbitragem deste brasileiro. Willian Muniz é morador do bairro Beira Rio, no Distrito de Tamoios e diretor técnico da Liga Cabofriense de Judô.

Na classificação geral, o Rio de Janeiro contou com 120 inscrições, obtendo no geral 99 medalhas – sendo 39 de ouro, 27 de prata e 33 de bronze – seguido por Minas Gerais, com 67 medalhas: 20 de ouro. E em terceiro lugar, o Espírito Santo, com 57 medalhas, à frente da Bahia, com 54 medalhas.

LCJ disputa competição na Baixada Fluminense

Enquanto os senseis (mestres) Bruno e Jiló estavam na Bahia, acompanhando a seleção do Rio de Janeiro, a equipe da Liga Cabofriense de Judô/Projeto “Judocas de Futuro” participou, no domingo (19), da abertura do Campeonato Regional da Baixada Fluminense, em Queimados. A competição, organizada pela Federação de Judô do Estado do Rio de Janeiro, foi classificatória para o Inter-Regional da FJERJ.

A LCJ participou da etapa do Campeonato Regional da Baixada com 21 atletas, conquistando 18 medalhas, sendo 10 de ouro, cinco de prata e três de bronze. Os medalhistas foram: Matheus Lopes, Roger Veríssimo, Arlindo Neto, Nayra Albernaz, Thamires Silva, Ana Albernaz, Marcos Alves, Miguel Souza, Daividson Barros, Ranielly Sampaio (ouro); Brenno Santos, Gabriel Nogueira, Guilherme Silva, Gabrielly Lopes, Vitor Almeida (prata); Roberto Gonçalves, Thiago Gonçalves e Yasmim Barros (bronze). Completaram a equipe: Robert Sampaio, Amanda Lima e Henry Freitas.

Mês de maio será movimentado para os judocas cabofrienses

A preparação dos atletas da equipe da LCJ/Judocas de Futuro continua, já que o mês de maio será movimentado, com vários eventos. No dia 3 de maio, será realizado o campeonato municipal de judô na Associação Atlética Cabofriense. O campeonato carioca da FJERJ tem etapas nos dias 9 e 16; e a segunda etapa do campeonato fluminense no dia 17 de maio.

– Não tenho muito o que falar. Costumo mostrar meu trabalho e os resultados estão aí.  Contra tudo e contra todos, caímos e logo em seguida nos levantamos e partimos para outra. Contamos com sua colaboração a esses atletas da nossa cidade – afirma Bruno Rodrigues.

Para quem estiver interessado em colaborar com o projeto “Judocas de Futuro”, que é de cunho socioesportivo e alcança muitos atletas que não têm condições de arcar com quimonos e suas inscrições nas competições estaduais, a LCJ desenvolveu a campanha “Adote Um Atleta”.

– Todo mundo pode colaborar ou investir no projeto. Os cofrinhos da nossa campanha estão em várias lojas da cidade que são parceiras do projeto. Basta o interessado depositar qualquer quantia em dinheiro. Tudo que for arrecadado será destinado para compra de quimonos oficiais; pagamento de taxa dos mais carentes e que não possuem patrocínios; pagamento do transporte dos atletas para as competições; e para ajudar quando tivermos um atleta em competições nacionais – explicou Bruno.

Os treinos da equipe são abertos ao público, às segundas, quartas e sextas-feiras, das 19h30 às 22h, no ginásio da APAE, em São Cristóvão. Quem preferir, pode comparecer pessoalmente, conhecer o projeto e adotar um atleta para a temporada de 2015.

O projeto está também com uma fanpage no Facebook (fb.com/ligacabofriensedejudo); com o e-mail lcj.judocasdefuturo@hotmail.com e com um canal no Youtube: LCJ – PROJETO JUDOCAS DE FUTURO e do Campeonato Municipal de Judô de 2014: MUNICIPAL DE JUDÔ LCJ.

– Você pode ainda contribuir na nossa divulgação, no “boca a boca” para podermos cada vez mais oportunizar a prática de esportes a nossas crianças, o futuro da nação. “O esporte é o único no mundo capaz de mudar culturas e transformar deficiência em habilidade” – finaliza Bruno Rodrigues.

Equipe do Rio de Janeiro, no Brasileiro

Marcos Vinícius Costa trouxe o bronze na competição disputada em Lauro de Freitas (BA), no final de semana

 

Compartilhe:
Comentar

Prefeitura de Cabo Frio lança programa “Saúde na Escola”

A Prefeitura de Cabo Frio lançou nesta terça-feira (14/4) o programa “Saúde na Escola”, que ao longo de 2015, irá beneficiar 13 mil estudantes da rede municipal de ensino.

Desenvolvido em uma ação conjunta das secretarias municipais de Saúde e de Educação, o programa tem o objetivo de promover um dia de saúde na escola e começou pela Escola Municipal Professora Leomari Garcia Barreto, no Tangará. Segundo o secretário municipal de Saúde de Cabo Frio, Dr. Carlos Ernesto Dornellas, o programa funciona como um facilitador para os alunos que precisam de algum cuidado especial na saúde.

– A meta é trabalhar a prevenção e a promoção da saúde nas escolas – destacou Carlos Ernesto Dornellas, ressaltando a importância da avaliação nutricional para identificar se o aluno está acima do peso ou desnutrido, visando cuidados especiais de suplementação alimentar, orientações nutricionais e atividades físicas.

O programa tem por finalidade a efetivação de serviços médicos e odontológicos gratuitos nas escolas. Instituído pelo Governo Federal, a cada ano irá apresentar um novo tema de mobilização para ser trabalhado nas unidades de ensino pelas equipes de saúde e de educação para que atividades preventivas façam parte do cotidiano escolar.

Durante o dia, os estudantes participaram de palestras sobre saúde oral incentivando a escovação dental e a alimentação saudável. A programação também contou com apresentação de vídeos com demonstração de técnicas de escovação. De acordo com a coordenadora do programa em Cabo Frio, Drª Priscila Watson Sanchez, os estudantes também passaram por pesagem para verificação de problemas como desnutrição ou obesidade. Enfermeiros dos postos do programa Estratégia Saúde da Família (ESFs) também fizeram a verificação da caderneta de vacinação das crianças.

– Neste primeiro momento, vamos atender as creches e as escolas localizadas próximo aos Postos de Saúde do município – explicou a coordenadora do programa.

Outro serviço oferecido será a capacitação dos professores por fonoaudiólogos com orientações sobre características de desenvolvimento normal, características de distúrbios da comunicação e das manifestações que podem ser observadas em sala de aula.

Ao longo de 2015, o programa será levado às demais escolas do município, sempre procurando juntar práticas corporais, atividades físicas e lazer, vistos como importantes aliados na promoção da saúde e como estimulantes da afetividade, da integração e da inserção social.

 

 

Compartilhe:
Comentar

Karol Ribeiro é campeã no Brasileiro amador de surfe

Neste domingo, 19 de abril, a surfista cabo-friense Karol Ribeiro, que tem entre seus patrocinadores a Escola de Idiomas Yázigi, deu um show nas águas do Pará, sagrando-se a campeã da categoria Feminino Open (sem limite de idade). A atleta também conquistou o vice campeonato na categoria Júnior (para atletas de até 18 anos) do Circuito Brasileiro Amador de Surfe.  O campeonato aconteceu na praia de Atalaia, em Salinópolis (PA), entre os dias 18 e 19.

– Estou muito feliz com os resultados, pois é sempre difícil competir com a variação de maré que ocorre em Salinas, mas como eu estive aqui no ano passado facilitou um pouco. Além disso, as meninas surfaram muito bem e eu tive que fazer o meu melhor para poder levar o ouro para o Rio. Pena que a final da Júnior foi justamente na virada da maré e eu tive muita dificuldade para me posicionar, mas mesmo assim consegui duas ondas razoáveis e levei o segundo lugar, disse a atleta.

Com os resultados obtidos, Karol Ribeiro passou a liderar os dois rankings nacionais (Feminino Open e Júnior), dando um grande passo para conquistar, além do título brasileiro nas duas categorias, as vagas para a Seleção Brasileira que irá participar dos Mundiais na Nicarágua (Feminino Open) e Califórnia, EUA (Feminino Júnior). A etapa decisiva do Circuito será disputada em Itapuama (PE) em data ainda não confirmada pela Confederação Brasileira de Surfe.

 

Compartilhe:
Comentar
Assine o RSS
Publicidade
Publicidade
?>