publicidade

Jornal do Brasil

Faixa Preta – JBlog – Jornal do Brasil

ZOFF 2 fez ferver a Zona Oeste com excelentes combates e estrutura

A segunda edição do ZOFF (Zona Oeste Fire Fight) agitou mais uma vez a Zona Oeste do Rio de Janeiro e quem compareceu ao Centro de Convivência de Padre Miguel no último sábado (23) assistiu a grandes lutas de MMA e K-1. As lutas profissionais contaram com um show de nocautes e finalizações, no duelo principal da noite, Cauatã Samuel conquistou o cinturão dos penas (até 66kg) ao finalizar Henrique Souza no primeiro round.

O combate principal começou bastante movimentado com os dois lutadores indo para cima. Cauatã Samuel tentava usar a maior envergadura para controlar, mas Henrique Souza conseguiu encurtar a distância e passou a dominar o centro do octógono, onde conectou bons socos. Henrique passou a encurralar o adversário na grade e pressionou com fortes socos, levando o duelo para o chão.

Especialista em Jiu-Jitsu, Cauatã Samuel começou a se encontrar na luta quando o confronto foi para o solo, onde o atleta da LN Team tentou finalizar com um triângulo, mas Henrique Souza conseguiu defender e aplicou mais socos. Cauatã não desistiu e conseguiu a finalização após encaixar um belo armlock.

“A vitória veio depois de muito treino, os treinos deixam as coisas mais fáceis. Em alguns momentos não ouvi muita coisa, pois a mão dele entrou muito forte e quase fui a lona, mas o jiu-jitsu salva. O armlock é meu trunfo, minha carta na manga, sou do Jiu-Jitsu e sempre tenho o armlock na manga e do nada ele aparece e vem, e dessa vez consegui encaixar”, disse Cauatã.

No co-evento principal, o combate feminino entre Luana Carvalho e Núbia Nascimento foi bastante movimentado e de trocação franca. Após três rounds bastante equilibrados, as duas lutadoras terminaram empatadas.

Outro destaque foi a vitória de Alan Bispo sobre Michel Couto, onde o atleta da Team Base usou a maior envergadura para dominar o centro do octógono, conectando bons socos e chutes, enquanto Michel resistia e tentava levar a luta para o solo. No segundo round, Alan continuou dominando e conseguiu a montada para aplicar o ground and pound, desferindo diversos socos até o árbitro interromper o combate.

A luta mais rápida da noite foi entre o duelo entre Pedro PQD e Pedro Pudy, onde PQD precisou de apenas 55 segundos para encaixar uma bela guilhotina e finalizar o combate.

Um fato curioso, aconteceu um pouco antes da abertura dos portões para o card profissional, uma pane elétrica na rua ocasionou um breve incêndio na fachada do Centro de Convivência, mas foi rapidamente controlado pela brigada de incêndio e foi dado início e andamento ao evento.

Confira os resultados do ZOFF 2
MMA
Até 66Kg – Cauatã Samuel (LN Team/Pitbull) venceu Henrique Souza (Rio Extreme Fighters) por finalização (arm lock) aos 3:50 do 1º round. Árbitro: Wendell Negão
Até 61Kg – Luana Carvalho (Brafighters CT) e Núbia Nascimento (LN Team/Pitbull) empataram Árbitro: Wendell Negão
Até 93Kg – Alan Bispo (Team Base) venceu Michel Couto (Relma Combat) por nocaute técnico (socos) aos 2:14 do 2º round Árbitro: Wendell Negão
Até 66Kg – Pedro PQD (Relma Combat) venceu Pedro Pudy (Bomba Team) por finalização (guilhotina) aos 55 segundos do 1º round Árbitro: Wendell Negão
Até 57Kg – Raul Andrade (Brafighters CT) venceu Ivan Júnior (LN Team/Pitbull) por nocaute técnico (desistência por contusão) aos 4:47 do 1º round Árbitro: Gilberto Arbuez
Até 61Kg – Wagner Ratinho (Champion Team) venceu Rogério Moreira (Relma Combat) por finalização (guilhotina) aos 3:48 do 1º round Árbitro: Reinaldo Mudo
Até 61Kg – Lucas Gomes (Rio Extreme) venceu Thiago Jerônimo (Relma Combat) por nocaute técnico (socos) aos 2:11 do 2º round Árbitro: Leonardo Carvalho
Até 61Kg – Mailson Alves (Kromus College) venceu Ytalo Souza (LN Team/Pitbull) por finalização (mata-leão) aos 2:10 do 3º round Árbitro: Leonardo Carvalho
Até 57Kg – Guilherme Cadena (Rio Extreme Fighters) venceu Erick da Kelson (Relma Combat) por finalização (armlock) aos 1:55 do 1º round Árbitro: Wladmir Garcia
Até 61Kg – Mario da Costa (Relma Combat) venceu André Luiz Negrito (War Machine) por finalização aos 1:56 do 1º round Árbitro: Wladmir Garcia
Até 66Kg – Alan Galo de Aço (Fraternidade da Luta) venceu Ronaldo Jacaré (Rio Extreme Fighters) por decisão unânime Árbitro: Gilberto Arbuez

K-1
Até 66kg – Caionã Batista (Nael Pedra Team) venceu Douglas Santana (LN Team/Pitbull) por decisão unânime – Disputa de cinturão
Até 75Kg – Wesley Mendes (Fraternidade da Luta) venceu Cristian Carter (Índio Team) por nocaute (socos) aos 2:00 do 1º round

Postado por oscardaniotti às 11:35

Nenhum comentário

Compartilhe:

Aspera FC faz história com eventos simultâneos no Brasil e exterior; Iliarde Santos vence

Organização de MMA é a nova cliente da Garra Comunicação; Edições do último sábado foram realizadas em Rondônia e na Espanha

Pela primeira vez na história, uma organização brasileira de artes marciais mistas sediou dois eventos no mesmo dia, em dois locais diferentes. O Aspera Fighting Championship alcançou este feito no último sábado, dia 23 de abril, com suas edições 35 e 36, respectivamente em Ji-Paraná, em Rondônia, e nas Ilhas Canárias, na Espanha, esta em parceria com o Ansgar Fighting League. Foi também a primeira vez desde 2006 que um evento brasileiro foi realizado fora do país. Na edição nacional, vitória de Iliarde Santos, ex-UFC, sobre a revelação Bruno Viana, na luta principal, e triunfo de Alexandre Sangue, da Kings MMA, sobre Wesley Oliveira, da Chute Boxe.

Já na cidade de Las Palmas, melhor para os espanhóis no Desafio AFC vs AFL, realizado na categoria até 77kg. Vitórias de Juanma Suárez sobre Dede Santos, por chave-de-braço no segundo round, e de Gerardo Lima em cima de Gabriel Macario, com um mata-leão ainda no primeiro assalto. Na próxima edição do desafio, no segundo semestre deste ano, os brasileiros é que receberão os espanhóis, contando com o fator “casa” para vencer.

“Ficamos muito orgulhosos em fazer parte da história do MMA brasileiro de uma forma tão marcante”, celebra Marcelo Brigadeiro, presidente do Aspera FC. “Temos levado as artes marciais mistas para todo o Brasil e agora também levamos o nome do Aspera e a nossa bandeira para a Espanha. Agradecemos aos nossos parceiros por tornarem isso realidade. Foram dois grandes shows, com lutas de alto nível, e que dão uma prova do que vem por aí nos próximos meses. Traremos muita ação e MMA de qualidade nos próximos eventos”, conclui.

As duas próximas edições do Aspera Fighting Championship serão no no mês de maio. No dia 4, a cidade de Lima, no Peru, recebe o Desafio AFC vs FFC (Fusion Fighting Championships), com seis brasileiros enfrentando seis peruanos. No dia 27, o Aspera realiza grande evento em Barueri, Região Metropolitana de São Paulo, no ginásio José Corrêa, palco de duas edições do UFC.

Alexandre Sangue: 99% anjo e 100% confirmado como desafiante ao cinturão

Pupilo de Mauricio Shogun e treinando na Kings MMA, Alexandre Sangue deu show no AFC 35 desde antes de subir ao cage. Fantasiado de anjo, entrou para a co-luta principal ao som de “Aquele 1%”, sucesso de Wesley Safadão, e não deixou nem 1% de dúvida de que merece disputar o cinturão peso-leve: finalizou Wesley Oliveira com um incrível triângulo voador em apenas 51 segundos do primeiro round. A luta está marcada para o dia 18 de junho, no Aspera FC 41, na cidade catarinense de Balneário Camboriú. O adversário seria o veterano Ricardo Tirloni, mas este, lesionado, será substituído por outro nome a ser anunciado em breve.

Iliarde Santos vence e alcança trigésima vitória na carreira

Um dos veteranos mais vitoriosos em atividade no Brasil, Iliarde Santos fez uma luta duríssima com Bruno Viana, principal lutador do MMA de Rondônia. Após três rounds de muita combatividade, o ex-atleta do UFC teve o braço erguido na decisão dividida dos juízes laterais. Foi sua trigésima vitória na carreira, a terceira em cinco exibições desde que saiu do UFC, em outubro de 2013.

A vitória de Iliarde foi uma das duas únicas lutas que passaram do primeiro round. Nas outras seis, incluindo a de Alexandre Sangue, todas terminaram com finalizações ou nocautes antes do primeiro intervalo. Destaque para o peso-mosca Rômulo Baiano, da Chute Boxe/Cyborg Team, que nocauteou Clebinho Oliveira, da Impacto MMA, por nocaute em apenas 20 segundos.

Resultados Oficiais – Aspera FC 35: Santos vs Viana

Data: 23 de abril de 2016
Local: Ginásio do Vera Cruz Sport Club – Ji-Paraná (RO)

Luta principal até 61kg: Iliarde Santos (American Top Team) venceu Bruno Viana (Coliseum Gym) por decisão dividida dos juízes laterais
Co-main event até 77kg: Alexandre Sangue (Kings MMA) venceu Wesley Oliveira (Chute Boxe) por finalização (triângulo voador) aos 0:51 do primeiro round
Até 66kg – Alexandre “Lek Lek” (Nova União Manaus) venceu Yan Fernandes (Sparta Nenem Team) por finalização (armlock) aos 3:32 do primeiro round
Até 70kg – Wallyson Latino (Impacto Naja Thai) venceu João Paulo Almeida Alves (Chute Boxe) por nocaute aos 1:03 do primeiro round
Até 57kg – Marcone Muniz (Astra Fight Team Brasília) venceu Cícero Miyagi (Miyagi Team) por finalização (armlock) aos 2:51 do primeiro round
Até 61kg – Alexsandro Cangaty (Sparta Nenem Team) venceu Kevin Hauthequeste (Chute Boxe) por finalização (triângulo) aos 3:31 do primeiro round
Até 57kg Feminino – Fabrina Gladiadora (Coliseum Gym) venceu Jaqueline Bento (Equipe Tobias) por decisão unânime
Até 57kg – Rômulo Baiano (Chute Boxe / Team Cyborg) venceu Clebinho Oliveira (Impacto MMA) por nocaute aos 0:20 do primeiro round

Aspera FC 36: AFC vs AFL

Data: 23 de abril de 2016
Local: Telde em Las Palmas, Gran Canaria, Ilhas Canárias, Espanha

Desafio AFC x AFL
Até 77kg – Juanma Suárez (Team AFL) venceu Dede Santos (Team AFC) por finalização (armlock) aos 3:01 do R2
Até 77kg – Gerardo Lima (Team AFL) venceu Gabriel Macario (Team AFC) por finalização (mata-leão) aos 2:19 do R1

Lutas do Card

Daniel Requeijo venceu Jesus Montero por nocaute técnico no primeiro round
Victor Marinho venceu Jonay Sanchez por finalização (chave-de-braço) no primeiro round
Thiago Martins venceu Zeben Ruiz por finalização (chave-de-braço) no primeiro round
A luta entre Nestor Oropesa e Rogelio Gonzalez terminou em No Contest
João Bonfim venceu Alcorac Caballero por finalização (mata-leão) no primeiro round
Lionel Moreno venceu Jorge Guerra por finalização (mata-leão) no segundo round

Postado por oscardaniotti às 11:31

Nenhum comentário

Compartilhe:

Léo Santos projeta maior reconhecimento após nocaute arrasador no UFC 194

Atleta da Nova União revelou que já esperava nocautear Kevin Lee e almeja enfrentar um adversário melhor ranqueado para chegar ao Top 10 da divisão peso-leve

O UFC 194 não proporcionou apenas lamentações aos brasileiros. José Aldo e Ronaldo Jacaré foram derrotados na noite do último sábado, em Las Vegas, nos Estados Unidos, mas o campeão do The Ultimate Fighter Brasil 2 Leonardo Santos venceu de forma convincente e ampliou sua boa fase na organização. O lutador da Nova União surpreendeu ao nocautear o norte-americano Kevin Lee ainda no primeiro round e emplacou sua quarta vitória na franquia, a terceira consecutiva. Os planos agora são mais audaciosos e o carioca almeja chegar ao Top 10 da categoria peso-leve (até 70,3kg) já em seu próximo desafio.

Há seis anos sem sofrer uma derrota, Léo Santos foi o campeão do TUF Brasil 2 e chegou ao Ultimate em 2013. Ainda invicto na organização, com quatro triunfos e um empate, Léo reconhece que o caminho para estar entre os melhores do mundo é árduo, mas confiando em suas habilidades e empolgado pelos números, acredita já estar preparado para medir forças com um oponente melhor ranqueado.

“Tenho a meta de ficar entre os dez melhores da categoria e depois pensarei em ir além. Primeiro tenho que estar nessa lista e sei que tenho totais condições para isso. Estou vivendo um grande momento e pretendo lutar com alguém melhor colocado já no próximo duelo. Apesar de não ter um nome específico quero ser testado contra os melhores. Preciso enfrentá-los e superá-los para me juntar a eles”, planeja o lutador de 35 anos.

Nocaute previsto e comemoração ‘enlouquecida’

Léo Santos tem um cartel de 15 vitórias, um empate e três derrotas. Faixa-preta de jiu-jitsu, o carioca tem nove triunfos conquistados através da arte suave e havia aplicado apenas um nocaute, em 2008, quando ainda atuava pelo Shooto Brasil. Apesar de ter encantado a todos que acompanhavam o duelo, Léo não se surpreendeu com a performance e com o direto que acertou em cheio no rosto do jovem americano, 12 anos mais novo e que vinha em ascensão, com quatro vitórias seguidas.

“Diferente do que todos imaginavam, eu realmente esperava nocautear o Kevin Lee. Já tinha visto lutas dele e meu treino foi todo específico para o seu tipo de jogo. Treinei muita repetição e para tudo o que ele fazia eu já estava preparado, assim tinha sempre um contragolpe entrando. O nocaute surgiu quando ele veio me dar um gancho e eu consegui me antecipar encaixando um forte golpe de encontro. Parece fácil falando, mas lá dentro é tudo muito difícil e rápido. Estou muito feliz pelo nocaute e isso só mostra que continuo evoluindo e que também posso surpreender em pé”, analisou Léo.

Quem assistiu o confronto do último sábado não se surpreendeu apenas pelo nocaute avassalador, mas também pela comemoração de Léo Santos. Assim que o árbitro John McCarthy interrompeu o combate, confirmando o triunfo, o atleta da Nova União pulou a grade do octógono e correu de forma eufórica sem direção, movido pela felicidade e pela “loucura”.

“O octógono ficou pequeno para o tamanho da minha felicidade. Realmente não sabia para onde estava indo e saí correndo só para ficar sozinho um instante. Deu vontade de correr, estava em êxtase e corri como um maluco mesmo (risos). Quando cheguei lá fora que percebi o silêncio e vi onde estava, então eu voltei e a ‘maluquice’ passou, mas a felicidade não. Foi um grande um sonho realizado”, explicou.

Postado por oscardaniotti às 15:07

Nenhum comentário

Compartilhe:

Ex-atleta olímpico, Khetag Pliev tenta um lugar ao sol em edição de estreia do 1º Round

A receptividade do povo brasileiro já é conhecida ao redor do mundo e, volta e meia, produz histórias curiosas. É o caso do ex-wrestler olímpico Khetag “Lion” Pliev que está dando seus primeiros passos no MMA profissional. Natural da Ossétia (região indexada ao território russo), o peso-médio (84kg) enfrenta Odali Gorila na primeira edição do 1º round, evento marcado para o dia 6 de dezembro, em Fortaleza (CE), com transmissão, ao vivo e exclusiva, do canal Combate. Aos 31 anos, o lutador, que representou o Canadá nos Jogos Olímpicos de Londres (ING), em 2012, estreou com o “pé direito” no Mixed Martial Arts. Como cartão de visitas, o europeu finalizou seu oponente em menos de dois minutos, em torneio realizado em Salvador (BA), no mês de setembro. 

Muito conceituado internacionalmente pelos resultados expressivos no wrestling, Khetag explicou o motivo de iniciar no Brasil sua trajetória no MMA. Com residência fixada em Toronto (CAN), ele desembarcou nesta semana no Rio de Janeiro (RJ) para treinar no Team Nogueira e finalizar sua preparação para este combate.

“Eu escolhi o Brasil porque é a minha sexta vez aqui e me identifiquei muito com as pessoas. A primeira vez que estive no país foi em 2013, após minha participação nas Olimpíadas. Na época, vim para ajudar o Rogério Minotouro para o duelo contra o Rashad Evans e, a partir daí, comecei a vir com mais frequência e auxiliar no treinamento de grandes estrelas do UFC, como o Rodrigo Minotauro e Júnior Cigano. Poderia ter escolhido os Estados Unidos ou o Canadá, mas após ter encerrado minha trajetória no wrestling, Deus colocou o Brasil no meu caminho por alguma razão e agradeço muito por isso. Estou muito feliz por estar dando esses primeiros passos aqui”. 

Mesmo não sabendo muito sobre as condições e características de seu adversário, o lutador demonstra serenidade para falar sobre o próximo desafio. Ciente da forte concorrência que enfrentará na nova modalidade, o Leão mantém a cautela e prefere ir evoluindo aos poucos dentro do esporte que mais cresce no mundo.

“Eu não sei muito dele, apenas que o nome é Gorila, um nome forte (risos). Além disso, soube que é um cara do muay thai e um lutador muito duro. Quanto aos meus planos futuros, eu espero, obviamente, vencer esse próximo combate e estar livre das lesões. Inicialmente, desejo consolidar meu cartel com algumas boas vitórias para depois sonhar com voos mais altos, como UFC e Bellator, por exemplo”, concluiu, Khetag. 

1º Round
Domingo, 6 de dezembro de 2015
Siara Hall, Fortaleza (CE) – 19h (Ao vivo pelo Canal Combate)
Card oficial (sujeito a alterações)
Carlos Eduardo ‘Cachorrão’ x Kleber ‘Orgulho’ (até 93 kg) 
Maurílio “Touro” x Zeca “Predador” (até 84 kg) 
Jonas Bilharinho x Amaury Junior (até 70 kg) 
Jamil Silveira x Júnior Dedinho (até 74 kg) 
Sandro ‘Apaga Luz’ x Ednaldo Lula (até 93 kg) 
Arlison Tenchihan x André Tererê (até 70 kg) 
Alan Gomes x Michael William (disputa de cinturão até 57 kg) 
Rosy Duarte x Juliana Velasquez (disputa de cinturão até 61 kg) 
Alyson Viana x Fabio Taz (até 77 kg) 
Vladson “Gereba” x Sasso Sales (até 70 kg) 
Odali Filho ‘Gorila’ x Khetag Pliev (até 84 kg)

Postado por oscardaniotti às 11:02

Nenhum comentário

Tags: , ,

Compartilhe:

Mentalização e preparação em busca da vitória

Nell Salgado, master coach e membro da Sociedade Brasileira de Coaching, é uma desbravadora da profissão, principalmente, em esportes, mais destinado aos homens. Reconhecida nacionalmente por atender a judoca olímpica e ex-campeã mundial Rafaela Silva (integrante do Instituto Reação, do ex judoca e apresentador Flavio Canto).

Neli começou a trabalhar no MMA, através dos lutadores do UFC, Kevin Souza e Santiago Ponzinibbio. Kevin vem de três vitórias seguidas no maior evento de lutas do mundo desde que começaram a trabalhar juntos. O brasileiro, que luta o UFC. ficou lado a lado com a treinadora, em um trabalho de mentalização e preparação para a luta, que acontece em São Paulo no mesmo card do brasileiro, Vitor Belford luta contra o americano Dan Henderson.

Um dos seus sonhos é estar no córner de um lutador durante uma luta de MMA no UFC. Ela é super descolada, tem frases de efeito, não fala coisas no lugar comum…pode render bastante.

“Há cinco anos, quando iniciei minha carreira com o coaching esportivo, tracei como objetivo ter um atleta do UFC. Era um sonho, virou meta e hoje é realidade. Mais do que isso, realização”, conta Nell Salgado. 

Postado por oscardaniotti às 7:46

Nenhum comentário

Tags: , ,

Compartilhe:

José Aldo usa “bobo da corte” como alvo

Concentrado para o principal combate de sua carreira, José Aldo não tira o foco do irlandês Conor McGregor por um segundo sequer. Há menos de dois meses para o duelo, que é o maior destaque do UFC 194, marcado para o dia 12 de dezembro, em Las Vegas (EUA), Aldo vem mostrando que está mais motivado do que nunca. Conhecido por seu grande poder de trocação, o amazonense estrela, a partir desta semana, uma campanha para a promoção da luta no Combate – canal de lutas da Globosat. Campeão linear dos pesos-penas (66kg), o brasileiro aparece no vídeo dando uma série de golpes em um saco de pancadas. Até aí seria normal, visto que é uma prática natural para qualquer lutador, não fosse o desenho de “bobo da corte” como alvo.

Postado por oscardaniotti às 19:48

1 Comentário

Compartilhe:

Shooto Bope: Priscila Souza vence novo duelo com Luciana Pereira e mantém cinturão

Atleta da PRVT nocauteou oponente com um belo cruzado no segundo round; Luiz Besouro vence Vinicius Bohrer em seu primeiro duelo desde a saída do Ultimate

Na noite deste domingo, dia 18 de outubro, o Shooto Bope realizou mais uma edição na sua história e agitou os cerca de 2.000 presentes no CEFD (Centro de Educação Física e Desportos da Polícia Militar do Rio de Janeiro). Na luta principal da noite, a campeã Priscila Souza e Luciana Pereira fizeram a revanche pelo cinturão até 61,2kg e quem levou a melhor mais uma vez foi a atleta da PRVT, que manteve o título com um belo nocaute no segundo round. Quem também se destacou foi Luiz Besouro, atleta com recente passagem pelo UFC, ao vencer Vinicius Bohrer por interrupção médica após uma sequência de cotoveladas que provocaram um profundo corte no rosto do atleta da TFT.

O duelo mais aguardado do show colocou Priscila Souza e Luciana Pereira frente a frente novamente seis meses após o primeiro confronto entre ambas, vencido pela atleta da PRVT. E o combate começou equilibrado, com Priscila buscando encurralar a adversária na grade e mantendo a luta agarrada durante todo o primeiro round. No segundo assalto, Luciana parecia ter voltado melhor, defendendo bem as quedas e buscando a luta em pé, quando foi surpreendida com um lindo cruzado de direita que levou a atleta da Nova União à lona e garantiu a vitória e a manutenção do título para Priscila.

“Na última luta eu não tive muito tempo para treinar e optei por fazer um jogo inteligente para sair vencedora. Dessa vez eu me preparei muito melhor e treinei muito com a Jéssica (Bate-Estaca) a parte de trocaçao, então sabia que se minha mão entrasse ela ia cair. Com certeza teve o dedo dela (Jéssica) nessa vitória e esse cinturão ainda vai ficar comigo por muito tempo”, festejou Priscila ao lado da companheira de PRVT e atual atleta do UFC.

Besouro volta a vencer após passagem pelo UFC

Outro duelo muito aguardando no Shooto Bope era o confronto entre o ex-UFC Luiz Besouro e Vinicius Bohrer pela divisão até 77,1kg. Impondo um ritmo forte desde o início, o atleta da RFT mostrou estar com a trocação afiada ao conectar duros golpes no rosto de Bohrer, que resistiu bravamente durante boa parte do primeiro round. Mas uma sequência de cotoveladas faltando poucos segundos para o fim dos cinco minutos iniciais abriu um ferimento profundo na testa de Vinicius, fazendo os árbitros interromperem o combate no intervalo do primeiro para o segundo round. Esta foi a 12ª vitória na carreira de Besouro, a primeira desde sua passagem pelo Ultimate.

“Encarei essa luta como a mais importante da minha vida, vinha de duas derrotas bem doídas e sabia que essa era a hora de me recuperar mostrando o velho Besouro que as pessoas se acostumaram a ver. Esse período foi de muita reflexão e treinos duros e eu sabia que seria recompensado, estou muito feliz”, afirmou.

Vitórias de ex-atletas do TUF e soldados do Bope levantam público

No duelo que antecedeu aos dois principais da noite, Luis Beição e o Joilton Peregrino fizeram um combate muito equilibrado, com vantagem para o ex-atleta do TUF, que venceu o confronto por decisão dividida dos jurados. Outro embate de destaque foi entre o ex-integrante do TUF Brasil 4 Nikolas Motta e Eliel Topete Dourado. O atleta da Nova União mostrou muita técnica na luta em pé e castigou o oponente por três rounds, vencendo na decisão unânime dos juízes laterais.

Representando o Batalhão de Operações Especiais da Policia Militar (BOPE), Willian Ferreira e Rafael Bernardo não decepcionaram a torcida empolgada dos oficiais presentes no ginásio e venceram seus duelos sobre Mauricinho Rossi e Rodrigo Bulldog, respectivamente, da mesma maneira: com belos katagatames que forçaram os rivais a darem os três tapinhas. Outros destaques da noite foram as vitórias de Joaquim Índio sobre Glaucio Eliziário, e Wallace Lopes, que substituiu Benito Tavares de última hora, e surpreendeu o veterano Giovani Diniz ao vencer o duelo por nocaute técnico após uma bela joelhada.

O ponto baixo da noite ficou por conta do No Contest aplicado no duelo entre Roberto Corvo e Julian Jabba, após o atleta da RFT ser atingindo com uma dedada involuntária no olho, causando uma lesão ocular e o impedindo de voltar ao combate. Outros atletas a saírem vitoriosos na noite deste domingo foram Delan Montes, Thiago Manchinha e Alcides Nunes, que despacharam Kleber Cabo Job, Junior Negão e Paulo Giboia, respectivamente. Nas lutas inaugurais da noite, Kakau Costa venceu Edi Monster e Edilson Santos bateu Wendell Boizinho.

Resultados oficiais

Priscila Souza venceu Luciana Pereira por nocaute aos 2min do segundo round

Luiz Besouro venceu Vinicius Bohrer por interrupçao medica no intervalo do primeiro para o segundo round

Joilton Peregrino venceu Luis Beiçao por decisao dividida dos juizes laterais

Julian Jabba x Roberto Corvo foi declarado como No Contest após paralisação a 1min e 41 seg do primeiro round

Wallace Lopes venceu Giovani Diniz por nocaute técnico a 1min e 20seg do segundo round

Nikolas Motta venceu Eliel Topete Dourado por decisao unânime dos juízes laterais

Delan Montes venceu Kleber Cabo Job por nocaute técnico aos 5min do primeiro round

Joaquin Índio venceu Glaucio Eliziário por nocaute aos 4min e 06seg do segundo round

Thiago Manchinha finalizou Junior Negão com um mata-leão aos 2min 50seg

Alcides Nunes venceu Paulo Giboia por desistência aos 4min e 54seg do segundo round

Rafael Bernardo finalizou Rodrigo Bulldog com um katagatame aos 3min 37seg do segundo round

Willian Ferreira finalizou Mauricinho Rossi com um katagatame aos 3mim 30seg do primeiro round

Edilson Santos venceu Wendel Boizinho por nocaute técnico aos 3min e 52seg do terceiro round

Kakau Costa venceu Edi Monster por decisao unânime dos juizes

Postado por oscardaniotti às 10:21

Nenhum comentário

Compartilhe:

Reyson Gracie realiza seminário na base da força aérea americana no Japão.

O faixa vermelha 9º grau, Reyson Gracie, realizou seminário de jiu-jitsu ao meu lado hoje na base Yokota Militaly base, situada no Japão, próximo da capital Tokyo.

Tivemos uma grande recepção com todos os alunos que aproveitaram ao máximo as técnicas que foram passadas. Diferente do Brasil, vemos que as forças de segurança nacional dos Estados Unidos levam o jiu-jitsu com grande seriedade e muito amor ao esporte.

O seminário contou com a elite da força aérea norte americana. “Fomos muito bem recebidos pelos oficiais norte americanos, me sinto muito gratificado em ver o jiu-jitsu ser acolhido e devidamente prestigiado pelos Estados Unidos” declarou mestre Reyson.

O Brasil precisa de mais jiu-jitsu, inclusive nas escolas públicas, Hoje temos muito debate político sem nenhuma relevância para a população, vale pensar um pouco sobre o assunto.

Oss

Postado por oscardaniotti às 13:46

Nenhum comentário

Tags: , ,

Compartilhe:

Rizin FC volta ao mundo do MMA com a organização do antigo Pride.

O Rizin Fighthing Championchip volta para fazer o Japão voltar ao cenário do MMA mundial. Em uma apresentação em grande estilo, a cúpula do antigo Pride, apresentou ontem em Tóquio, o novo RIZIN, evento que acontece na próxima virada do ano,.

O evento vai apresentar um dos formatos mais interessantes do esporte que é o Grand Prix, quando lutadores disputam entre si a chance de se tornar o campeão da primeira edição do evento japonês.
Alguns eventos internacionais fazem parte da organização, como o Bellator e o Jungle Fight.

Wallid Ismael e Gabi Garcia (Que vai lutar) representaram o Brasil na primeira coletiva. Wallid declarou a alegria e dedicou algumas palavras ao presidente da organização Sakakibara, “Obrigado por ter convidado o Jungle Fight à participar deste grande evento, é a volta do Japão ao mundo do MMA” Outros astros do MMA estavam presentes, como Sakurada e o famoso Takada, que protagonizou famoso combate com Rickson Gracie.

Outro grande nome presente foi o faixa vermelha da lendária família, Reyson Gracie, que se mostrou contente ao ver o retorno da organização, “É ótimo para novos lutadores brasileiros ganharem oportunidades”.

A maquina russa Emilianenko Fedor, será um dos principais nomes da virada do ano. É hora de comemorar o retorno da terra do sol nascente ao MMA. O monopólio UFC no mundo sofreu seu primeiro revés. Chegou a hora!
A transmissão do evento vai ter a Spike TV como a grande aliado da organização.

Oss

Postado por oscardaniotti às 1:02

Nenhum comentário

Tags: , ,

Compartilhe:

Rolls Gracie é homenageado no Japão

O Gracie Jiu-Jitsu teve mais um grande dia na terra do sol nascente. Pela primeira vez, foi realizada uma copa de jiu-jitsu em homenagem ao grande lutador da família Rolls gracie que faleceu no ano de 1982 após um acidente de asa delta.

O evento foi idealizado pelo irmão de Rolls, Reyson Gracie, que já havia recebido no ano passado uma copa com seu nome. O jiu-jitsu japonês sempre teve grande influencia do Gracie Jiu-Jitsu.

Oss

Postado por oscardaniotti às 20:36

Nenhum comentário

Tags: , , ,

Compartilhe:

Publicidade
Assine o RSS
Publicidade