Publicidade

Jornal do Brasil

Blog do Reinaldo - JBlog - Jornal do Brasil

O Conto dos Contos

20151011-12087021_10205036900141529_1737976666_n

Em tempos de redescoberta dos contos de fadas, quando as séries de TV e o cinema voltam a saciar sua sede de narrativas nas histórias maravilhosas, o diretor Matteo Garrone, inspirado nos contos infantis de Giambattista Basile, escritos no século XVII, apresenta O Conto dos Contos, um filme que, diferente dos recém lançados, não está interessado na desconstrução ou releitura dos contos e, nem por isso limita as histórias a uma adaptação Disney.


Em três reinos muito muito distantes de O Conto dos Contos reis e rainha vivem histórias com questões bem contemporâneas como a vaidade, o egoísmo, a arrogância… dentro de muita fantasia. Os três episódios que se passam em três palácios diferentes pouco se propõem ao mal fadado final feliz. Os atos de seus personagens são os estopins para as tramas que se desenvolvem como consequência, atuando como lições ou castigos. As três histórias se entrecortam, sacrificando um pouco o seu ritmo. Mas o respaldo que o gênero narrativo carrega não deixa o espectador na mão. Seu imaginário o mantém na história.


Há no filme uma atmosfera construída principalmente pela música, uma fotografia que coloca os personagens quase que em páginas de livros ou em sonhos. As atuações denotam a economia nos gestos e sons, como se o filme precisasse ficar mais próximo das ilustrações. Entramos em um mundo de fantasia e esperamos que as fadas façam seus trabalhos e nos entreguem uma solução para que o bem vença o mal. Mas na medida em que o filme se desenrola, ficamos mais confusos sobre quem é ou o que é o bem.

Muita beleza e bizarrice desenhando cenas onde Salma Hayek, Vincent Cassel, Toby Jones, John C. Reilly, Stacy Martin protagonizam momentos onde a fantasia é exigente com seus agraciados. A fertilidade, a juventude e o amor têm seu preço e a magia está mais para uma relação de harmonia entre o homem e a natureza do pra uma varinha de condão.

Compartilhe:
Comentar
?>