Publicidade

Jornal do Brasil

Concurseiros – JBlog – Jornal do Brasil

TCM- RJ: em breve novo concurso!

O Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro está com previsão de lançar concurso em breve. Segundo comunicação feita pela instituição, o momento agora é a de escolha da organizadora do certame, que pode ocorrer nos próximos dias durante a reunião com a Comissão do Concurso. O edital irá contemplar 15 vagas para provimento do cargo de Técnico de Controle externo e exigirá o nível médio de escolaridade. A remuneração pode chegar a R$10.578,22.
o candidato que deseja estudar para esse concurso já pode se preparar baseado nas informações divulgadas pela instituição. As possíveis disciplinas que serão cobradas nas provas serão sobre Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Direito Administrativo, Direito Constitucional e Direito Financeiro, Controle Externo e Noções de Informática. Além dessas, outros conteúdos poderão ser inseridos na programação do certame.
De acordo com o especialista em concursos, Marcus Bittencourt, Advogado da União, as alterações nas disciplinas que poderão ser exigidas , devem ser alvo de atenção efetivamente com a publicação do novo edital,o candidato fará as adaptações e a revisão daquilo que já estudou.
O especialista alerta ainda que, muitas alterações ocorreram nas disciplinas de Direito, principalmente Direito Administrativo e Direito Constitucional. “Recomendo atenção especial em Direito Administrativo com ato administrativo, licitações, contratos administrativos e controle da Administração Pública. Em Direito Constitucional, maior cuidado com Fiscalização Contábil, Financeira e Orçamentária e Tribunal de Contas da União”, orienta.
No último concurso para o cargo de nível médio do TCM–Rio que ocorreu em 2004 não houve a cobrança de Controle Externo. No entanto, para o próximo concurso será cobrada. Para Gladstone felipo, especialista em concursos o tema relativo a controle externo é fundamental para quem possui pretensão de passar nesteconcurso, pois é exatamente essa a função constitucional das cortes de contas. “O estudo do controle externo deve ser feito dentro do Direito Administrativo, na parte referente a controle da administração pública. Uma boa dica é buscar algumas decisões e deliberações do TCM, que servirão como norte ao aprofundamente deste tema”.
Rodrigo Lelis, especialista em concursos acrescenta que  o candidato deve ter como base os últimos concursos do TCM-Rio, como o que ocorreu em 2010, e todos os outros concursos para Tribunais de Contas para o mesmo cargo nos últimos quatro anos. “O conteúdo cobrado dentro da disciplina, com exceção do que é específico de cada estado e município, geralmente é comum aos Tribunais de Contas”.

Em direito Constitucional, Rodrigo Mesquita, professor da disciplina, recomenda que os candidatos que oestudem todo o conteúdo do edital do concurso anterior, pois o conteúdo da disciplina foi bem amplo para umconcurso de nível médio. “Em relação edital passado, sugiro um estudo mais aprofundado,em Fiscalização Contábil, Financeira e Orçamentária, Tribunal de Contas da União, bases Constitucionais da Tributação e das Finanças Públicas, os princípios do Sistema Tributário Nacional, as limitações constitucionais ao poder de tributar, a competência tributária e as espécies de tributos, bem como os princípios gerais das finanças públicas. De acordo com o mestre, esse conteúdo apontado está relacionado ao exercício do cargo de Auxiliar de Controle Externo.

Mesquita não acredita em muitas inovações no que se refere à disciplina de Noções de Direito Constitucional. “O edital passado foi bem amplo, diferente de outros concursos de nível médio, assim o  início dos estudos deve ser baseado no que foi cobrado anteriormente, recomenda“.

A banca organizadora ainda não foi definida, porém os especialistas apostam na  Secretaria Municipal de Administração- SMA. Rodrigo Lelis indica os estudos pelas provas anteriores da banca e pelas provas da Fundação Carlos Chagas que, na sua opinião, pode ser uma boa referência já que a SMA não possui um grande número de provas anteriores. “O candidato deve preferir estudar sempre pela letra da lei. Considerando que a SMA é uma organizadora que geralmente indica as referências bibliográficas do conteúdo cobrado em cada disciplina, é mais prudente aguardar o edital para ver se ela indica algum autor de jurisprudência”, explica.
Gladstone reforça que a SMA não costuma ser rigorosa em suas avaliações. “Esse fato pode ser perigoso, pois aumenta e muito a nota de corte”, alerta. Para ele, a banca também não tem por hábito cobrar questões controvertidas. “Aconselho a buscar provas de concursos anteriores organizados pela banca, para se adaptar a forma de abordagem e cobrança”.
Em relação à preparação os três são unânimes em aconselhar o treinamento por meio de muitas questões de concursos anteriores.
Felippo finaliza com uma dica de material de apoio. “Um bom livro de controle da administração pública, comoo da professora Odete Medauar, e leitura de muitos acórdãos e deliberações do TCM.
O site Qconcursos.com oferece material fundamental para o estudo para esse concurso como aulas teóricas, questões de todas as disciplinas, de concursos anteriores da instituição, assim como  questões das bancas que já realizaram concursos para o TCM-RJ. Sendo assim, depende do candidato inciar a sua preparação o quanto antes conjugando teoria à resolução de questões.

 

Postado por claudiajones às 12:03 | Nenhum comentário | Comentar

Compartilhe:
Publicidade
Assine o RSS