publicidade

Jornal do Brasil

Faixa Preta – JBlog – Jornal do Brasil

Ronny Markes explora o lado mental por title shot no WSOF

Potiguar mede forças contra David Branch nesta sexta-feira, dia 10, e aposta no equilíbrio entre corpo e mente para conquistar a vitória

Ronny Markes tem um importante desafio na carreira no final desta semana. Para confirmar a volta da boa fase, o potiguar encara David Branch na semifinal do GP peso-meio-pesado (até 93,3kg) do World Series of Fighting, no que será a principal luta da 20ª edição do evento, sexta-feira, dia 10 de abril. O duelo vale vaga na decisão do torneio e o cinturão da categoria. Teddy Holder, que nocauteou o brasileiro Thiago Silva no último dia 28, já garantiu vaga na final. Para o duelo, Ronny fez um intenso preparo mental para desenvolver seu plano de luta com tranquilidade. O Esporte Interativo transmite todo o card principal do show, ao vivo, a partir das 21h45 (horário de Brasília).

O trabalho psicológico de Ronny Markes, de 26 anos, começou após uma amarga despedida do UFC. No octógono, foram cinco lutas, três vitórias e duas derrotas seguidas, que fizeram com que a organização não renovasse seu contrato, em abril de 2014. Voltando à sua categoria de origem, os meio-pesados, o atleta da Kimura Nova União venceu Cully Butterfield pelo WSOF 12, em agosto passado, primeira luta pós-UFC. Com a cabeça no lugar, o foco está no title shot.

“Desde o ano passado, minha maior evolução foi na cabeça. Quando você está confiante para botar em prática tudo que treinou, as coisas acontecem. Os brasileiros que lutam nos maiores eventos pelo mundo entram com muita pressão e acabam não fazendo 50% do que treinam. Isso acontecia comigo e eu tive que focar em um trabalho mental para mudar esse panorama. Esse camp foi muito bom, comecei os trabalhos em Natal e depois finalizei no Rio de Janeiro. Vou chegar muito bem preparado para sair com a vitória e buscar o cinturão”, garante o lutador.

O adversário do brasileiro é um veterano do WSOF. David Branch acumula cinco vitórias consecutivas no evento e é o atual campeão da divisão dos médios (até 83,9kg) da organização, título conquistado em sua última apresentação, nocauteando o japonês Yushin Okami. Subindo de categoria para disputar o GP, o norte-americano é dono de um cartel idêntico ao de Ronny Markes: 18 lutas, 15 vitórias e três derrotas.

“O David é um cara bem experiente, versátil e vem evoluindo muito na parte em pé em suas últimas lutas. Ele nocauteou o Okami, que é um lutador muito duro, mas vou para nocautear. Meu foco é na próxima luta, mas já penso em como seria a final, valendo o cinturão da categoria. Ser campeão é meu objetivo, pois sei que isso me colocará em outro patamar na carreira, já que o WSOF é um dos maiores eventos do mundo”, planeja o brasileiro.

Postado por oscardaniotti às 21:42

Nenhum comentário

Tags: , , ,

Compartilhe:

Publicidade
Assine o RSS
Publicidade