Publicidade

Jornal do Brasil

Cabo Frio JB News

Sociedade se une e mantém aulas de ginástica no Peró, em Cabo Frio

Texto: Paulo Roberto Araújo

A determinação da sociedade conseguiu manter um programa de sucesso em Cabo Frio. Moradores e veranistas do Peró, balneário  candidato à Bandeira Azul (título internacional de qualidade de praias) se uniram para impedir que um programa voltado para a saúde e a qualidade de vida chegasse ao fim. Eles se cotizaram e conseguiram manter as aulas de ginástica que a professora de Educação Física Patrícia Ângelo comanda há anos na orla da Praia do Peró. Nas sextas-feiras fazem uma caminhada até a Praia das Conchas.

O programa diário de exercícios na praia foi suspensa no ano passado, quando a prefeitura deixou de pagar os salários dos professores que comandavam as aulas de ginástica de solo em praças de Cabo Frio. Os pedidos para restabelecimento do programa voltado para a chamada melhor idade foram em vão. A prefeitura alegou e ainda alega falta de recursos.

– O pessoal se uniu, formou uma cooperativa e conseguiu manter o trabalho da professora Patrícia, que é muito querida por todos. Ela faz um ótimo trabalho voltado para a qualidade de vida. A boa notícia é que o número de alunos aumentou de 40 para 90 e o verão nem chegou. Cada dia chega um aluno novo – comentou a aluna Daise Corrêa, de 62 anos.

As aulas acontecem de segunda a sexta-feira, desde 2009, das 8 às 9h, no calçadão do Peró.  Quando venta forte, as aulas vão para a Praça do Moinho, que foi desfigurada pela própria prefeitura e está abandonada.

– Certa vez tentamos transferir as aulas do calçadão para um galpão, mas os alunos não aceitaram. Eles não abrem mão de fazer as aulas admirando esta paisagem incrível da Praia do Peró – disse Patrícia Ângelo, que é professora de Educação Física e de Natação.

Além da ginástica de solo e caminhadas, o grupo participa de ações na praia, como a retirada de micro lixo, voltadas para a candidatura do Peró à Bandeira Azul.

– Sou muito agradecida aos alunos. Eles são fantásticos. Fora das aulas, promovemos festas de aniversário e outras atividades num ambiente de muita descontração e onde não se fala em crise. Formamos uma grande família aqui no Peró – comemora Patrícia.

Com apoio apenas de empresas, como a Forte Farma, os alunos se cotizam para servir o café da manhã e buscam apoio para encontrar um local onde possam guardar o material que usam nas aulas. Qualquer apoio pode ser oferecido através do telefone 22-988583485.

Além da ginástica de solo e caminhadas, o grupo participa de ações na praia, como a retirada de micro lixo, voltadas para a candidatura do Peró à Bandeira Azul. (Fotos: Divulgação)

 

Compartilhe:
Comentar

PhotoTruck leva fotografia e reflexão a alunos de escolas públicas de quatro cidades

Usar a fotografia como forma de incentivar a reflexão sobre o mundo ao redor. Até o dia 25 deste mês, os educadores do PhotoTruck passarão por escolas nas cidades de Rio Bonito, Saquarema, Araruama e São Pedro da Aldeia, levando oficinas, workshops e exposições, numa parceria da CCR ViaLagos com as respetivas secretarias de educação, atendendo mais de 2 mil jovens e crianças nessas cidades.

Feito sob medida para atividades educacionais, o PhotoTruck encanta crianças e adultos por onde passa. O projeto conta com uma câmera escura em que os participantes aprendem, na prática e brincando, como as imagens são formadas; uma cabine fotográfica para criar autorretratos, além de transportar brinquedos educativos, como caleidoscópios e taumatrópios (ou pirulitos óticos).

Este ano, o Ministério da Cultura e o Instituto CCR apresentam o Circuito PhotoTruck, com o tema “Meu Brasil” em uma viagem de seis meses por 36 cidades dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Mato Grosso, para atender mais de 9 mil alunos e professores nas atividades.

A proposta do tema é estimular os alunos a despertarem um olhar crítico sobre a diversidade da cultura brasileira e a refletirem sobre a relação com o mundo em que vivem por meio das fotografias e legendas produzidas por eles.

-É algo valioso mostrar para uma criança um novo olhar do mesmo lugar em que ela está todos os dias. Há uma necessidade real de olhar para o mundo em que se vive e a oficina permite dar à criança esse momento de reflexão, conta Levi Fanan, um dos educadores do projeto.

Em cada município, os educadores do projeto visitam uma escola, centro comunitário ou praça pública, onde realizam dois dias de oficinas para 250 alunos. A principal atividade envolve a produção de uma foto e uma legenda, criadas a partir de uma reflexão e discussão sobre um tema determinado. Para encerrar a oficina, as imagens produzidas são impressas e os alunos e professores se reúnem e se mobilizam para organizar uma grande exposição de lambes nos muros da escola.

Em 2016, o Instituto CCR ajudou a levar o PhotoTruck a 43 cidades pelo Brasil a fora, rodando mais de 10 mil km, o equivalente a uma distância entre São Paulo e Berlim. Foram mais de 7500 alunos e 450 educadores atendidos.

Serviço:

Rio Bonito

EM Professor Honesto de Almeida Carvalho

Dias 15 e 16/05

 Araruama

EM Honorino Coutinho – 17/05

EM Agostinho Franceschi – 18/05

Saquarema

Centro de Educação Municipal Padre Manuel

Dias 19 e 22 /05

São Pedro da Aldeia

EM Capitão Costa – 23/05

EM Profª Dulcinda Jotta Mendes – 24/05

Com apoio do Instituto CCR, unidade móvel de fotografia visita durante este mês os municípios de Rio Bonito, Araruama,
Saquarema e São Pedro da Aldeia, oferecendo oficinas, exposições e workshops para mais de 2 mil jovens e crianças (Foto: Divulgação)

Compartilhe:
Comentar

Etapa do Mundial de Surfe lota praia de Itaúna e movimenta pousadas em Saquarema

Areia ficou cheia na Praia de Itaúna para assistir aos melhores surfistas do mundo em ação (Foto: Gustavo Garcia/GloboEsporte.com)

A quarta etapa de 2017 do Campeonato Mundial de Surfe, aberta nesta terça-feira (9) em Saquarema, na Região dos Lagos, movimenta a rotina dos moradores do balneário que dividem espaço com cerca de 100 mil visitantes esperados durante todo o evento, segundo previsão oficial da Prefeitura Municipal. A competição na Praia de Itaúna é responsável por 88% de ocupação das 35 pousadas e dos dois hotéis cadastrados na Secretaria de Turismo.

Serão 11 dias de evento. No sábado (13) e domingo (14), a Secretaria de Turismo espera que 50 mil pessoas passem pela cidade para assistir às etapas do campeonato. Na Praia de Itaúna, onde acontece a competição, são 16 pousadas e 11 restaurantes para atender ao público.

Compartilhe:
Comentar

Búzios é eleita como um dos principais destinos turísticos do Brasil

Um dos reconhecimentos mais importantes para as cidades consideradas turísticas é poder integrar as listas do “Travelers Choice”, elaboradas anualmente pelo portal de viagens “Trip Advisor”, o maior auditor de viagens mundial. E na listagem de 2016, divulgada recentemente, Búzios aparece entre os dez principais destinos turísticos do Brasil.

O prêmio reconhece os lugares favoritos dos viajantes ao redor do mundo e os vencedores são determinados por meio de um algoritmo que leva em conta a quantidade e a qualidade das avaliações de hotéis, restaurantes e atrações em cada destino, reunidas ao longo de 12 meses, assim como o interesse de reservas no site.

No Brasil, entre os dez premiados, o Rio de Janeiro foi eleito o melhor destino do país, e Búzios, na Região dos Lagos, ficou na oitava posição.

-Ficar entre os primeiros colocados do “Travelers’ Choice” é o melhor reconhecimento que um destino pode ter, pois trata-se da impressão real de milhares de turistas, relatadas com o intuito de colaborar com o roteiro de outros visitantes, afirmou o prefeito de Búzios André Granado.

Segundo ele, o prêmio é o resultado de um trabalho realizado não apenas pela prefeitura, mas também pelos empresários do balneário.

– É o resultado de um trabalho realizado em conjunto pelos setores público e privado. Não só o município, que oferece infraestrutura, saúde e limpeza, mas também de todas as empresas que trabalham para o setor do turismo, como os hotéis, pousadas, restaurantes, operadoras de turismo, destacou o prefeito.

Para o prefeito André Granado, a preocupação do município, em resgatar o “glamour” do passado.

– A gente recebe um prêmio deste porte com muita alegria porque é a prova de que todos os nossos esforços estão valendo à pena, concluiu o prefeito.
Os vencedores do “Travellers’ Choice” são reconhecidos por um atendimento impecável, o melhor custo-benefício e uma qualidade excepcional.

Belas paisagens atraem turistas durante todo o ano

 

 

 

 

Compartilhe:
Comentar

Eleitores que pediram transferência podem pegar título a partir desta segunda-feira (28)

A partir desta segunda-feira (28), os eleitores que pediram inscrição ou transferência podem ir buscar o título de eleitor no cartório eleitoral mais próximo de casa. O prazo final para que a Justiça Eleitoral estivesse com essa documentação pronta para entrega terminou no domingo (27).

Desde então, estão disponíveis para consulta nos sites dos tribunais regionais eleitorais (TREs) os nomes das pessoas que comporão as Juntas Eleitorais. Esse órgão colegiado provisório é constituído por dois ou quatro cidadãos e um juiz de direito, que o presidirá e poderá nomear escrutinadores e auxiliares extras para os trabalhos.

Os nomes das pessoas indicadas para compor as juntas são publicados em tempo hábil para que qualquer partido político possa pedir a impugnação das indicações. Com a composição anunciada até 60 dias antes das eleições pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), as Juntas Eleitorais têm a obrigação de apurar, em até dez dias, as eleições feitas nas zonas eleitorais sob sua jurisdição, expedir os boletins de apuração e diplomar os eleitos para cargos municipais.

Fonte: Agência Brasil

 

Compartilhe:
Comentar

CCR ViaLagos abre processo seletivo para profissionais com deficiência

A CCR ViaLagos abriu processo de recrutamento e seleção para profissionais com deficiência. A iniciativa visa promover a integração ao ambiente de trabalho. A inclusão social é trabalhada na concessionária entre seus colaboradores, uma vez que deficientes físicos já fazem parte da equipe CCR ViaLagos em setores como Obras e Conservação,  SOS Usuário Mecânico e Arrecadação.

Os candidatos com deficiência concorrerão às vagas disponíveis na empresa em igualdade com os outros candidatos, desde que preencham os requisitos de qualificação. Para participar do processo seletivo, o candidato deve ter entre 25 e 38 anos, ensino médio completo e residir em Rio Bonito ou Saquarema.

Para a Coordenadora de Gestão de Pessoas da CCR ViaLagos, Márcia Miguel, tanto a empresa quanto esses novos colaboradores ganham com a iniciativa: “Esse é um público que vem conquistando cada vez mais espaço no mercado de trabalho e, por isso, oferecemos as oportunidades que temos aqui para todos”.

Para mais informações ou participação no processo seletivo, basta entrar em contato com a consultoria Diferencial RH, por meio do telefone (21) 2224-7213 e e-mail selecao@diferencialrh.com.br.

 

Compartilhe:
Comentar

Policiais militares encontram bebê de um ano em via pública de Maricá

Dois policiais militares encontraram um bebê, de aproximadamente um ano, sozinho em uma via pública do bairro Mumbuca, em Maricá, interior do Rio de Janeiro. Os policiais que faziam um patrulhamento de rotina no bairro durante a madrugada desta terça-feira (27) encontraram a criança chorando. Segundo a conselheira responsável pelo caso, que preferiu não se identificar, a criança foi levada pelos policiais para o Hospital Conde Modesto Leal para passar por avaliação médica.

Equipes da Guarda Municipal e do Conselho Tutelar foram chamadas para atender o caso. O bebê foi levado para um abrigo da cidade, já que nenhum familiar foi encontrado. No início da tarde desta terça-feira (27), os tios e avós do menor souberam do acontecimento e foram até o abrigo. O Conselho Tutelar e a Promotoria de Justiça da cidade decidiram que a criança vai ficar com esses parentes até que a justiça decida se os pais vão perder ou não a guarda do bebê. Ainda de acordo com a conselheira, o menor teria saído de casa enquanto os pais dormiam.

Policiais encontraram menor chorando durante patrulhamento (Foto: Mauro Luis/Blog Lei Seca Maricá)

 

Compartilhe:
Comentar

Circuito Natureza reúne mais de 200 pessoas em Cabo Frio

Pelo menos 200 pessoas adeptas ou não ao esporte participaram no domingo (25/5) da 7ª Caminhadas na Natureza – circuito Peró Hostel (Apa do Pau Brasil), em Cabo Frio, percorrendo 9,3 km de distância. Apesar do tempo nublado, dos 246 que estavam inscritos, poucos desistiram; ao contrário, estavam prontos e animados para o total contato com a natureza.

De acordo com a totalização das inscrições, crianças, jovens, homens, mulheres e até idosos participaram do evento, sendo que as mulheres estiveram em número maior: 148 contra 98 homens. Até 10 anos, foram seis crianças; jovens de 11 aos 30 anos de idade, 70 inscritos; adultos com idade entre 31 a 60, 151 participantes e 19 idosos com idade superior a 61 anos.

Com concentração no Peró Hostel, os participantes, coordenados por guias do Meio Ambiente saíram às 8h30, em quatro grupos de 50 ou mais pessoas, e retornaram ao ponto de partida por volta das 13h30.

Através das secretarias de Turismo, Meio Ambiente, Ordem Pública, Saúde e Transporte e a Comsercaf, a Prefeitura de Cabo Frio ofereceu todo apoio para a estrutura para do evento, numa logística ímpar.

Os grupos passaram por trilhas nas praias do Peró, Conchas, Morro do Arpoador, Ponta do Chapéu, Ilha do Japonês e Boca da Barra, inseridos nas Unidades de Conservação: Área de Proteção Ambiental Pau-Brasil, Parque Municipal da Boca da Barra, Parque Estadual da Costa do Sol e Geoparque.

– O evento foi um sucesso, graças à parceria que desenvolvemos com diversas secretarias da Prefeitura de Cabo Frio, empresas da cidade e instituições que respeitam o meio ambiente. Este suporte logístico e estrutural foi fundamental para o sucesso do evento.  Tudo transcorreu satisfatoriamente bem e mesmo a chuva da madrugada não desanimou os amantes da natureza. Esta foi a edição que houve mais participantes e chegamos a receber caravanas de outros municípios. Todos ficaram encantados com nossas belezas naturais, comemorou a idealizadora do projeto – Carmem Oliveira.

– Agradecemos ao apoio recebido da Prefeitura, através das  secretarias de Turismo,  Meio Ambiente, Transportes, Esportes, Saúde, Comunicação, COMSERCAF, Guarda Municipal, do 25º Batalhão da Polícia Militar, INEA, Empresa Tourinter Empreendimentos Turísticos S/A, Anda Brasil, IVV, Prolagos, Pica Pau Madeiras, Gráfica Fama, Don Fona e SENAC.

Também satisfeito com o sucesso do evento, Domingos Palmeira, técnico da Secretaria de Meio Ambiente defende que o objetivo destas caminhadas é a divulgação do potencial do turismo ecológico da região cabo-friense e, em especial as unidades de conservação tanto municipais quanto estaduais.

– Fortalecer a gestão das Unidades de Conservação Municipais, melhorando a fiscalização com informação e visitações ordenadas, propiciando melhor conhecimento dos nossos patrimônios naturais, históricos e culturais. No caso desta caminhada, a experiência foi exercitada em uma área que contempla o Parque Municipal da Boca da Barra e o Parque Estadual da Costa do Sol – explicou ‘Peixinho’, como é conhecido o técnico.

A turismóloga da secretaria de Turismo de Cabo Frio, Luane Ferreira enfatizou a importância deste tipo de evento para o turismo.

– Este tipo de evento fomenta a prática da sustentabilidade turística, que contempla os aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais, conseguindo superar os conflitos entre eles existentes de forma harmônica, pois envolve tanto visitantes, como a comunidade local, promovendo valores e respeito ao atrativo. É evidente que o mundo capitalista no qual estamos inseridos dificulta a formação dessa consciência, mas, ao mesmo tempo, é a preservação dos locais turísticos e de suas peculiaridades que asseguram a sua continuidade como atrativos para os viajantes – disse.

Ao final da caminhada, na Ilha do Japonês, foi montada uma estrutura da secretaria de Turismo, com atendimento, informações turísticas e distribuição de material pelos recepcionistas do Central de Atendimento ao Turista  (CAT) e barracas com exposição e vendas pelos artesãos da Casa Artesanal de Cabo Frio. Também esteve apoiando a logística do evento, uma ambulância com dois paramédicos, uma viatura da Guarda Municipal, uma viatura do 25º BPM e um ônibus fornecido pela secretaria de Transportes que viabilizou o retorno de alguns participantes, fatigados pela caminhada, para o Peró Hostel.

Crianças e idosos compartilharam lazer e atividades ao ar livre no domingo

Primeiro grupo a sair para a caminhada

Compartilhe:
Comentar

Maricá terá CPM 22 no segundo dia de programação de aniversário

Os roqueiros da banda CPM22 se apresentam na noite deste sábado (24) dando continuação na programação de aniversário de 200 anos da cidade de Maricá, no interior do estado do Rio, celebrados nesta segunda-feira (26). O palco montado na Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel, no Centro, está recebendo todos os artistas da programação oficial. Na última sexta-feira (23) Zé Ramalho abriu a programação e arrastando uma multidão para o Centro da cidade. Os roqueiros vão apresentar sucessos como “Não sei viver sem ter você”, “Desconfio”, “Um minuto para o fim do mundo”, “O chão que ela pisa”, “Tony Galano”, “Vida ou Morte”, “Perdas” e outras.

No domingo (25), é a vez do cantor gospel Thalles se apresentar na cidade. Com músicas autorais, o artista é conhecido por arrasta multidões com o seu testemunho. Ano passado, ele lançou seu terceiro CD, intitulado “Sejam Cheios do Espírito Santo”. Já na segunda-feira (26), data do aniversário de emancipação de Maricá, a festa fica a cargo do Samba Social Clube, que reúne grandes nomes do gênero mais popular do Brasil e a nova safra de sambistas. O show, marcado para 22h, conta com a presença de Diogo Nogueira, Jorge Aragão, Fundo de Quintal, Sombrinha e Claudinho Guimarães.

Na terça-feira (27) será a vez da banda NX Zero, que se apresentam às 21h. No repertório, músicas que colocaram Di Ferrero (vocal), Leandro Rocha (guitarra e segunda voz), Daniel Weksler (bateria), Conrado Grandino (baixo) e Filipe Ricardo (guitarra) nas paradas de sucesso nos últimos anos. A ocasião ainda será marcada por hits do último álbum, lançado em 2012, intitulado “Em Comum”, que ganhou repercussão no Brasil e exterior, como “Cedo ou Tarde”, “Cartas pra você”, “Além de Mim” e “Razões e Emoções”.

O sambista Mumuzinho promete agitar a cidade a partir das 21h, na quarta-feira (28). O carioca, que é um dos integrantes da roda de samba do Esquenta, programa dominical da Rede Globo, vai mostrar um repertório recheado de samba e suingue. Formado em artes cênicas, atuou em diversos filmes nacionais, dentre os quais “Xuxa Pop Star” (2000), “Cidade de Deus” (2002), “Cidade dos Homens” (2007) e “Tropa de Elite” (2007).

Nosso Bloco se apresenta no dia seguinte, também às 21h. Os ritmistas tocam sucessos de Tim Maia, Jorge Benjor, além de músicas de samba, axé, entre outros. O pop rock toma conta da festa na sexta-feira (30). O Jota Quest comanda a festa a partir das 23h. No setlist estarão os sucessos da banda formada em 1993, como “Dores do Mundo”, “Encontrar Alguém”, “Fácil” e Dias Melhores”.

Sábado (31) é vez do Sambô. O grupo, formado por Sudu Lisi (bateria), Daniel San (voz e percussão), Zé da Paz (pandeiro), Ricardo Gama (teclado e vocal de apoio) e Júlio Fejuca (guitarra, banjo, cavaquinho e vocal de apoio), canta sucessos de outros grandes artistas nacionais e internacionais. No repertório estão “This Love”, “Sunday, Bloody Sunday”, “Toda Forma de Amor”, “Você Abusou”.

Quem encerra a programação no domingo (1º), às 22h, é o grupo Sorriso Maroto. Os sambistas se apresentam na Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel. O show do grupo inclui canções marcantes, como “Sinais”, “Na Cama” e hits mais recentes, como “Assim Você Mata o Papai” e “É Nóis Faze Parapapá”. Outras composições queridas pelos fãs também fazem parte da programação, entre elas “Me espera”, “Engano”, “Tenho Medo”, “Nada de Pensar em Despedida” e “Curtindo a Vida”.

CPM 22 se apresenta neste sábado em Maricá. Foto: divulgação

 

 

Compartilhe:
Comentar

Uma solenidade em Ubatiba, nesta sexta-feira (23), marcou o início da construção da escola técnica federal de Maricá, na Baixada Litorânea do Rio de Janeiro.  A cerimônia contou com a participação do prefeito Washington Quaquá, do vice-prefeito Marcos Ribeiro, do reitor do Instituto Federal Fluminense (IFF), Luiz Augusto Caldas Pereira, além de autoridades do município.

Com o término da terraplanagem, a área de 42 mil m², que fica às margens da RJ-114, começará a receber os canteiros para a construção  do complexo com sete prédios de dois pavimentos, sendo um para laboratórios, e 20 salas de aula. Quando estiver em funcionamento – a duração prevista das obras é de dois anos – o campus Maricá do IFF atenderá 1.400 alunos em dois turnos. O investimento da prefeitura é de R$ 10 milhões aproximadamente.

“Esta solenidade marca aquele que é o maior presente que Maricá poderia receber ao completar 200 anos”, avaliou o prefeito Washington Quaquá, ou “o sonho de todo o educador da cidade”, como definiu, emocionada, a secretária municipal de Educação, Adriana Luiza da Costa. “É uma escola com um papel de libertação para as nossas crianças. Nós não tínhamos um futuro e agora o filho do trabalhador pode sonhar com um mundo no qual também se beneficie dos resultados do seu trabalho”, continuou o prefeito, lembrando aos alunos da Escola Municipal Joana Benedicta Rangel, presentes à cerimônia, das dificuldades do acesso à educação profissional em sua época de estudante. A escola oferece, em parceria com o Senai, o único curso técnico público da cidade até o momento. O prefeito adiantou que a implantação da unidade pode ocorrer mesmo antes do fim da obra, dada a urgência na  preparação dos jovens para as oportunidades geradas pelo Comperj, o pré-sal e o Pólo Naval de Jaconé. “Vamos alugar módulos para botar essa escola para funcionar logo”, acrescentou.

O reitor do IFF, Luiz Augusto Caldas Pereira, destacou a ousadia do município, que propôs construir a escola e doá-la para o instituto, encurtando, com isso, todos os prazos comuns em obras que demandam financiamento federal. “É um momento especial para Maricá e para o IFF, uma instituição empenhada a renovar todos os dias seu compromisso com as pessoas”, afirmou. “A construção dessa escola mostra que é possível agir na lógica do desenvolvimento econômico sem negar a inclusão social”, acrescentou.

Segundo o reitor, hoje existem 214 unidades federais desse tipo em todo o país. “A meta, até o fim deste ano, é que sejam lançadas mais 208, e o objetivo é chegarmos a uma rede com 800 escolas de formação técnica”, completou. Ainda de acordo com o reitor, o processo seletivo para a contratação de docentes e de pessoal administrativo para a unidade de Maricá já foi aberto e está em andamento. A definição dos cursos a serem oferecidos virá apenas após a realização de audiências públicas nas quais a população poderá apontar as prioridades. “Metalurgia e edificações são os campos mais prováveis”, finalizou.

Além do campus do IFF, a Prefeitura está tentando viabilizar, no mesmo local, a instalação de um campus tecnológico da Universidade Federal Fluminense voltado para pesquisas na indústria do pré-sal e para as atividades petroquímicas. “Há uma área aqui ao lado que poderá receber esse complexo”, emendou o prefeito Washington Quaquá, comparando a unidade à Coppe-UFRJ. “É preciso ousadia para chegar a esse resultado e é difícil achar quem tenha mais do que o prefeito. Quem quer fazer faz, inventa, corre atrás”, parabenizou o vice-prefeito Marcos Ribeiro, acompanhado em suas palavras pela secretária municipal do Trabalho, Fátima Pacheco. “Aqui aprendemos a ousar todos os dias”, acrescentou ela, informando que a pasta está firmando parcerias com o sistema S (Sesi, Senai e Sesc) para qualificação profissional.

Após a conclusão da obra, a Prefeitura fará a doação das instalações para o Instituto Federal Fluminense, conforme lei aprovada pela Câmara nesse sentido. Caberá ao instituto instalar os equipamentos e contratar professores, funcionários e técnicos para sua operação. “A educação passa por um processo de resgate da dignidade em Maricá e esse projeto é um apontamento claro de referência e esperança de futuro para a garotada”, completou o presidente da Câmara Municipal, Fabiano Horta. O IFF Maricá recebeu o nome de campus Washington da Costa em homenagem ao professor do CETEF-RJ e ex-presidente do sindicato dos metalúrgicos do rio, recém-falecido.

O projeto para o campus do IFF em Maricá (Foto: Divulgação/Prefeitura de Maricá)

 

Compartilhe:
Comentar
Assine o RSS
Publicidade
Publicidade
?>