publicidade

Jornal do Brasil

Faixa Preta – JBlog – Jornal do Brasil

Ex-atleta olímpico, Khetag Pliev tenta um lugar ao sol em edição de estreia do 1º Round

A receptividade do povo brasileiro já é conhecida ao redor do mundo e, volta e meia, produz histórias curiosas. É o caso do ex-wrestler olímpico Khetag “Lion” Pliev que está dando seus primeiros passos no MMA profissional. Natural da Ossétia (região indexada ao território russo), o peso-médio (84kg) enfrenta Odali Gorila na primeira edição do 1º round, evento marcado para o dia 6 de dezembro, em Fortaleza (CE), com transmissão, ao vivo e exclusiva, do canal Combate. Aos 31 anos, o lutador, que representou o Canadá nos Jogos Olímpicos de Londres (ING), em 2012, estreou com o “pé direito” no Mixed Martial Arts. Como cartão de visitas, o europeu finalizou seu oponente em menos de dois minutos, em torneio realizado em Salvador (BA), no mês de setembro. 

Muito conceituado internacionalmente pelos resultados expressivos no wrestling, Khetag explicou o motivo de iniciar no Brasil sua trajetória no MMA. Com residência fixada em Toronto (CAN), ele desembarcou nesta semana no Rio de Janeiro (RJ) para treinar no Team Nogueira e finalizar sua preparação para este combate.

“Eu escolhi o Brasil porque é a minha sexta vez aqui e me identifiquei muito com as pessoas. A primeira vez que estive no país foi em 2013, após minha participação nas Olimpíadas. Na época, vim para ajudar o Rogério Minotouro para o duelo contra o Rashad Evans e, a partir daí, comecei a vir com mais frequência e auxiliar no treinamento de grandes estrelas do UFC, como o Rodrigo Minotauro e Júnior Cigano. Poderia ter escolhido os Estados Unidos ou o Canadá, mas após ter encerrado minha trajetória no wrestling, Deus colocou o Brasil no meu caminho por alguma razão e agradeço muito por isso. Estou muito feliz por estar dando esses primeiros passos aqui”. 

Mesmo não sabendo muito sobre as condições e características de seu adversário, o lutador demonstra serenidade para falar sobre o próximo desafio. Ciente da forte concorrência que enfrentará na nova modalidade, o Leão mantém a cautela e prefere ir evoluindo aos poucos dentro do esporte que mais cresce no mundo.

“Eu não sei muito dele, apenas que o nome é Gorila, um nome forte (risos). Além disso, soube que é um cara do muay thai e um lutador muito duro. Quanto aos meus planos futuros, eu espero, obviamente, vencer esse próximo combate e estar livre das lesões. Inicialmente, desejo consolidar meu cartel com algumas boas vitórias para depois sonhar com voos mais altos, como UFC e Bellator, por exemplo”, concluiu, Khetag. 

1º Round
Domingo, 6 de dezembro de 2015
Siara Hall, Fortaleza (CE) – 19h (Ao vivo pelo Canal Combate)
Card oficial (sujeito a alterações)
Carlos Eduardo ‘Cachorrão’ x Kleber ‘Orgulho’ (até 93 kg) 
Maurílio “Touro” x Zeca “Predador” (até 84 kg) 
Jonas Bilharinho x Amaury Junior (até 70 kg) 
Jamil Silveira x Júnior Dedinho (até 74 kg) 
Sandro ‘Apaga Luz’ x Ednaldo Lula (até 93 kg) 
Arlison Tenchihan x André Tererê (até 70 kg) 
Alan Gomes x Michael William (disputa de cinturão até 57 kg) 
Rosy Duarte x Juliana Velasquez (disputa de cinturão até 61 kg) 
Alyson Viana x Fabio Taz (até 77 kg) 
Vladson “Gereba” x Sasso Sales (até 70 kg) 
Odali Filho ‘Gorila’ x Khetag Pliev (até 84 kg)

Postado por oscardaniotti às 11:02

Nenhum comentário

Tags: , ,

Compartilhe:

Mentalização e preparação em busca da vitória

Nell Salgado, master coach e membro da Sociedade Brasileira de Coaching, é uma desbravadora da profissão, principalmente, em esportes, mais destinado aos homens. Reconhecida nacionalmente por atender a judoca olímpica e ex-campeã mundial Rafaela Silva (integrante do Instituto Reação, do ex judoca e apresentador Flavio Canto).

Neli começou a trabalhar no MMA, através dos lutadores do UFC, Kevin Souza e Santiago Ponzinibbio. Kevin vem de três vitórias seguidas no maior evento de lutas do mundo desde que começaram a trabalhar juntos. O brasileiro, que luta o UFC. ficou lado a lado com a treinadora, em um trabalho de mentalização e preparação para a luta, que acontece em São Paulo no mesmo card do brasileiro, Vitor Belford luta contra o americano Dan Henderson.

Um dos seus sonhos é estar no córner de um lutador durante uma luta de MMA no UFC. Ela é super descolada, tem frases de efeito, não fala coisas no lugar comum…pode render bastante.

“Há cinco anos, quando iniciei minha carreira com o coaching esportivo, tracei como objetivo ter um atleta do UFC. Era um sonho, virou meta e hoje é realidade. Mais do que isso, realização”, conta Nell Salgado. 

Postado por oscardaniotti às 7:46

Nenhum comentário

Tags: , ,

Compartilhe:

Publicidade
Assine o RSS
Publicidade