RSS Feeds

Bye bye, Harvey Pekar. Você vai fazer falta.

harvey pekar

O quadrinista norte-americano Harvey Pekar faleceu às 01h de ontem, aos 70 anos de idade, de causa mortis ainda não divulgada. Em 1990 foi diagnosticado câncer linfático, o que o inspirou na HQ Our Cancer Year. Recentemente, ele havia desenvolvido também câncer de próstata.

Ao lado de quadrinistas underground como Robert Crumb, Pekar começou a ter seus roteiros publicados e a fazer fama no circuito alternativo. Ambos se conheceram em 1962 e o autor do gato Fritz e Mr Natural dizia que Pekar era a alma de Cleveland. "Ele é apaixonado e articular. Ele é implacável. Ele é judeu. Aprecio a maneira como ele abraça toda aquela escuridão", declarou certa vez a um jornal.

O trabalho mais conhecido de Pekar é American Splendor, que carrega sua marca registrada de valorizar o heroísmo do homem comum, da classe trabalhadora, o humor da vida cotidiana. Em 1987 ele ganhou o American Book Award por sua primeira antologia da American Splendor e, e em 2003, a adaptação cinematográfica ganhou o Grande Prêmio do Júri de filmes dramáticos no prestigiado Sundance Film Festival.

Aqui no Brasil, a editora Conrad lançou o álbum Bob & Hary - dois anti-heróis americanos (Conrad Editora), em parceria com Crumb. Pekar foi arquivista de hospital em Cleveland e crítico esporádico de jazz e passou rapidamente à condição de gênio das HQs modernas. Mais um que vai fazer falta por aqui...

Harvey Pekar na capa da American Splendor

Leia também:
Adeus, Frank Frazetta, mestre do realismo
Falece o criador do boneco Playmobil

« anterior próximo »

Comentários


Não há comentários

Comentar

:

:
: