Publicidade

Jornal do Brasil

Blog do Reinaldo - JBlog - Jornal do Brasil

Exclusivo: França deve produzir entre 44,5 e 46 milhões de hectolitros de vinho

O presidente do Comitê Vinho de France Agrimer, Jerôme Despey, afirmou em coletiva à imprensa hoje, que a safra 2018 deve ficar em 44,5 milhões de hectolitros. Os cálculos do governo, mais otimistas, apontam para 46,1 milhões de hectolitros. Segundo o diretor do setor Vinho Didier Josso, que entrevistamos com exclusividade, os produtores preferem ser mais comedidos nos números. Essa diferença se dá devido a uma menor colheita em dois vinhedos: Charente, onde o rendimento deve ser um pouco menor do que o previsto, e na região de Bordeaux onde a previsão inicial de 5,7 milhões de hl não deve se confirmar. Aqui a colheita deve se contentar com 5 milhões.

Jerôme Despey presidente do Comitê Vinho de France Agrimer. (foto divulgação)

Didier Josso nos diz que a colheita ainda está no começo e fica difícil ser mais preciso. Na região bordalesa a colheita vai começar dentro de dez dias e na região de Charente, onde o Cognac é produzido, somente dia 20 de setembro. O Languedoc também teve sua estimativa reduzida. No início o governo previa 12,4 milhões de hl e baixou para 12 milhões, já os produtores, sempre mais conservadores, preveem 11,9 milhões de hl. Aqui a diminuição foi provocada por fortes ataques de míldio.

A safra deve ter um crescimento médio de 20% em relação ao pequeno ano de 2017, quando a produção se limitou a 36,8 milhões de hl.  A Itália deve manter a liderança mundial de produção com 47 a 49 milhões hl e a Espanha encosta no pelotão da frente com 42 a 43 milhões hl. A colheita promete ser de muito boa qualidade, assegura Josso.  Santé.

Compartilhe:
Comentar

Comentar:

?>