RSS Feeds

15 de fevereiro de 1965 – Nat King Cole morre sem voz




Nat King Cole morreu aos 46 anos em um hospital de Hollywood, Estados Unidos, de câncer de pulmão, depois de cantar durante vinte e nove anos nas principais cidades do mundo, interpretando canções de jazz como Saint Louis Blues, Too Young, Fascination, Unforgetable e Bailerina.

A doença que o levou à morte foi diagnosticada um ano antes, quando sentia dificuldades para respirar. Nat precisou tirar um dos pulmões e, pouco antes de falecer, não tinha fôlego nem mais para falar. Mesmo depois da cirurgia, Nat não parou de fumar – o cantor tinha hábito de consumir cerca de três maços de cigarro por dia. A viúva Maria Cole disse que o marido morreu sem sentir, apenas com um olhar de tristeza. “É nessas ocasiões que uma mulher tem que ser forte e ter coragem. Com certeza Nat consolou-se nisso antes que tudo acabasse”, declarou à imprensa um dia após a morte do cantor.

Em 1959, Nat King Cole passou pelo Rio de Janeiro, ocasião em que se apresentou no Maracanazinho, em um show que lotou o estádio, sendo a maior consagração feita no Brasil a um cantor norte-americano até então.

A vida de músico de Nat começou aos quatro anos de idade, quando tocava órgão na igreja de seu bairro, incentivado pelo pai, que era pastor. Aos 17 anos mudou-se com a família para Chicago e lá começou uma pequena banda, que depois se transformou no trio de Nat King Cole, que ficou famoso por cantar músicas de jazz e spirituals (música religiosa da cultura afro-americana).

“A vida inteira tenho ouvido, cantado e amado os spirituals que, para mim, representam a expressão máxima da música norte-americana, no que ela tem de melhor”, afirmou o cantor certa vez, ao se referir ao seu hit Every Time I Feel the Spirits.

Aos 45 anos, Cole era um cantor realizado: gravara mais de 600 músicas. Sua voz agradável e marcante era comparada por críticos musicais ao “rumor da brisa crepuscular”. Cole também fez história no cinema, tendo atuado em mais de 20 filmes de Hollywood, sempre como cantor ou pianista. O garoto pobre do Alabama, cujo primeiro salário foi fixado em um dólar e meio por noite (na época em que liderava uma pequena banda), jamais imaginou que faturaria, poucos anos depois, cerca de 500 milhões de dólares por ano e mobilizaria multidões de fãs enlouquecidos para ouví-lo cantar.

« anterior próximo »

Comentários


Comentários

aldo enviou em 15/02/2010 as 17:15:

É uma pena que as novas gerações não conheçam Nat King Cole. Pra mim e pra muita gente da geração dos anos 50 e 60 ele foi imbatível. Sua voz era inconfundível e as canções românticas embalaram muitos relacionamentos. Não exagero em colocá-lo no mesmo nível de Sinatra e outros românticos.

Rubens Freitas enviou em 15/02/2010 as 18:16:

Sem dúvida uma voz tão melodiosa que parecia mais um instrumento musical na orquestra!!! Oh! , céus, lembrei-me do mau gosto de hoje! Desligando...

calil jorge sallum enviou em 19/10/2010 as 15:09:

NAT, UMA VOZ QUE NÃO SE CALA UM CARISMA QUE AGRADOU MULTIDÕES UM LENITIVO PARA OS SAUDOSISTAS UM PRIVILEGIO PARA QUEM O CONHECEU UMA VOZ EXCEPCIONAL UM INTERPRETE "SUI GENERIS" DO LIRISMO MUSICAL OBRIGADO NATHANIEL ADAMS COLES

calil jorge sallum enviou em 19/10/2010 as 15:10:

NAT, UMA VOZ QUE NÃO SE CALA UM CARISMA QUE AGRADOU MULTIDÕES UM LENITIVO PARA OS SAUDOSISTAS UM PRIVILEGIO PARA QUEM O CONHECEU UMA VOZ EXCEPCIONAL UM INTERPRETE "SUI GENERIS" DO LIRISMO MUSICAL OBRIGADO NATHANIEL ADAMS COLES

odair sposito enviou em 02/11/2010 as 11:13:

Pra mim o melhor cantor americano de todos os tempos

Adeilton Valente da Costa enviou em 16/11/2010 as 01:25:

Nat king Cole, aprendi à ouvi-lo com meu pai, na década de 70, o mesmo trabalhou em sua chegada ao Rio de Janeiro em 1959, desde sempre está comigo suas canções inesquecíveis, fazendo um fundo sonoro em minha humilde mais doce, vida romântica.

vitória angela locatelli rovielo enviou em 19/12/2011 as 07:18:

Ele fez uma aparição na tv record deu um show com apenas uma cortina escura como cenario. Eu esperei 2 meses para poder ve-lo mas valeu a pena ,fui assisti-lo na casa de uma colega que tinha televisão , era dificil quem tinha tv naquele tempo.mas foi inesquecivel . O artista ia aonde o povo está.

J.VALENTIM1950@HOTMAIL.COM enviou em 25/12/2011 as 00:11:

QUE SAUDADES DESSA Q ERA UMA PEROLA DA VOZ AMERICANA E DE TODOS NOS.INFELISMENTE HOJE,MUITA GENTE AJE COMO ELE E VAI SEM DUVIDA ENCURTAR OS SEUS DIAS AQUI NA TERRA POR CAUSA DESSE MALEDENTO CIGARRO.SE HOJE ESTOU ESCREVENDO ESTAS LINHAS É PORQUE DEIXEI DE FUMAR À 40 ANOS, E SEI Q TENHO SIDO UTIL A SOCIEDADE E A MINHA FAMILIA.VALE APENA PARAR,HOJE!!!

raimundo sombra enviou em 14/02/2012 as 13:57:

Ele morria e eu nascia neste dia

josenir Ferreira Camposjfczenir@hotmail enviou em 01/03/2012 as 23:01:

Sem duvida, tudo o que foi bom nao volta mais, NET KING COLE, provou isto com suas cançoes sua voz, seu talento. Grandes cantores, que passaram por esta terra, deixaram saudades, infelismente nada dura para sempre.

SOCORRO MAGALHÃES enviou em 23/07/2012 as 07:03:

REALMENTE UM GRANDE GÊNIO MUSICAL E QUE, POR AZAR, AINDA CONVIVEU COM O RACISMO QUE O IMPEDIA DE APRESENTAR-SE EM ALGUNS LUGARES. ÉPOCA DA HISTÓRIA QUE SÓ TEMOS REPULSA. A COR DA PELE NÃO DEFINE O CARÁTER. SOCORRO MAGALHÃES

marylene daldegan enviou em 06/10/2012 as 01:08:

Essa leva de cantores foi como a leva dos grandes compositores classicos,so que populares.Cantores e compositores imcomparaveis,extraordinarios,talentosos,carismaticos,com muita classe usavam a voz que possuiam,sem o aditivo de drogas.Verdadeiramente talentos!Essa leva,acredito eu,podera aparecer novamente,somente daqui a 200 anos,infelizmente.Estamos orfaos de tudo que realmente move com sabedoria e perfeicao esse mundo...fazer o que?Esperar por uma nova era,que sera para os filhos dos filhos dos filhos dos nossos filhos.Pena que jamais veremos isso novamente.Espero na Fe de Deus,essa nova Era!

Alice Sueli Dantas enviou em 22/11/2012 as 21:33:

Acho que a boa música sempre irá existir, com certeza. Mas nos anos 50, 60 tínhamos um prazer inarrável em ouvirmos cantores com um estilo de música que nos deixava extasiado. Não só isso, músicas marcantes. Algo que não sei explicar, falta-me as palavras de tão extraordinário que é o Jazz, Blues etc Amei e amo esse cantor e o seu estilo.

nene enviou em 13/12/2012 as 20:51:

Saudade deste cantor eu nao conheci em vida mas mi marcou muito em minha vida . saudadeeeeeeeeeeeeee.

HELENO PINTO NOBRE enviou em 22/01/2013 as 21:22:

EMBORA TENHA NOS DIAS DE HOJE ; 22/01/2013 . 62 ANOS ; LEMBRO DE NAT KING COLE COMO UM DOS MELHORES CANTORES QUE JÁ ESCUTEI EM MINHA VIDA. TENHO UM SENTIMENTO DE PENA QUE ELE NÃO CONSEGUIU PARAR DE FUMAR ; POIS POR SUA BIOGRAFIA; FALAM QUE FUMAVA 03 CARTEIRAS DE CIGARRO AO DIA; E MORREU MUITO JOVEM ; COM APENAS 46 ANOS DE IDADE. MUITO TRISTE REALMENTE. GOSTO MUITO QUANDO ELE CANTA COM SUA FILHA ; NATALIE COLE A MÚSICA "UNFORGETABLE " . INFELIZMENTE ESTA É A VIDA PARA QUEM NÃO RESPEITA SEU ORGANISMO. QUE PENA .!! ELE SERÁ ETERNO. SUA VOZ É INCONFUNDÍVEL E MARAVILHOSA. QUE PENA REALMENTE .!!! E MORREU EM RAZÃO DE UM CÂNCER DE PULMÃO. EM QUE FOI EXTRAIDO UM DE SEUS PULMÕES E QUE JÁ NÃO CONSEGUIA NEM MAIS FALAR. QUE TRISTEZA .!!

antonio ismael bronzatti enviou em 18/02/2013 as 20:59:

Aagradeço a Deus o privilégio de poder ouvir todas as músicas cantadas por uma pessoa tão especial e com voz e interpretação insuperáveis de tão bonitas que são, enviada por Ele!

Accelina enviou em 17/07/2013 as 14:58:

Eu simplesmente amo a voz deste consagrado cantor de jazz e jamais esquecerei para mim ele nunca morrerá Nat king Cole é dono de uma belíssima voz e as letras são perfeitas.

SILVIA ROSA enviou em 27/09/2013 as 20:28:

LINDA VOZ NÃO ERA MEU TEMPO MAS SEMPRE QUE OUÇO ALGO ME TOCA ;


Comentar

:

:
:



Hoje na História - Siga no Twitter!