Publicidade

Jornal do Brasil

Concurseiros – JBlog – Jornal do Brasil

Concurso Polícia Federal: dicas fundamentais para todos os cargos

No nosso post de hoje vamos trazer dicas bem importantes para quem está se preparando para o concurso Polícia Federal.

O concurso da Polícia Federal está perto de ser aberto; a expectativa é grande e o tempo é curto para estudar uma grande quantidade de matérias.

Dessa forma, é preciso manter uma estratégia para o preparo mais eficiente possível.

Cargo de Delegado

O concurso para Delegado Federal exige conhecimentos específicos em diversas áreas jurídicas, necessitando de um estudo amplo e menos denso.

Em outras palavras, o certame não exige um especialista em uma determinada área.

O bom candidato sabe o suficiente de cada matéria, não um preparo aprofundado de todas, até porque é impossível saber tudo. Dessa forma, é importante um estudo vinculado com as atividades típicas de Delegado Federal.

Exemplificando: a função é presidir inquérito policial, trabalhando nas investigações policiais e na segurança pública em âmbito federal.

O servidor público não vai lidar com recursos em matéria penal ou situações exclusivamente de âmbito estadual. Estes conteúdos devem ser analisados com menor profundidade, pois a possibilidade de serem cobrados é baixa.

Por outro lado, a matéria inquérito policial deve ser muito bem analisada pelo candidato, justamente por ser específica de atuação do Delegado Federal.

Cargo de Agente Federal

Quanto à carreira de Agente Federal, apresenta a especificidade de cobrar conhecimentos jurídicos e não jurídicos – dificultando os estudos de todos os candidatos.

Frise-se: como o concurso exige formação superior em qualquer área, uns terão mais vantagens e desvantagens em certas questões. Por exemplo: o contador terá vantagem na parte de contabilidade, mas terá maior dificuldade nos conhecimentos jurídicos.

Dessa forma, o óbvio tem que ser dito: estude aquilo que não sabe e deixe de lado a sua área de formação. É importante ser estratégico, não tem jeito. A quantidade de matérias é enorme, necessitando de uma diretriz certeira.

Cargo de Perito criminal

Quanto à carreira de Perito Criminal, sem sombra de dúvidas é a mais difícil de obter êxito, pois os conhecimentos são extremamente profundos na área, exigindo conhecimentos jurídicos que não são da expertise do candidato e a quantidade de vagas é reduzida.

É importante verificar o conteúdo cobrado das provas anteriores, pois, normalmente, como são disciplinas de Ciências Exatas, estas não mudam muito ao longo do tempo se compararmos com as Ciências Humanas.

Além disso, importante fazer módulos específicos das matérias jurídicas, pois aprender Direito sem um professor é um trabalho dificílimo.

Dicas essenciais

Dicas para todas as carreiras da Polícia Federal: existe uma certa tradição da banca ser a Cespe/UNB. Ou seja, esta segue um padrão de cobrança de conhecimentos com assertivas para julgar certo ou errado, sendo a marcação equivocada contabilizando pontuação negativa.

Portanto, o candidato deve marcar apenas quando tiver absoluta certeza; na dúvida, não marque. Já conhecemos aprovados que marcaram apenas duas questões de certa matéria e passou, pois contrabalanceou em outras disciplinas os êxitos.

Além disso, fundamental ler os informativos dos tribunais superiores, pois a banca sempre cobra muitas questões acerca de conhecimentos específicos dos entendimentos do STF e do STJ.

Por fim, não esquecer de elaborar muitas questões anteriores, é fundamental para entender o padrão da banca, objetivando potencializar o número de acertos.

Colaborou:

Thiago Jordace –  Doutor em Direito da Cidade pela UERJ, Mestre em Direito Penal pela UERJ, Graduado em Direito pela UFRJ, advogado e professor.

Gabriela Goldstein  Química formada pela UFF e professora.

Postado por claudiajones às 18:58 | Nenhum comentário | Comentar

Compartilhe:

Nenhum comentário

Adicionar um comentário:

Publicidade
Assine o RSS