Publicidade

Jornal do Brasil

Blog do Reinaldo - JBlog - Jornal do Brasil

Yemanjá X Neptuno

O outro título para este blog também poderia ser: gosto de você até debaixo d´água!
Porque hoje, 2 de fevereiro, é dia de Yemanjá. E repito a alegoria que bolei no ano passado: um “caso” entre Yemanjá, a rainha do mar e Neptuno, rei do mar.
yemanja1
Vejam acima o belíssimo “aquático” trabalho do Caribé. E abaixo uma imagem do Google.
Neptuno embaixo agua

Verbete: Yemanjá é a rainha do mar (a da água doce é Yara) e, como toda rainha, tem mais de um nome: Janaína e Inaê — Princesa de Aiocá. Aiocá é o reino das terras misteriosas da felicidade e da liberdade, uma espécie de Pasárgada africana…

E o seu par e contraponto não vem da África: vem do velho Egeu e não têm as suas raízes na religião — e sim na mitologia. É um grego: Poseidon ou Neptuno, rei do mar, filho de Saturno, irmão de Júpiter e Plutão.

Vamos aproximá-los!

E para celebrar essas bodas marinhas, lá vai a alegoria: um banquete multicultural e multitemporal entre os dois.

De entrada: manjar branco, acaçá, peixe de água salgada, bolo de arroz, ebôya, ebô e vários tipos de furá, do tabuleiro da baiana. tapas baianas

Cachaça de Piraí, RG, artesanal. E água (!) mineral sem gás.

A seguir, uma variedade de petiscos que os gregos chamam de “mezédes” — pequenas porções de muitas coisas — como patês para comer com pão de berinjela (melitzanosalata), coalhada com pepino e alho (tzatziki), ovas de peixe (taramosalata); tomates, abobrinhas, pimentões, berinjelas recheados (gemisto) com carne e molho; bolinhos de polvo ou de carne (keftedes); queijo grelhado à milanesa (saganaki); frutos do mar (lulas, camarões, polvo, mariscos); charutinhos de folhas de uva (dolmadakia) quentes ou frios, servidos ou não, com um saboroso molho de ovos com limão (avgolémono) e, claro, a salada grega chamada de xoriátika (tomates, pepinos, finas fatias de cebola, azeitonas, pimentão verde e uma fatia de um forte queijo de cabra e ovelha, o feta, temperada com orégano.
mezdas gregas

Primeiro prato de resistência: o cuscuz de Yemanjá.
cuscuz de Yemanjá

Ingredientes:
Canjica cozida
9 camarões grandes cozidos
Salsinha a gosto para enfeitar

Segundo: o kalamaki de Neptuno.
kalamaki

Ingredientes:
Carne cortada em cubos médios, marinados durante a noite em suco de limão e azeite juntamente com uma pitada de ervas e especiarias gregas como orégano e às vezes tomilho etc. Então é espetados em palitos de madeira, grelhados com uma pitada generosa de sal e pimenta.

Para harmonizar, o excelente vinho branco Assyrtiko, de Santorini.

Compartilhe:
Comentar

Comentar:

?>