publicidade

Jornal do Brasil

Faixa Preta – JBlog – Jornal do Brasil

Jones: “Rachad não conhece meu jogo”

Após perder para o compatriota, Jon Jones, Quinton “Rampage” Jackson, declara que está ansioso pelo próximo UFC, de número 135.  Jones vai lutar contra Rashad Evans e pelo visto muita água ainda vai rolar antes desse combate, que promete esquentar os holofotes.

Quinton declarou que realmente, Jones é um fenômeno, mas que seu próximo adversário, tem total condições de derrotá-lo, pois já conhece seu jogo. O campeão dos meio-pesados retrucou:

– Eu vou dizer isso sobre Rashad: ele não sacou meu jogo. Ele não está nem perto de saber qual é meu jogo. Rashad e eu treinamos juntos algumas vezes e, em cada vez que eu fui sparring dele, eu soube o que poderia acontecer. Ele fica dizendo isso porque, em um dia, em um treino, ele me botou no chão. Então, lá dentro na cabeça, ele vive desse dia. Então, a gente vai ver.

Jon Jones, de apenas 24 anos, é considerado o atleta de maior envergadura do UFC e está recuperando-se de lesões, assim como Evans.

 

Fonte: FaixaPreta.com

Postado por oscardaniotti às 11:53

Nenhum comentário

Compartilhe:

Vitor Belfor se lesiona e coloca Wanderlei Silva no UFC 139

Vitor Belfort se machuca e oferece a Wanderlei Silva a oportunidade de redenção no UFC.  O carioca, que iria enfrentar Cung Le no dia 19 de novembro, sofreu uma grave lesão e será substituído por Wanderlei Silva.

A notícia foi divulgada por Dana White em seu Twitter nesta terça-feira.

Após sofrer uma derrota amarga para Chris Leben,  Wanderlei vai ter nova  chance graças ao seu desafeto, Belfort.  Wand vai pegar perigoso Cung Le, ex-campeão do Strikeforce e dono de potentes chutes. Esperamos desta vez que Wanderlei venha mais focado e com a mesma vontade dos tempos do Pride, pois a mesma chance não bate a porta duas vezes.

Recentemente, dana White declarou que o melhor para Wanderlei seria a aposentadoria.

Na luta principal do UFC 139, Maurício Shogun duela contra Dan Henderson.

Foto: UFC

 

Postado por oscardaniotti às 14:23

Nenhum comentário

Tags: , , , ,

Compartilhe:

Os benefícios do Jiu-Jitsu infantil

Jiu-Jitsu infantil a partir dos três anos de idade.  São crianças que praticam o esporte e liberam toda ansiedade e energia sob os tatames. O jiu-jitsu, assim como o colégio; curso de inglês; natação e demais afazeres infantis,  faz parte da rotina dessas crianças, que levam à sério as instruções do professor Paulo Maurício Strauch.  Segundo ele, o temperamento de algumas crianças melhora, consideravelmente, com o jiu-jitsu. “Entre alguns casos, posso citar, por exemplo, o de uma criança que era muito quieta, quase não falava e era pouco à vontade em tirar dúvidas. Eu trabalhei em cima da dificuldade dela e em três semanas, essa mesma criança já conversava e teve a capacidade de se soltar bastante no jiu-jitsu e com os colegas” , afirmou.
É claro que para se obter resultados em relação a seus filhos, os pais têm que cooperar, pelo menos um pouquinho.  Um dos mandamentos é que  ninguém pode entrar na sala enquanto as crianças estão treinando. E onde ficam os responsáveis? A resposta é objetiva: do lado de fora.  Segundo o professor Paulo Maurício, a criança quer se exibir quando os pais estão vendo e toda essa exibição acaba sendo em cima de outra criança, ou seja, a história se complica e acaba alguém sendo prejudicado, portanto, realmente, é necessário que os pais compreendam que é melhor eles não entrarem na sala.
Um valor muito positivo,  que os alunos mirins  levam, para a vida adulta, é a  obrigação de  saber  perder. Como se sabe, aceitar a perda não é nada fácil para um adulto, imagine para uma criança.  Mas no esporte de competição, assim como na  vida, é importante a pessoa ter a consiciência de que tanto a derrota quanto a vitória são essenciais para a constituição de um ser humano. O professor incentiva para que a criança entenda por que perdeu e não fique com raiva disto, pois perder é tão natural como vencer.
De acordo com Hadda Beuttenmuller, mãe de um aluno de 15 anos e tia do Bernardo, de 4 anos, o jiu-jitsu ajudou na coordenação motora do filho e do sobrinho; eles passaram a se manter mais ocupados e as notas escolares, de ambos, aumentaram além  da capacidade  de concentração ( uma ótima notícia para os  pais!).  “Meu filho perdeu peso e aprendeu a ser mais disciplinado”, afirmou a mãe, com muito orgulho.
Não poderia ser diferente já que a fome e a vontade de comer são aliadas. Além do jiu-jitsu ser um jogo de xadrez, que por si só é um jogo inteligente e que exige raciocínio rápido, o professor Paulo Maurício não dá mole pra garotada: a primeira coisa que eles fazem é colocar os sapatos na ordem certa; têm que sentar com as pernas cruzadas e cumprimentar ao mestre e a todos os colegas quando entram no dojô.
E pelo visto, o jiu-jitsu deixou de ser coisa só de homem há muito tempo. Hoje em dia, é muito comum meninas freqüentarem os tatames e brigar como meninos. Flávia Homsy, professora e mãe de Mariana, que tem cinco anos, afirma com muita convicção que sua filha ficou muito mais vaidosa depois que passou a treinar jiu-jitsu, qualidade que ela não adquiriu com o ballet, que culturalmente é inserido no contexto feminino. “Minha filha era hiper ativa e melhorou muito com o jiu-jitsu. Ela sempre gostou de brincar mais com os meninos e adorava brincadeiras de correr, o que era muito parado, ela gostava. Atualmente, Mariana  está no jardim 3, treina três vezes na semana e está muito mais calma e a dedicação que ela tem aos treinos é digna de bater palmas, não falta um só dia. Parabéns ao jiu-jitsu infantil!

Fonte: FaixaPreta.com

Postado por oscardaniotti às 15:19

1 Comentário

Compartilhe:

Imagina Anderson Silva aparecer, em suas lutas, com boné e bermuda, de marca que incentiva infidelidade conjugal?

Em meio à fase próspera em que Anderson Silva vem atravessando, é normal surgir boatos, como já aconteceu, diversas vezes, na carreira de profissionais que tornam-se a “bola da vez”, nas mídias.

Anderson Silva desconhece qualquer convite, de site de relacionamentos, de patrocínio,  assim como a empresa que administra sua carreira.  Em nota oficial, sua assessoria de imprensa comunica:

“A 9ine, empresa responsável pelo gerenciamento de imagem do lutador Anderson Silva, esclarece que não tem conhecimento de nenhuma proposta feita ao seu atleta para ser garoto-propaganda de um site. Ainda que alguma proposta tivesse sido enviada diretamente ao atleta ou à 9ine, Anderson Silva não aceitaria porque a sua imagem junto aos seus fãs não condiz com a do referido site. Reforçamos ainda que qualquer informação a respeito da carreira do campeão mundial de MMA será sempre fornecida apenas pela 9ine, por meio de seu departamento de assessoria de imprensa.”

Realmente ia pegar bem mal para um atleta que tem imagem e nome a zelar.

Foto: Divulgação

Postado por oscardaniotti às 13:34

Nenhum comentário

Compartilhe:

O Coliseu Extreme Fight garantiu satisfação para o público e para atletas, na capital alagoana.

O MMA, no Brasil, não pára de crescer e com isso surgem novas organizações que sempre prometem um lugar ao sol entre as melhores do país. O Coliseu Extreme Fight  realizou sua primeira edição no ginásio do Sesi, em Maceió, com um grande público e lutas que abalaram os alicerces do ginásio. Transmitido ao vivo para o Brasil, o evento fez uma grande divulgação em Maceió.

Produzido pelo empresário, Mário Lobo e organizado pela BF Shows, empresa com grande gabarito em eventos de MMA, o Coliseu foi um grande sucesso.
Atletas e staff foram muito bem recebidos pela organização, do evento, que hospedou todos no magnifico hotel Radisson.

A arbitragem foi uma das melhores já vistas, no Brasil, já que um dos juízes principais foi considerado o melhor juiz do UFC, Mário Yamazaki, que ofereceu um grande glamour ao show.

Para anunciar o evento, a organização convidou o comentarista do Sportv e Première Combate, João Guilherme, que esbanjou simpatia e profissionalismo no evento que veio para ficar.

O evento Gladiador serviu para qualificar, em especial, atletas de Alagoas em uma preparação dos gladiadores  na maior arena de todas. Uma grande ideia que nos faz relembrar o tempo do Império Romano.

Dentro do octogon, lutadores deram um verdadeiro show de técnica e mostraram muita disposição. No card , preliminar, os atletas fizeram as boas vindas ao público e partiram para dentro.

O card principal começou com a disputa do GP até 84 kg com a luta entre o  atleta local, Rodrigão, contra o casca grossa do Pará, Lobato, da equipe Bulldog Team.
Os atletas deram uma verdadeira aula de técnica e superação.  Quem levou a melhor foi  Rodrigão, após passar por maus momentos, no começo do combate, quando Lobato o atacou com uma justa leg-lock,  seguida de uma chave de pé. A superação de Rodrigão foi tanta que o atleta conseguiu defender e aplicar um justo kata-gatami, em Lobato, que bateu para não dormir.

No outro combate do GP, Xande Macaco derrotou Jonas Bueno após uma luta franca e cheia de emoção. A vitória veio após uma cotovelada aplicada por Xande, que abriu um profundo corte na cabeça do atleta, que não pôde continuar por decisão médica.

Na luta até 61 KG, Rafael Santos venceu Murilo Chacal, após uma luta com muita trocação que durou os três rounds.

Na disputa pelo cinturão até 70 KG, Paulo Bananada (Team Nogueira) derrotou o lutador local, Prudêncio (De La Riva). Este combate começou com muito estudo por ambos atletas que esperaram o momento certo para dar o bote. Com maior experiência, Bananada conseguiu aplicar golpes mais contundentes no alagoano, que sempre buscou atacar o carioca com tentativas de triângulos e omoplatas, que não foram suficientes para levar a vitória.

Pelo cinturão até 77 kg, Amilcar Alves e Taigra fizeram a luta mais morna da noite, fato que levou o combate para um round extra. Amilcar e Taigra demostraram muito respeito, que deixou a torcida impaciente. A disputa foi decidida no round extra, dando a vitória para o baiano, Taigra.

Em um dos combates mais aguardados da noite, Cassiano Tystschyo venceu Pé de Chumbo, após estar perdendo o combate para o atleta da Gracie Fusion. Cassiano mostrou muita experiência no momento em que todos acreditavam na vitória do carioca, que dominou grande parte da luta. No meio do 2º rond, Cassiano aplicou um nockdown e em seguida uma justa guilhotina que fez Pé de Chumbo bater.
Tystschyo levou o cinturão do super desafio dos meio médios.

Todos aguardavam um grande combate, na final do GP, entre Xande Macaco e Rodrigão, mas por decisão médica, o atleta alagoano não pôde seguir após quebrar uma costela e ter uma grave lesão, em seu joelho, na sua primeira luta contra o lutador do Pará, Lobato.
Quem levou o cinturão, do GP, foi Xande Macaco que declarou:  “Se tiver outro atleta, estou pronto para o combate”.  Declaração que arrancou aplausos do público.

Na grande luta, da noite, Thiago Jambo, alagoano do Team Nogueira enfrentou o peruano, La Hiena, que não vendeu fácil a sua derrota. O combate durou os três rounds.  A luta foi muito estudada por ambas as partes. Jambo venceu, por decisão unânime,  após aplicar golpes mais contundentes no peruano. A emoção tomou conta do alagoano que lutava em casa pela primeira vez.  “Gostaria de oferecer essa luta para minha mãe. Obrigado mãe, pela educação que você ofereceu para mim e para meu irmão”,  declarou o lutador muito emocionado.

O Coliseu está de parabéns e, hoje, já é um dos melhores eventos do Brasil. Grande organização e  especial respeito ao lutador, que jamais deveria ficar em segundo plano. o atleta garante  o show e é o grande responsável pela arquibancadas cheias. Empresários de MMA deveriam seguir este formato: primeiro a valorização do atleta, no quesito tratamento e em especial, o valor da bolsa. Se seguir este formato, tudo acontece.

Lutadores também tem que saber escolher onde lutar e o Coliseu Extreme Fight já é uma grande organização e merece muita atençåo do lutadores.
Parabéns, em especial, a BF Shows, que tem como seu diretor o experiente e ex- lutador, Carlão Barreto.

Fonte: Faixapreta.com

Postado por oscardaniotti às 21:24

Nenhum comentário

Compartilhe:

Anderson Silva canta, em programa da Hebe

Quem quiser ver Anderson Silva atuando como cantor e arriscando alguns passos de sapateado, a oportunidade vai acontecer amanhã, dia 13, no programa da Hebe, na RedeTV!

Segundo o lutador, que foi criado por uma tia, ele já foi alvo de alguns castigos, participando de aulas de sapateado.
O fato de ter voz fina já foi bastante comentado e até mesmo foi tema de uma propaganda recente na televisão.  Porém, desta vez ele assume o microfone cantando a música “Amar não é pecado”, de Luan Santana.  O hit é tema do casal protagonista da novela “Morde e Assopra”, da TV Globo.

Não perca! Pelo visto, a plateia ficou bem animada.

Postado por oscardaniotti às 14:00

Nenhum comentário

Compartilhe:

Everaldo Penco “Os melhores treinam de kimono”

Everaldo Penco, faixa preta de jiu-jitsu, do Ricardo de La Riva, que, atualmente, treina o Team Nogueira , onde concentram-se atletas de ponta como Cigano, Pezão, Anderson, além dos irmãos, Minotauro e Minotouro.

“Trabalhar no Team Nogueira  é matar 1 leão por dia” (Everaldo Penco)

FP: Você conquistou um grande espaço pelo trabalho que tem realizado, após muita ralação. Como é isso para você?
EP: A gente sabe que quando se trabalha duro, chega-se lá.  Estar na equipe Nogueira, através do convite do Rodrigo e do próprio De La Riva,  é maravilhoso para mim.  Eu estava trabalhando em outra coisa, quando Rodrigo me chamou para treinar. Fomos campeões várias vezes, juntos.  Estou muito feliz, voltei para esse meio.
Há algum tempo, as pessoas saíam do Recreio para a Barra. Hoje em dia, temos um treino, de qualidade, no Recreio dos Bandeirantes. Trabalhar no Nogueira Team é matar 1 leão por dia.

FP:  Como foi o começo da equipe?
EP:  Começamos a trabalhar forte sem kimono, agora com kimono, já temos uma equipe de cerca de 50 lutadores.

FP:  Qual é, hoje, o principal foco da equipe?
EP:  O foco hoje é concentrar nos atletas que estão chegando como Chatuba, Chatubinha, Alan, Jason, Patrick, Patrício Pitbull, Rodrigo Cadu, Thiago Jambo, que está lutando neste evento.  Ele é super comprometido com os treinos, com os horários, com ele mesmo.
Enfim, toda hora está chegando atletas novos para a gente.  É preciso haver essa renovação.  O trabalho tem crescido a cada dia e a gente está sempre tentando melhorar.

FP:  Muitos atletas, que vem do jiu-jitsu, pararam de treinar de kimono e acabaram perdendo aquele refino do jiu-jitsu.  Como você é uma pessoa que persevera nisso, comente a respeito.
EP: O cara que sempre treinou sem kimono, quando você coloca o kimono nele, ele fica todo amarrado.  Quando o contrário acontece, no 1º e no 2º treinos, ele vai estranhar um pouco, no 3º, ele já está em casa.  O Anderson Silva, por exemplo, é um cara que treina regularmente de kimono; Minotauro treinou de kimono para o UFC Rio, a readaptação dele, inicial, foi feita de kimono. Rogério, Patrick, Patrício e a garotada que mora no CT, esperando pela luta, treinam, obrigatoriamente, de kimono.  Treinar de kimono, como você disse, apura a técnica e fortalece muito.  Devido aos atritos do kimono, você aprende os movimentos de maneira mais curta e precisa.  Eles reclamam, um pouco, que machuca os dedos, mas a gente sabe que não precisa fazer a pegada do kimono o tempo todo.  É preciso usar o atrito do kimono a seu favor.

Everaldo Penco (camisa branca) treina o chão de Thiago Jambo

FP: Qual é o recado que você deixa para quem quer seguir na luta?
EP: A escola que tive, do De La Riva, na minha opinião, é a melhor.  Nossa equipe, Team Nogueira , é discípula do De La Riva.  O recado que deixo é  o seguinte: treine quantas vezes você quiser, sem kimono, mas nunca abandone o kimono, pois é ele que te dá a qualidade técnica.  Os melhores treinam de kimono.
Eu planto, para todo mundo, dentro do CT o seguinte: – você veio do jiu-jitsu, porque  vai abandoná-lo?

Postado por oscardaniotti às 12:42

Nenhum comentário

Compartilhe:

Rafael Feijão vai ter luta decisiva, no Strikeforce

A semifinal do torneio dos pesados (acima de 93 kg) do Strikeforce acontecerá no próximo sábado dia 10 de setembro no U.S. Bank Arena em Cincinnati, Estados Unidos.

O brasileiro Antônio Pezão será o representante do Brasil na semifinal e irá medir forças com o norte-americano Daniel Cormier.
Cormier está invicto no MMA com 8 triunfos, vindo de recente vitória por decisão unânime dos jurados sobre Jeff Monson no Strikeforce do dia 18 de junho de 2011.
Já Pezão tem 16 vitórias e 2 derrotas, vindo de um espetacular vitória sobre a lenda russa Emelianenko Fedor por interrupção médica na 1ª fase do GP dos pesados no dia 22 de fevereiro  de 2011.
Na outra seminifal, o americano Josh Barnett e o russo Sergei Kharitonov irão para a batalha para definir o outro finalista do certame.
No mesmo evento, o brasileiro Ronaldo Jacaré irá colocar o seu título dos médios (até 84 kg) em disputa contra o desafiante norte-americano Luke Rockhold.
Jacaré é um dos maiores nomes do jiu-jitsu no MMA e leva na bagagem 14 vitórias e apenas 2 fracassos, vindo de finalização sobre o americano Robbie Lawler no Strikeforce do dia 29 de janeiro de 2011.
O desafiante, por outro lado, tem 7 triunfos e apenas uma derrota, vindo de nocaute sobre o seu compatriota Paul Bradley no Strikeforce Challengers 6 no dia 26 de fevereiro de 2010.
Rafael Feijão terá uma luta decisiva para a pretensão de se sagrar campeão do Strikeforce mais uma vez. Encara o cubano Yoel Romero.
“Chegou a hora deu lutar de novo no Strikeforce. Na última luta contra Dan Henderson eu fui pego por um dos golpes mais pesados dele, que é o direto, e dei azar. A mão dele é um das mais pesadas que senti. Ele luta muito e sempre representa perigo. Espero ter uma revanche em breve”, finalizou o atleta do Nogueira Team.

Postado por oscardaniotti às 1:56

Nenhum comentário

Compartilhe:

Luta entre Brock Lesnar e Alistair Overeem define cinturão

O UFC finalmente promoverá um dos duelos mais aguardados dos pesos pesados do MMA. O presidente, Dana White, confirmou o combate entre os gigantes Brock Lesnar e Alistair Overeem no dia 30 de dezembro em uma luta de cinco rounds disputada em Las Vegas para definir o próximo desafiante ao cinturão.

Dana White ofereceu a disputa imediata do cinturão, mas o holandês recusou. Overeem teria que aguardar Velasquez defender o título contra Junior dos Santos em novembro e ainda mais seis meses até o campeão estar pronto para um novo combate. E ele tem pressa. Alguns nomes foram oferecidos a Overeem, mas o escolhido foi Brock Lesnar. O confronto acontece no dia 30 de dezembro pelo UFC 141.

Postado por oscardaniotti às 1:43

Nenhum comentário

Compartilhe:

Representante da Zuffa, na Ásia, garante que evento, no Japão vai ser um sucesso

 

Mark Fischer em coletiva de imprensa

Está confirmada a volta do evento americano, UFC, ao Japão, em fevereiro, de 2012.  Segundo White, assim como foi no UFC Rio, a preferência, neste caso, vai ser por lutadores japoneses.  Vários nomes japoneses já tem contrato assinado com o evento.

Porém, como todos sabemos, os brasileiros Rodrigo Minotauro e Wanderlei Silva são ídolos na terra do sol nascente e, portanto, tem grandes chances de participar do card.

O croata Mirko  Cro Cop  e Dan Henderson também são cogitados.  Segundo Mark Fischer, representante da Zuffa, na Ásia, o nível de competição não vai deixar nada a desejar para os que acontecem ao redor do mundo.
– Grandes lutas e grandes atletas virão ao Japão”, afirmou.

Postado por oscardaniotti às 16:24

Nenhum comentário

Compartilhe:

Publicidade
Assine o RSS
Publicidade