publicidade

Jornal do Brasil

Faixa Preta – JBlog – Jornal do Brasil

Shooto Brasil 91: Elvis Batista bate Marcos Loro e estraga retorno do manauara ao Brasil

Evento aconteceu nesta sexta-feira, dia 5, no Rio de Janeiro e teve o ex-campeão do Bellator na luta principal da noite

Fotos: Léo C. Farias / Léo Farias Photos

A noite desta sexta-feira, dia 5 de abril, marcou mais uma edição do Shooto Brasil. Na Upper Arena, agora rebatizada de Vivi Arena por conta da parceria com o ViviPay, o show de número 91 levantou o público presente. Na luta principal da noite um retorno muito aguardado. Um dos mais antigo lutadores da equipe Nova União, Marcos Loro retornou ao Brasil após anos morando e atuando fora para encarar Elvis Batista. E o ex-campeão do Bellator acabou sendo derrotado por decisão unânime. A noite contou ainda com a vitória de Iamik Furtado sobre Joelson Nascimento no co-main event da noite. A próxima edição acontece no dia 25 de maio.

Ex-campeão do Bellator, o manauara Marcos Loro viveu um momento marcante. O retorno ao octógono do Shooto Brasil após anos morando e atuando nos EUA. Especialista no jiu-jitsu e na luta agarrada ele encarou um notório trocado, fazendo aquela clássica briga de estilos. Apesar do equilíbrio durante todo o combate, Elvis foi superior na trocação, dominando o centro do cage e conectando os melhores golpes. Loro ainda conseguiu algumas quedas, mas seu jogo de chão não se desenvolveu. No final dos três rounds melhor para Elvis por decisão unânime.

 

O evento contou ainda com outras 13 lutas e os destaques foram as vitórias de Iamik Furtado e Jéssica Delboni. Enquanto o primeiro fez o co-main da noite diante de Joelson Nascimento e levou a melhor por unanimidade após uma boa luta desenrolada na trocação, a segunda fez a melhor luta da noite diante de Maiara Amanajas e levou a melhor na decisão dividida. O cars contou ainda com a derrota de Andrius Tigrão para Victor Romero e o triunfo de Rafael Macapá sobre Gabriel Magregs.

 

Shooto Brasil 91 – Resultados oficiais

Elvis Batista venceu Marcos “Loro” Galvão por decisão unânime

Iamik Furtado venceu Joelson Nascimento por decisão unânime

Jessica Delboni venceu Maiara Amanajas por decisão dividida
Victor Romero venceu Andrius “Tigrão” por decisão unânime
Rafael Macapá venceu Gabriel “Magregs”  por nocaute técnico aos 3min e 13seg do primeiro round
Kaio “Cabeça” venceu Victor Ramos por nocaute aos 2min e 54seg do primeiro round
Adilson “Pica Pau”venceu Ricardo “Nery” por nocaute técnico aos 2min e 32seg do segundo round
O duelo entre Gilberto Cangaceiro e Lincon Sá acabou empatado
Mairon Santos venceu Micael Braga  por decisão unânime
Keweny Lopes finalizou Lucas Gaspar com um mata-leão aos 36seg do segundo round
Victor “Bulldoguinho” venceu Lucas Cardoso por nocaute aos 4min e 13seg do primeiro round
Ykaro Leão venceu Alexsandro “Sal” por nocaute técnico a 1min e 17seg do primeiro round
Junior “Trattrozinho” venceu Josafá Frazão por decisão unânime
Elaine Leal venceu Nathielly Santos por nocaute técnico aos 2min e 32seg do segundo round

Postado por oscardaniotti às 19:34

Nenhum comentário

Tags: , , ,

Compartilhe:

Shooto – Lutando pelo Bope

No dia do soldado, o Bope promoveu um excelente Shooto, no batalhão da mais famosa Tropa de Elite do mundo. Para quem foi ao evento ou assistiu pela TV, acabou vivendo um momento único em um evento de MMA.
Para quem gostaria de saber como é um “Caveira” no momento de torcida, pode conferir uma verdadeira festa de amor ao esporte e de grande apoio a dois atletas do Bope que apresentaram-se, no ringue, e  levaram a tropa à loucura. Ambos venceram seus combates.

Logo na chegada, público e imprensa foram recebidos por uma centena de soldados que, ali, estavam presentes. Cantar o hino nacional com a Tropa de Elite foi algo de arrepiar, pois o amor pela pátria foi exposto, com muita garra e respeito. O famoso hino da Tropa também foi apresentado ao público.

Um grande momento  foi a homenagem que o Bope e André Pederneiras, fizeram ao ex-lutador, Will Ribeiro, que sofreu um grave acidente de moto e, hoje, atua como árbitro de eventos de MMA.

A lenda do UFC, Royce Gracie, também esteve presente como comentarista de uma emissora de TV norte -americana.

Os lutadores subiram, ao ringue, e mostraram que o MMA evolui a cada dia que passa.  Brasileiros, americanos, argentinos e mexicanos  enfrentaram-se levantando a torcida . Uma das melhores lutas, da noite, foi entre o atleta da Nova União, Rodolfo Marques, contra o norte- americano, Jesse Brock. Esta foi uma verdadeira batalha que consumiu os três rouns de 5 minutos.

Hacran Dias, grande revelação da Nova União, finalizou o norte- americano, Eddie Hoch com um justo mata -leão.

Johil de Oliveira e Haroldo Cabelinho  fizeram um verdadeiro combate para relembrar os tempos em que o esporte ainda buscava afirmação, aqui, no Brasil. Johil ,de 42 anos, venceu Cabelinho por decisão médica, após um corte sofrido pelo representante da Polícia Federal, Haroldo Burns.

Ronys Torres venceu o mexicano Akbarth Arreola, após 15 minutos de luta intensa. Ronys que tinha em seu prognóstico a certeza de finalização ainda no 1º round, encontrou grandes dificuldades com o atleta mexicano, que mostrou grande habilidade no chão e perigo no boxe, já que o México é uma das grandes escolas da nobre arte no mundo.

Glover Teixeira foi o único a vencer por nocaute. Após uma verdadeira patada, Teixeira colocou Marvin Eastman na lona ainda no 1º round. Parece que o momento do atleta brasileiro chegou e seu plano de ir para o UFC está próximo de se concretizar.

O organizador, André Pederneiras, e o comando do Bope estão de parabéns. Uma grande noite para o MMA, no dia do soldado.

Postado por oscardaniotti às 12:06

Nenhum comentário

Tags: , , ,

Compartilhe:

Publicidade
Assine o RSS
Publicidade