Publicidade

Jornal do Brasil

Blog do Reinaldo - JBlog - Jornal do Brasil

Vinexpo Honk Kong consolida liderança francesa na China

De 29 a 31 de maio aconteceu a Vinexpo Hong Kong. São 20 anos de sucesso da feira de Bordeaux na China. A França soube construir e sabe liderar o mercado de exportação de vinho para a China. Lá ela conquistou 30,7% do mercado em volume e 42,2% em valor. O que mostra a força de Bordeaux, mas também dos vinhos do Languedoc e mesmo dos vinhos de mesa. Dois outros atores importantes no mercado chinês são o Chile e a Austrália, país homenageado este ano na feira. O país do canguru levou 225 expositores e a vizinha China 27. Dedicada aos profissionais Vinexpo levou 17500 compradores (+2%) num mercado asiático em pleno crescimento.

Contrato na mão mostra força dos críticos franceses. ( foto B&D)

Com o crítico Robert Parker Jr. aposentado quem brilhou foi a dupla francesa Michel Bettane e Thierry Desseauve que assinou contrato importante com o gigante da internet Alibaba para avaliar os vinhos do site e utilizar as notas do guia homônimo da dupla na plataforma de e-commerce. Estima-se que na China as vendas on-line representem 28% do mercado. Segundo Mike Hu, FMCG CEO do grupo Alibaba, “Nós apreciamos a segurança, a independência e a qualidade das avaliações de Bettane & Desseauve para ajudar nossos consumidores a escolherem os melhores vinhos”, afirmou. A luta do marketing se trava na mente do consumidor, neste caso uma vitória francesa.

Grandes Crus franceses conquistaram a China como o Château Guiraud. ( foto Candice Hunt)

Os produtores franceses com quem tive a oportunidade de conversar estavam felizes com as visitas no salão e com os tradicionais jantares de negócios que varavam a madrugada. Os vinhos de Bordeaux, fortíssimo no alto da pirâmide, e os do Languedoc na parte mais intermediária são os destaques franceses. Os vinhos de mesa, VDF, e VCE, da Comunidade Europeia fazem a parte inferior e garantem um forte volume. A União de Grandes Crus de Bordeaux tem espaço de destaque no salão. Hong Kong é plataforma que a turma do mercado considera o principal “hub” para o mercado asiático e a China em particular. A antiga colônia de sua majestade não absorve tudo, mas é de lá que os vinhos são em grande parte distribuídos para o circuito Ásia-Pacífico. Além de chineses e honcongueses, coreanos do sul, australianos, singapurianos, tailandeses, vietnamitas e malaios são os principais visitantes de Vinexpo. Santé.

União des Grandes Crus de Bordeaux teve espaço nobre na Vinexpo Hong Kong. ( foto Candice Hunt)

 

 

Compartilhe:
Comentar

Comentar:

?>