Publicidade

Jornal do Brasil

Papo de Ambiente – JBlog – Jornal do Brasil

Negacionistas no ataque: discurso fácil agrada à midia

Os céticos do clima, ou negacionistas, saíram do armário com a Rio +20 no Brasil. Enquanto milhares de cientistas de todo o mundo debatiam soluções para as questões climáticas, a meia dúzia deles ocupou espaços na grande imprensa, ávida por oferecer alento aos seus espectadores e aos interesses de seus investidores. Do ponto de vista ambiental, um desserviço.

O discurso negacionista atende à necessidade básica de conforto de boa parte da população. Com ele vem a carta branca para não haver mudanças de comportamento e hábitos. A preguiça intelectual e moral encontra seu argumento científico.

O homens, dizem os céticos, não têm influência sobre as mudanças climáticas, que, afirmam, decorrem exclusivamente das forças da natureza em seus ciclos. Portanto, não precisam se preocupar com estes temas.

Os “ecochatos” são um estorvo. São alarmistas que querem impedir o desenvolvimento. Segundo as leis da natureza nada precisa ser feito. Pronto está dada a senha. Quer discurso mais fácil para conquistar a plateia?

Como disse o Alfredo Sirkis num dos debates sobre as mudanças climáticas, há duas ou três décadas era comum médicos se apresentarem em programas de TV e outros veículos de comunicação para negarem os efeitos nocivos do hábito de fumar. Diziam, então, que não havia estudos que os comprovassem.

Os fumantes, mesmo sofrendo com os problemas do vício no próprio corpo, encontravam ali o seu alento. Hoje nem a indústria do fumo, que financiava os médicos, seus estudos e pesquisas, defende a velha posição.

O discurso negacionista é fácil de fazer e confortável de ouvir.

Ruim é sua consequência futura.

 

Postado por ivanaccioly

8 Comentários | Comentar

Compartilhe:

8 comentários

  • Caro Sr. Ivan,

    A preocupação e consciência ecológicas, atualmente em voga no mundo, despertam a minha simpatia, como a de milhões de outros cidadãos, em virtude da crença de que a degradação da natureza pela interferência humana pode, de fato, comprometer a qualidade de vida das gerações futuras. Aliás, nem precisamos falar do futuro, já que há casos dramáticos bem atuais. Vide empreendimentos residenciais e comerciais instalados em solo contaminado no Estado de SP.
    Todavia, quando entramos no terreno do aquecimento global, extremamente complexo, eu, que sou um simples leigo, prefiro me basear, para o basilamento de uma posição, na opinião dos especialistas da área, professores das mais renomadas universidades do mundo, pesquisadores ativos, que só à custa de muita imaginação, teriam algum desígnio maléfico oculto para prejudicar a humanidade. Gostaria muito de poder cotejar os argumentos dos cientistas pró e contra aquecimento global, para só depois firmar uma posição pessoal. Descartar, “a priori”, o que diz um cientista com renome acadêmico só porque não se encaixa em uma opinião preconcebida, não me parece o caminho mais correto.

    Fernando Silva

    23 de julho de 2012 às 17:50

  • Parabens!
    É preciso coragem e sabedoria pra denuncia de forma inteligentes as mazelas da sociedade. e não somente apontar o erro mas acima de tudo mostrar de forma clara as soluções.

    conte comigo nesta nova empreitada.

    seu amigo,

    Carlos Casam

    CARLOS CASAM

    29 de junho de 2012 às 10:36

  • Os cientistas têm patrão!as empresas só querem lucro, cidadão é consumidor, e o futuro não é nada promissor.

    Que a voz do pequeno Buda que ouvi na Cúpula seja a da novíssima geração – que a Terra se cure e volte a ser o que era
    cientistas, estes, existem para serem desmentidos na geração seguinte.

    fernanda

    29 de junho de 2012 às 3:57

  • Parabéns Ivan….

    É a pura realidade, enquanto se nega, enquanto se omite, enquanto se faz apenas parte de uma participação especial, não se tem ao certo a concepção de convivência entre progresso e progresso, ué, mas como assim “progresso” e progresso” progredir no caso deve ser analisado para ambas as questões, ambiente e o progresso das sociedades seja nas suas concepções tecnológicas, economicas, não obstante, esta bifurcação nos leva ao mesmo lugar, o progresso pelo carater difuso do tema deve ser abrangente aos fatores simples e complexos, e daí é mister analisar, o desenvolvimento sustentável. Contudo, negar é muito mais facil, muito mais confortável…abraços.

    Sandro Bouth

    26 de junho de 2012 às 21:09

  • E o futuro está logo aí. É preciso mudar os hábitos, mas é mais fácil deixar para depois e ver como é que fica. A própria Rio + 20 demonstrou que há muito o que fazer, inclusive na organização de eventos dessa natureza. A Cúpula dos Povos deixou no gramado do Aterro as marcas do desrespeito com a natureza. A grama virou lama e a gente segue o discurso bonito do “vamos defender a natureza” ou “vamos mudar os hábitos”. Se em um evento como esse há abusos dessa natureza, dá para acreditar que ainda temos um longo caminho a percorrer nessa luta por um mundo com mais qualidade de vida. Só não sei se o Planeta espera pela gente …

    Katy Navarro

    26 de junho de 2012 às 21:02

    • Katy, tem muito a ser feito sim e não dá pra ficar esperando. O planeta realmente exige. Exemplos de iniciativas são muitas. É claro que se os mais podero$o$ contribuíssem mais seria melhor.
      Quanto à grama do Parque do Flamengo, não vejo desrespeito à natureza. É uma consequência esperada de um evento daquele porte, com a quantidade de pessoas que recebeu, naquele tipo de terreno. Já era previsto que haveria danos e há o compromisso prévio da organização de devolver a área recuperada, incluindo partes que já estavam danificadas antes da utilização do espaço. Eles têm até fim de julho, se não me engano, para fazer essa recuperação. Vamos aguardar.
      bj

      Ivan Accioly

      29 de junho de 2012 às 3:47

  • É fundamental que se perceba a atuação dos negacionistas. Eles têm experiência de décadas em utilizar os motivos que lhes interessam para enganar a população.
    Valeu a iniciativa do blog, Ivan!

    Sergio

    26 de junho de 2012 às 20:58

  • Que legal Ivan!!! Está lindo. Parabéns. Bjs, Sueli

    Sueli de Freitas

    26 de junho de 2012 às 20:32

Adicionar um comentário:

Publicidade
Assine o RSS
Publicidade
?>