publicidade

Jornal do Brasil

Faixa Preta – JBlog – Jornal do Brasil

Crocotá finaliza no Shooto 51 no dia do aniversário, sob olhares de José Aldo e Popó

Evento na Bahia teve lutas disputadas e belas finalizações; astros do esporte mundial ajudaram na preparação de atletas vencedores

Pela segunda vez na Bahia, o Shooto Brasil teve, em sua 51ª primeira edição, neste sábado, dia 21 de novembro, no ginásio municipal Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, lutas muito equilibradas e finalizações técnicas. O experiente Edilberto Crocotá finalizou Felipe Avelar com um katagatame aos 3min27seg do segundo round da luta principal, proporcionando a Avelar sua primeira derrota em quatro combates na carreira, enquanto o cartel do baiano recebeu o 26º triunfo em 40 lutas (12 derrotas e 2 empates). No co-evento da noite, o também veterano Jurandir Sardinha precisou dos três assaltos para derrotar Aliston Cordeiro e chegar ao seu 17º resultado positivo em 27 lutas (8 derrotas, 1 empate e 1 No Contest). Dos nove embates da noite, três terminaram por submissão, um por nocaute técnico e cinco nas papeletas dos juízes laterais.

Aniversariante finaliza e comemora demais

Na plateia, dois dos ídolos do esporte nacional, o campeão do UFC José Aldo e o tetracampeão mundial de boxe Acelino “Popó” Freitas, que ajudaram alguns lutadores no card durante o camp de treinos, assistiram a uma luta principal que certamente deixou a ambos com vontade de calçar as luvas. Edilberto Crocotá tomou o centro do cage e partiu para cima de Felipe Avelar, dominando a distância com seu apurado boxe, mas foi pego de surpresa pelo mineiro, que lhe aplicou um knockdown. O baiano se recuperou imediatamente, mas foi só no segundo round que atropelou: golpeando em linha, acertou Felipe Avelar com um direto de direita, levando-o a knockdown duas vezes seguidas e buscando uma guilhotina, que acabou não encaixando.

O combate, surpreendentemente, passou a pender para Avelar, que voltou a derubar Crocotá, dessa vez com um direto, mas não conseguiu nocautear. O baiano aplicou uma bela queda, e já foi para o chão com um katagatame praticamente armado. Daí foi só ajustar e apertar para o mineiro dar os três tapinhas. O problema foi justamente a demora em soltar o oponente, mesmo com o árbitro Carlão Barreto exigindo que o fizesse. A atitude causou a irritação de Cristiano Titi, líder da equipe de Avelar, e gerou uma dura repreensão da organização ao aniversariante da noite, que completara 32 anos. Crocotá na sequência pediu desculpas a todos pelo ocorrido.

Sardinha domina, Bruno Menezes tem grande exibição Panterinha mostra potencial

No co-evento principal, Jurandir Sardinha usou de sua experiência para colocar o jovem Aliston Cordeiro no chão inúmeras vezes e dominar a luta para vencer por pontos. O momento de mais emoção foi no terceiro round, quando Cordeiro conseguiu a montada e golpeou por cima, mas acabou sendo raspado pelo atleta local e perdeu pela primeira vez na carreira em quatro lutas. Outro veterano, Bruno Menezes teve grande exibição, dominando inteiramente Diego Duarte “Faísca”, numa luta movimentada. Ele quase conseguiu o nocaute técnico no terceiro round, abrindo um profundo corte no adversário, mas foi na decisão dos juízes que alcançou seu 14º triunfo em 19 lutas, o quinto seguido na carreira. Aos 19 anos, Eric Panterinha mostrou muito potencial e nocauteou Lairton Megaton ainda no primeiro round, em luta válida pela categoria peso-mosca (até 57kg). Foi sua quarta vitória seguida por nocaute ou nocaute técnico.

Shooto Brasil 51
Sábado, dia 21 de novembro de 2014
Ginásio Municipal Lauro de Freitas – Salvador (BA)

Resultados oficiais

Edilberto Crocotá venceu Felipe Avelar por finalização aos 3min37seg do 2º round
Jurandir Sardinha venceu Aliston Cordeiro na decisão unânime dos juízes
Bruno Menezes venceu Diego Faísca na decisão unânime dos juízes
Fillipe Jesus venceu Wanderson Michel na decisão dividida dos juízes
Erick Parrudo venceu Carlão Silva na decisão unânime dos juízes
Eric Panterinha venceu Lairton Megaton por nocaute técnico aos 2min39sseg do 1º round
Thiago Siriguela finalizou Alessandro Gomes com um mata-leão aos 4min08seg do 2º round
Rafael Sobral venceu Gérson Bila Boy na decisão unânime dos juízes
Michel Pânico finalizou Jorge Paulista com uma guilhotina aos 2min10seg do 1º round

Postado por oscardaniotti às 8:38

Nenhum comentário

Tags: , ,

Compartilhe:

Wocs 39: Em noite de lutas rápidas, Oton Jasse finaliza Caçapa

Na estreia do evento em Rio Bonito, atleta da TFT finaliza rival e seis combates terminam no primeiro assalto; Última edição do ano terá três disputas de cinturão

Em noite com apenas um combate decidido nas papeletas dos juízes e seis lutas terminadas no primeiro round, Oton Jasse (TFT) finalizou Raphael Caçapa (PRVT), no evento principal do Wocs 39 e conquistou sua nona vitória na carreira. O Complexo Esportivo Bonitão, em Rio Bonito, Região Metropolitana do Rio de Janeiro, recebeu pela primeira vez o show, neste sábado, dia 22 de novembro. A edição que fecha o ano acontece no dia 13 de dezembro, no Rio de Janeiro, com três disputas de cinturão.

O duelo principal da noite começou bastante movimentado com os dois atletas em busca do nocaute, mas Jasse logo prensou o adversário na grade e encaixou um justo triângulo de braço, forçando Caçapa a dar os três tapinhas no início do primeiro assalto, em combate que ocorreu em peso combinado de até 75kg. Ainda no cage, Oton agradeceu o apoio da sua equipe e levantou a possibilidade de descer para a categoria dos leves (até 70kg).

“Me diverti nessa luta. Queria agradecer aos meus professores da TFT que me deram muito apoio para esse combate. Prometi para muita gente que ia agarrar o pescoço dele e não podia decepcionar essa galera que torce por mim. Talvez desça para os leves, já que tenho batido o peso muito tranquilo, então essa é uma ideia que está sendo amadurecida”, afirmou Jasse.

40ª edição fecha o ano do Wocs com três disputas de cinturão

O último show do Wocs no ano já tem data e local confirmados: será no tradicional berço da organização, o Clube Oasis, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, no dia 13 de dezembro. Comemorando a marca de quarenta edições realizadas, o evento contará com três disputas de cinturão nas categorias dos meio-médios (até 77kg), penas (até 66kg) e moscas (até 57kg).

“Depois de belas lutas que tivemos aqui em Rio Bonito, vamos com tudo para fechar o ano com chave de ouro. Montamos um grande card na edição 40, com três disputas de título e tenho certeza que quem for ao Oasis no dia 13 vai assistir a grandes combates recheados de emoção”, confia Tatá Duarte, um dos organizadores do evento, junto com Phillip Lima.

Nocaute relâmpago, vitórias no primeiro round e desclassificações agitam público

Na co-luta principal da noite do Wocs 39, pela divisão dos penas (até 66kg), Junior Orelha e Vitor de Souza faziam um duelo muito equilibrado, até que no terceiro round, quando Vitor encaixou um belo arm-lock, Orelha acertou uma pisada ilegal na cabeça do oponente e foi desclassificado, coroando o atleta da casa com a vitória. No único duelo da noite que durou os três rounds, o experiente Jamilson Daduzinho venceu Douglas Ribeiro por decisão dividida dos árbitros laterais, conquistando sua oitava vitória na carreira, em duelo pela categoria dos moscas (até 57kg).

Fazendo seu debute no MMA, o peso-pena (até 66kg) Alex Trem Bala estreou em grande estilo e nocauteou Fernando Haddad com apenas oito segundos do primeiro round. Em confronto de dois lutadores com grande envergadura, pela categoria dos leves (até 70kg), Rodrigo Zoi nocauteou Eduardo Dudu com uma sequência incrível de socos, que culminaram na desistência de Dudu ainda no primeiro assalto.

Natural de Rio Bonito, João Paulo Cardozo aproveitou o embalo da torcida, não decepcionou e conquistou seu segundo triunfo na carreira. Cardozo derrotou Matheus Soldado com um belo mata-leão, também no primeiro round, em duelo até 52kg. Na primeira luta da noite, pela categoria dos penas (até 66kg), Braga Neto foi desclassificado ao acertar um golpe ilegal conhecido como ‘pedalada’ no seu oponente Felipe Jones. Assim, o lutador da DTM teve o braço erguido, mais uma vez antes do término do primeiro round.

Wocs 39 – Serviço

Data: Sábado, 22 de novembro de 2014
Local: Complexo Esportivo Bonitão – Rio Bonito, Rio de Janeiro

Resultados oficiais

Até 75kg: Oton Jasse (TFT) finalizou Raphael Caçapa (PRVT) com um triângulo de mão aos 1min e 07seg do primeiro round
Até 66 kg: Vitor de Souza (PRVT Rio Bonito) venceu Junior Orelha (Relma) por desclassificação (golpe ilegal) aos 3min e 32seg do terceiro round
Até 57kg: Jamilson Daduzinho (TFT) venceu Douglas Ribeiro (BST/Team Baioneta) por decisão dividida dos juízes laterais
Até 66kg: Alex Trem Bala (Max Gideon MMA) venceu Fernando Hadad (NJ JJ) por nocaute técnico aos oito segundos do primeiro round
Até 70kg: Rodrigo Zoi (TFT) venceu Eduardo Dudu (DTM) por nocaute técnico aos 1min e 52seg do primeiro round
Até 52kg: João Paulo Cardoso (PRVT Rio Bonito) finalizou Matheus Soldado (Ric House) com um mata-leão aos 1min e 55seg do primeiro round
Até 66kg: Felipe Jones (DTM) venceu Braga Neto (TFT) após desclassificação (golpe ilegal) aos 4min e 21seg do primeiro round

Postado por oscardaniotti às 8:34

Nenhum comentário

Tags: , , ,

Compartilhe:

Confiante, Big Monster quer repetir vitória sobre Mondragon neste domingo, em Roraima

Marcado para este domingo (9), em Boa Vista (RR), o Roraima Show Fight 13.0 recebe o aguardado duelo entre os pesos-pesados Thiago Big Monster e Gerônimo Mondragon. O combate será uma revanche para Mondragon, que em 2010 acabou nocauteado pelo próximo adversáio na terceira edição do Amazon Fight. Ex-atleta do Bellator e um dos principais nomes de sua categoria dentro do Brasil, Big Monster vem trabalhando forte para conquistar sua 12a vitória na carreira. O lutador do Team Nogueira, que está desde outubro do ano passado sem lutar profissionalmente, conta com o auxílio de nomes importantes em sua preparação, como os casos de Vitor Miranda, Wagner Wagão e Rick Monstro. Após passar por um período de três anos lutando no exterior, ele volta a apresentar-se em solo brasileiro com a pretensão de retornar, em breve, aos maiores eventos de MMA do planeta.

Aos 27 anos, o carioca mostra-se motivado com a oportunidade de enfrentar outro grande nome do MMA brasileiro. A sequência de 12 vitórias consecutivas do adversário, não assusta Big Monster, que garante ter treinado bastante para este duelo. Apesar de vir de duas derrotas no Bellator, o peso-pesado esbanja confiança e diz que está disposto a encarar qualquer adversário dentro do seu peso.

– Venho treinando pesado há quase um ano no Team Nogueira com o objetivo de encarar não somente o Mondragon, mas qualquer nome que esteja disposto a me enfrentar. Estou me sentindo confiante e pronto para fazer um grande combate. Espero repetir o nocaute da primeira vez que nos enfrentamos e sair novamente com o braço erguido – afirmou.

Nascido no dia 21 de novembro de 1986, no Rio de Janeiro (RJ), Thiago Santos, o Big Monster, fez sua estreia profissional em outubro de 2007. O início de trajetória avassalador e a manutenção de uma invencibilidade de aproximadamente dois anos chamaram a atenção de grandes eventos. Em novembro de 2009, ele começou sua carreira internacional no evento IAFC: Mayor’s Cup 2009. Após fazer duas lutas na mesma noite, ele conseguiu uma vitória e conheceu o amargo sabor da derrota pela primeira vez. De volta ao Brasil, voltou a se destacar e, em 2011, foi contratado pelo Bellator. Na organização norte-americana colecionou um histórico de três vitórias, duas derrotas e um no contest. Em seu primeiro compromisso em território nacional depois de três anos, ele encara Gerônimo Mondragon para provar que reúne condições de estar entre os melhores lutadores do mundo.

Postado por oscardaniotti às 6:08

Nenhum comentário

Compartilhe:

Duelo entre brasileiros e ucranianos marcam XFCi 7

Todos os atletas do card bateram o peso sem problemas e estão aptos a entrar no hexágono, neste sábado, dia 1º de novembro

Brasil contra Ucrânia. O duelo entre as duas nações marca o XFCi 7, neste sábado, 1º de novembro, no Ginásio do São Paulo Futebol Clube, na capital paulista. Na luta principal, Allan “Puro Osso” Nascimento terá pela frente Ruslan Abiltarov, numa superluta peso-mosca. Ambos bateram o peso da categoria mosca (até 56,7kg) com 56,3kg e 56kg, respectivamente. A batalha brasileira contra o país soviético ainda terá outras fases, antes de chegar ao ápice: na co-luta principal, a catarinense Julie Werner pega Iryna Shaparenko, pelo peso-mosca feminino. A brasileira marcou na balança 56,7kg, enquanto sua adversária apontou 56,6 kg, com as duas atingindo o limite do peso da categoria. No card preliminar, Karine Silva abre a tríplice de confrontos contra o país do Leste Europeu diante de Marina Moroz.

Os ingressos estão à venda no site Ticket360.com.br e custam entre R$ 40 a arquibancada (R$ 20 – meia entrada) e R$ 100 a área VIP (R$ 50 – meia entrada). A RedeTV! transmite, ao vivo, o card principal do evento a partir das 0h30 de sábado para domingo (horário brasileiro de verão). Além das duas lutas principais, a emissora exibe dois duelos do GP masculino peso-meio-médio (até 77,1kg), entre Cairo Rocha e o russo Sergei Bal e entre o guianense radicado no Rio de Janeiro Carlston Harris e o brasileiro Ariel Jaeger.

O responsável pelo casamento das lutas do XFC é Eduardo Duarte, matchmaker e faixa preta de jiu-jitsu, graduado por André Pederneiras. Ele explicou, durante a pesagem ao vivo, nesta sexta-feira, como é feito o trabalho de prospecção dos atletas do Leste Europeu.

“São lutadores duros demais. Parecem ser frios. Gostam de andar para frente e são difíceis de serem derrubados. Estão entre os melhores e prontos para dar o show que o público merece. É um trabalho árduo de prospecção, que em algumas fases durou mais de dez horas diárias analisando vídeos e buscando referências, mas que foi feito com dedicação e trará resultados”, opinou.

Presidente da organização, Myron Molotky, não escondeu a empolgação para a sétima edição do XFCi. “A expectativa é muito grande, não tem como ser diferente. Temos no duelo principais dois jovens atletas com um talento incrível. Tenho certeza que o show será completo. E minha torcida? Será pelo vencedor (risos)”, declarou.

Encarada tensa marca duelo entre brasileiro e guianense

Na primeira rodada do GP dos meio-médios da segunda temporada, o atleta da RFT, natural da Guiana, Carlston Lindsay Harris, enfrenta o brasileiro Ariel Jaeger. Os dois protagonizaram a encarada mais tensa da noite. A dupla não teve problemas com a balança, assim como Cairo Rocha e Sergei Bal, que também lutam pelo GP, ficaram dentro do limite.

XFC International 7 – Serviço

Data: Sábado, 1º de novembro de 2014
Local: Ginásio do São Paulo Futebol Clube – Rua Dr. Erasmo Teixeira de Assunção, Portão 13 – Morumbi, São Paulo
Abertura dos portões: 19h30
Horário: 21h
Transmissão: Ao Vivo na RedeTV! a partir de 0h30 de sábado para domingo

Card Principal
Ao vivo na RedeTV! a partir de 00h30 (sábado para domingo)

Até 56,7kg: Ruslan Abiltarov (UCR) x Allan “Puro Osso” Nascimento – Superluta
Até 52,2kg: Iryna Shaparenko (UCR) x Julie Werner – Superluta
Até 80kg: Gilson Santos x Will Galvão – Superluta
Até 77,1kg: Sergei Bal (RUS) x Cairo Rocha – GP peso meio-médio

Card Preliminar
Transmissão na semana seguinte

Até 52,2kg: Marcela Yineris (COL) x Liana Ferreira Pirosin – GP feminino peso-palha
Até 52,2kg: Marina Moroz (UCR) x Karine Silva – GP feminino peso-palha
Até 77,1kg: Carlston Lindsay Harris (GUI) x Ariel Jaegger – GP peso meio-médio
Até 52,2kg: Dora Perjes (HUN) x Luana Santos – GP feminino peso-palha
Até 77,1kg: Anthony Suárez (VEN) x Paulo César dos Santos – GP peso meio-médio
Até 52,2kg: Fernanda Priscila Barros x Viviane “Sucuri” Pereira – GP feminino peso-palha
Até 77,1kg: Michel Pereira x Geraldo “Luan Santana” Coelho – GP peso meio-médio
Até 65,8kg: Romeiro Nunes Santa x Islan Reis – Luta reserva GP peso-pena
Até 70,3kg: Willian Cilli x Reinaldo Ekson – Luta reserva GP peso-leve

Postado por oscardaniotti às 11:09

Nenhum comentário

Tags: , , ,

Compartilhe:

Publicidade
Assine o RSS
Publicidade