Publicidade

Jornal do Brasil

Blog do Reinaldo - JBlog - Jornal do Brasil

O vinhedo da Serra Gaúcha é destaque no jornal francês Le Figaro

O jornal francês Le Figaro, líder com 310.000 exemplares, publicou na sua edição de hoje uma página sobre o enoturismo brasileiro e seu vinhedo. Isso mesmo. O enviado especial Sébastian Lapaque foi até Bento Gonçalves contar um pouco da história e do trabalho dos vinhateiros brasileiros do Rio Grande do Sul. Claro, que ele descobriu Brasil bem diferente daquele de Rio e São Paulo. Na matéria os principais personagens são o enólogo Luiz Henrique Zanini e o diretor do Ibravin Diego Bertolini.

Lapaque conta as origens italianas da viticultura brasileira e mostra que no Brasil foi feito um grande trabalho para adaptar as uvas viníferas ao clima da Serra Gaúcha. Três uvas mereceram destaque a Trebbiano (Ugni Blanc na França), Teroldego e Peverella. Elas fazem parte de um processo de adaptação e seleção ao clima úmido e a um amadurecimento tardio. “São 90 mil hectares de vinhedo e 85% da produção nacional”, relata o correspondente. Comenta sobre as ambições do espumante brasileiro que deseja ser a grande referência da América do Sul e cita Chandon, Valduga, Vallontano, Angheben, Dal Pizzol, Miolo, Lídio Carraro, Salton e a cooperativa Aurora como os grandes “players” da viticultura brasileiros.

Zanini contou ao Le Figaro que a uva Peverella é uma produção confidencial no Sul com apenas 14 hectares plantados, no máximo. Foi substituída ao longo dos anos pela Chardonnay. Esta uva de origem italiana chegou ao Brasil por volta de 1920. Não há mais produção na sua terra natal, explicou Zanini. A reportagem conta também que tal qual na Europa a produção é principalmente familiar com pequenas e médias plantações. Santé.

Compartilhe:
Comentar
?>