Publicidade

Jornal do Brasil

Cabo Frio JB News

Superintendência de Proteção aos Animais resgata pitbull vítima de maus tratos no Jardim Esperança

Mais um animal vítima de maus tratos foi resgatado em Cabo Frio. Nesta terça-feira (26) a Superintendência de Proteção aos Animais recebeu denúncia sobre um cão da raça pitbull que estaria abandonado e passando fome num imóvel no bairro Jardim Esperança.

Chegando no endereço, a equipe da Superintendência constatou que a casa estava fechada e vazia. Por isso, foi necessário o apoio da equipe da CPAM/8 UPAM (Polícia Ambiental). A entrada na residência foi autorizada pela 126ª Delegacia (Cabo Frio), pois o animal corria risco de morte. O cão estava sozinho, visivelmente desnutrido, com ferimentos pelo corpo e infestado por pulgas. No quintal ainda havia uma cisterna funda e aberta, colocando o animal em risco de queda.

Segundo a superintendente Carol Midori, a situação caracterizava maus tratos, e por isso o animal foi recolhido: “O cãozinho estava extremamente magro, podíamos ver todos os ossinhos de seu corpo. Havia água e comida porque os vizinhos colocaram, senão ele estaria em uma situação muito pior. Agora ele está sendo cuidado por um médico veterinário, e estamos providenciando judicialmente sua tutela para encaminhar o animal para adoção” conta ela. Os proprietários do cão não foram localizados.

Ação contou com apoio da Unidade de Policiamento Ambiental

Compartilhe:
Comentar

Mais de duas mil pessoas vão desembarcar no Aeroporto de Cabo Frio até segunda

Além da terra e do mar, neste verão Cabo Frio vai receber muitos visitantes também pelo ar. Os primeiros começaram a chegar no último dia 16 vindos de Buenos Aires, na Argentina, e de Minas Gerais. Ao todo mais de 1200 pessoas já desembarcaram no Aeroporto Internacional de Cabo Frio nos últimos 10 dias (de 16 a 26 de dezembro), e outros 1000 são esperados até o dia 1º de janeiro de 2018.

Os vôos diretos entre Cabo Frio e Buenos Aires estão movimentando espaço aéreo local. Desde a abertura da temporada, no último dia 16, duas aeronaves já aterrissaram em solo cabo-friense, trazendo mais de 220 turistas argentinos. O próximo avião pousa neste sábado (30), e a estimativa da administração do aeroporto é de que mais 117 “hermanos” cheguem à cidade.

O embarque e desembarque de turistas argentinos em Cabo Frio continua até o dia 3 de março de 2018. Durante toda a temporada de verão serão 24 vôos operados pela empresa Azul Linhas Aéreas. Todos são realizados em jatos da Embraer 195, com capacidade para 118 passageiros.

“O vôo direto permite que o turista argentino saia de Buenos Aires e esteja em Cabo Frio em menos de três horas. É um importante ganho para o turismo da nossa cidade e de toda a região uma vez que o fluxo de argentinos cresce a cada ano. Com essa linha estamos chegando a um novo patamar no turismo internacional”, afirma a secretária de Turismo de Cabo Frio, Fabíola Bleicker.

Além dos vôos internacionais vindos da Argentina, as linhas domésticas também representam uma boa parcela do fluxo de visitantes na cidade neste verão. Desde o último dia 16 até o dia 1º de janeiro serão mais de 2 mil visitantes desembarcando em dois vôos diários vindo de Minas Gerais. A novidade é fruto de uma conexão entre o Aeroporto de Cabo Frio e o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte – Confins.

O Aeroporto Internacional de Cabo Frio é segundo maior do Estado do Rio, atrás apenas do Galeão, na capital, e está localizado na Estrada Velha do Arraial do Cabo, na Praia do Sudoeste.

Vôos diretos Buenos Aires x Cabo Frio têm sido o diferencial na rota do turismo

Compartilhe:
Comentar

CABO FRIO ABRE MERCADO SUSTENTÁVEL NO DIA 26

(Texto e Fotos: Paulo Roberto Araújo)

O projeto, pioneiro na Região dos Lagos, foi inspirado nos Farmers Market (mercados do produtor) americanos e europeus e no Mercadão de São Paulo. Totalmente sustentável, o Container Market Peró (mercado de container) será aberto ao público dia 26 na Avenida dos Pescadores, principal via do Peró e perto da praia, em Cabo Frio.  O mercado foi montado em 12 containeres, num total de 25 boxes que serão ocupados por empreendedores com destaque para o grande espaço goumert e dois containeres para a garotada se divertir com games.

Nos boxes estarão, entre outros atrativos, o famoso bolinho de bacalhau do Ranieri (de Búzios) e o melhor chope da Região dos Lagos, tirado por Ramon Martins, com 45 anos de experiência. O espaço goumert (no segundo piso) terá quatro pratos diferentes: frutos do mar; carnes; massas; e, costelinha com molho barbecue (igual a do Outback).

Os empreendedores locais tiveram prioridade para ocupar os boxes de artesanato, moda praia, petiscos, espetos, crepes, batatas, pizzas, sorvetes, sanduíches, japonês, sucos vegetais,  café e um espaço exclusivo para o turismo. Ali o público poderá pedir informações turísticas e comprar passeios de barco e para o tour de Land Rover pelas praias do Peró, Conchas e Ilha do Japonês. O boxe também terá um espaço para o projeto Bandeira Azul (a Praia do Peró é candidata ao título internacional de qualidade).

– A crise econômica provocou mudanças. As pessoas estão buscando coisas boas, bonitas e baratas. Pequenos empresários perderam seus empregos. No Container Market eles terão nova oportunidade e serão parceiros. O foco do empreendimento é a qualidade – afirmou o empresário Roberto Saci, que está há 35 anos nos ramos do turismo e da construção civil. Ele também idealizou Container Hostel, inaugurado no início do ano no Peró.

Todo o sistema de iluminação do Container Market é produzido por uma turbina eólica, que produz 500 watts de energia, o suficiente para manter acesas 40 lâmpadas de LED. O conjunto aproveita a água de chuva e águas servidas. O tratamento de esgotos é ecológico (evapotranspiração) e usa bananeiras (que consome de 15 a 30 litros de água por dia). As águas servidas das pias são reutilizadas nos mictórios; as pias são baldes de obra e há sanitários para portadores de necessidades especiais:

– Praticamente todo o material usado é sobra de obras. O projeto estimula o contato direto do produtor local com o turista. Todos os letreiros e a decoração são de autoria do marceneiro e artesão Fábio Alves, que, assim como os demais empreendedores, vão ministrar cursos e palestras na época de menor movimento no Peró – explica o arquiteto Alex Antunes, graduado em Meio Ambiente.

Para comandar o complexo, Roberto Saci contratou Rodrigo Amaral, que gerenciou o Castelo de Itaipava, em Petrópolis, e hotéis da rede Windsor, no Rio:

– Conheço bem o Peró e a Região dos Lagos. Sentimos que não há um padrão de atendimento. Este será nosso diferencial. Teremos também sistema de delivery e cartões recarregáveis para que o cliente não tenha que ir ao caixa toda hora que for fazer um pedido. Ele pode carregar o cartão para o dia, o fim de semana ou a temporada – disse o gerente.

Presidente da Federação de Convention Bureau do Estado do Rio, Marco Navega comemorou:

– Pela segunda vez neste ano tão difícil para a economia, Roberto Saci nos surpreende positivamente com um empreendimento inovador que contribui em muito para o fortalecimento do turismo no interior fluminense – elogiou.

Segundo Roberto Saci, parte da receita da choperia será destinada à manutenção do mercado. Os empreendedores não pagarão aluguel: eles vão contribuir apenas com percentual da receita para que não tenham prejuízo na baixa temporada. Todos os boxes já estão reservados.

– O Container Market Peró terá um espaço de convivência, semelhante aos existentes nos bons hostels. Vai funcionar das 9 às 24h e vai mudar o conceito de improvisação que vemos por aí – concluiu Saci.

Todo o sistema de iluminação do Container Market é produzido por uma turbina eólica, que produz 500 watts de energia, o suficiente para manter acesas 40 lâmpadas de LED.

Compartilhe:
Comentar

Justiça determina redução da cobrança antecipada no estacionamento rotativo em Búzios

O Ministério Público do Rio de Janeiro obteve nesta terça-feira (19) uma decisão judicial para suspender a cobrança indevida de estacionamento rotativo em Armação dos Búzios. Segundo o órgão, a concessionária que explora o serviço no município cobrava uma tarifa antecipada pelo período de seis horas.

Ainda de acordo com o MPRJ, a chamada “tarifa de pós utilização” custava R$ 18 e o usuário pagava antecipadamente mesmo se não ficasse no estacionamento por aquele tempo. O juízo da 2ª Vara de Armação dos Búzios limitou a cobrança antecipada a um período de duas horas e determinou multa no valor de R$ 25 mil por dia em que for comprovada a prática da cobrança irregular.

O MPRJ informou que denúncias deram origem à investigação. Segundo essas denúncias, o motorista deveria procurar um funcionário da empresa e solicitar o estorno das horas cobradas em excesso caso saísse antes do período das seis horas terminar.

A tarifa por hora é de R$ 3. Mas, ainda de acordo com o MPRJ, os denunciantes disseram que várias vezes não conseguiam encontrar um funcionário, o que ocasionava prejuízo ao consumidor e enriquecimento ilícito da concessionária.

Ainda segundo a ação, a outra alternativa apresentada era comparecer ao posto fixo da concessionária no Centro da cidade. Como as cobranças são feitas em todas as praias de Búzios, o consumidor tinha que se deslocar de onde estivesse até o posto. De acordo com o MPRJ, essa medida causava incômodo aos motoristas e implicava em aumentar ilicitamente a cobrança, porque computava ao tempo final de permanência do veículo na vaga o tempo gasto para se deslocar do estacionamento ao Centro.

Segundo o MP, a concessionária que explora o serviço no município cobrava uma tarifa antecipada pelo período de seis horas.

Compartilhe:
Comentar

Jacaré surpreende funcionários de empresa em Macaé

Jacaré apareceu no pátio de uma empresa em Macaé (Foto: Divulgação/Prefeitura de Macaé)

Um jacaré surpreendeu os funcionários de uma empresa na Granja dos Cavaleiros na manhã desta segunda-feira (18) em Macaé, no interior do Rio. O animal, que era uma fêmea, apareceu no pátio, foi resgatado e solto no pântano da Lagoa de Imboassica pela Guarda Ambiental.

Segundo o órgão, o animal não tinha ferimentos e passou por avaliação de um biólogo antes de ser devolvido ao habitat natural. Ainda de acordo com a Guarda, o animal é da espécie jacaré-do-papo-amarelo e tem comportamento arisco.

A Guarda Ambiental explica que o réptil é carnívoro e vive aproximadamente 50 anos. A espécie é mais encontrada no sudeste da América do Sul em ecossistemas costeiros, como mangues. Durante o acasalamento, o animal costuma ficar com a área do papo amarelada, o que originou o nome da espécie.

O resgate de animais silvestres e denúncias de crimes ambientais podem ser feitos através da central pelo (22) 99701-9770 ou pelo e-mail ordempublica@macae.rj.gov.br.

Compartilhe:
Comentar

Adolescente é apreendido com maconha, cocaína e crack em Cabo Frio

Cocaína, maconha e crack apreendidos em Cabo Frio (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Um adolescente de 17 anos foi apreendido com 205 trouxinhas de maconha, 202 cápsulas de cocaína e cinco pedras de crack no Cabo Frio. De acordo com a polícia, a droga foi apreendida no Beco do Açougue, no bairro Porto do Carro, após denúncia anônima de que o local era usado como ponto de venda de drogas.

O material foi levado para a 126ª Delegacia de Polícia

Compartilhe:
Comentar

CABO FRIO VAI PRIORIZAR OS ÔNIBUS NO PERÓ

Texto: Paulo Roberto Araújo

O transporte público terá prioridade no Plano de Mobilidade do Peró, que foi apresentado nesta sexta-feira pelo Secretário de Mobilidade de Cabo Frio, Mauro Branco, em reunião com moradores, comerciantes e hoteleiros do bairro. Ainda neste mês, serão instaladas cerca de 250 placas, proibitivas e indicativas, nas ruas do balneário. Será instituído o sistema de estacionamento rotativo: nas vias principais próximas à praia, será cobrado R$ 10,00 reais por dez horas. Nas vias internas, do comércio, R$ 2,00 por duas horas. Carros com placa de Cabo Frio estarão isentos da cobrança.

Durante toda a alta temporada, agentes de trânsito, com duas motocicletas e um reboque, vão ordenar o trânsito e reprimir o estacionamento irregular. Vagas serão suprimidas e será proibida a atuação de flanelinhas explorando estacionamentos em áreas públicas e de preservação ambiental. A orla do Peró será fechada para carros já no réveillon e o embarque e desembarque de banhistas se dará pela Rua dos Badejos.

— O ordenamento vai priorizar a fluidez, com prioridade para o transporte público. O bairro não comporta o excesso de veículos que bloqueiam vias importantes, impedindo a passagem dos ônibus e dos moradores. Não vamos conseguir resolver todos os problemas, mas certamente não teremos o mesmo caos dos anos anteriores – garantiu Mauro Branco.

O Secretário de Mobilidade disse que a abertura de bolsões de estacionamentos para absorver os carros dos banhistas que vão para a Praia das Conchas e Ilha do Japonês sofreu atraso (a previsão era abrir os estacionamentos no último fim de semana) por causa da reclamação de quatro moradores da Ogiva:

— Os bolsões vão ficar em salinas desativadas, em áreas degradadas. Por causa da reclamação de quatro pessoas, o processo será postergado, mas acreditamos que poderemos ter uma solução até o fim do ano. O Meio Ambiente vai definir os locais onde os carros poderão ficar, sem provocar qualquer dano ambiental – explicou, acrescentando que também será aberto um bolsão de estacionamento no Pontal do Peró.

Ainda segundo o secretário, a criação dos bolsões de estacionamento já foi apresentada ao Ministério Público e ao Inea:

— No verão, o Peró recebe um volume de carros que absolutamente não comporta. Ou proibimos a entrada ou tentamos ordenar. Falhas vão acontecer. É um aprendizado num balneário que jamais contou com ordenamento. Vamos usar adesivos nos veículos multados para desestimular as infrações. Precisamos muito do apoio dos moradores e dos comerciantes para evitar o caos urbano no bairro – concluiu.

Durante toda a alta temporada, agentes de trânsito, com duas motocicletas e um reboque, vão ordenar o trânsito e reprimir o estacionamento irregular. foto: MAURO BRANCO

Compartilhe:
Comentar

CABO FRIO FECHA ORLA DO PERÓ PARA CARROS

(Texto e foto: Paulo Roberto Araújo)

A orla da Praia do Peró, em Cabo Frio, será fechada para carros no verão e só será permitido o trânsito de pedestres e ciclistas. A novidade será anunciada nesta sexta-feira (15) numa reunião de técnicos da Secretaria de Mobilidade Urbana com hoteleiros, comerciantes e líderes comunitários do Peró, cuja praia é candidata à Bandeira Azul, título internacional de qualidade. A reunião acontece pela manhã no Hotel La Plage.

Além do fechamento da orla, os técnicos vão apresentar estudos para acabar com o caos no trânsito no verão, especialmente no Réveillon e no Carnaval, na Praça do Moinho e ruas próximas. A principal alteração é a adoção de mão única nas Ruas do Moinho e Anequim, além da supressão de vagas de estacionamento para garantir maior fluidez ao tráfego.

— O Peró é um dos bairros mais prejudicados nessa questão do trânsito. Por isso uma das propostas que vamos apresentar será com relação a mudanças nas ruas do Moinho e Anequim, que são as principais vias do bairro, transformando-as em mão única.  Vamos criar ciclofaixas e implantar sinalizações que auxiliem a fiscalização — explicou o coordenador do Departamento de Engenharia de Trânsito e Transportes (Engettrans) da Secretaria de Mobilidade Urbana, Leandro Knopp.

A principal preocupação dos moradores e veranistas é o bloqueio das ruas, sobretudo no entorno da Praça do Moinho, por carros estacionados irregularmente. A infração impede o acesso dos carros às garagens e, principalmente, o tráfego dos ônibus da Viação Salineira.

— O plano de trânsito do Peró poderá ser ótimo se vier acompanhado da fiscalização de trânsito, inclusive com o apoio de reboques. A tradição ensina que os agentes de trânsito desaparecem quando o bairro mais precisa deles – reclama o corretor de imóveis Jorge Murilo de Oliveira, fundador do movimento Amigos do Peró.

Já o líder comunitário Elias Fernandes reclama das péssimas condições das vias de acesso, que estão cheias de buracos e sem sinalização:

— Os turistas ficam perdidos porque a sinalização é muito precária. Além disso, a falta de manutenção deixa as Avenidas Marlin e dos Pescadores cheias de crateras – lamentou.

Durante o verão o trânsito na orla da Praia do Peró só será permitido para pedestres e ciclistas

Compartilhe:
Comentar

Taxistas e barqueiros recebem capacitação para atendimento aos turistas

Com o objetivo de melhor atender o grande fluxo de turistas que a cidade recebe na alta temporada, a Prefeitura vai oferecer cursos de capacitação turística para taxistas rodoviários e marítimos, barqueiros e funcionários das Centrais de Atendimento ao Turista, que estão localizadas na Rodoviária, no Boulevard Canal e no Terminal de Transatlânticos.

O treinamento é uma iniciativa da Secretaria de Turismo em parceria com a Secretaria de Mobilidade Urbana, a Coordenadoria de Meio Ambiente e a Universidade Estácio de Sá.

O curso tem duração de três horas e vão abordar os seguintes temas: “A importância do taxista para o turismo”; “Conheça melhor sua cidade” (informações sobre os atrativos naturais, culturais, históricos, etc); e “Orientações sobre conduta e bom atendimento”.

Os taxistas rodoviários terão opções de três horários, disponíveis na próxima terça (12) e quarta (13): das 9h às 12h; das 14h às 17h e das 18h às 21h.

Para táxis marítimos e barqueiros, o curso será na sexta (15), das 18h às 21h.

As aulas serão ministradas no auditório da Prefeitura, na Praça Tiradentes, s/n.

Compartilhe:
Comentar

Feira de Artesanato do Charitas recebe visitantes até janeiro

Dezembro é o mês de correria para as compras de Natal. Seja um presente de alto valor ou uma lembrança, o importante é presentear. E pra quem ainda não sabe o que comprar, o Corredor Cultural da Casa de Cultura José de Dome (Charitas) recebe até o dia 06 de janeiro uma Feira de Artesanato. A iniciativa é da Secretaria de Cultura para gerar renda aos artesãos locais.

Na feira é possível encontrar artigos de decoração em geral, objetos para casa e também para uso pessoal, além de lembranças de Cabo Frio. Os artesanatos são feitos com diversos tipos de materiais, como por exemplo, tecido, madeira, conchas, vidros, ferros, arames, palhas e folha de bananeira. As peças custam partir de R$ 5.

A Feira de Artesanato conta com 80 expositores. Todos os artesãos são moradores da cidade e inscritos no Cadastro Único de Cultura das Atividades (CadCult). Segundo o superintendente de Cultura, Carlos Ernesto Lopes, a intenção da Secretaria de Cultura é promover o trabalho feito pelos profissionais do artesanato da cidade.

“Os artesãos ficaram durante muito tempo sem ter onde expor seus produtos. Vimos a necessidade de oferecer a eles um espaço para impulsionar a geração de renda. Também é uma oportunidade para que o nome de Cabo Frio seja divulgado por meio das peças de artesanato, que são ótimas opções de presentes”, explicou Carlos Ernesto.

A visitação é de segunda a sexta-feira, das 11h às 20h. Aos sábados e domingos a feira não abrirá, com exceção nos dias 24 e 31 de dezembro, quando funcionará de 10h às 16h. O Charitas fica na Avenida Nossa Senhora da Assunção, 855, no Centro de Cabo Frio.

Peças podem ser opções para presentes de Natal

Compartilhe:
Comentar
Assine o RSS
Publicidade
Publicidade
?>