publicidade

Jornal do Brasil

Faixa Preta – JBlog – Jornal do Brasil

Elizeu Capoeira exalta treinadores em nova vitória no UFC

Atleta da CM System emplacou o segundo triunfo na organização ao bater Keita Nakamura; volta ao octógono está prevista para fevereiro, após cirurgia na mão

A presença dos treinadores no córner de um lutador é fundamental para uma boa apresentação. Com a função de orientar e motivar seu comandado no embate, os treinadores, em alguns casos, são fundamentais também na vitória. Assim foi com Elizeu Capoeira no último dia 1º, no UFC Fight Night 96, em Portland, Estados Unidos. O atleta da CM System venceu o japonês Keita Nakamura por decisão unânime dos juízes laterais em um combate marcado pelo equilíbrio, decidido nos detalhes. E, segundo o lutador, os pontos decisivos vieram através da orientação de Cristiano Marcello, Marcelo Zulu e Felipe Silva, seus treinadores e que estavam em seu córner.

Assim que teve Nakamura como adversário definido, Elizeu tratou de estudar o estilo de luta do japonês acompanhado por seus mentores. Tendo pela frente um lutador de excelência no grappling e finalizador nato, o brasileiro enfatizou em seus treinos a defesa de ataque pelas costas, ponto forte do japonês e observado por Cristiano Marcello, líder da CM System e responsável pelos treinos de jiu-jitsu da equipe. O treinamento fez com que Elizeu escapasse dos perigosos ataques sofrido pelas costas em duas oportunidades no combate.

“Estudamos o estilo dele e vimos que o ataque pelas costas era o ponto mais perigoso dele, então treinamos muito isso. O Cristiano Marcello me mostrou como sair daquela posição nos treinamentos, e durante a luta ele só me pediu para ter calma e lembrar de tudo que fizemos na CM System. Foi assim que consegui sair e atacar mais de pé, graças aos treinos com o Felipe Silva, que também é lutador do UFC. Estou cada dia mais seguro em meu jogo justamente por ter excelentes treinadores e companheiros de equipe”, garantiu Elizeu.

Aos 28 anos, o lutador de Francisco Beltrão, no Paraná, alcançou sua 16ª vitória no MMA profissional, a segunda consecutiva no UFC em três lutas. Uma queda impressionante de suplex colaborou para o resultado positivo, e o ataque foi fruto de intensivos treinos com Marcelo Zulu, multicampeão brasileiro de luta olímpica e treinador da CM System. O movimento serviu também como um estímulo mental para a sequência do combate.

“A luta estava muito dura, o japonês aguentou muita pancada. Ele também é muito insistente nas posições, então tive que ganhar no volume de jogo. Sabia que o terceiro round seria decisivo, por isso entrei bem focado e consegui aquela bela queda, que serviu para eu me impor moralmente no octógono. Ganhei muita confiança depois daquele golpe, e tudo isso só foi possível pelos treinos com o Zulu”, analisou.

Lesão na mão é o contratempo do combate

Nem tudo foi alegria para Elizeu Capoeira. Uma pequena lesão no dedo polegar da mão direita, fissuras no osso da base, levou o paranaense à mesa de cirurgia do médico Ivan Roberto Pancheniak na última quarta-feira, dia 5. O procedimento foi bem-sucedido, e Elizeu espera voltar ao octógono em fevereiro de 2017.

“Infelizmente, além de ganhar a luta, ganhei também uma lesão. Tive duas fissuras no dedo, mas já operei e estou me sentindo muito bem. O médico que me operou é da mesma junta responsável pela cirurgia no meu cotovelo, totalmente de confiança. Ele me disse que devo voltar aos treinos em 60 dias, e poderei lutar em fevereiro. Já estou ansioso para isso”, encerrou Elizeu, bem-humorado.

Postado por oscardaniotti às 16:24

Nenhum comentário

Tags: , ,

Compartilhe:

Porto Alegre sedia Campeonato Brasileiro de Karate

Evento reúne os melhores da modalidade que poderá ser olímpica em 2020

Entre os dias sete e dez de julho os melhores atletas de karate do Brasil estarão em Porto Alegre. O ginásio Gigantinho sediará o Campeonato Brasileiro de Karate – etapa classificatória sul e sudeste. Com cerca de dois mil atletas inscritos, o Brasileiro em Porto Alegre deve bater recorde de participações em uma etapa regional e promete ser o maior evento esportivo na cidade em 2016, envolvendo diretamente cinco mil pessoas, entre atletas, equipes e organização, além do público que irá ao Gigantinho. Para abrilhantar ainda mais, o Campeonato contará com a presença do bicampeão mundial, o gaúcho Douglas Brose.

“Teremos aqui o maior número de atletas de uma regional, quase o mesmo número de atletas que haverá na final e, com certeza, o nível mais forte de todas as etapas, visto que os melhores caratecas do Brasil estão no sul e sudeste”, garantiu o presidente da Federação Gaúcha de Karate, Celso Piaseski.

Com a grande possibilidade de se tornar modalidade olímpica a partir dos Jogos de 2020 em Tóquio, o evento também será uma oportunidade de ver atletas que poderão participar da maior competição esportiva do mundo. Além disso, destaques do karate nacional e internacional competirão em Porto Alegre, entre eles integrantes da seleção brasileira como o campeão mundial cadete Breno Mateus, as campeãs nos Jogos Pan-americanos Toronto 2015 Valéria Kumizaki e Natália Bruzolato e o medalhista de ouro Premier League de Okinawa/Japão Vinicius Figueira, esportistas que ajudaram na evolução brasileira no ranking mundial, saltando do 15º para o 5º nos últimos cinco anos.

O Campeonato Brasileiro poderá reunir lutadores de sete a oitenta anos, pois haverá caratecas nas classes sub 8 à máster, tanto nas modalidades Kumite (lutas) quanto de Kata (demonstração). A maior delegação será a de São Paulo, com cerca de 600 competidores. A seleção gaúcha deve contar com quase 200 integrantes.

A etapa de Porto Alegre compõe uma das cinco etapas classificatórias, sendo a penúltima delas, antes da grande final que ocorrerá em São Paulo entre os dias 12 e 15 de outubro. Classificam-se para a final, os campeões, vice-campeões e os terceiros colocados das modalidades kata e kumite. Essa é a primeira vez que a Capital Gaúcha sedia um evento desse formato, pelo menos nos últimos 15 anos.

Seletiva para Seleção Brasileira

Além das disputas por medalhas, o evento terá a luta por vaga na seleção brasileira. No domingo (10.07) ocorrerá a seletiva nas classes sub 12, sub 14, sub 16 e sub21 para definir quem representará o Brasil no Campeonato Pan-americano, que ocorrerá em Guayaquil/Equador entre os dias 22 e 28 de agosto.

Depois de um ano, Porto Alegre volta a sediar um grande evento esportivo. Contando com a seletiva, pode-se ter mais de dois mil atletas competindo, além das equipes técnicas, acompanhantes e aficionados pela arte marcial, o que promete movimentar os hoteis e comércio na Capital. Para tanto, o City Móvel da prefeitura estará presente no Gigantinho distribuindo materiais turísticos, promovendo e incentivando o turismo.

Quem quiser ver tudo de perto, a entrada no Ginásio Gigantinho será gratuita, apenas com a doação de um agasalho que beneficiará entidades carentes.

O Campeonato Brasileiro de Karate é uma realização da Confederação Brasileira de Karate (CBK), Federação Gaúcha de Karate (FGK) e da Austral Sports.

Postado por oscardaniotti às 14:02

Nenhum comentário

Compartilhe:

Minotauro aponta Fedor como favorito diante de Maldonado

EFN 50 será transmitido ao vivo e na integra pelo Combate, nesta sexta-feira (17), a partir das 12h

Ao vivo e na integra, o Combate transmite nesta sexta-feira (17), a partir das 12h, com narração de Rhoodes Lima, além de comentários de Rodrigo Minotauro e Luciano Andrade, o Eurasia Fight Nights 50, que terá como atração principal o duelo entre a lenda Fedor Emelianenko e o brasileiro Fábio Maldonado. O evento será disputado na Sibur Arena, em São Petersburgo, na Rússia. Os assinantes do Combate também poderão acompanhar todas as lutas do EFN 50 pelo aplicativo Combate Play.

No Combate Play, o assinante do Combate pode assistir a todas as lutas do UFC ao vivo em tablets, smartphones e computadores, além de ter acesso a um acervo com confrontos do UFC, Pride, Meca e toda a programação do canal. Basta acessar CombatePlay.com ou baixar o aplicativo CombatePlay.

O confronto entre Maldonado e Fedor será disputado na divisão dos pesos-pesados (até 120kg), e Minotauro, um dos maiores lutadores de todos os tempos da categoria, deu seus palpites para o confronto. O embaixador do UFC, que já enfrentou Fedor Emelianenko em três oportunidades no Pride e é ex-companheiro de treinamentos de Fábio Maldonado, apontou o russo como favorito para o embate.

“O Fedor é um dos melhores lutadores de todos os tempos, e, sem dúvida, foi o melhor adversário que já enfrentei na minha carreira. Um verdadeiro campeão, sempre muito respeitoso com todos. Será uma parada duríssima para o Maldonado, ainda mais pela luta ser dentro da Rússia. Mas como bom guerreiro que é, aceitou o desafio e vai para lutar de verdade, sem se esconder. Logicamente, o Fedor é favorito, por ser mais completo, lutar em casa e estar mais habituado a categoria dos pesados. Mas fica a torcida pelo Fábio, para que ele faça um ótimo duelo e proporcione mais um grande espetáculo”, disse o líder do Team Nogueira.

Outro grande destaque do evento ficará a cargo do duelo entre o invicto Vitaly Minakov e o australiano Peter Graham, também pelos pesados. Minakov, de 31 anos, é tido na Rússia como possível sucessor de Fedor Emelianenko. Além de Fábio Maldonado, o Brasil terá o peso-pena (66kg) Dioginis Souza como representante. O baiano, que vem de três vitórias consecutivas, medirá forças com Rasul Mirzaev.

Nesta semana, os assinantes do Combate e CombatePlay também poderão acompanhar ao vivo o BRACE 41, às 5h, e a pesagem do UFC MacDonald x Thompson, às 17h55, na sexta-feira (17), além do UFC MacDonald x Thompson, a partir de 19h35, no sábado (18).

EFN 50
17 de junho, em São Petersburgo (RUS)
CARD DO EVENTO (até o momento):
Peso-pesado (até 120kg): Fedor Emelianenko x Fábio Maldonado
Peso-pesado (até 120kg): Vitaly Minakov x Peter Graham
Peso-pesado (até 120kg): Kirill Sidelnikov x Ruben Wolf
Peso-leve (até 70kg): Akhmed Aliev x Matej Truhan
Peso combinado (até 87kg): Anatoly Tokov x Vladimir Filipovic
Peso-pena (até 66kg): Rasul Mirzaev x Dioginis Souza
Peso-meio-pesado (até 93kg): Vadim Nemkov x Przemyslaw Mysiala
Peso-pesado (até 120kg): Sergey Pavlovich x Chaban Ka
Peso combinado (até 97kg): Valentin Moldavsky x Daniel Doerrer
Peso-meio-médio (até 77kg): Vasiliy Zubkov x Sergey Tovkan
Peso-médio (até 84kg): Abusupyan Alikhanov x Makhmud Muradov
Peso combinado (até 73kg): Abdula Dadaev x Jack Mcgann
Peso-pesado (até 120kg): Alexander Dankov x Dmitry Maruhin
Peso-meio-médio (até 77kg): Vladimir Tyurin x George Kichigin
Peso combinado (até 63kg): Marina Mokhnatkina x Catherine Torbeeva

Postado por oscardaniotti às 20:41

Nenhum comentário

Compartilhe:

Max Fight 18: Davi Ramos sofre lesão na mão e é substituído por Felipe Nilo

Davi Ramos está fora do Max Fight 18, dia 21 de maio, em Varginha, Minas Gerais. O ex-lutador do Bellator, que enfrentaria Elder “Bebê Monstro”, sofreu uma ruptura ligamentar em um dos dedos da mão esquerda e foi obrigado a deixar o card. No seu lugar, a organização escalou Felipe Nilo, de 26 anos. Natural de Lavras, no Sul de Minas Gerais, Nilo treina na Team Nogueira, no Rio de Janeiro, e é apontado como uma das principais promessas da equipe. Ele possui um cartel de cinco vitórias e uma derrota.

Outra baixa no card é o mineiro Arthur Ribas, que fraturou a mão durante um treinamento, a poucos dias da luta contra Devani Iceberg. Sem tempo para encontrar um substituto, a organização optou pelo cancelamento da disputa e, no lugar, promoveu ao card principal o confronto entre Vinícius Salvador e Diogo Hannibal.

O Max Fight 18 tem no total 12 lutas confirmadas, sendo a principal delas entre a brasileira Amanda Ribas e a chilena Jennifer Gonzales, no peso até 57kg. No outro duelo mais aguardado do torneio, o amazonense Francisco De Assis enfrenta Júnior Maranhão, valendo o cinturão dos pesos-galos (até 61kg). O evento será transmitido o vivo pelo Combate e Combate Play, a partir das 19h.

Confira o card do Max Fight 18 após as alterações:

Amanda Ribas x Jennifer Gonzales
Francisco de Assis X Júnior Maranhão
Dil Furacão x Diego Gaúcho
Cassiano Tyschyo x Rodrigo Cavalheiro
Henerson Neném x Natan Shulte
Felipe Nilo x Elder Bebê Monstro
Vinícius Salvador x Diogo Hannibal
Arthur Vieira x Cassio Arduini
Armando Polêmico x Flávio Merrão
Hermison Oliveira x Fábio Pacheco
Gustavo “José Aldo” x Betinho Santos
Stefano Colossus x Ewerton Ferreira

Postado por oscardaniotti às 8:30

Nenhum comentário

Compartilhe:

Shooto Brasil 63: Felipe Froes defende cinturão peso-pena na luta principal da noite

Pouco mais de três meses após realizar a última edição em solo carioca, o Shooto Brasil volta ao Rio de Janeiro no próximo dia 22 de maio, onde faz sua 63ª edição, novamente no Clube Hebraica Rio, em Laranjeiras, na Zona Sul da cidade. Na luta principal da noite, o paraense Felipe Froes vai para sua segunda defesa do título peso-pena (até 65,8kg) diante do pernambucano Marcos Vinicius ‘Imperador’. Na co-luta mais importante da noite, Mario Soldado encara Sergio Curva pelo peso-meio-médio (até 77,5kg). Outros destaques do card são os companheiros de Nova União, Nikolas Motta, Pedro Falcão e Jhonata Silva.

“É muito bom poder voltar ao Rio e ao Hebraica, que consideramos como nossa casa. Conseguimos montar um card com nomes que vem surgindo com muita força no cenário nacional, como o próprio Froes que defende o cinturão, o Nicolas Motta, ex-participante do TUF Brasil, o Jhonata, que promete muito e deu show nas últimas lutas no Shooto. Estou com uma expectativa muito boa em relação a esse evento”, afirma Dedé Pederneiras, presidente do Shooto Brasil.

Segunda defesa de título de Froes e duelo Nova União vs RFT são destaques

Natural de Ananindeua, no Pará, Felipe Froes é um veterano do Shooto Brasil, apesar dos 24 anos de idade. Foram oito lutas do atleta da Nova União na organização até agora, com apenas uma derrota e um empate para Douglas Silva e com Renato Moicano, respectivamente, ambos atletas do UFC. O duelo diante de Marcos Imperador marca a segunda defesa do cinturão peso-pena, que conquistou na edição 54, ao bater Thiago Manchinha. Na carreira, Froes soma um total de 12 triunfos e apenas dois reveses.

Lutar no Shooto Brasil também não chega a ser novidade para o pernambucano Marcos Vinicius, conhecido como Imperador. Aos 36 anos, o atleta tem um duelo na organização, justamente na última edição, realizada em Recife, sua cidade natal. Na ocasião bateu Jean Silva na decisão dos juízes. No total, soma 14 duelos na carreira, com dez vitórias e quatro derrotas.

Na co-luta principal da noite Mario Soldado e Sergio Curva fazem um duelo entre academias vizinhas: Nova União e RFT. Especialistas em jiu-jitsu e luta livre, respectivamente, as duas equipes já fizeram diversos embates marcantes. Soldado é natural de Marília e treina na equipe carioca há quase três anos depois de iniciar a carreira no sul do país. Com cartel de 15 vitórias, quatro derrotas e vem de triunfo sobre Fábio Lima após cotoveladas brutais, no Shooto Brasil 56.

Já Sergio Curva soma um total de sete vitórias e cinco derrotas no cartel e não luta desde setembro de 2014. Representante da equipe liderada por Marcio Cromado, Curva já fez uma luta no Shooto Brasil 48 e venceu na decisão unânime. Outro nome conhecido no card é do o ex-TUF Brasil 4, Nikolas Motta, que encara Antonio Carlos Buiu, em peso combinado até 68kg. Companheiros de Nova União, Pedro Falcão e a promessa Jhonata Silva são outros destaques e encaram Julio Splinter e Gilberto Dias, respectivamente.

Postado por oscardaniotti às 19:58

Nenhum comentário

Compartilhe:

Aspera FC e Imortal FC fecham parceria internacional com Pancrase

GP a ser realizado em uma noite garantirá contrato com organização japonesa ao campeão; “Road to Pancrase: Brazil” terá primeira edição em 16 de julho com pesos-mosca

Considerado pelo site norte-americano ScoreCard o principal evento de MMA do Brasil e o 17º no mundo, o Aspera FC fechou uma aliança importantíssima para sua expansão internacional. Em parceria com a franquia paranaense Imortal FC, será realizado o evento “Road to Pancrase: Brazil”, um GP peso-mosca (até 56,7kg) de quatro atletas, cujo campeão terá de lutar duas vezes na mesma noite e garantirá um contrato de múltiplas lutas com o Pancrase, tradicional organização japonesa, uma das dez maiores do planeta.

A parceria, negociada pela TakeOver Spors Agency, terá início dia 16 de julho, no Aspera FC 43, na cidade de Paranaguá, no Paraná. Os nomes dos participantes serão revelados em breve. Para o presidente do Aspera FC, Marcelo Brigadeiro, é uma oportunidade única para os lutadores.

“O Aspera já é conhecido por colocar em ação os melhores lutadores brasileiros da atualidade e acreditamos que seja isso o que o Pancrase busca também. Por ser a maior organização japonesa, o Pancrase está sempre interessado nos melhores lutadores do mundo, e é natural ao falar dos principais nomes do Brasil você falar do Aspera”, ressalta Brigadeiro.

“Para nós, é muito importante dar oportunidades ao maior número possível de lutadores alcançarem seus sonhos”, complementa o CEO do Imortal FC, Stefano Sartori. “Quando soubemos da oportunidade de fechar essa parceria com o Pancrase, uma organização muito conhecida e respeitada, sabíamos que era o caminho certo. Estamos prontos para ver os principais prospectos e veteranos do Brasil competindo e brilhando no Japão, tornando-se ídolos lá como são aqui no nosso país”.

Pelo Pancrase já passaram nomes como Josh Barnett, Jose Aldo, Riki Fukuda, Bas Rutten, Ken Shamrock, Chael Sonnen, Carlos Condit, entre muitos outros notáveis. O CEO do evento, Masakazu Sakai, aponta a parceria com o Aspera FC e com o Imortal FC um fundamental movimento de expansão internacional para a marca.

“Estou muito feliz em dar as boas-vindas ao Aspera FC e ao Imortal FC como parceiros oficiais do Pancrase. Tenho assistido a esses dois eventos por algum tempo e sei que são os melhores do Brasil quando se fala em produção de talentos. Espero que ídolos brasileiros surjam a partir desta parceria”, exalta Sakai.

“O Pancrase já realizou eventos internacionais no Havaí e estamos planejando outros shows no Brasil, Las Vegas, México, Rússia, entre outros. Queremos mostrar e promover lutadores talentosos de forma global através de nossa parceria com o UFC Fight Pass Live”, completa.

Antes do “Road to Pancrase: Brazil”, o Aspera FC terá cinco eventos. O primeiro deles acontece na próxima quarta-feira, dia 4 de maio, no Peru, com Leandro “Gordo” Rangel de volta ao MMA após quase cinco anos para enfrentar Jackson Mora na luta principal. Mora é, curiosamente, o último adversário contra quem Gordo lutou.

Postado por oscardaniotti às 22:41

Nenhum comentário

Compartilhe:

Istela Nunes dá show e nocauteia Karol Martins com chute na cabeça na luta principal do FLC 2

Não faltou emoção na 2ª edição do FLC, realizada na noite da última quinta-feira, 21, na Central Única das Favelas (Cufa), debaixo do viaduto Negrão de Lima, em Madureira, Zona Norte do Rio de Janeiro. Uma prova disso é que das nove lutas disputadas, quatro acabaram em nocaute e cinco em finalizações. O grande destaque foi a paranaense Istela Nunes, que fez jus ao título de campeã mundial de muay thai e nocauteou Karoline Martins com um belíssimo chute na cabeça, no 3º round do duelo principal. Quem também chamou a atenção foi Lucas Perizinho. O jovem, de 25 anos, superou Iuris Pascoal por nocaute técnico, após resistir uma guilhotina encaixada e castigar o seu adversário na sequência. Todos as disputas foram transmitidas ao vivo pelo canal Combate e acompanhadas do local pelo olheiro do UFC Denis Martin.

Outras boas surpresas do evento foram Luan Danger e o Wellington Neném. O primeiro foi escalado com três dias de antecedência para enfrentar o curitibano Eduardo “Neymar” Dinis e, apesar disso, não se intimidou e venceu por finalização, no 2º round. Já o Neném apresentou um muay thai de muita qualidade e nocauteou o estreante Harles Juvino, no 1º round, após uma sequência incrível de socos, joelhadas e chutes.

Um duelo que, também, merece ser lembrado foi entre Slam Gigante e Júnior Dinamite. Com uma movimentação intensa e muita versatilidade, os pesos-pesados surpreenderam o público presente e travaram uma verdadeira guerra. Melhor para o Gigante, que aproveitou a fragilidade do jogo de chão do seu adversário para encaixar um mata-leão e finalizar o duelo. Confira abaixo os resultados completos:

Paulo César venceu Bruno Amici por nocaute técnico, aos 5min do 2R;
Thiago Manchinha venceu Diego Vargas por finalização (katagatame), aos 2m45s do 2R;
Slam Gigante venceu Júnior Dinamite por finalização (mata-leão), aos 2m03s do 2R;
Wellington Neném venceu Harles Juvino por nocaute técnico, aos 4m54s do 1R;
Fábio Nativo venceu Vanilton Antunes por finalização (triângulo), aos 1m36s do 2R;
Tayron Pedro venceu Victor Nunes por finalização (chave de braço), aos 2m56s do 1R;
Lucas Perizinho venceu Iuris Pascoal por nocaute técnico, aos 4m15s do 1R;
Luan Danger venceu Neymar Dinis por finalização (guilhotina invertida), aos 2m42s do 2R;
Istela Nunes venceu Karoline Martins por nocaute, aos 3min do 3R.

Postado por oscardaniotti às 11:46

Nenhum comentário

Compartilhe:

ZOFF 2 fez ferver a Zona Oeste com excelentes combates e estrutura

A segunda edição do ZOFF (Zona Oeste Fire Fight) agitou mais uma vez a Zona Oeste do Rio de Janeiro e quem compareceu ao Centro de Convivência de Padre Miguel no último sábado (23) assistiu a grandes lutas de MMA e K-1. As lutas profissionais contaram com um show de nocautes e finalizações, no duelo principal da noite, Cauatã Samuel conquistou o cinturão dos penas (até 66kg) ao finalizar Henrique Souza no primeiro round.

O combate principal começou bastante movimentado com os dois lutadores indo para cima. Cauatã Samuel tentava usar a maior envergadura para controlar, mas Henrique Souza conseguiu encurtar a distância e passou a dominar o centro do octógono, onde conectou bons socos. Henrique passou a encurralar o adversário na grade e pressionou com fortes socos, levando o duelo para o chão.

Especialista em Jiu-Jitsu, Cauatã Samuel começou a se encontrar na luta quando o confronto foi para o solo, onde o atleta da LN Team tentou finalizar com um triângulo, mas Henrique Souza conseguiu defender e aplicou mais socos. Cauatã não desistiu e conseguiu a finalização após encaixar um belo armlock.

“A vitória veio depois de muito treino, os treinos deixam as coisas mais fáceis. Em alguns momentos não ouvi muita coisa, pois a mão dele entrou muito forte e quase fui a lona, mas o jiu-jitsu salva. O armlock é meu trunfo, minha carta na manga, sou do Jiu-Jitsu e sempre tenho o armlock na manga e do nada ele aparece e vem, e dessa vez consegui encaixar”, disse Cauatã.

No co-evento principal, o combate feminino entre Luana Carvalho e Núbia Nascimento foi bastante movimentado e de trocação franca. Após três rounds bastante equilibrados, as duas lutadoras terminaram empatadas.

Outro destaque foi a vitória de Alan Bispo sobre Michel Couto, onde o atleta da Team Base usou a maior envergadura para dominar o centro do octógono, conectando bons socos e chutes, enquanto Michel resistia e tentava levar a luta para o solo. No segundo round, Alan continuou dominando e conseguiu a montada para aplicar o ground and pound, desferindo diversos socos até o árbitro interromper o combate.

A luta mais rápida da noite foi entre o duelo entre Pedro PQD e Pedro Pudy, onde PQD precisou de apenas 55 segundos para encaixar uma bela guilhotina e finalizar o combate.

Um fato curioso, aconteceu um pouco antes da abertura dos portões para o card profissional, uma pane elétrica na rua ocasionou um breve incêndio na fachada do Centro de Convivência, mas foi rapidamente controlado pela brigada de incêndio e foi dado início e andamento ao evento.

Confira os resultados do ZOFF 2
MMA
Até 66Kg – Cauatã Samuel (LN Team/Pitbull) venceu Henrique Souza (Rio Extreme Fighters) por finalização (arm lock) aos 3:50 do 1º round. Árbitro: Wendell Negão
Até 61Kg – Luana Carvalho (Brafighters CT) e Núbia Nascimento (LN Team/Pitbull) empataram Árbitro: Wendell Negão
Até 93Kg – Alan Bispo (Team Base) venceu Michel Couto (Relma Combat) por nocaute técnico (socos) aos 2:14 do 2º round Árbitro: Wendell Negão
Até 66Kg – Pedro PQD (Relma Combat) venceu Pedro Pudy (Bomba Team) por finalização (guilhotina) aos 55 segundos do 1º round Árbitro: Wendell Negão
Até 57Kg – Raul Andrade (Brafighters CT) venceu Ivan Júnior (LN Team/Pitbull) por nocaute técnico (desistência por contusão) aos 4:47 do 1º round Árbitro: Gilberto Arbuez
Até 61Kg – Wagner Ratinho (Champion Team) venceu Rogério Moreira (Relma Combat) por finalização (guilhotina) aos 3:48 do 1º round Árbitro: Reinaldo Mudo
Até 61Kg – Lucas Gomes (Rio Extreme) venceu Thiago Jerônimo (Relma Combat) por nocaute técnico (socos) aos 2:11 do 2º round Árbitro: Leonardo Carvalho
Até 61Kg – Mailson Alves (Kromus College) venceu Ytalo Souza (LN Team/Pitbull) por finalização (mata-leão) aos 2:10 do 3º round Árbitro: Leonardo Carvalho
Até 57Kg – Guilherme Cadena (Rio Extreme Fighters) venceu Erick da Kelson (Relma Combat) por finalização (armlock) aos 1:55 do 1º round Árbitro: Wladmir Garcia
Até 61Kg – Mario da Costa (Relma Combat) venceu André Luiz Negrito (War Machine) por finalização aos 1:56 do 1º round Árbitro: Wladmir Garcia
Até 66Kg – Alan Galo de Aço (Fraternidade da Luta) venceu Ronaldo Jacaré (Rio Extreme Fighters) por decisão unânime Árbitro: Gilberto Arbuez

K-1
Até 66kg – Caionã Batista (Nael Pedra Team) venceu Douglas Santana (LN Team/Pitbull) por decisão unânime – Disputa de cinturão
Até 75Kg – Wesley Mendes (Fraternidade da Luta) venceu Cristian Carter (Índio Team) por nocaute (socos) aos 2:00 do 1º round

Postado por oscardaniotti às 11:35

Nenhum comentário

Compartilhe:

Aspera FC faz história com eventos simultâneos no Brasil e exterior; Iliarde Santos vence

Organização de MMA é a nova cliente da Garra Comunicação; Edições do último sábado foram realizadas em Rondônia e na Espanha

Pela primeira vez na história, uma organização brasileira de artes marciais mistas sediou dois eventos no mesmo dia, em dois locais diferentes. O Aspera Fighting Championship alcançou este feito no último sábado, dia 23 de abril, com suas edições 35 e 36, respectivamente em Ji-Paraná, em Rondônia, e nas Ilhas Canárias, na Espanha, esta em parceria com o Ansgar Fighting League. Foi também a primeira vez desde 2006 que um evento brasileiro foi realizado fora do país. Na edição nacional, vitória de Iliarde Santos, ex-UFC, sobre a revelação Bruno Viana, na luta principal, e triunfo de Alexandre Sangue, da Kings MMA, sobre Wesley Oliveira, da Chute Boxe.

Já na cidade de Las Palmas, melhor para os espanhóis no Desafio AFC vs AFL, realizado na categoria até 77kg. Vitórias de Juanma Suárez sobre Dede Santos, por chave-de-braço no segundo round, e de Gerardo Lima em cima de Gabriel Macario, com um mata-leão ainda no primeiro assalto. Na próxima edição do desafio, no segundo semestre deste ano, os brasileiros é que receberão os espanhóis, contando com o fator “casa” para vencer.

“Ficamos muito orgulhosos em fazer parte da história do MMA brasileiro de uma forma tão marcante”, celebra Marcelo Brigadeiro, presidente do Aspera FC. “Temos levado as artes marciais mistas para todo o Brasil e agora também levamos o nome do Aspera e a nossa bandeira para a Espanha. Agradecemos aos nossos parceiros por tornarem isso realidade. Foram dois grandes shows, com lutas de alto nível, e que dão uma prova do que vem por aí nos próximos meses. Traremos muita ação e MMA de qualidade nos próximos eventos”, conclui.

As duas próximas edições do Aspera Fighting Championship serão no no mês de maio. No dia 4, a cidade de Lima, no Peru, recebe o Desafio AFC vs FFC (Fusion Fighting Championships), com seis brasileiros enfrentando seis peruanos. No dia 27, o Aspera realiza grande evento em Barueri, Região Metropolitana de São Paulo, no ginásio José Corrêa, palco de duas edições do UFC.

Alexandre Sangue: 99% anjo e 100% confirmado como desafiante ao cinturão

Pupilo de Mauricio Shogun e treinando na Kings MMA, Alexandre Sangue deu show no AFC 35 desde antes de subir ao cage. Fantasiado de anjo, entrou para a co-luta principal ao som de “Aquele 1%”, sucesso de Wesley Safadão, e não deixou nem 1% de dúvida de que merece disputar o cinturão peso-leve: finalizou Wesley Oliveira com um incrível triângulo voador em apenas 51 segundos do primeiro round. A luta está marcada para o dia 18 de junho, no Aspera FC 41, na cidade catarinense de Balneário Camboriú. O adversário seria o veterano Ricardo Tirloni, mas este, lesionado, será substituído por outro nome a ser anunciado em breve.

Iliarde Santos vence e alcança trigésima vitória na carreira

Um dos veteranos mais vitoriosos em atividade no Brasil, Iliarde Santos fez uma luta duríssima com Bruno Viana, principal lutador do MMA de Rondônia. Após três rounds de muita combatividade, o ex-atleta do UFC teve o braço erguido na decisão dividida dos juízes laterais. Foi sua trigésima vitória na carreira, a terceira em cinco exibições desde que saiu do UFC, em outubro de 2013.

A vitória de Iliarde foi uma das duas únicas lutas que passaram do primeiro round. Nas outras seis, incluindo a de Alexandre Sangue, todas terminaram com finalizações ou nocautes antes do primeiro intervalo. Destaque para o peso-mosca Rômulo Baiano, da Chute Boxe/Cyborg Team, que nocauteou Clebinho Oliveira, da Impacto MMA, por nocaute em apenas 20 segundos.

Resultados Oficiais – Aspera FC 35: Santos vs Viana

Data: 23 de abril de 2016
Local: Ginásio do Vera Cruz Sport Club – Ji-Paraná (RO)

Luta principal até 61kg: Iliarde Santos (American Top Team) venceu Bruno Viana (Coliseum Gym) por decisão dividida dos juízes laterais
Co-main event até 77kg: Alexandre Sangue (Kings MMA) venceu Wesley Oliveira (Chute Boxe) por finalização (triângulo voador) aos 0:51 do primeiro round
Até 66kg – Alexandre “Lek Lek” (Nova União Manaus) venceu Yan Fernandes (Sparta Nenem Team) por finalização (armlock) aos 3:32 do primeiro round
Até 70kg – Wallyson Latino (Impacto Naja Thai) venceu João Paulo Almeida Alves (Chute Boxe) por nocaute aos 1:03 do primeiro round
Até 57kg – Marcone Muniz (Astra Fight Team Brasília) venceu Cícero Miyagi (Miyagi Team) por finalização (armlock) aos 2:51 do primeiro round
Até 61kg – Alexsandro Cangaty (Sparta Nenem Team) venceu Kevin Hauthequeste (Chute Boxe) por finalização (triângulo) aos 3:31 do primeiro round
Até 57kg Feminino – Fabrina Gladiadora (Coliseum Gym) venceu Jaqueline Bento (Equipe Tobias) por decisão unânime
Até 57kg – Rômulo Baiano (Chute Boxe / Team Cyborg) venceu Clebinho Oliveira (Impacto MMA) por nocaute aos 0:20 do primeiro round

Aspera FC 36: AFC vs AFL

Data: 23 de abril de 2016
Local: Telde em Las Palmas, Gran Canaria, Ilhas Canárias, Espanha

Desafio AFC x AFL
Até 77kg – Juanma Suárez (Team AFL) venceu Dede Santos (Team AFC) por finalização (armlock) aos 3:01 do R2
Até 77kg – Gerardo Lima (Team AFL) venceu Gabriel Macario (Team AFC) por finalização (mata-leão) aos 2:19 do R1

Lutas do Card

Daniel Requeijo venceu Jesus Montero por nocaute técnico no primeiro round
Victor Marinho venceu Jonay Sanchez por finalização (chave-de-braço) no primeiro round
Thiago Martins venceu Zeben Ruiz por finalização (chave-de-braço) no primeiro round
A luta entre Nestor Oropesa e Rogelio Gonzalez terminou em No Contest
João Bonfim venceu Alcorac Caballero por finalização (mata-leão) no primeiro round
Lionel Moreno venceu Jorge Guerra por finalização (mata-leão) no segundo round

Postado por oscardaniotti às 11:31

Nenhum comentário

Compartilhe:

Ex-atleta olímpico, Khetag Pliev tenta um lugar ao sol em edição de estreia do 1º Round

A receptividade do povo brasileiro já é conhecida ao redor do mundo e, volta e meia, produz histórias curiosas. É o caso do ex-wrestler olímpico Khetag “Lion” Pliev que está dando seus primeiros passos no MMA profissional. Natural da Ossétia (região indexada ao território russo), o peso-médio (84kg) enfrenta Odali Gorila na primeira edição do 1º round, evento marcado para o dia 6 de dezembro, em Fortaleza (CE), com transmissão, ao vivo e exclusiva, do canal Combate. Aos 31 anos, o lutador, que representou o Canadá nos Jogos Olímpicos de Londres (ING), em 2012, estreou com o “pé direito” no Mixed Martial Arts. Como cartão de visitas, o europeu finalizou seu oponente em menos de dois minutos, em torneio realizado em Salvador (BA), no mês de setembro. 

Muito conceituado internacionalmente pelos resultados expressivos no wrestling, Khetag explicou o motivo de iniciar no Brasil sua trajetória no MMA. Com residência fixada em Toronto (CAN), ele desembarcou nesta semana no Rio de Janeiro (RJ) para treinar no Team Nogueira e finalizar sua preparação para este combate.

“Eu escolhi o Brasil porque é a minha sexta vez aqui e me identifiquei muito com as pessoas. A primeira vez que estive no país foi em 2013, após minha participação nas Olimpíadas. Na época, vim para ajudar o Rogério Minotouro para o duelo contra o Rashad Evans e, a partir daí, comecei a vir com mais frequência e auxiliar no treinamento de grandes estrelas do UFC, como o Rodrigo Minotauro e Júnior Cigano. Poderia ter escolhido os Estados Unidos ou o Canadá, mas após ter encerrado minha trajetória no wrestling, Deus colocou o Brasil no meu caminho por alguma razão e agradeço muito por isso. Estou muito feliz por estar dando esses primeiros passos aqui”. 

Mesmo não sabendo muito sobre as condições e características de seu adversário, o lutador demonstra serenidade para falar sobre o próximo desafio. Ciente da forte concorrência que enfrentará na nova modalidade, o Leão mantém a cautela e prefere ir evoluindo aos poucos dentro do esporte que mais cresce no mundo.

“Eu não sei muito dele, apenas que o nome é Gorila, um nome forte (risos). Além disso, soube que é um cara do muay thai e um lutador muito duro. Quanto aos meus planos futuros, eu espero, obviamente, vencer esse próximo combate e estar livre das lesões. Inicialmente, desejo consolidar meu cartel com algumas boas vitórias para depois sonhar com voos mais altos, como UFC e Bellator, por exemplo”, concluiu, Khetag. 

1º Round
Domingo, 6 de dezembro de 2015
Siara Hall, Fortaleza (CE) – 19h (Ao vivo pelo Canal Combate)
Card oficial (sujeito a alterações)
Carlos Eduardo ‘Cachorrão’ x Kleber ‘Orgulho’ (até 93 kg) 
Maurílio “Touro” x Zeca “Predador” (até 84 kg) 
Jonas Bilharinho x Amaury Junior (até 70 kg) 
Jamil Silveira x Júnior Dedinho (até 74 kg) 
Sandro ‘Apaga Luz’ x Ednaldo Lula (até 93 kg) 
Arlison Tenchihan x André Tererê (até 70 kg) 
Alan Gomes x Michael William (disputa de cinturão até 57 kg) 
Rosy Duarte x Juliana Velasquez (disputa de cinturão até 61 kg) 
Alyson Viana x Fabio Taz (até 77 kg) 
Vladson “Gereba” x Sasso Sales (até 70 kg) 
Odali Filho ‘Gorila’ x Khetag Pliev (até 84 kg)

Postado por oscardaniotti às 11:02

Nenhum comentário

Tags: , ,

Compartilhe:

Publicidade
Assine o RSS
Publicidade