Publicidade

Jornal do Brasil

Concurseiros – JBlog – Jornal do Brasil

Polícia Rodoviária Federal deseja abrir inscrições para concurso público ainda em 2011

A Polícia Rodoviária Federal – PRF encaminhou, em agosto, para a Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 2.205/2011, que, entre outros, cria 260 vagas de agente administrativo, de nível médio, com remuneração inicial de R$ 3.203,97, com o objetivo de substituir os terceirizados. A expectativa da PRF é de que haja avanço na tramitação do Projeto de Lei, em Brasília, para que, ainda em 2011, sejam abertos os processos de seleção pública nas áreas policial e administrativa do departamento.
O projeto, que tramita com prioridade, já está em análise na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público e ainda vai passar por mais outras duas Comissões. Se for aprovado em todas estas etapas, o Projeto de Lei 2.205/2011 vai para discussão e votação no Senado.
O número de cargos criados pelo projeto pode ser maior, pois, conforme divulgado pelo Ministério do Planejamento, a Polícia Rodoviária Federal precisa substituir 395 terceirizados em situação irregular e o prazo de substituição se esgota no fim de 2012, de acordo com o que estipula o Termo de Conciliação Judicial (TCJ) assinado entre a União e o Ministério Público do Trabalho (MPT).
Em relação ao concurso para policial com 750 vagas, há uma dependência de acordo com a FunRio, organizadora afastada da seleção, para a entrega do banco de dados da seleção, contendo, entre outros a relação dos aprovados nas fases já realizadas de prova objetiva e redação. Também é necessária a obtenção dos recursos financeiros necessários à realização das etapas restantes por meio de uma nova organizadora. O concurso foi suspenso em novembro de 2009, por causa da descoberta de fraude no resultado da prova objetiva, tendo como envolvidos funcionários da própria banca organizadora. No entanto, apesar do ocorrido, o processo de seleção prevalece, já que não houve indícios suficientes de vazamento prévio dos gabaritos ou cadernos de questões. Segundo a PRF, o objetivo é iniciar a formação dos novos policiais ainda em 2011.

Postado por claudiajones às 23:33 | 21 comentários | Comentar

Compartilhe:

Publicado o edital para o concurso do BNDES

Cesgranrio será a banca organizadora

 

 

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social lançou o edital de seleção pública para a formação de cadastros de reserva para o cargo de nível superior: Profissional Básico com formações em Administração, Análise de Sistemas (Desenvolvimento), Contabilidade, Comunicação Social e Economia, com salário inicial de R$ 8.423,86; e para o cargo de nível médio: Técnico de Arquivo, com remuneração inicial de R$ 2.683,83.

Só serão aceitas as inscrições feitas pela internet através do site da Fundação Cesgranrio entre os dias 28 de setembro e 16 de outubro de 2011.

 

Veja o edital completo.

 

Postado por claudiajones às 22:50 | Nenhum comentário | Comentar

Compartilhe:

Claudete Pessôa atenta para as mudanças no Estatuto dos Servidores Públicos Civis

Estamos trazendo para nossos amigos mais dicas da Professora do Centro de Estudos Guerra de Moraes, Claudete Pessôa, que destaca as mudanças ocorridas no Estatuto dos Servidores Públicos Civis do Rio de Janeiro.

Estatuto dos Servidores Públicos Civis – RJ:

A Fundação Universitária José Bonifácio foi criada pela UFRJ destinada a promover e subsidiar
programas de desenvolvimento do ensino e da pesquisa. Não localizei disponível na internet provas anteriores específicas da fundação. Assim, o melhor caminho é buscar e estudar pelas provas anteriores do Núcleo de Computação Eletrônica – NCE (http://www.nce.ufrj.br/CONCURSOS/) visto que também vinculado a UFRJ, sendo provável que a Fundação possua mesma estrutura e abordagem nas provas e questões. Em legislação específica, o examinador preserva o texto da lei, muitas vezes o trazendo transcrito em algumas questões, o que torna indispensável a leitura cuidadosa do texto legal por inteiro.

Importantíssimo: o Estatuto dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro sofreu alteração este ano, produzida pela LC 140/2011, que extinguiu o estágio experimental. Infelizmente, o legislador carioca apenas revogou expressamente o parágrafo 2ª do artigo 2ª do DL 220/75. As demais disposições legislativas do estatuto que abordam o assunto (estágio experimental) se encontram revogadas apenas tacitamente e existem materiais sendo oferecidos com revogações expressas que não aconteceram, conforme se verifica no site da Alerj que já realizou esta última alteração.

Estudar para concurso exige disciplina, persistência e organização. Para tanto sugiro que o candidato monte um quadro semanal com seus horários de atividades e encontre, visualizando este quadro, quais os momentos em que poderá dedicar-se aos estudos. Feito isso, organize as matérias a serem estudadas em cada dia/horário, de acordo com o edital.

Importante separar um dia para revisão e esta deve ser realizada através dos esquemas, resumos e apontamentos do candidato. Agora que o edital já está na praça o ideal é estudar pelas provas anteriores, atentando para as alterações legislativas. É preciso buscar material confiável. Infelizmente o Estatuto dos Servidores Estaduais, formado por duas legislações, possui inúmeros conflitos legislativos, sempre prevalecendo a redação mais recente que, normalmente se encontra no DL 220/75 visto que tais alterações são posteriores a seu regulamento (Dec 2479/79).

Para facilitar a vida dos meus alunos e dos concurseiros, criei o meu site www.claudetepessoa.com.br onde disponibilizo legislação atualizada, questões, artigos doutrinários etc de forma gratuita, e para quem deseja um estudo aprofundado com teoria, esquemas de estudos e 503 questões com gabarito fundamentado em lei, lançamos em agosto/2011 a 2ª edição do Estatuto dos Funcionários Públicos Civis/RJ pela Editora Campus Elsevier.

 

Postado por claudiajones às 10:59 | 11 comentários | Comentar

Compartilhe:

MPE/RJ: Veja as dicas da Professora Claudete Pessôa

Estamos trazendo para nossos amigos internautas algumas dicas da Professora do Centro de Estudos Guerra de Moraes, Claudete Pessôa, sobre o concurso do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro.

Legislação Orgânica do MPE/RJ

A Fundação Universitária José Bonifácio foi criada pela UFRJ destinada a promover e subsidiar programas de desenvolvimento do ensino e da pesquisa. Não localizei disponível na internet provas anteriores específicas da fundação. Assim, o melhor caminho é buscar e estudar pelas provas anteriores do Núcleo de Computação Eletrônica – NCE (http://www.nce.ufrj.br/CONCURSOS/) visto que também vinculado a UFRJ, sendo provável que a Fundação possua mesma estrutura e abordagem nas provas e questões. Em legislação específica, o examinador preserva o texto da lei, muitas vezes o trazendo transcrito em algumas questões, o que torna indispensável a leitura cuidadosa do texto legal por inteiro.

É importante que o candidato observe as alterações legislativas em relação ao último edital, posto que a lei de carreira foi revogada e atualmente temos novas carreiras regulamentadas pela Lei 5891/2011, assim como a lei previdenciária atual é a Lei 5260/2008 que instituiu no Estado do Rio de Janeiro o Regime Previdenciário Próprio do Servidor Estadual regulamentando o artigo 40 da Constituição Federal (muito cobrado em prova) dispondo sobre os benefícios de aposentadoria, pensão por morte e auxílio reclusão aos servidores e seus dependentes. Muito cuidado se deve ter com as questões das provas anteriores nestes assuntos posto que as leis anteriores foram totalmente revogadas e podem induzir o candidato em erro.

Fato estranho neste edital foi a repetição da LC 113/2006, posto que esta altera os dispositivos da LOMPERJ – LC106/2003 e é sobre esta última que o candidato deve intensificar seus estudos, sendo esta a lei que regulamenta e estrutura o MP Estadual e, em sua segunda parte, encontra-se o estatuto dos membros do MPRJ (promotores e procuradores de justiça). A LC 106/2003 inteira está sendo cobrada no edital. Atente-se que a última alteracão da LOMPERJ foi produzida pela LC 129/2010 e candidato bem preparado é aquele que estuda em material atualizado. Lembrando que a LC 106/2003 se apóia na Lei Nacional 8625/1993, também objeto do edital.

Boa obra resumida e objetiva sobre Ministério Público é do mestre Hugo Nigro Mazzilli, em “Introdução ao Ministério Público”, 7ª edição, editora Saraiva; e para um estudo mais aprofundado, excelente trabalho foi realizado pelo mestre Carlos Roberto de Castro Jatahy, “Princípios Institucionais do Ministério Público”, 4ª edição, editora Lumen Juris.

Postado por claudiajones às 8:50 | 1 comentário | Comentar

Compartilhe:

Lançado o edital para concurso do MPE-RJ

Acaba de ser publicado o edital mais esperado do ano: MPE-RJ. O edital está disponível no site do Ministério Público do Rio de Janeiro. Ao todo são 155 vagas divididas entre cargos de Analista e Técnico. Para analista, são 29 vagas divididas em duas áreas. Para técnico, nível médio, são 126 vagas divididas também em duas áreas. As Inscrições vão de 8 de setembro a 11 de outubro. A prova para os cargos de Analistas será no dia 20 de novembro e dia 27 de novembro para Técnico Judiciário. Lembrando que, para esse concurso, são destinadas vagas para negros e índios, de acordo com o decreto estadual 43.007/11 sancionado pelo governador Sérgio Cabral.

 

Veja o edital completo.

 

Link para a página do concurso.

 

Postado por claudiajones às 21:03 | 12 comentários | Comentar

Compartilhe:

Minhas dicas para a prova do TCU

Quem já vem estudando para os concursos de Auditor Fiscal, Banco Central e Controladoria Geral da União poderá aproveitar o conteúdo para os concursos do Tribunal de Contas da União (TCU).

Não houve muita mudança. Para quem fez a prova anterior ou já está estudando há um tempo terá vantagem, pois 80% do conteúdo serão aproveitados. No entanto, é preciso tomar cuidado com as atualizações do conteúdo programático. As matérias “carro chefe” do concurso são Auditoria e Controle Externo e Finanças Públicas. Mas as matérias de Direito e a parte de Contabilidade merecem bastante atenção.

O candidato deve se preocupar com o material didático aprofundado, com a parte discursiva e fazer muitas questões de provas anteriores, não só da banca, exercitando o máximo possível, pois é um concurso bem difícil. O ideal é fazer muitos exercícios para sanar as dúvidas.

É necessário, também, manter uma programação. Por ser um concurso bem difícil, é exigido um estudo diário.

O TCU está com 70 vagas abertas para Auditor Federal de Controle Externo, sendo 68 na área de Controle Externo com especialidade em Controle Externo, das quais 42 são disponibilizadas na orientação de Auditoria Governamental e 26 na de Auditoria de Obras Públicas; e 2 na área de Apoio Técnico e Administrativo com especialidade em Psicologia.

 

Veja o edital.

 

Postado por claudiajones às 22:01 | Nenhum comentário | Comentar

Compartilhe:
Publicidade
Assine o RSS