Publicidade

Jornal do Brasil

Concurseiros – JBlog – Jornal do Brasil

Mirou no foco, seguiu e foi vitoriosa!

Glauce Viviana, Tecnico ministerial do Ministério Público da Paraíba

A minha história não tem muita coisa diferente da história da maioria dos concurseiros. Em 2011, me formei em direito e já tinha OAB antes da formatura, foi com o estudo pra OAB que eu me familiarizei com provas e questões de concursos públicos, sendo aprovada sem cursinho, mas, resolvendo inúmeras questões. Comecei a advogar após a colação de grau e vi que não era aquilo que queria pra mim, além da dificuldade de encontrar emprego, os salários eram muito baixos. Então, resolvi entrar de cabeça no mundo dos concursos e só parar quando fosse concursada. Minha primeira providência foi escolher um foco e, então, decidi que faria só concursos de analista e técnico de tribunais e Ministérios Públicos. O primeiro concurso que fiz, quando comecei a estudar, foi para Analista do Tribunal de Justiça de Pernambuco, em janeiro de 2012. A minha preparação consistiu basicamente em ler a letra da lei e fazer questões, fiquei na posição 1600 (mais ou menos) e, isso, me animou, pois o universo era de 17 mil inscritos. A partir daí, tive a certeza que com o tempo alcançaria meu objetivo. Logo após esse concurso, entrei num cursinho telepresencial na minha cidade voltado para carreiras de analista, estudei bastante sem edital publicado para criar base (principalmente português, constitucional e administrativo – matérias básicas pro cargo que eu almejava), até que em setembro de 2012 fiz o concurso para Analista do TRF da 5ª região e fiquei em 112ª, sem chances de ser chamada, mas, feliz com a evolução. Continuei estudando, solidificando o conhecimento, revisando muito, fazendo muitas questões e sempre lendo a letra da lei. Em maio de 2013, fiz o concurso para analista do MPU no meu estado, fiquei em 13º e muito feliz! Só tinha uma vaga, mas eu tinha ido muito bem (o concurso ainda está válido e talvez eu seja chamada). Depois, fiz técnico da Assembleia Legislativa do RN, acabei indo mal na redação por falta de prática e fiquei em 182º de 40 vagas. Após esse concurso, eu cometi meu maior erro: parei de estudar porque comecei a trabalhar! Não aconselho ninguém a fazer isso e, se eu pudesse voltar atrás, não teria feito. Em 2015, depois do carnaval, já desempregada novamente, voltei a estudar com gás total, mas sem foco ainda. Até que no mês de abril, saiu o edital para técnico do Ministério Público da Paraíba e, desde o momento que vi esse edital, eu sabia que era o meu concurso tinha certeza que ia passar. A partir desse momento, eu me dediquei exclusivamente ao concurso, devorei o Vade Mecum e fiz mais de seis mil questões no Qconcursos.com entre o edital e a prova (mas, desde que eu comecei a usar já foram 11 mil)!! Resultado: acertei 95% da prova e fiquei em 3º lugar entre 34 mil inscritos. Não esperava que saísse tão bem! Além de estar dentro do número de vagas, eu estava nas primeiras colocações e, em breve, não estaria mais desempregada! Felicidade imensurável!  Agradeço ao Qconcursos.com que foi essencial na minha aprovação.

Acho que não tem segredo e o que eu posso dar de dica é o seguinte: estude com qualidade, faça revisões para solidificar o conhecimento e resolva muitas questões! Se o seu foco é como o meu, tribunais e MP’s, a letra da lei é fundamental. Meu método de estudo era o seguinte: de manhã eu lia algum livro ou a letra da lei, à tarde eu fazia questões e revisava. Eu revisava por meio de resumos, esquemas, anotações de aulas ou, simplesmente, só lia o que tinha grifado nos livros.

Não é fácil e exige muitas horas de estudo, renúncias, mas, no final vale a pena! Sucesso a todos!

 

Postado por claudiajones às 10:59 | Nenhum comentário | Comentar

Compartilhe:

Com 26 anos, nomeado em 5 concursos, ele escolheu o Senado Federal!

Olá, sou Paulo Victor, nasci no Distrito Federal, morando na Ceilândia por 26 anos. Estudei na Fundação Bradesco (colégio mantido pelas Organizações Bradesco, considerado para os devidos fins como público). Consegui cursar a faculdade de Administração por meio de bolsa do PROUNI.

A vida financeira da minha família nunca foi boa, cheguei a dividir um quarto com minha mãe e irmãos, morei em casa de terra de chão batido, cresci sabendo disso e via por meio dos estudos uma chance de melhorar de vida. Assim, me dediquei na escola para conseguir ser indicado para trabalhar no Banco Bradesco, ao concluir o ensino médio. Após três anos e meio na Instituição Bancária, e, por vezes, atendendo servidores públicos, alimentei o desejo de prestar concursos públicos.

Por duas vezes eu usei todo meu período de férias em cursinhos, porém sem êxito. Faltava tempo em meio à rotina do trabalho e da faculdade. Planejei minha saída do banco, juntando dinheiro e quitando dívidas para que eu pudesse pedir demissão e me dedicar mais para os estudos. Saí do banco em maio de 2009 e com o dinheiro da rescisão e do FGTS iria me manter estudando até quando pudesse, trabalhava com um prazo de dois anos para passar em algum concurso. Nunca fui ou fiquei entre os primeiros lugares nos concursos que prestei. De fato fiquei dentro das vagas em três certames (MDIC, AGU e ANEEL) e como excedente, porém nomeado, no órgão que estou hoje, no Senado Federal. 2009 foi um ano atípico. Se me recordo bem, o Ministério Público teria feito acordo com o Poder Executivo no sentido de substituir terceirizados dos Ministérios. Assim, praticamente todos os Ministérios da Esplanada realizaram concursos. Em um destes foi onde consegui minha primeira aprovação. Foi para cargo de nível superior, Analista Técnico-Administrativo, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Fiquei em 33°. Foi como tirar uma rocha das costas. Apesar do concurso não ter o glamour de um MPU, TCU ou Senado, era a minha primeira aprovação. Dentro das vagas.

Com cinco meses de estudos, pois havia iniciado de fato os estudos em julho de 2009 e o concurso foi em novembro do mesmo ano. Quando a nomeação ocorreu em fevereiro de 2010 eu já estava devendo no cheque especial do banco. Fiz colação extraordinária na faculdade para retirar logo o diploma e tomar posse. Não tive a oportunidade de ter aquela famosa foto de beca com o diploma. Mas pouco me importava! Superada a fase de “preciso de alguma renda”, comecei a olhar concursos melhores. Reparei que havia muitas Agências Reguladoras, todas com a carreira de Analista Administrativo. Resolvi que iria focar nisso. Por sorte do acaso, nas semanas seguintes à posse no MDIC foi publicado o Edital da ANEEL, em 2010. Havia 33 vagas para Analista Administrativo na área que escolhi. Estudei legislação do setor elétrico. Após prova objetiva e discursiva fiquei em 25º. Com a prova de títulos caí para 31º. A diferença entre mim e o 33º foi de 0,15. 0,15 garantiu minha colocação dentro das vagas. 0,15! Na semana seguinte à prova da ANEEL fiz a prova da AGU para Administrador e passei dentro das vagas. 39º de 42 vagas para o DF. Não tomei posse. A nomeação na ANEEL atrasou seis meses porque a Presidente Dilma assumiu seu primeiro mandato e suspende nomeações e concursos. Mas já estava muito feliz. Em praticamente um ano de estudo havia logrado êxito em três certames, sendo a carreira das Agências Reguladoras uma das melhores no Poder Executivo. Após aprovação na ANEEL, em julho/agosto de 2010, eu parei de estudar e aguardava apenas a nomeação, que se deu em junho de 2011.

Estava satisfeito naquele momento. Um ano e meio depois que parei de estudar saiu o Edital do Senado Federal, no dia 23/12/2011. Motivei a estudar por conta de uma amiga que trabalhava comigo na ANEEL, e, claro, por ser uma das melhores carreiras do serviço público. Mas arrisquei principalmente porque eu sabia que era capaz, que podia dar certo. Prestar concurso para o Senado Federal era algo inimaginável quando comecei a estudar em 2009. Eu tinha um saldo de 30 dias de férias para utilizar.

Eu o utilizei completamente, emendei com carnaval e fiz a prova em março de 2012. Na preparação o Qconcursos.com contribuiu muito. Eu não conhecia o site até o Professor do curso apresentá-lo em sala de aula. Eu assinei os serviços do site para utilizar. Fiz praticamente todas as questões disponíveis da FGV. O banco de questões e, principalmente, a contribuição das pessoas ajudaram muito a elucidar as dúvidas. Inclusive um dos colaboradores do Site, um rapaz com nickname SHarger, é meu amigo hoje no Senado Federal. Ele ficou em 3º no concurso. No concurso do Senado Federal, apesar de ter sido nomeado para Analista Legislativo – Administração, eu fiquei fora das vagas. Na classificação final minha posição foi 75º. Mas durante o concurso ocorreram mudanças devido a decisões judiciais e PNE’s. Após dois anos (um de validade mais um de prorrogação) fui nomeado no Senado Federal. Vale ressaltar, minha nomeação foi publicada NO ÚLTIMO DIA DE VALIDADE do Edital de Analista Legislativo, no dia 31 de julho de 2014.

Não é uma história de primeiros colocados. Mas é uma história para mostrar que não precisa ficar entre os primeiros para obter sua nomeação. E mais do que isso, que vale a pena acreditar até o fim, até o último dia. O dia da posse no Senado Federal foi um dos dias mais felizes da minha vida. Chorei na Solenidade. Veio à tona tudo que passei até chegar àquele momento. E continuo muito feliz.

Atualmente sou Chefe de Gabinete Parlamentar e adoro o que faço. Trabalhar em um lugar que será notícia todos os dias no jornais e é Cartão Postal da Capital Federal é algo que me orgulha muito. Ninguém na minha família chegou tão longe e eles sentem muito orgulho de mim também. Familiares e amigos de escola e faculdade se motivam por meio das coisas que consegui realizar. E a possibilidade de prover a minha futura família condições melhores das quais eu me encontrei me traz muita segurança e tranquilidade. O Professor e Filósofo Clóvis de Barros Filho costuma dizer que ‘felicidade é aquele momento que a gente queria que durasse um pouco mais, que não se acabasse’. E esse momento da minha vida eu não quero que acabe tão cedo.

 

 

Postado por claudiajones às 12:42 | Nenhum comentário | Comentar

Compartilhe:

O que me motiva a fazer concurso público?

Em um mercado de trabalho cada dia mais competitivo e exigente, uma opção muito buscada pelos brasileiros tem sido as carreiras publicas. As novas regras de aposentadoria do servidor publico, introduzidas pelas reformas previdenciárias de 2003 e 2005, acabaram com a integralidade dos vencimentos em relação aos novos servidores, mas outros aspectos do regime funcional constitucional dos estatutários ainda levam milhares a dedicar muitas horas do dia ao estudo, objetivando galgar uma destas tão concorridas oportunidades.

Dentre os atrativos das carreiras publicas podemos citar a estabilidade e a remuneração.

Quanto ao ultimo aspecto, diversos concursos públicos que exigem apenas nível médio oferecem remunerações superiores a 4 mil reais, muito acima dos salários pagos pela iniciativa privada aos trabalhadores com este nível de escolaridade, ou seja, os concursos públicos se tornaram uma verdadeira guerra entre os interessados.

Em relação às carreiras de nível médio que remuneram acima de 4 mil reais, alguns concursos foram recentemente realizados, ou estão em andamento, e outros em vias de ocorrer. É o caso do certame para a carreira de Agente Administrativo da PRF, com remuneração que pode chegar aos R$ 4.318,17. Entre as atribuições do Agente da PRF, estão as de executar atividades administrativas, de nível intermediário, relativas às competências legais da Polícia Rodoviária Federal, por meio da prestação de apoio técnico administrativo à área finalística da instituição.

Outra carreira de nível médio que aguça o interesse dos alunos pela quantidade de vagas a oferecer e remuneração é a de Técnico do INSS, cujo Edital está em vias de ser lançado, segundo fontes da própria Autarquia Previdenciária. O vencimento inicial é de R$ 4.400,87, e o Técnico terá como funções principais atuar no atendimento ao público, executando atividades de orientação e informação aos segurados e usuários da Previdência Social, de acordo com as diretrizes estabelecidas nos atos específicos e realizar atividades de suporte e apoio técnico especializado às atividades de competência do INSS.

No entanto, o concurso de nível médio mais aguardado e que já foi autorizado é o de Técnico Federal de Controle Externo do TCU, cuja remuneração atual alcança os chamativos R$ 8.844,30, devendo chegar a quase R$ 9.500,00 no ano de 2015. O TCU é o órgão de controle financeiro da Administração Pública e o Técnico exerce atividades de apoio técnico-administrativo necessárias ao desempenho das atividades inerentes ao funcionamento do TCU, bem como as demais atribuições previstas na Resolução-TCU nº 154, de 4 de dezembro de 2002, e alterações posteriores.

Se você planeja se dedicar aos estudos para um destes cargos públicos de nível médio, ou qualquer outro com remuneração atraente, comece a se organizar. As palavras mágicas para a aprovação são: disciplina e organização.

O estudo deve ser diário. Inicie devagar, estudando 1 hora por dia ou até sua mente suportar tanta informação. Depois, gradualmente, vá aumentando a carga horária de estudos. Porém, jamais deixe de estudar. Isso exige muita disciplina, que só os aprovados conseguem.

Entretanto, o estudo deve seguir uma organização. Planeje, coordene e execute. Veja a banca. Faça exercícios de provas anteriores da banca, no que tange aos concursos de nível médio realizados por ela. Além de cursos presenciais e online, e manuais de questões, atualmente é possível encontrar diversos sites e aplicativos com questões de concursos divididos por bancas, níveis e assuntos. Use e abuse da tecnologia a serviço do estudo.

As provas de concursos que exigem apenas nível médio guardam uma certa semelhança em relação ao conteúdo programático. Matérias jurídicas como noções de Direito Constitucional e Direito Administrativo estão sempre sendo cobradas. É importante intensificá-las, fazendo módulos ou com apostilas e manuais específicos.

Outras matérias não jurídicas também são frequentes nestes concursos, tais como Português, Informática, Matemática, Raciocínio Lógico, entre outras dependendo da carreira.

Portanto, o importante é se organizar e manter a disciplina de estudos. Estudar até passar e não apenas para passar. Afinal, ter uma remuneração superior a 4 mil reais com nível médio de escolaridade, flexibilidade de horário e estabilidade funcional merece toda a nossa dedicação!

Gladstone Felippo, professor parado Universo do Concurso

 

Postado por claudiajones às 10:35 | Nenhum comentário | Comentar

Compartilhe:

Listão de concursos que abriram inscrições nessa segunda, 04

O QConcursos publica, todas as segundas-feiras, a lista de órgãos com inscrições abertas.  Conheça os órgãos que abrem inscrições nesta segunda, 4 de novembro, e outros que seguem com inscrições abertas. São 144 concursos com inscrições abertas que  reúnem 18.707 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Aproveite e escolha o seu.

download (2)Tribunal de Justiça- MT
O Tribunal de Justiça de Mato Grosso abriu concurso público para preencher 193 vagas para titulares de cartórios de notas e registros do Foro Extrajudicial do Estado – 64 vagas são para remoção e 129 para provimento. Serão reservados aos candidatos com deficiência 10% das vagas previstas. A remuneração é de acordo com os serviços prestados.
No site da organizadora, é possível ver o edital (acesse o edital).

Para participar da seleção de provimento, é necessário ser bacharel em direito, com diploma registrado, ou ter exercido, até a data da primeira publicação do edital do concurso, 10 anos de exercício notarial ou de registro.

Para a seleção de remoção, o candidato deve ser titular de serviço notarial ou de registro no Estado de Mato Grosso, em exercício na atividade por mais de 2 anos ininterruptos, até a data da primeira publicação do edital, comprovados mediante certidão emitida pelo Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso.

Os candidatos poderão inscrever-se no concurso pelo critério de ingresso por provimento, por remoção ou ambos, uma vez que as provas serão diferentes e realizadas em dias distintos.

A inscrição deve ser feita exclusivamente via internet, das 9h do dia 4 de novembro até as 20h do dia 3 de dezembro, pelo site http://www.concursosfmp.com.br. A taxa é R$ 200,00.

O concurso terá prova objetiva de seleção, prova escrita e prática, prova oral e prova de títulos. Haverá ainda exames de sanidade física e mental e investigação da vida funcional e pessoal.

images (6)Tribunal Regional  Federal 3ª Região

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (São Paulo e Mato Grosso do Sul) divulgou edital de concurso público para 260 vagas em cargos de nível médio/técnico e superior. Do total das vagas, 17 são reservadas para pessoas com deficiência. Os salários são de R$ R$ 4.635,03 e R$ 7.566,42, respectivamente.

As inscrições podem ser feitas no período de 4 a 29 de novembro pelo sitewww.concursosfcc.com.br. A taxa é de R$ 65 para nível médio/técnico e R$ 75 para nível superior.
Os candidatos também podem fazer as inscrições nos locais indicados no edital.

As provas objetivas serão aplicadas na data provável de 19 de janeiro de 2014, nas cidades de Araçatuba (SP), Bauru (SP), Campinas (SP), Marília (SP), Presidente Prudente (SP), Ribeirão Preto (SP), Santos (SP), São José do Rio Preto (SP), São José dos Campos (SP), São Paulo, Sorocaba (SP), Campo Grande e Dourados (MS).

estudantes

Ministério Público do Paraná (MP-PR)

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) divulgou na quarta-feira (23) o edital para o concurso público que pretende contratar 131 profissionais, de nível fundamental, médio e superior. As vagas são para atuar em várias cidades, de todas as regiões do estado. Os salários podem chegar a R$ 7.300,39 para os aprovados nos cargos de nível superior.

Já nos cargos de nível médio, o MP-PR oferece salário inicial de R$ 3.875,49, enquanto os servidores que possuem apenas o ensino fundamental vão receber 2.387,55.

O edital pode ser visto no site do QConcursos.

Para o nível fundamental, as vagas são para atuar como auxiliar administrativo, motorista e oficial de promotoria. Nos cargos de nível médio, há vagas para trabalhar como auxiliar técnico, técnico em edificações e técnico em hardware

No nível superior, há vagas para administrador, analista de administração de banco de dados, analista de comunicação, analista de operações e segurança, arquiteto, assistente social, auditor, engenheiro civil, engenheiro eletricista, estatístico, médico, pedagogo e psicólogo.

As inscrições estarão abertas  até 26 de novembro pelo site www.esppconcursos.com.br. A taxa de inscrição varia de R$ 50 a R$ 120, conforme o cargo pretendido.

As provas estão marcadas para o dia 15 de dezembro. Os candidatos serão submetidos a provas discursivas e objetivas, além de uma redação. Além disso, também haverá prova de títulos.

Confira outros órgãos  com inscrições abertas:

Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano, em São Paulo
caneta n mão
As inscrições  para a Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano, em São Paulo podem ser feitas até  29 de novembro pelo site www.vunesp.com.br. A taxa é de R$ 45 para nível médio e R$ 75 para nível superior. O edital de concurso público para 91 vagas em cargos de nível médio e superior. Os salários são de R$ 2.619,60 e R$ 3.734,92, respectivamente.
No site da Vunesp, é possível ver o edital (acesse o edital).
As vagas de nível médio são para assistente administrativo e assistente técnico.

Os cargos de nível superior são para analista administrativo, analista de desenvolvimento urbano e regional, analista de geomática e analista jurídico.
Todas as oportunidades são para a cidade de São Paulo, sendo que o candidato pode ser transferido para exercer suas atividades em outras unidades ou cidades do estado de São Paulo. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

Além do salário, os profissionais vão receber auxílio alimentação de R$ 360, assistência médico, seguro de vida em grupo, vale-transporte, auxílio creche e auxílio funeral de até R$ 2.402,57.

A prova objetiva será aplicada na data provável de 2 de fevereiro de 2014, na cidade de São Paulo.

images (2)Instituto Federal de Mato Grosso
As inscrições para o Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) podem ser feitas até dia 10 de novembro e a taxa de inscrição varia conforme o nível de ensino. O salário varia entre R$ 1.920,23 e R$ 3.511,70.
De acordo com o edital publicado, no total 184 vagas estão sendo ofertadas para o nível fundamental, médio e superior.
Para ter acesso ao edital clique aqui.
As vagas são para as áreas de assistente de alunos, auxiliar de biblioteca, assistente em administração, técnico em arquivo; contabilidade; edificações; laboratório de biologia; secretariado; tecnologia da informação, assistente social, auditor, bibliotecário, enfermeiro, engenheiro de segurança do trabalho; sanitarista, jornalista, médico, nutricionista, pedagogo, psicólogo, revisor de texto e técnico em assuntos educacionais.

O candidato deverá realizar a prova no dia 15 de dezembro na cidade onde concorrerá a vaga. Apenas as vagas destinadas aos campi de São Vicente e de Várzea Grande serão realizadas em Cuiabá. A duração da prova objetiva é de quatro horas e será realizada em uma única etapa com habilidades e conhecimentos de cada área.

imagesPolícia Militar do Estado de São Paulo
As inscrições para a Polícia Militar do Estado de São Paulo devem ser feitas até 22 de novembro pelo site www.vunesp.com.br. A taxa é de R$ 50.
São 2 mil vagas de soldados PM de 2ª classe. A organizadora será a Fundação Vunesp. O salário é de R$ 2.563,28.
No site da Fundação Vunesp, é possível ver o edital (acesse o edital).

Os soldados vão fazer parte do Quadro de Praças da Polícia Militar. A seleção é para homens e mulheres. Para participar da seleção os candidatos devem ter nível médio completo e ter, no mínimo, 18 anos e, no máximo, 30 anos. Também é necessário ter habilitação nas categorias B a E, altura mínima de 1,65m para homens e 1,60m para mulheres.

images (19)Procuradoria-Geral do Estado da Bahia
As inscrições para  Procuradoria-Geral do Estado da Bahia poderão ser feitas até 11 de novembro, pelo endereço eletrônicowww.cespe.unb.br/concursos/pge_ba_13_procurador. A taxa é R$ 200,00.
O concurso terá prova objetiva, prevista para o dia 9 de fevereiro de 2014, três provas prático-discursivas e avaliação de títulos, respectivamente. Todas as etapas do concurso e a perícia médica dos candidatos que se declararam com deficiência serão realizadas em Salvador.

images (2)Codesp- RJ
O Consórcio Intermunicipal para Desenvolvimento da Saúde Pública (Codesp) dos municípios de NatividadePorciúncula, no Rio de Janeiro, divulgou edital de processo seletivo para 68 vagas em cargos de nível médio/técnico e superior. Os salários variam de R$ 678 a R$ 3.600.

No site da Consulplan, é possível ver o edital.

Os cargos de nível superior são para dentista pediatra, dentista periodontista, médico ESF, médico infectologista, médico psiquiatra, psicólogo adulto e infantil e terapeuta ocupacional.

As vagas de nível médio/técnico são para técnico em saúde bucal, protético, auxiliar de enfermagem, auxiliar de saúde bucal e educador de saúde.
As inscrições podem ser feitas até 7 de novembro pelo site www.consulplan.net. A taxa é de R$ 45 para nível médio/técnico e R$ 80 para nível superior.
Os candidatos também podem se inscrever nas centrais de atendimento ao candidato da Consulplan, localizada na Rua Intendente Franklin Rabello, 8, em Natividade, e na Rua João Francisco Braz, 695, em Porciúncula.
A prova objetiva será aplicada na data provável de 8 de dezembro, nas cidades de Natividade e Porciúncula.

Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro

carro da pc rjA Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro divulgou no dia 14, o edital do concurso para 750 vagas oficial de cartório, cargo que exige formação superior em qualquer área e carteira de habilitação na categoria B. A remuneração inicial é de R$2.871,98, para carga de 40 horas semanais. As inscrições serão aceitas  até o dia 18 de novembro.  Leia aqui a matéria completa.

bombeirosCorpo de Bombeiros Militar- PB

Abertas as inscrições para o Corpo de Bombeiros Militar do Estado da Paraíba para o preenchimento de 15 vagas, para adição ao Quadro de Oficiais Bombeiros Militar (QOBM), sendo dez destinadas ao sexo masculino e o restante para o sexo feminino. A remuneração inicial é de R$ 1.067,34.
No site da organizadora, é possível ver o edital.
Os candidatos terão que se inscrever no site Comissão Permanente do Concurso até 8 de novembro de 2013.

Para a inscrição será cobrada uma taxa única de R$ 150. É obrigatório que o candidato tenha concluído o ensino médio ou correspondente.

Os aprovados terão que exercer a atividade estudantil em regime de dedicação integral, e demais atividades internas e externas atreladas à sua formação, conforme o Regimento do Centro de Educação da Polícia Militar do Estado da Paraíba.

Instituto Pasteur

images (28)O Instituto Pasteur, em São Paulo, ligado a Coordenadoria de Controle de Doenças, da Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo, divulgou edital de concurso público para 20 vagas em cargos de nível fundamental, médio e superior. Os salários variam de R$ 808,22 a R$ 2.315,40.
No site do Instituto Zambini, é possível ver o edital.
Os cargos de nível superior são para assistente técnico de pesquisa científica e tecnológica.
As vagas de nível médio são para agente de apoio à pesquisa científica e tecnológica e técnico de apoio à pesquisa científica e tecnológica.

Os postos de nível fundamental são para auxiliar de apoio à pesquisa científica e tecnológica, oficial de apoio à pesquisa científica e tecnológica.
As inscrições devem ser feitas até  8 de novembro pelo site da banca . A taxa é de R$ 22,08 para nível fundamental, R$ 40,87 para nível médio e R$ 64,87 para nível superior.
A prova objetiva será aplicada no dia 19 de janeiro de 2014. Ainda haverá prova de títulos para todos os cargos.

download (2)Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo
O Tribunal de Justiça Militar de São Paulo divulgou edital de concurso público para 4 vagas de agente de segurança judiciária – motorista. O salário é de R$ 2.930,71.
No site do QConcursos  é possível ver o edital.
Para participar da seleção, os candidatos devem ter ensino fundamental completo e carteira de habilitação na categoria D.
Os profissionais ainda vão receber auxílios para alimentação, saúde e transporte.

As inscrições devem ser feitas até 8 de novembro pelo site da organizadora. A taxa é de R$ 46.

Todos os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva que terá 10 questões de língua portuguesa, 10 de matemática, 10 de atualidades e 10 de conhecimentos específicos.

A prova objetiva será aplicada na data provável de 15 de dezembro, na cidade de São Paulo. O exame terá duração de 3 horas.

Ainda haverá prova prática de direção veicular aos 40 candidatos mais bem classificados na prova objetiva

marca-qc-pdf

Aproveite e comece o treinamento para o seu concurso por questões de provas anteriores  no site do QConcursos.

São milhares de questões das mais diversas bancas organizadoras. Para os assinantes, um plus: questões com gabarito comentado pelos professores mais gabaritados do país.

 

Postado por claudiajones às 14:09 | Nenhum comentário | Comentar

Compartilhe:

Redação, um teste de nervos

Muita gente fica apavorada quando sai o edital e a redação está incluída. A redação, de fato, é uma prova que vai determinar se a vaga será ou não do candidato. É exatamente essa prova, que joga a sua nota para o alto ou para baixo. Por isso, muitos concurseiros se desesperam. Mas, desesperar-se não é de todo ruim. Isso, porque quando o candidato fica em dúvida em relação à sua capacidade de dominar essa parte do concurso, ele busca mais e mais aperfeiçoar-se. Isso é bom! Tenha sim, medo da prova de redação! Dessa forma, você se preocupará em estar atualizado com os temas- o que é muito importante para uma boa redação- e se preocupará em treinar sempre para condicionar melhor as técnicas. E , isso, pode ser o diferencial. Conheço muitos alunos que dizem: “Ah, redação? Pra mim é tranquilo, não preciso nem treinar!”  O fato é que a nota não foi das melhores e, em alguns casos, tirou o candidato “tão seguro” da maratona. Por isso, eu digo: tenha respeito pela redação! Pense que sempre é preciso treinar mais e mais para melhorar a sua situação. Conheço excelentes professores de redação, cursos perfeitos, livros, mas só você pode  colocar-se na jogada. De nada adianta todas essas ferramentas se você não as utilizar.

Por isso, resolvi convidar a professora de Língua Portuguesa, Camila Faro, para deixar umas dicas valiosas para nossos concurseiros. Vamos lá, Camila?

Camila Faro, professora de língua portuguesa e redação

“Querido alunos, atualmente,  a maior parte dos concursos públicos tem cobrado Redação.Sendo assim, é importante que os candidatos estejam atentos a algumas dicas sobre a estrutura do texto.O tipo de texto mais comum é o dissertativo-argumentativo e em relação a ele são necessários alguns cuidados.Primeiro ponto é o uso ou não do Título. Caso a proposta peça, você deve colocá-lo.Porém, caso não venha nada especificado, você pode optar por colocá-lo ou não. É importante saber que não se deve pular linha entre o Título e o restante do texto.Cuidado com a separação das sílabas.Evite separar palavras dissílabas, pois é melhor que o vocábulo fique por inteiro de um lado ou de outro da linha.Além disso, deve-se evitar que, na translineação, uma vogal fique sozinha, isolada no canto da linha.Outro aspecto bastante importante é a criação de palavras desagradáveis , ou até mesmo, ofensivas, na separação de sílabas.Recomenda-se também que não haja o uso de gírias , estrangeirismos e neologismos.E por último, é de suma importância que evitem a repetição de palavras e termos, pois isso prejudica a compreensão textual.É notório que o conhecimento da estrutura é imprescindível para a realização de um bom texto, todavia é preciso comentar que escrever é um ato que deve sempre reunir dois fatores: técnica e criatividade. Um grande abraço da professora Camila Faro.”

 

 

Postado por claudiajones às 12:20 | Nenhum comentário | Comentar

Compartilhe:
Publicidade
Assine o RSS