Publicidade

Jornal do Brasil

Blog do Reinaldo - JBlog - Jornal do Brasil

A cachaça e o tequila

Durante todo o ciclo da cana de açúcar, do ouro e do café (séculos 17 e até início do 20), a Cachaça foi a bebida do escravo, do negro … do cachaceiro. Por isso, talvez, Cachaça é o vocábulo em português com mais sinônimos (para uns, 2000, para outros, 5000). Tanto que como bem observou Câmara Cascudo no seu livro Preludio da Cachaça, publicado na sua Natal, em 1967, “a cachaça foi a revelação gostosa e catastrófica para os trabalhadores do eito. Ela assegurou, contudo, a sua sobrevivência ficando com o povo”.
alambique e escravos
Do outro lado do oceano, um “irmão” — o tequila, a palavra é masculina, em espanhol — também passou anos como a bebida do mariachi (o seresteiro mexicano), do borracho (bêbado) e do pistoleiro.
Mas esta semana (22-26 de fevereiro 2016), ) o Globo informa que o Brasil e o México anunciaram a conclusão das negociações para o reconhecimento mútuo da cachaça e da (do, masculino, em espanhol) tequila. Um acordo de respeito às respectivas indicações geográficas.
Ou seja, e de novo, a nossa caninha só poderá levar no rótulo o nome – cachaça – se for a brasileira. E contrario sensu, o destilado de agave só poderá ser nominado tequila se for mexicano.
O troço é tão sério que voaram para a Cidade do México para firmar o acordo os ministros do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e o das Relações Exteriores.
Nota: segundo o Conselho Regional da Tequila o valor das exportações para o Brasil em 2015 foi de US$ 8 milhões e as expostações de cachaça para o México, no mesmo ano, de US$ 65 mil.
Até aí, a balança desequilibrada.
Mas a glória, mesmo, (para a cachaça) se deu em abril de 2012, quando a Presidente Dilma aproveitando a visita do Obama ao Brasil, assinou um acordo com o governo dos EUA, pelo qual ambos os signatários reconheciam – de uma lado, que a nossa tão querida cachaça é um produto genuinamente brasileiro e, do outro, que o Bourbon e Tenessee são uísques genuianamente (norte)americanos.
Ou seja, a cachaça chegou ao podium do Rum, da Bagaceira, da Grapa e, agora, do Tequila.
Dilma brinda com Obama Dilma brinda com Obama
Bom, a Cachaça já foi o tema do meu blog de janeiro.
Mas e o Tequila?
É produzido a partir da raiz de uma planta-cactus: AGAVE agave
Encontrada quase em toda o país, a sua origem vem da cidade do mesmo nome, perto de Guadalajara, cuja capital é Jalisco.
E a canção Jalisco é a Cidade Maravilhosa da região. Ouçam como a bonita interpretação na voz de Jorge Negreto.

Que a cana e a agave nunca nos desamparem!

Compartilhe:
Comentar

Comentar:

?>