Publicidade

Jornal do Brasil

Papo de Ambiente – JBlog – Jornal do Brasil

Respirar no Rio está difícil

Segundo a pesquisa Avaliação do Impacto da Poluição Atmosférica no Estado do Rio de Janeiro sob a Visão da Saúde apresentado pelo Instituto Saúde e Sustentabilidade, o nível de poluição por Material Particulado 2,5 (MP2,5) na região metropolitana está acima da média do estado e os índices no Rio de Janeiro ultrapassam em duas vezes o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com o estudo, esta poluição elevada provoca 14 mortes diárias no estado. No período da pesquisa (2006 a 2012) ocorreram 36.194 mortes, com 65.102 internações pelos problemas causados pela poluição. As estimativas de gastos públicos chegam a R$ 82 milhões. O estudo informa que em 2011 as mortes creditadas à poluição foram cerca de uma vez e meia maior que as causada pelos acidentes de trânsito (3.044).

E, falando do Rio, não podemos esquecer do funcionamento da CSA (Companhia Siderúrgica do Atlântico), campeã em poluição do ar a partir de suas emissões na planta de Santa Cruz. Só em 2012 foram 8,8 milhões de toneladas de CO2 equivalente, ou 39% de toda emissão da capital. Os prejuízos à saúde da população  e as doenças pulmonares são conhecidas.

É interessante este caso da CSA para pensarmos como operam os poderes no país. Curiosamente, embora opere desde 2010, a empresa ainda não tem licença definitiva do Instituto Estadual do Ambientes (Inea). Além disso, há uma série de multas que não foram pagas e são alvos de recursos. Mas, ainda assim, a siderúrgica já assegurou mais um prazo, até abril de 2016, para cumprir as exigências ambientais.

Seguimos – nossa sociedade – apostando no passado, com indústrias poluidoras baseadas no alto consumo. Ah, e com os hospitais cheios.


 

 

Postado por ivanaccioly

0 Comentários | Comentar

Compartilhe:

Tags: , ,

Publicidade
Assine o RSS
Publicidade
?>