RSS Feeds

1964 - Marcha da Família com Deus

Jornal do Brasil: Sexta-feira, 20 de março de 1984
Na capital paulista, 500 mil pessoas participaram da Marcha da Família com Deus pela Liberdade em defesa da Constituição e das instituições democráticas brasileiras e de repúdio ao comunismo.

A Marcha saiu da Praça da República ao som dos clarinetes dos Dragões da Força Pública, e chegou à Praça da Sé com os sinos de todas as igrejas repicando simultaneamente, enquanto a banda da Guarda Civil executava Paris Belfort, o hino da Revolução constitucionalista de 1932.

Falaram durante a concentração em frente à Igreja da Sé o Senador Auro de Moura Andrade, o deputado Herbert Levi, o Senador Padre Calazans, a Deputada Conceição da Costa Neves e outros oradores. O governador Carlos Lacerda, que assistiu a parte da concentração, disse que "São Paulo começou a salvar o Brasil".


O movimento era uma clara resposta às recentes decisões anunciadas pelo presidente João Goulart. São Paulo mostrava mais uma vez possuir um voto conservador.

Milhares de faixas conduzidas pelos manifestantes faziam alusão à integridade da Constituição, à democracia e às reformas, e combatiam o comunismo.

Nos cartazes portados pelos manifestantes, críticas diretas ao governo federal e até mesmo pedidos de impeachment a João Goular.

As principais faixas diziam: "Deputados patriotas, o povo está com vocês; Brizola: playboy de Copacabana; Reformas só dentro da Constituição; Basta de palhaçada, queremos Governo honesto; A melhor reforma é o respeito à lei; Senhora Aparecida iluminai os reacionários".

Essa demonstração de massa foi, a olhos militares, o aval definitivo para o golpe de 1964.


O aval que os militares precisavam

A Marcha foi uma resposta ágil e direta ao comício feito por João Goulart e os seus partidários na estação Central do Brasil, no centro do Rio de Janeiro.

Ele havia acabado de assinar o primeiro passo para a reforma agrária e o projeto que previa a encampação das refinarias particulares de petróleo. No palanque de 13 de março de 64, Miguel Arraes e Leonel Brizola também discursaram. Brizola foi o mais aplaudido.

Após deixar o governo, Jango exilou-se no Uruguai, e morreu na Argentina em 1976. Com o golpe de estado, os militares tomaram o poder e só o deixaram 21 anos depois.


Amanhã: Em 1953 - Adeus ao Velho Graça


« anterior próximo »

Comentários


Comentários

Evaldo Luiz Araujo de Castro enviou em 19/03/2008 as 16:07:

Hoje vemos como eram pueris as ameaças à Democracia e como eram velhos e enormes os preconceitos contra os avanços sociais do Governo João Goulart. A anti-democracia falava uma coisa e fazia outra, pregava a democracia e apoiava o totalitarismo que seria levado a efeito pelo Exército Brasileiro. A redentora, que veio para salvar o Brasil do comunismo, da inflação e da corrupção, deu no que deu. Décadas de inflação galopante, corrupção turbinada e o temido comunismo nunca existiu e nem existe mais."Tudo que é sólido desmancha no ar".

Eduardo enviou em 05/03/2009 as 11:04:

Se o comunismo tivesse vencido, hoje seríamos uma Cuba continental...Quiça ainda hoje pudessemos realizar uma Marcha semelhante contra o "comunismo do seculo XXI" de Hugo Chaves, Evo Morales, Corrêa, Lugo, Fidel Castro, Lula, etc, etc, etc. Quem acha que o comunismo morreu, não pode estar falando sério...

Ricardo enviou em 06/03/2009 as 14:39:

Nunca existiu ditadura no Brasil, o que houve foi uma ditabranda

Paola enviou em 14/05/2009 as 02:29:

ok, se é para ser irônico e falar bobagens... vá lá: nunca houve holocausto. Os nazistas nunca quizeram exterminar judeus. nunca houve mortes pela inquisiçaõ católica. nunca houve extermínio de armênios por parte de turcos. povos ameríndios nunca foram exterminados por espanhóis e portugueses. o Brasil é exemplo mundial de justiça e igualdade social. não existe e nunca existiu corrupção ou impunidade no Brasil e viva nóis

Jorge enviou em 20/05/2009 as 17:28:

Só para lembrar Paola: - O partido naziata era socialista, 6 milhões de judeus assassinados (fora a guerra). - URSS Comunista, 20 milhões de russos mortos. - China Comunista, 60 milhões de chineses mortos. - Camboja Comunista, 2 milhões de cambojanos mortos. - Cuba mais de 100 mil cubanos mortos e o resto da populações presa na ilha carcere - Coréia do Norte, só Deus sabe. Agora como uma criatura com o mínimo de senso moral pode querer isso para nosso país, vai entender essa "gente"!?! Deus abençoe o exército brasileiro.

D.R.Rangel enviou em 08/06/2009 as 14:40:

bom.... contabilizou paizes comunistas.... legal... tente contabilizar os que os paizes capitalistas e suas ditaduras fizeram... tente ao menos saber o quanto os EUA matou.... dificil, ne... deve ser porque esses sao incontabilizaveis!

Luís enviou em 11/07/2009 as 07:22:

Comunismo no Brasil era conto da carochinha e vejo que teve gente que caiu, realmente é ridículo. Fomos levados a vinte e um anos de ditadura militar, conduzidos para uma castração política da população brasileira sem tamanho. A educação só decaiu, a distância entre os pobres e os ricos só se elevou durante este período negro de nossa história e os militares mandaram no país por terem a força das armas! A democracia desfez-se com um sopro e refez-se a muito brado. Os militares enriqueceram às custas do povo, este golpe era esperado por eles há anos, desde que voltaram da Itália. A nossa democracia caiu com o apoio do governo americano, planejado ainda nos anos Kennedy e executado no governo de LBJ. Só começou a haver mudança em solo auriverde após a ascensão de J. Carter e sua falta de apoio à nossa ditadura. Uma manifestação que tem "Deus" no meio pode ser levada a sério? Tem algo mais ridículo que TFP?

willians enviou em 17/03/2010 as 10:56:

Independentemente dos ditos Estados socialistas não terem conseguido concretizar definitivamente seu projeto-pilogo, socialismo é uma idéia de justiça- iguadade (pois só há justiça com igualdade), que existirá enquanto houver um coração humano (não exatamente de ser humano) pulsando. Por outro lado, raras vezes se viu na história do Brasil coisa mais asquerosa que a desgraçada "Marcha dos FDP com não sei quem mais etecétera, etecétera ... obsutaucas

willians enviou em 17/03/2010 as 11:33:

Jorge, quem lhe falou que o Partido Nazista era socialista quis lhe enganar ... e não é que conseguiu? Na verdade o Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães só ostentava o adjetivo socialista no nome, até mesmo por que o SOCIALISMO, por construção lógica, não pode ser nacionalista: o internacionalismo é pré-condição essencial a tal ideologia, que propaga o caráter INTERNACIONALISTA da classe trabalhadora. Willians

Ricardo enviou em 05/06/2010 as 23:47:

O mesmo burguês ignorante de antigamente é o mesmo de hoje que está com o PSDB e Serra. Hoje eles fariam o mesmo para tirar o Lula, se pudessem... Não evoluiram nada... É só ler a FolhaSP, Estadão, Veja....

André chilano enviou em 15/10/2010 as 02:53:

Opa, No regime militar o país crescia a 15 por cento ao ano, coisa que o seu Lula não sai dos 5 por cento. E vale dizer que foi mil vezes melhor uma ditadura militar que cedeu á democracia quando julgou conveniente do que uma ditadura comunista que nunca mais sai do poder, como é agora em Cuba e na Venezuela. Quanto ao nazismo, vai estudar um pouco e verá que foi criação de Stalin. O nome socialismo nacional é a tradução exata do nome nazismo. Se o significado de acordo com Marx é outro, isto é outros quinhentos, mesmo porque o caráter internacionalista ficou claro na prática nazista. Viva a democracia representativa. Abaixo o PT.

maria josé enviou em 01/01/2011 as 17:09:

Só sei que a mesma Igreja com suas Senhoras á frente da tal Marcha,foi a mesma que anos.depois..muitos por sinal,saiu em apoio às Diretas Já...clamando pelo fim de um regime que sumia com jovens só porque eram contra o regime,ou no máximo queriam expor suas idéias(o que não é crime) ou ainda porque algumas das tais famílias também tiveram filhos e netos "desaparecidos "pelo golpe que indiretamente apoiaram.Ah...mas que correram atrás do prejuizo correram....basta ler jornais da época.Nada Nada mesmo é melhor que a Democracia,mesmo que maneta ou perneta.

maria josé enviou em 01/01/2011 as 17:13:

Só sei que a mesma Igreja com suas Senhoras á frente da tal Marcha,foi a mesma que anos.depois..muitos por sinal,saiu em apoio às Diretas Já...clamando pelo fim do regime que elas mesmas apoiaram.

Mario Azevedo enviou em 13/03/2011 as 19:14:

Ao leitor Jorge: Nao faca analise superficial. Se eh para falar do assunto, entenda suas verdadeiras origens. Leia, por exemplo, "Quem Pagou a Conta: A CIA e a Guerra Cultural", de Frances Stonor Saunders (jornalista e pesquisadora inglesa). Leia tb "Family of Secrets" (nao sei se ha versao em Portugues), do sociologo americano Russ Baker. Esses sao livros factuais, escritos por capitalistas, nao por comunistas, sobre a influencia politica dos EUA sobre paises como o Brasil nos ultimos quase cem anos, incluindo a Operacao Condor, que derrubou TODOS os governos democraticamente eleitos na America do Sul nos anos 60; nao eh estoria, eh historia e confirmada por documentacao americana, liberada pela forca da lei (Freedom of Information Act). Informe-se antes de falar asneiras!

Braz Guimarães enviou em 14/03/2011 as 11:29:

Pô como têm reacionários, se eles pudessem voltaria à escravidão e acabariam com as leis trabalhistas, salário mínimo etc. Esta corja pensa que o mundo continua o mesmo de cem anos atrás.

José Muniz de Souza enviou em 06/04/2011 as 17:48:

Eu me lembro o esforço feito para manter o país no rumo certo. Algumas facções de militares abusaram, é sabido, mas no contexto devemos a eles a nossa nação livre e crescente de hoje. Os comunistas matavam os opositores abertamente, sem dó nem piedade, afinal onde eles iriam prender os seus algozes? Eram jovens idealistas mal orientados, sonhando com uma Brasil Cubão, tipo China, Rússia, e muito mais. Nem China se manteve, nem Rússia suportou, nem Cuba se manteve, aliás, hoje Cuba é uma miséria total. Os militares fizeram o que deviam ter feito. Parabéns a eles. A eles devemos nosso Brasil de hoje, o resto é choro de professor frustrado e de artista palhaço querendo aparecer, e de Dilma que na passado era bandida e agora posa de heroína. Se eles tivesem vencido, ah, estaríamos fritos. Lutaram para impor uma ditadura comunista e perderam. Os militares só implantaram a ditadura enquanto era preciso, enquanto os focos de guerrilheiros alimentados por Cuba se mantinham. Os políticos tolos pensavam e pensam até hoje que a abertura foi obtida por pressão popular, mas não foi, foi por opção dos militares que já haviam cumprido sua misão.Lembra da Colômbia e as FARC? Que tal tivessem deixado os militatres que os focos de guerrilhas cescesem? Acordem.

PC enviou em 22/10/2011 as 20:00:

Senhorito Luís, você está é muito equivocado. A esquerda era uma ameaça sim naquela época. Os presidentes anteriores estavam tentando implantar no Brasil uma DITADURA COMUNISTA, tal como a que existe em Cuba.Ou você acha que a condecoração de Ernesto Che Guevara e as visitas aos regimes comunistas não eram nada? Veja só, João Goulart estava preste a fazer uma reforma agrária. Você sabe o que significa isto? As terras de todo mundo iriam pertencer ao Estado. Isto é típico de uma ditadura comunista. Eles dizem que precisam redistribuir a Terra, sendo que na verdade elas passam a pertencer ao governo.Quer mais? já em 1963, antes do Golpe de 1964, as Farcs organizavam expedições de guerrilhas para invadir o Brasil. E não é só isto. Logo após a marcha da família com Deus pela liberdade em São Paulo, houve uma reação dos esquerdistas no Rio de Janeiro apresentando diversas ameaças. Inclusive isto contribuiu para que o Golpe se realizasse no dia 31 de março de 1964. E ainda bem que aconteceu!E hoje está mais que na hora de acontecer uma Segunda "Ditadura Militar". Só assim o país conseguirá expulsar estas baratas comunistas que estão presente em praticamente todos os partidos político. Hoje em dia os professores só ensinam merda nas disciplinas de Humanas. E isto já é uma censura de esquerda camuflada imposta pelo Governo que vigora neste país. Só para você ter uma ideia, o ensino de hoje defende estes grupinhos ambientalistas que falam sobre aquecimento global, que os transgênicos fazem mal à saúde, etc.Sem contar que eles pretendem desarmar a maior parte da população, e ajudar as Farcs com a liberação da maconha. Então abra os olhos. Quem não gostava da "Ditadura Militar" eram estes bandidos esquerdistas. O pessoal honesto,que não estava envolvido com coisa errada, vivia muito bem naquela época.

Irineu Oliveira enviou em 10/04/2012 as 19:50:

É muito interessante ver a história ser contada por pessoas esclarecidas e baseadas em fatos que colocam os acontecimentos no seu real contexto. Principalmente para algém como eu que não vivenciou essa fase da nossa história e só lê graves acusações aos militares. Seria um alento ter pessoas assim na Comissão da Verdade. Parabéns! Eu farei uma cópia deste artigo para mostrar para os meus filhos e netos, porque, talvez, amanhã isso tudo venha a não ser mais considerado verdade. Deus nos ajude.

gil picolo enviou em 10/05/2012 as 21:12:

nunca houve ditadura ... eu estava lá e vi... uns morreram , porque foram idiotas, outros mais espertos, estão recebendo muito dinheiro.

valerio enviou em 30/11/2012 as 02:21:

Ditaduras existem em todo o mundo, dependendo do povo. Temos uma na Coreia do Norte, donde pai semideus passa para o filho protodeus todo uma nação faminta. As ditaduras comunistas sucumbiram por que? Foram os americanos que invadiram o paraiso igualitário? E aqui, onde um pseudo presidente cachaceiro envegonho e envergonha o país com barbarismos padrão paisecos africanos, nos afundou numa lama de ignorância "nunca antes vista neste país". Somos o Brasil do torresminho com cachaça e o amanhã DEUS nos dará alguma coisa. Essa é a herança dos progressistas, antigos terroristas, que grande parte da população não vivenciousuas ações e propalam baboseiras que os livros do governo lhes enfiaram goela abaixo. Querem as verdades? Pesquisem jornais de 1960 a 1964 e verão o Brasil inferno que estava se formando. Antes de falar, pesquize.

raspetri enviou em 31/03/2013 as 21:01:

viva 31 de março de 64! fora pt e vermelhos em geral!

Fernanda enviou em 24/06/2013 as 08:56:

Para aqueles que querem a ditadura, eu espero de verdade que vocês sejam brancos, de classe média alta, heteros e profundamente cegos com as suas religiões. Obrigada. Ainda bem que tem gente que pensa, e não quer virar cordeirinho de novo, ainda bem. Vocês não sabem a quantidade de gente de sumiu da USP (e de muitos outros lugares), um colega de quarto da mãe de uma amiga minha, simplesmente sumiu, só porque tinha um livro sobre bombas no quarto (ele fazia química, era natural ter um livro de bombas). Pois é, ainda bem que tem os que pensam por vocês... ainda bem, porque cansa demais pensar sozinho, né? E não foi uma ditadura, foi um regime Militar, que é quase a mesma coisa.

Eduardo enviou em 25/06/2013 as 09:54:

Envergonho-me de ler um artigo como esse do Sr. Valério. Ele sugere que pesquisem os jornais de 1960 a 1964. O Sr. Valério deveria saber que todos esses jornais eram financiados pelo capitalismo americano. Qual era o objetivo daquele financiamento?


Comentar

:

:
:



Hoje na História - Siga no Twitter!